31 de ago de 2006

50 Maçonaria

*






















AS GOTINHAS DE LUZ DO G.'.A.'.D.'.U.'.

- por Wagner Borges (*)

Que, desde aqueles Planos Celestes, até os vales mais profundos da Terra;
Dos aglomerados galácticos até o fundo dos mares;
Da imensidão da vida até os corações de todos os seres;
Possa descer uma chuva de luz do Grande Espírito.

Que suas gotinhas de compaixão lavem as feridas dos homens.
Que elas limpem as mágoas e dissolvam as emoções tristes.
Que elas cheguem ao centro do espírito, dando-lhe um banho de luz.

Que aquele algo a mais, que não é visto, mas é sentido, possa brilhar em cada ser.
Que a chuva de luz chegue a cada canto, como um encanto lindo.
Que suas gotinhas inspirem os homens para novas canções de vida.

Que, no Céu de todas as egrégoras, do Oriente para o Ocidente, haja mais luz!
Que o Olho da Sabedoria se abra no delta do triângulo luminoso.
Que o Espírito do Cristo abrace todos os construtores e parceiros da vida;
Enchendo de amor os ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

Que, sob os auspícios do Grande Arquiteto Do Universo, os construtores sejam justos!
Que sua chuva de luz lave todo mal e inspire a construção de prédios de luz no mundo.

Que assim seja, no Céu ou na Terra;
Pois o TODO está em tudo!

Que o Olho da Sabedoria mostre a verdade que está no coração de cada um.

Paz e Luz.

(Prece inspirada por um dos amparadores da equipe extrafísica de Ramatís).

P.S.:
Esses escritos foram feitos logo após uma palestra que ministrei numa Loja Maçônica de Curitiba. Ao final da mesma, realizei uma pequena prática de visualização criativa com o grupo presente. Enquanto rolava o lance, percebi pela clarividência um imenso triângulo luminoso (com um olho aberto em sua parte superior) plasmado por cima do templo. Dele emanava uma energia rosa-brilhante, cor bem característica de ondas de amor propagadas, de cima para baixo, abençoando a reunião. Era lindo de se ver e, ao mesmo tempo, emocionante.
E, mais acima dele, no céu, surgiu uma imagem imensa de Jesus com os braços abertos.
O curioso é que coloquei um CD de mantras com uma canção budista, que falava justamente da compaixão, viajando invisivelmente e libertando todos os seres das cadeias do sofrimento.
Ou seja, eu estava num templo maçônico, fazendo uma visualização com uma canção budista, vendo acima, no Astral, um triângulo, com a figura de Jesus mais além e abençoando o lance todo.
Bendita Compaixão, que não vê diferença de sexo, religião ou raça de ninguém, e abençoa a todos incondicionalmente.
Bendita Luz, que não olha a doutrina de ninguém, e que sempre protege a reunião de pessoas ligadas aos objetivos construtivos e benéficos, seja em que grupo for.
Bendito Amor Celeste, que inspira as egrégoras e limpa o coração dos homens.
Bendita Consciência Cósmica, que sempre orienta a manter a mente e o coração abertos na senda dos ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Agradeço aos amigos maçons e aos guardiões espirituais de sua egrégora, que sempre me recebem muito bem quando realizo palestras em seus templos.
E agradeço ao Grande Arquiteto do Universo, por tudo.

Curitiba, 17 de agosto de 2006.

Notas do Texto:

* G.'.A.'.D.'.U.'. - no contexto maçônico é a abreviatura do “Grande Arquiteto Do Universo”; O Supremo; O Absoluto; Deus; O Todo que está em tudo; Aquele que tudo vê.
* Ramatís – sábio mentor espiritual que opera no extrafísico do Brasil orientando a diversos trabalhos espiritualistas de forma universalista.
* O tema da palestra foi sobre as experiências fora do corpo (projeções da consciência, viagens fora do corpo) e as egrégoras espirituais sobre os templos do mundo.
* A palestra foi realizada na Loja Verdadeira Luz - Número 117, que realizou a mesma em sessão conjunta com a Loja Dezenove de Novembro - Número 87.
* Para ver outros escritos no contexto maçônico, ver o texto “Viajando na Pulsação do Coração do Grande Arquiteto Do Universo”, em minha coluna da revista on line do site do IPPB – www.ippb.org.br
* Egrégora (do grego “Egregorien”, que significar “velar”, “cuidar”) - É a atmosfera coletiva plasmada espiritualmente num certo ambiente, decorrente do somatório dos pensamentos, sentimentos e energias de um grupo de pessoas voltado para a produção de climas virtuosos no mundo.
É a atmosfera psíquica resultante da reunião de grupos voltados para trabalhos e estudos baseados na LUZ. Pode-se dizer que toda reunião de pessoas para a prática do Bem e da Virtude (independentemente de linha espiritual) forma uma egrégora específica, uma verdadeira entidade coletiva luminosa, à qual se agregam várias outras consciências extrafísicas alinhadas com aquela sintonia espiritual para um trabalho interdimensional.
Provavelmente foi por isso que Jesus ensinou: "Onde houver dois ou mais em meu nome, aí eu estarei."
Muitos dizem que não se deve misturar egrégoras de trabalhos diferentes, porém, quando o Amor se manifesta, desaparece qualquer ideologia doutrinária, e só fica o que interessa: a LUZ.
O dia em que os homens despertarem para climas mais universalistas e cosmoéticos, com certeza esse mundo será melhor de viver.
Viva a LUZ, pouco importa o nome, o grupo ou a doutrina que fale dela. E viva os mentores espirituais que ajudam a todos, independentemente de credo, raça ou cultura esposada.

(*) Wagner Borges, projetor-pesquisador, sensitivo, espiritualista e conferencista.
*
Colaboração:
Ir.’. Afonso Hoschriter - GLESP - São Paulo-SP – Brasil
*
Ao Ir.’. Afonso Hoschriter meus agradecimentos pelo envio desta linda e tocante mensagem.
TFA Ir.’.Leal
*
*
***

50 Você é meu Amigo!

*






















Você é meu amigo!

Você me dá do seu tempo.
Você me ouve - e me escuta sem que
me sinta julgado.
Você faz com que eu me lembre, rapidamente,
de que tenho qualidades.
Você me ajuda a me curar quando estou sofrendo.
Você me diz a verdade quando ela é útil;
não me diz a verdade quando ela não me ajudará.
Você me mostra, pelo seu comportamento,
tom de voz e sorriso, que é importante para você
que me sinta seguro, confortável, à vontade.
Você me mostra que fica triste quando fere
os meus sentimentos; você permite que eu
mostre que lamento quando firo os seus.
Você não abusa de mim. Nunca. Assegura-se
de que eu saiba que procura proteger-me.
Você me faz pequenas surpresas.
Você encontra palavras que ressaltam
o que há de melhor em mim.
Você me deixa chorar quando tenho necessidade.
Você me encoraja a lhe dizer a verdade
e a admitir quando estou com medo.
É verdade, você é meu amigo e eu preciso de você.

Autor não Identificado
*
*
***

52 Eu Te Amo

*









Os diversos caminhos para dizer "eu te amo"

Por Roberto Shinyashiki

O ser humano só pode existir em paz consigo mesmo se puder se relacionar com uma pessoa a quem diga, com palavras e gestos, "eu te amo" e de quem ouça com total sinceridade: "Eu também te amo".

Amar supõe evoluir todos os dias e conhecer o outro cada vez melhor

Mas amar supõe evoluir todos os dias, conhecer o outro cada vez melhor, construir com ele um lugar no mundo em que as pessoas, ao entrar, sentirão que ali existe vida, carinho sincero, vontade de acertar.

Nos momentos de crise ou de mágoa, dizer "eu te amo" ao parceiro é ter a coragem de lhe dizer que ele fez algo de que você não gostou. Nos momentos de alegria e êxtase, dizer "eu te amo" é saber compartilhar essa alegria com quem você ama, abrindo seu coração sem reservas. Nos momentos de dor, dizer "eu te amo" é talvez não dizer nada, mas deixar evidente ao outro que você está ao seu lado aconteça o que acontecer. Nos momentos em que você perceber que errou, a melhor maneira de dizer "eu te amo" é simplesmente dizer: "Desculpe pelo meu erro". Nos momentos em que o outro errou, e está triste porque cometeu o erro, a melhor maneira de dizer "eu te amo" é se aproximar lentamente dele, colocar a mão em seu ombro e dizer suavemente: "Tudo bem, já ficou para trás".

Amar pode dar certo é a frase mais simples possível para traduzir a convicção de que nascemos para amar e ser amados, e que nossa felicidade consiste em realizar essa missão.

Todos os seres humanos possuem um grande objetivo na vida: viver em estado de pleno amor. Talvez poucas pessoas estejam conscientes da importância que o amor tem ou pode ter em sua existência. Alguns vivem o amor em sua plenitude pelo simples fato de dispor dele em abundância. Aprenderam a amar, a se entregar ao ser amado e a estabelecer relacionamentos criativos.

Permita-se assumir o risco de demonstrar seu amor, mesmo que a outra pessoa não vá aceitá-lo, porque amar alguém não é um problema nem um defeito; é uma virtude. Se ela não aceitar o seu amor, o problema não é seu, pois, uma vez que você descobriu o jeito de amar, ficará faltando apenas encontrar um companheiro para a viagem a dois.

Olhar para o passado é importante. Quem não sabe de onde veio e o que fez também não sabe para onde vai e o que vai fazer. Mas eu gostaria, sobretudo, que você olhasse para o seu presente, para a pessoa que está ao seu lado, e repetisse em seu coração alguma frase ou idéia que achou mais importante dentre tudo o que leu aqui.

Se você está só, abra o seu coração, coloque um sorriso no rosto, retome o brilho nos olhos e acredite que a vida lhe prepara maravilhosas surpresas. Tenho a esperança de que com esta nossa conversa você tenha conseguido mais energia e inspiração para desfrutar melhor o amor, uma realidade valiosa demais para ser banalizada.

E lembre-se: você é o autor da sua vida e é capaz de escrever uma história de amor muito linda, na qual receba e dê muito amor. Saiba sempre que amar pode dar certo, desde que você cuide do amor com muito carinho e sabedoria.

O amor é eterno e maravilhoso em sua essência, capaz de realizar as mais importantes transformações em um ser humano, mas as pessoas atualmente se machucam muito porque não aprenderam a amar de uma forma plena.

O problema não está no amor. O ser humano não consegue ser feliz sozinho. Desistir de amar é deixar de lado uma parte fundamental da própria vida, e por isso mesmo é triste ver tantas pessoas tratarem o amor com desprezo, acharem as manifestações de romantismo algo feio e, principalmente, desistirem de viver um grande amor.

Chega de pessimismo!

Vale a pena amar, acreditar no amor, entregar-se ao amor. O otimismo no amor significa acreditar que, apesar de todas as dificuldades, o amor satisfaz os nossos mais profundos desejos de compreender e ser compreendido, de valorizar e ser valorizado, de dar e receber. Por favor, acredite sempre no amor e respeite a sua vocação para amar e ser amado.

Estou torcendo por você.

Roberto Shinyashiki é psiquiatra, escritor e conferencista
*
Fonte: http://www1.uol.com.br/vyaestelar/eu_te_amo.htm
Colaboração:
Klyvian Flores Camargo Leal - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 A Família Humana

*











Família Humana

"A regra de ouro consiste em sermos amigos do
mundo e em considerarmos como uma toda a família
humana. Quem faz distinção entre os fiéis da
própria religião e os de outra, deseduca os
membros da sua religião e abre caminho para o
abandono, a irreligião."

"O amor é a força mais abstrata e também a mais
potente que há no mundo."

Gandhi
*
Colaboração: Luciano Almeida Peruci – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

29 de ago de 2006

52 O Instinto

*






















O Instinto

Encontrei 74 vezes a palavra "instinto" no Livro dos Espíritos.
Kardec fez foco neste assunto.

Aqui estão alguns apontamentos referentes à pesquisa que realizei em 2003 sobre o Instinto.

Livro dos Espíritos Publicado em: 1857
Allan Kardec aos 53anos. (1804-1969)
*
1a. Parte: Das Causas Primárias
2a. Parte: Do Mundo Espírita ou Mundo dos Espíritos
3a. Parte: As Leis Morais
4a. Parte: . Das Esperanças e Consolações
*
1a. Parte: Das Causas Primárias
Capítulo IV Princípio Vital
Item III. Inteligência e Instinto

Questão 73 (página 63)
O instinto independe da inteligência?
R: "Precisamente, não, por isso que o instinto é uma espécie de inteligência: é uma inteligência sem raciocínio, pela qual todos os seres provêm às suas necessidades."
*
Livro: A Presença de Deus
Autor: Richard Simonetti
Tema: Software Para a Eternidade - pág. 135

• Um dos inventos mais prodigiosos, do século é o computador;
• O computador está presente nos lares, nas comunicações, veículos;
• Cálculos relacionados com a astronomia demandam meses;
• Johannes Kepler levou 4 anos p/calcular órbita de Marte;
• O computador hoje calcula em 4 segundos;
• O computador fala e ouve;
• O computador não tem inteligência;
• Só faz o que mandamos, segundo as características do soft;
• Software forma um sistema de rotinas e funções;
• O instinto: é uma programação para os seres vivos:
conservação, reprodução, prole, hábitat, sociedade;
• Nenhuma espécie animal precisa de orientação para acasalar;
• As aves migratórias viajam milhares de km todo ano;
. Na Piracema, os cardumes vão para a nascente dos rios;
. Quem orienta as aves e os peixes? R: ninguém;
. Eles obedecem a um software da sua consciência embrionária;
• (Leal - glândula Píneal - hormônios do tempo);
. Em algumas espécies há o instinto gregário;
• A sociedade das abelhas;
• Sociedade organizada: operárias, guerreiras, rainha;
• As abelhas não tem políticos, obedecem ao software embrionário;
• Característica marcante das espécies: a imutabilidade relativa;
• Exemplo: as baratas, são fósseis vivos, vivem há milhões anos;
• A programação de cada espécie é um segredo guardado nos Genes;
• Os Espíritos Superiores têm acesso ao "Painel de Controle";
• O homem começa a interferir na intimidade dos Genes;
• Projeto Genoma - decodificação do DNA;
• O homem poderá alterar característica;
• O problema está nas suas motivações $ e competência;
• O homem cuida de interesses imediatistas;
• Homem, aprendiz de feiticeiro - forças que desconhece;
• O homem age institivamente, dando vazão a inferioridade;
• É chegado o tempo de deixarmos o comportamento institivo;
• O comportamento institivo, próprio da infância espiritual;
• É preciso promover as transformações íntimas que façam resplandecer nossa natureza espiritual como filhos de Deus.

"Tem assim o homem duas naturezas: pelo corpo, participa da natureza dos animais, cujos instintos lhe são comuns: pela alma, participa da natureza dos Espíritos." Allan Kardec

''O instinto não raciocina; a razão permite a escolha e dá ao homem o livre-arbítrio."

"O instinto varia em suas manifestações, conforme às espécies e às suas necessidades."

"Também há Espíritos que são bons ou maus desde a origem, com a diferença capital de que a criança tem instintos já inteiramente formados."
.
Encontrei 74 vezes a palavra "instinto" no Livro dos Espíritos. Kardec fez foco neste assunto.

Curso de Psicobiofísica:
"Quando falamos de comportamento no reino animal, ele é primariamente devido ao instinto, pode se fazer uma correspondência biunívoca entre o instinto e o gene.

O evangelho segundo o espiritismo tem um frase que diz o seguinte:
"O sangue resgata o espírito, e o espírito resgatará o homem da matéria".
*
Documento original do Leal: WPD03011615.45y 16/01/2003
*
Caro leitor deste blog.
Agradeço sua presença e solicito sua colaboração.
Você pode opinar sobre o Instinto?
Você tem sugestões de onde mais informação possa ser colhida?
Estes apontamento te foram úteis?
Muito obrigado,
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

28 de ago de 2006

52 Relacionamentos

*











RELACIONAMENTOS

“Talvez um dos maiores desafios nos relacionamentos é não se deixar influenciar pelas negatividades.
Absorver as fraquezas dos outros significa acumular desperdício dentro de mim. Se deixo entrar algo que não me pertence, uma batalha interna é travada e minha virtude se vê afetada.
Para manter a economia nos relacionamentos preciso trabalhar como o garimpeiro, que em sua busca incansável sempre encontra ouro no casca-lho.
Preserve sua virtude e descubra a virtude nos outros”
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Luz

*











LUZ

“Não existe nenhum instrumento capaz de produzir escuridão.
Ela é simplesmente a ausência de luz. Um sinal de que algo está faltando. Ou uma névoa que está impedindo uma visão mais clara da situação. Mas a luz para iluminar o caminho está bem próxima: dentro de nós. Somos seres de luz. Quando conseguimos acender a percepção das nossas qualidades, todo o cenário se transforma.
A vida adquire novas nuances. A alma humana se inunda de beleza”
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Auto-estima

*











AUTO-ESTIMA

“A especialidade geralmente fica escondida sob a sujeira.
Precisamos acreditar nisso. Esculpir faz poeira; construir faz entulho; pintar faz borrões. Toda a criação cuidadosa envolve muito desperdício, porque também é a hora de encontrar a força que nunca nos deixou. Quando não somos como gostaríamos de ser, não deveríamos nos maltratar.
Quando estamos à beira da mudança, precisamos, sobretudo, admirar a nós mesmos”
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Serenidade

*












SERENIDADE

“A serenidade real não é tão visível na face como nos olhos. Ninguém pode evitar ser sacudido, mas ser provocado e ainda manter-se capaz de mergulhar e tocar sua própria força, isto é mostrado somente através dos olhos. Quando uma pedra é jogada na vida de tal pessoa – uma crítica, um problema, um desafio – só a superfície fica agitada, nada mais”
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Enfrentar

*











ENFRENTAR

“Para aqueles que são fortes os desafios são a própria razão da existência. Enfrentá-los não significa lutar contra a vida, mas sim aprender com ela.
Basta ter coragem para dar o primeiro passo e tudo irá conspirar a seu favor.
O mundo está precisando de pessoas que encarem as situações e façam logo o que precisa ser feito”
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Uma Palavra

*










UMA PALAVRA

Desafiado por seus discípulos a definir todo o seu código de ética numa só palavra, o sábio Confúcio respondeu com a humildade dos sábios:
- Não seria esta palavra RECIPROCIDADE?
Uma só palavra – e tão significativa!
Uma palavra pode acender um sorriso ou arrancar lágrimas.
Uma palavra pode mobilizar um exército ou serenar um coração aflito.
Uma palavra pode ser a diferença entre o sonho e a realidade.
Entre o amor e o ódio.
Entre a vida e a morte.
Dita com ternura, escrita com veneração, uma palavra pode ser sublime.
Lançada como flecha, pode ser letal.
É imenso o poder da palavra
Fonte: BRAHMA KUMARIS
www.bkumaris.com.br
*
*
***

52 Na Exaltação do Amor

*










NA EXALTAÇÃO DO AMOR

A folha ressequida que cai, anônima, do pedúnculo em que nasceu, é bem o símbolo do poder oculto de Deus em a Natureza.
Poder que é força, vida e amor...
Quem a recolheu?
O Sol? Não. O Vento? Não. O Homem? Não.
A folha desceu por si mesma, segundo os ditames preestabelecidos pelas leis gerais do Universo, para o seio fecundante da Terra que a transforma em novo elemento no laboratório da incessante renovação.
Assim também se movem as criaturas e os destinos.
A folha cai... Os mundos caminham... O homem evolve...
Brilha o Sol, naturalmente, mantendo a Família Planetária nos domínios da Casa Cósmica.
Avança o Vento, sem esforço, nutrindo a euforia das plantas.
Em princípios de soberana espontaneidade, constrói o Homem a própria existência.
Saber não é tudo.
Só o amor consegue totalizar a glória da vida. Quem vive respira. Quem trabalha progride. Quem sabe percebe. Quem ama respira, progride, percebe, compreende, serve e sublima, espalhando a felicidade.
Siga, pois, seu roteiro, louvando o bem, esquecendo o mal e edificando sem repouso.
Se o caminho é áspero e sombrio, prossiga com destemor.
Lembre-se de que na vanguarda há mais amplo local para a sua esperança.
Busque ouvir a mensagem do amor, onde passe.
Estude amando.
Responda aos imperativos da evolução, amando onde esteja.
Atenda ao semelhante, amando com alegria.
Satisfará, em tudo, a você mesmo, amando sempre.
Na marcha ascendente para o Reino Divino, o Amor é a Estrada Real. As outras vias chamam-se experiências que a Eterna Sabedoria, ainda por amor, traçou à grande viagem das almas para que o espírito humano não se perca.
Antes de você , o amor já era.
Depois de você, o amor será.
Isso, porque o Amor é Deus em tudo.
Viva, assim, a vida, amando-a para entendê-la.
Viver e amar...
Amar e compreender...
Compreender e viver abundantemente.
Ângulos de uma verdade só – a Vida Eterna.
No entanto, viver sem amar é respirar sem trabalho digno; querer com exclusivismo entontecente é contemplar situações e circunstâncias com apriorismos que geram a enfermidade e a morte.
Se você sabe, portanto, o que é viver, porque não vive?
Só vive realmente quem ama.
Só ama efetivamente quem age para o bem de todos.
Só age, sem dúvida, para o bem de todos, quem compreende que o amor é a base da própria vida.
Fora dessa verdade, há também movimento e ação, mas movimento e ação de sombra que tornará fatalmente à luz em ciclos determinados de choro, provação e martírio.
Nada novo, sempre a Lei, que funciona compassiva, mas inexorável, restituindo a cada sementeira a colheita certa.
Comande a embarcação de seu destino e não atribua a outrem os erros que as suas mãos venham a cometer.
De você mesmo depende a própria viagem.
Instrua a você, sem procurar encobrir, ante a própria consciência, as faltas que lhe arrojam a alma ao desencanto ou ao agravo das próprias necessidades do espírito.
Ainda que a noite lhe envolva o passo, alente, no imo do ser, o dia eterno da fé.
Não se confie ao sabor da invigilância, para que a invigilância não lhe arraste a existência ao sabor do sofrimento.
Antes de nós, o Universo era o Santuário da Glória Divina.
Lembremo-nos, pois, de que Deus nos criou para acrescentar-Lhe a grandeza.
Não Lhe diminuamos o esplendor, cultivando a treva...
Enganaremos a forma.
Jamais enganaremos a vida que palpita, triunfante, em nós mesmos.
Aprenda a buscar aquilo de que você carece no próprio aperfeiçoamento, antes que alguém lho ensine a preço de aflição.
Busque o roteiro exato, antes que outros se lhe ofereçam, no dia de sua perturbação, para guias de sua dor.
Força é poder. Idéia é força.
Mas só o amor condiciona o poder para a vitória da luz.
Ame e caminhe. Caminhe e vença.
Anote hoje os seus movimentos, no ritmo do trabalho e da oração, e o amanhã surgirá com brilho sempre novo.
Sorria para os lances mais difíceis da estrada e os panoramas próximos e remotos descerrar-se-ão sorrindo à sua alma.
Não pare senão para refazer o fôlego atormentado.
Mais além, é a estrada do destino.
Não escute o murmúrio das sombras senão para socorrer as vítimas do mal, a fim de que os gemidos enganadores do nevoeiro não lhe anestesiem o impulso de elevação.
A fraternidade ser-lhe-á o anjo-sentinela entre os pântanos da amargura.
Cante o poema da caridade, seja onde for, e as criaturas irmãs, ainda mesmo quando algemadas ao crime, responder-lhe-ão com estribilhos de amor.
Guarde compaixão e a paz ser-lhe-á doce prêmio.
Exemplifique a fé que lhe honra a inteligência e o mundo abençoar-lhe-á todas as palavras.
Amanheça cada dia no serviço que lhe compete e o dever retamente cumprido manterá você, invariavelmente, na manhã luminosa da vida.
Antes de amparar a você, ampare aqueles que, desde muito, suspiram pela migalha de seu amparo.
Antes de nossa vontade, a vontade do Senhor.
Antes do bem para nós, o bem necessário aos outros.
Seja para você a justiça que observa e corrige e seja para o irmão de jornada a bondade que ajuda e absolve sempre.
Sobretudo, guarde a certeza de que o amor se amoldura na humildade que nunca fere.
Coloque você em último lugar e a vida encarregar-se-á de sua própria defesa em qualquer parte.
Ainda mesmo com sacrifício, sob chuvas de fel e gritos de calúnia, renda diariamente o seu culto ao amor e o amor na própria vida brilhará em sua alma, convertendo-a em estrela para a Glória Sem-Fim.

Texto extraído do livro “O ESPÍRITO DA VERDADE”
Médium: Chico Xavier
Espírito: André Luiz
Editora: FEB

Fonte: http://www.livrarianossolar.com.br/index-artigo.htm
*
*
***

52 Dinheiro

*











O dinheiro e a felicidade

O grande Dr. Augusto Cury, da Academia da Inteligência , diz o seguinte:

O dinheiro pode nos dar conforto e segurança, mas ele não compra uma vida feliz, nunca!!
O dinheiro compra a cama, mas não o nosso descanso...
Compra bajuladores, mas não amigos...
Compra presentes para uma mulher, mas não o seu amor...
Compra o ingresso da festa, mas não a alegria...
Paga a mensalidade da escola, mas não produz a arte de pensar
Precisamos conquistar aquilo que o dinheiro não compra.Caso contrário, seremos miseráveis, ainda que milionários...

Colaboração: Silvana Rasmussen – Taubaté-SP – Brasil
*
*
***

27 de ago de 2006

52 Gandhi

*












Ira Controlada

"Aprendi através da experiência amarga a suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo."
*
Fonte: http://www.filhosdegandhy.com.br/
Colaboração: Luciano de Almeida Peruci - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Dalai Lama 03

*











Pensamentos

Autor: Dalai Lama

“Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior.

Estas atitudes se refletirão em mudanças positivas no seu ambiente familiar.
Deste ponto em diante, as mudanças se expandirão em proporções cada vez maiores.
Tudo o que fazemos produz efeito, causa algum impacto.”

“Um maior grau de tranqüilidade interior é fruto do crescimento do amor e da compaixão.”

“A felicidade é um estado de espírito. Se a sua mente ainda estiver num estado de confusão e agitação, os bens materiais não vão lhe proporcionar felicidade.
Felicidade significa Paz de Espírito.”

“A felicidade que buscamos só pode ser alcançada pela purificação de nossas mentes.”

“Se uma pessoa tem realmente um profundo interesse em crescer espiritualmente, a prática da meditação é imprescindível. É a chave para isso.”
*
Colaboração: José Luiz Gonçalves - Miami-FL - EUA
*
*
***

52 A Palavra

*





















Palavras

“Da mesma boca procede bênção e maldição” (Tiago 3:10)

Nunca te arrependerás:
Emmanuel / Chico Xavier

De haver ouvido cem frases, pronunciado simplesmente uma
ou outra pequenina observação.
De evitar o comentário alusivo ao mal, qualquer que seja.
De calar a explosão da cólera.
De preferir o silêncio nos instantes de irritação.
De renunciar aos palpites levianos nas menores controvérsias.
De não opinar em problemas que não te digam respeito.
De esquivar-te a promessas que não poderias cumprir.
De meditar muitas horas sem abrir os lábios.
De apenas sorrir sempre que visitado pela desilusão ou pela amargura.
De fugir a reclamações de qualquer natureza.
De estimular o bem sob todos os prismas.
De pronunciar palavras de perdão e bondade.
De explanar sobre o otimismo, a fé e a esperança.
De exaltar a confiança no Céu.
De ensinar o que seja útil, verdadeiro e santificante.
De prestar informações que ajudem os outros.
De exprimir bons pensamentos.
De formular apelos ‘a fraternidade e a concórdia.
De demonstrar benevolência e compreensão.
De fortalecer o trabalho e a educação, a justiça e o dever, a paz e o bem, ainda mesmo com o sacrifício do próprio coração.
Examina o sentido, o modo e a direção de tuas palavras, antes de pronunciá-las.
Da mesma boca procede bênção ou maldição para o caminho.
*
Colaboração: José Luiz Gonçalves - Miami-FL - EUA
*
*
***

52 Tao Te King

*










Tao Te King - (Lao Tse)

Aquele que conhece os outros é sábio.
Aquele que conhece a si mesmo é iluminado.
Aquele que vence os outros é forte.
Aquele que vence a si mesmo é poderoso.
Aquele que conhece a alegria é rico.
Aquele que conserva o seu caminho tem vontade.

“Seja humilde, e permanecerás íntegro.
Curva-te, e permanecerás ereto.
Esvazia-te, e permanecerás repleto.
Gasta-te, e permanecerás novo.”

“O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo,
ninguém no mundo pode competir com ele.”
*
Colaboração: José Luiz Gonçalves – Miami-FL – EUA
*
*
***

52 Aonde Vamos?

*











*
Jesus, para aonde vamos os cristãos?

Autor: Antonio Roberto Vieira - São Paulo-SP - Brasil

Em nossa casa espírita mais uma turma de aprendizes do evangelho se formava. A seara do mestre recebia novos trabalhadores.

Um aluno muito estudioso e participativo aproxima-se de nosso grupo e pergunta: Vocês sabiam que Jesus era membro de uma sociedade secreta? Sem nos dar tempo de manifestar, nos fala sobre os essênios, suas vidas austera e dedicada
ao próximo, detentores de vasta rede de comunicação e informações antes herméticas, que só hoje o espiritismo começa a revelar, informa que a muito esperavam pelo Messias que diferentemente dos demais Judeus não só identificaram o mestre como colaboraram com ele durante toda a sua missão.

Que João Batista foi o companheiro designado pelo alto em suas andanças pelo mundo de então, Egito, Índia, Pérsia,
Tibet, Nepal, China, Paquistão, Turquia, etc.

Que segundo uns o mestre não teria morrido na cruz, teria sobrevivido e constituído família na Índia e Nepal onde é considerado ainda hoje como o grande profeta “Issa” .

Que há dezenas de envangelhos considerados apócrifos, que os escolhidos pela igreja foram maquiados para atender aos
interesses políticos de então.

Que após o reconhecimento do Cristianismo como religião oficial a igreja tinha que mostrar um Jesus mártir e sofredor, milagreiro, mágico, político, valente afrontador e as vezes violento, mostrando a “força”da religião e do poder do clero; e ai daqueles que fossem contra os marketeiros da igreja.

Que o verdadeiro Jesus foi sendo afastado justamente daqueles a quem ele veio.
Que o Vaticano tem documentos que se contrapõe aos evangelhos oficiais.

Que os documentos do Mar Morto foram encontrados num convento de pedra (QUNRAN) descoberto em 1947 e que falam da vida de Jesus antes e depois do que conhecemos.

Que jornalistas do New York Times noticiaram na época que o cristianismo tem seu berço em Qunran, que essênio e cristão é a mesma coisa, que vários padres do cristianismo recém instituído denunciaram o proposital encobrimento das manifestações dos espíritos contido nos evangelhos e por isso foram anematizados ( ver anátema contra Origenes), etc, etc, etc.

Nos apresentou uma vasta lista de livros e autores que documentava tudo isso, ainda informou – nos que para outros Jesus seria o comandante galáctico de seres superiores em desenvolvimento e moral que atendendo a instâncias divinas
dirigiu o desenvolvimento da vida em nosso planeta; que outros ainda consideram o nosso planeta uma penitenciária onde somos remanescentes de uma sociedade rebelada de planetas, que fomos confinados aqui para expurgarmos nossas dividas, nos render ao amor e sermos integrados novamente pelas mãos do mestre ao convívio das sociedades interplanetárias e galácticas.

Na certeza de Ter nos impressionado despede – se.

Essas observações longe de nos escandalizar demonstrou que o véu está sendo levantado, mas a que custo? Estamos focados e iluminando? Ou apenas ofuscando?

“o escândalo há de vir, mais ai de quem por ele vir”

Isso não deveria ser absorvido homeopaticamente como recomenda a fidelidade doutrinária?

Será que nós também não fazemos isso no nosso cotidiano, empurrando a doutrina guéla abaixo daqueles que se aproximam de nós?

Por isso que reconhecemos a genialidade, o método, a concisão de Kardec, que sabendo muito mais do que deixou
registrado focou o Jesus amoroso onde os aspectos da moral do Cristo são a tônica do evangelho segundo o espiritismo, e que ninguém discute.

Por isso fazemos a pergunta que tantos já fizeram: Nossos conhecimentos estão transformando nossos espíritos, melhorando nosso comportamento, nossas ações?

Já definimos nossa missão como seres humanos?

Estamos capacitados ou nos capacitando para essa missão?

Estamos conscientes das nossas crenças e valores?

Estas estão alinhadas com a nossa “visão”de Deus?

Estamos alinhados com os ensinamentos de Jesus?

Somos cristãos?

Nossas respostas nos dirão se estamos praticando ou não os ensinamentos do Cristo, pois como disse Kardec : fora da
caridade não há salvação.

Salvai–nos ó Jesus dos falsos profetas e ajuda–nos a avaliar as informações que nos chegam.

Colaboração do C.E.A.E. do Parque do Carmo - São Paulo-SP - Brasil.
*
*
***

26 de ago de 2006

52 O Tempo que Foge

*












O Tempo que Foge
(Ricardo Gondim)

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para
viver daqui para frente do que já vivi até agora.
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de
jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas
percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não
quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos
tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus
lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não
participarei de conferências que estabelecem prazos
fixos para reverter a miséria do mundo.

Não vou mais a workshops onde se ensina como converter
milhões usando uma fórmula de poucos pontos. Não quero
que me convidem para eventos de um fim-de-semana com a
proposta de abalar o milênio.

Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para
discutir estatutos, normas, procedimentos parlamentares
e regimentos internos. Não gosto de assembléias
ordinárias em que as organizações procuram se proteger
e perpetuar através de infindáveis detalhes
organizacionais.

Já não tenho tempo para administrar melindres de
pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em
reuniões de "confrontação", onde "tiramos fatos à
limpo".

Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo
majestoso cargo de secretário do coral.

Já não tenho tempo para debater vírgulas, detalhes
gramaticais sutis, ou sobre as diferentes traduções da
Bíblia. Não quero ficar explicando porque gosto da Nova
Versão Internacional das Escrituras, só porque há um
grupo que a considera herética. Minha resposta será
curta e delicada: - Gosto, e ponto final!

Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: "As
pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos". Meu
tempo tornou-se escasso para debater rótulos.

Já não tenho tempo para ficar explicando aos medianos
se estou ou não perdendo a fé porque admiro a poesia do
Chico Buarque e do Vinicius de Moraes; a voz da Maria
Bethânia; os livros de Machado de Assis, Thomas Mann,
Ernest Hemingway e José Lins do Rego.

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de
gente humana, muito humana; que sabe rir de seus
tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera
eleita para a "última hora"; não foge de sua
mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e
deseja andar humildemente com Deus.

Caminhar perto delas nunca será perda de tempo.
*
Colaboração: Mário Leal Filho - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

25 de ago de 2006

66 Langerton

*






















QUEM É LANGERTON NEVES DA CUNHA?

“NOSSO QUERIDO VÔ”.

Nasceu no dia 8 de Janeiro de 1.929, na cidade de Jubaí, localizada no Triangulo mineiro, Estado de Minas Gerais. Filho de Paulino Domingos da Cunha e Neves Maria dos Santos. Casado com a Sra.Ana Santos da Cunha, que lhe agraciou o lar com duas filhas: Paula Menezes Santos da Cunha Campos e Emilia Andréia Santos da Cunha Gomide. Vários filhos adotivos completam a família.
Langerton nasceu médium. Aos sete anos, teve manifestas as faculdades mediúnicas de tal modo, que aos oito anos começou os deveres espirituais dentro da Doutrina Espírita. Com dezoito anos, tomou-se médium curador e, assim, foi desenvolvendo outras, até que, a partir de 1.959 sob a orientação de Eurípedes Barsanulfo, tomou-se médium espírita receitista fitoterapeuta, isto é, mediante a prescrição de princípios ativos de plantas medicinais, continuou esse importante trabalho, prestando e fornecendo exclusivamente de graça. Cultivava ele uma horta herbática de plantas medicinais na Vila "Cantinho Espírita" em Peirópolis, distrito de Uberaba – MG, onde residiu e trabalhou.
Mantinha correspondência em muitas partes do Brasil e de diversos
outros países.
A perserverança de Langerton era admirável: com chuva ou sol, Alegre ou triste, sadio ou doente, com problemas ou não, ele cumpria à risca o seu intenso calendário de atividades. Viajava para atender e atendia em Peirópolis. Os muitos Janeiros não o curvavam, pois, sempre com a coluna ereta, caminhava sem esmorecer, falava pouco e fazia muito...

Fundou e dirigiu o CENTRO ESPÍRITA "EURIPEDES BARSANULFO",
com sua sede na Vila "Cantinho Espírita" em Peirópolis. Ali, realizava os trabalhos espirituais, à noite. Os trabalhos de cura, passe e as atividades mediúnicas de psicografia e leituras evangélicas.
Depois de encerrados os trabalhos, todos eram convidados por ele a tomar o famoso chazinho de alfavaca...
A Vila Cantinho Espírita tinha em sua estrutura, o Albergue Noturno, Internato Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, Casa da sopa Paulino Domingos da Cunha e o Museu Paleontólogo na Praça Florêncio e Agostinho, o Lar dos Apóstolos, na Av. Doze Apóstolos, a Horta Herbática nos fundos do lar, uma dependência para armazenar doações, as casas de suas duas filhas e sua residência ao lado do Centro Espírita.
Alguns casos: certa vez, Chico vendo a dificuldade das pessoas para descer por sobre as raízes das árvores na av. Doze Apóstolos, disse, o compadre precisa fazer uma escada para ficar mais fácil a descida. E foi feito, imagine a coincidência, pronta a escadaria, que tem 57 degraus, somando os números (5+7=12);
Sentado em um tronco fossilizado, de mais de 80 milhões de anos, o Chico disse, compadre, neste exato ponto (topo da escada) da av. Doze Apóstolos tem uma ligação direta com a Colônia Nosso Lar no Plano Espiritual.
O sr. Langerton era (na vida material) professor, um mestre no trato com as plantas e preparou muitos alunos na fitoterapia. Fundou a "Caravana Arco-Íris e implantou boticas em todo território brasileiro e em cinco paises: Alemanha, Holanda, Portugal, Maputo (na África) e Cuba; todos levando a bandeira do mestre Eurípedes Barsanulfo e muito bem defendida por Langerton. Os alunos do Vô Langerton foram denominados pelo Chico de "Os arqueiros do amor" da Caravana Arco-Íris.

MEDIUNIDADE DE LUZ

O Sr. Langerton recebeu em Peirópolis a visita de dois cidadãos europeus e seu intérprete querendo por toda maneira uma fórmula fitoterápica, mas o Vô jamais negociou a Fitoterapia, tinha sempre o lema: a natureza nos agracia com as plantas, os espíritos nos orienta como utilizar, e com a nossa mediunidade, servimos em nosso aprendizado.
Mas devido à insistência dos cidadãos, o Sr. Langerton disse: “Bem, nesse caso, tem que pedir uma autorização para o Dr. Adolfo Bezerra de Menezes e o mestre Eurípedes Barsanulfo. Os homens entraram depressa no carro e disseram: “dê-nos o endereço, que lá iremos”, “mas é um pouco distante”, disse o Vô, então retrucaram, “mesmo assim queremos”.
Bem.. eles estão além Marte, Vênus, Plutão, Saturno... em outra esfera, sorrindo salientou: “terão que viajar na velocidade da luz pelo menos 8 anos terrestres”.
Outra vez, estava o Vô, na Praça Florêncio e Agostinho, em frente ao albergue, debaixo da mangueira ali existente, dando aula de fitoterapia aos seus alunos, todos sentados ao chão, quando 2 cientistas alemães e seu intérprete que pediu para falar com mister Langerton. Ele pediu para aguardar um momento; como a espera se estendeu um pouco, pediram novamente para chamar o mister Langerton. O Vô falou: “uai! tenham calma que vocês estão falando com ele”, (eles imaginaram que fossem encontrar um homem todo alinhado, ostentando a polidez de um acadêmico, mas encontraram um matuto da roça de chinelo nos pés e de um palavreado simples e um conhecimento extraordinário sobre a fitoterapia) foram convidados para aproximarem do grupo. A aula continuou, o intérprete relatava tudo que ouvia aos cientistas e no final, estavam sentados no chão junto com os alunos, e voltaram ao seu país, satisfeitos com o que vieram aprender.

LANGERTON E O GRUPO DA PRECE

Além das atividades na Vila Cantinho Espírita, todos os sábados durante 30 anos ininterruptos, ele estava pronto em seu posto no grupo da prece de Francisco Cândido Xavier em Uberaba - MG, no trabalho que desempenhava com muito amor e dedicação.
Trabalhador incansável na seara de Nosso Senhor Jesus Cristo, exercitando e exemplificando os ensinamentos do mestre, em todos os sentidos.
Às vezes só retornava para Vila Cantinho Espírita às 6 hs. da manhã, felizes pelo dever cumprido.


“ACRÓSTICO DOS FITOTERAPEUTAS”

Formados na academia da Natureza, nos
Ideais e objetivos comuns
Trabalhadores incansáveis na Seara Bendita
Ostentando a Bandeira do Amor
Tirando das plantas a seiva que cura
Espalhando a paz com alegria
Retirando dos necessitados a dor
Amenizando os corações cansados
Pelas mãos dadivosas na manipulação
Irradiando luz nas gotas que salva
Amparando sempre no Amor do mestre Jesus

LANGERTON NEVES DA CUNHA
(08/01/1929 – 04/04/2003)
*
Colaboração: Manoel Mateus Sobrinho - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

54 Sobre as Idéias

*









Idéias

Comentários Recebidos:

Visitante: Mário Leal Filho – São Paulo-SP – Brasil
Tentei inserir um comentário mas não obtive êxito . Proponho que você consulte ao dicionário os conceitos de idéia , observando inclusive a origem da palavra . Outra contribuição é : " Uma idéia para ser boa tem que ser diferente, parecer diferente e fazer a diferença beneficiando, de forma justa, o maior número de pessoas direta ou indiretamente ."

Visitante: Luciano de Almeida Peruci - São Paulo-SP – Brasil
"A resistência às idéias novas aumenta na proporção direta do quadrado da sua importância".
Lei de Russel

Visitante: Wellington Gonçalves – Taubaté-SP – Brasil
Que Assunto interessante!
Minha vida toda, dependeu das minhas idéias e de colocá-las em prática, acredito que a idéia anda de mão dadas com a criatividade.

Muito obrigado a todos
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

24 de ago de 2006

52 O Norte Espiritual























O Norte Espiritual

O Norte Espiritual está no Evangelho de Jesus, o Cristo.
Pergunto:
a) Você concorda com a afirmação?
b) Você teria outro entendimento?
c) Você pode dividir seu entendimento conosco?

Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal.uol.com.br
*
*
***

52 O Indivíduo!






















O Indivíduo!

A dificuldade que cada um de nós sente ao tentar se controlar fica mais fácil de ser entendida quando olhamos o gráfico acima.

São muitas as variáveis e além disto quando mexemos numa delas afeta as demais, havendo assim um interação e integração.

Pergunto:
a) Faltou alguma variável importante?
b) Qual destas variáveis é a mais importante?
c) Qual sua opinião a respeito?

Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Comunique-se!























Comunicação!

Todas as formas de comunicação são magnéticas.
Precisamos aprender a nos comunicar.
Somos inteligências universais e siderais.

Você pode opinar sobre este assunto?
Muito obrigado.
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Você é Criativo!






















Um pouco mais sobre a Idéia:

*) A Idéia é intangível;
*) A Idéia não ocupa espaço;
*) A Idéia não depende de tecnologia;
*) A Idéia não depende do comércio;
*) A Idéia não depende da indústria;
*) A Idéia não depende de terceiros;
*) A Idéia nasce espontaneamente;
*) A Idéia é um “insight”;
*) A Idéia trás soluções inexistentes;
*) A Idéia usa o lado direito do cérebro;
*) A Idéia é uma inovação;
*) A Idéia é única e exclusiva;
*) A Idéia só nasce na cabeça;
*) A Idéia poderá ser seu maior patrimônio;
*) A Idéia no mundo atual é fundamental;
*) A Idéia não basta ser boa, tem que parecer boa;
*) A Idéia...

Dependo da sua opinião...
Qual sua Idéia a respeito da Idéia?
Quais outros itens devo incluir na lista acima?
A Idéia é mediúnica?
Aguardo sua manifestação.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 O Mundo das Idéias






















Idéias!!!

Suas Idéias são muito importantes!

Considere esta realidade: tudo no mundo nasceu da Idéia de Alguém.

Este Alguém foi intuído da necessidade de apresentar uma solução.

Suas idéias são valiosíssimas para a Humanidade.

Preste atenção, muita atenção às suas idéias, documente-as!

Não se deixe inibir! Anote suas idéias.

A partir deste instante você é outra pessoa, cheia de idéias!

Por favor, desejo conhecer sua opinião a respeito, é muito importante para mim.

Aguardo sua mensagem.

Fraternalmente,

Leal - ep-leal@uol.com.br

*

*

***

54 Mediunidade 01
























Obras sobre mediunidade

Consulte: www.vademecumespirita.com.br

São mais de 150 livros que versam sobre o assunto.
Muito já foi escrito e muito mais será dito.
Entendo que estes trabalhos são os precursores de uma nova era de entendimento da Vida.

Permita-me perguntar:
"Seria a Vida um Ato Mediúnico"?

Ficarei muito feliz em receber sua correspondência dando seu entendimento a respeito.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

23 de ago de 2006

52 O Abraço
























A TERAPIA DO ABRAÇO

Se considerarmos o abraço como uma forma universal de obtenção de contato
profundo, físico e afetivo, poderemos usá-lo como um dos possíveis
instrumentos de terapia.

O gesto de alargar os braços é sinal universal de paz e fraternidade; é um
gesto ligado à idéia do abrir-se, à sensação de ficar em contato mais
íntimo com o próximo e de estar em disponibilidade para acolhê-lo. Podemos
pensar que tinha esse valor porque o primeiro movimento da criança que
chora e se dirige à mãe é o de levantar os braços para ser tomado ao colo
e, no abraço, têm fim tanto seu protesto quanto seu desespero pela ausência
ou afastamento dela. Podemos nos lembrar também de que, abrindo os braços,
sentimos uma sensação de liberação, um endireitamento da espinha dorsal, a
possibilidade de que a cabeça e olhos se mantenham sustentados e sem
tensões, certa expansão da respiração no ventre e no tórax.

Se tudo isso ainda vem acompanhado de um contato caloroso, muscular e
epidermicamente gratificante, podemos entender como esse gesto é fonte de
felicidade e consegue fazer brilhar os olhos.

De Jerome Liss e Meurizio Stupiggia, do livro "A Terapia Biossistêmica"
*
Colaboração: Luciano Peruci – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

54 Hubble






















Telescópio Hubble

As 10 maiores descobertas do Hubble

Poucos telescópios na história tiveram um efeito tão profundo na pesquisa astronômica como o Telescópio Espacial Hubble. Ainda assim, sua influência não é a que a maioria das pessoas imagina. Em geral, ele não fez descobertas singulares mas transformou antigas suspeitas e pistas obtidas em observações de solo em certezas. O Hubble funcionou em parceria com outros observatórios para construir uma visão multifacetada do Cosmos. Forçou físicos teóricos a substituir teorias grosseiras por outras que explicassem os fenômenos astronômicos com muito mais detalhe. Em suma, o Hubble não foi extremamente influente por se distanciar de outros instrumentos e técnicas, mas por se integrar intensamente com eles.

Em abril, o telescópio completou seu 16o aniversário no espaço. Seus feitos, tanto o de fornecer detalhes sem precedentes aos astrônomos quanto o de proporcionar um vislumbre das maravilhas do Universo a lares espalhados pelo mundo, foram de certo modo ofuscados recentemente pelo debate sobre seu futuro. Enquanto a Nasa luta para retomar os vôos dos ônibus espaciais, o Hubble continua se deteriorando. A menos que astronautas possam ir até lá e reformá-lo, o telescópio pode atingir o fim de sua vida útil já em meados de 2008. A chegada a essa encruzilhada me levou a avaliar a última década e meia do Hubble - e da astronomia - que muitos pesquisadores consideram a época áurea de seu campo.

Apresento abaixo minha seleção (confessamente tendenciosa) das dez contribuições mais significativas do Hubble, de suas revelações sobre objetos pequenos como planetas, até galáxias e o Universo como um todo. É extremamente difícil fazer justiça num curto artigo a contribuições tão abundantes. No momento em que escrevo, seu arquivo de dados contém mais de 27 terabytes e cresce a um ritmo de 390 gigabytes por mês. Essas informações foram a base para 6.200 artigos científicos. Além disso, o telescópio continua a produzir ciência de surpreendente qualidade. Em parceria com outros observatórios nos últimos meses, ele descobriu dois novos possíveis satélites de Plutão, uma inesperada (e paradoxal) galáxia de grande massa no Universo primordial e um companheiro de massa planetária de uma anã marrom - estrela pouco mais pesada que um planeta. Somos afortunados por viver numa era em que pela primeira vez estão sendo reveladas características do Universo que, até recentemente, a humanidade conseguia sondar apenas com a imaginação.

1 A Grande Colisão de Cometas
2 Planetas Extra-solares
3 Espasmos Estelares
4 Nascimentos Estelares
5 Arqueologia Galáctica
6 Abundância de Buracos Negros Gigantes
7 As Maiores Explosões
8 O Limite do Espaço
9 A Idade do Universo
10 O Universo Acelerado

Autor:
MARIO LIVIO é um dos astrônomos mais versáteis da atualidade. Ele estuda energia escura, explosões de supernova, acreção em objetos compactos e planetas extra-solares. Está atualmente no Space Telescope Science Institute, em Baltimore. Seu livro recente voltado para o público em geral, The equation that couldn't be solved, discute simetria e seu papel em coisas que vão da seleção de parceiros às leis da física. No que sobra do seu tempo depois de pesquisar e escrever, ele é um historiador da arte amador com uma extensa coleção de catálogos de museu.

Para conhecer mais:
Hubble, 15 Anos de Descobertas. documentário em DVD disponível na Loja Duetto,http://www.lojaduetto.com.br

Vide texto original e completo em:
http://www2.uol.com.br/sciam/conteudo/materia/materia_102.html
*
Colaboradores:
Mário Leal Filho - São Paulo-SP - Brasil
Ubirajara Idoeta Cará - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

54 Hebreus 11:3.

*
*
*
Hebreus 11:3.

"Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de
Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê".
*
Colaboração: Luciano Peruci – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

54 Educação






















DOMÍNIO PÚBLICO

Imagine um lugar onde você pudesse ler gratuitamente todas as obras de Machado de Assis ou obras como a "A Divina Comédia" ou ter acesso a histórias infantis...

Que este lugar lhe mostrasse as grandes pinturas de Leonardo da Vinci ou você pudesse escutar gratuitamente uma música em MP3 de alta qualidade.

Pois o Ministério da Educação disponibilizou tudo isso no site:

http://www.dominiopublico.gov.br/

Só de literatura em língua portuguesa há 732 obras!
Muito provavelmente é uma fonte de consulta para quem tem filhos em fase escolar também, certo?
Então, faça uma visita, veja os títulos:

Administração
Agronomia
Artes
Astronomia
Biologia Geral
Ciência Política
Ciência da Computação
Ciência da Informação
Ciências Econômicas e Sociais
Ciências da Saúde
Comunicação
Direito
Economia
Economia Doméstica
Educação
Educação - Publicações MEC
Educação - Trânsito
Educação Física
Engenharia Aeroespacial
Farmácia
Filosofia
Física
Geografia
História
Literatura
Literatura Infantil
Literatura de Cordel
Línguas
Matemática
Medicina
Multidisciplinar
Psicologia
Química
Saúde Coletiva
Sociologia
Teologia
Teses e Dissertações
*
Colaboração: Luciano Peruci – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

22 de ago de 2006

54 Regência Biológica























Regência Biológica

Você pode ajudar?
Aqui estão algumas dúvidas:
a) A mediunidade tem a regência do corpo biológico?
b) A mediunidade controla o fluir dos mais de 40 tipos de hormônios?
c) A mediunidade afeta o comportamento?

Por favor, manifeste-se!
Muito obrigado,
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Kim Peek










CÉREBRO INCOMUM

Kim nasceu em 11 de novembro de 1951 (um domingo, ele dirá). linha cabeça grande, em cuja parte posterior havia uma encefalocele (uma "bolha", do tamanho de uma bola de beisebol), que desapareceu. Havia também outras anormalidades, incluindo deformação do cerebelo. Um de nós (Christensen) realizou as tomografias por ressonância magnética de Kim em 1988 e acompanha seu desenvolvimento desde então.

As descobertas em relação ao cerebelo talvez expliquem os problemas de coordenação e mobilidade de Kim. Ainda mais impressionante é a ausência do corpo caloso, a grande placa de tecido nervoso que normalmente interliga os hemisférios cerebrais.

Não sabemos como interpretar essa falha, porque, embora rara, ela nem sempre vem acompanhada de distúrbios funcionais. Descobriu-se que algumas pessoas sem essa estrutura não sofrem nenhum problema detectável. No entanto, quando o corpo caloso é removido na vida adulta, na tentativa de impedir que ataques epiléticos se transmitam de um hemisfério para o outro, surge a síndrome do "cérebro dividido", em que os hemisférios separados começam a funcionar quase independentemente um do outro.

É provável que pessoas quem nascem sem corpo caloso consigam desenvolver canais de comunicação na parte posterior dos hemisférios e que as estruturas resultantes permitam aos dois hemisférios funcionar, de certo modo, como um ''hemisfério gigante", reunindo sob o mesmo teto funções que seriam separadas.

Talvez Kim deva alguns de seus talentos a essa anormalidade específica. De qualquer modo, o fato de a ausência do corpo caloso não implicar nenhuma deficiência em algumas pessoas, enquanto outras desenvolvem o savantismo, toma sua finalidade mais obscura do que se imaginava. A piada entre os neurologistas é que as duas únicas funções conhecidas do corpo caloso são propagar ataques epiléticos e manter o cérebro unido.
*
Texto: reprodução parcial do artigo.
Mídia: Revista Mente & Cérebro
Autores: Darold A. Treffert e Daniel D. Christensen
*
Amigos,
Pessoas como estas, com capacidades muito acima do “normal” nos levam à reflexão:
a) como memorizar?
b) como nos educar?
c) como melhorar nossa memória?

Você pode opinar?
Você tem sugestões?
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Bruxaria










Suposta magia

A crença em feiticeiras mobilizou embates intelectuais ao longo dos séculos; milhares foram acusadas e executadas por cultuar o demônio.

A transição do período medieval para a modernidade foi marcada pela confusão de idéias e de crenças. Uma Pseudo­doxia epidêmica, para usar o título da obra de sir Thomas Browne, publicada em 1646, denunciava a epidemia de falsos conhecimentos. Era um período em que, como disse Gramsci, "0 novo ainda não nasceu mas o velho ainda não morreu"; a astronomia convivia com a astrologia, a química com a alquimia, a ciência com a magia e a superstição. É nessa época que a caça às bruxas na Europa atinge proporções impressionantes. Estima-se em 200 mil os processos contra acusados de bruxaria no período; 60 mil deles terminaram em execuções.

O que caracterizava a bruxaria era, em primeiro lugar, a prática do maleficium (feitiço) e, em segundo, a associação com o diabo com conotação sexual: os sabás terminavam em orgias homo ou heterossexuais, com a participação dos demônios. A crença em feiticeiras era comum não só entre os pobres ignorantes, como também entre ricos e pessoas supostamente instruídas, filósofos, juízes, religiosos. Já em 1326, uma bula do papa João XXII equiparava a bruxaria à heresia. Vários livros surgiram então sobre o tema. Um deles tomou­se o grande manual de investigação da
bruxaria: o Malleus maleficarum (Martelo das bruxas), escrito pelos inquisidores dominicanos Heinrich Kramer e Jakob Sprenger. A obra logo se revelou um best-seller: de 1486, ano de sua publicação, até 1669 foram feitas 34 edições da obra.

Nem todos os intelectuais da época, porém, concordavam com essa perseguição. Em De praestigiis daemonum (Queda das almas), de 1563, o médico e filósofo Johann Weyer sustenta que as bruxas, muitas delas mulheres idosas, eram na realidade pessoas doentes e sujeitas a alucinações. A opinião era partilhada por Reginald Scot, juiz de paz em um condado inglês, para quem as bruxas eram pobres mulheres melancólicas, que refletiam em sua conduta a perturbação da época.

A essa ponderação razoável, Weyer, luterano extremado, acrescentava um elemento religioso. A melancolia tomava as pretensas bruxas fáceis vítimas do diabo, que nelas se introduzia pela bile negra, o humor responsável pela condição, à qual se somava a ação de preparados alucinógenos. Dizia-se que cabos roliços de madeira eram untados com tais ungüentos e aplicados por via vaginal - daí a imagem da bruxa voadora, cavalgando uma vassoura.

No fundo, Weyer usava a questão da bruxaria para polemizar com os católicos e com a Inquisição. Sua generosidade tinha limites: defendia as bruxas, mas queria que os magos, em sua opinião capazes de mobilizar demônios, fossem castigados. Em De Ia démonomanie des sorciers (Da demonomania dos feiticeiros), de 1580, Jean Bodin tratou de refutar as objeções de Weyer. Jurista famoso, professor da Universidade de Toulouse, Bodin é considerado o pai da ciência política. Em matéria de feiticeiras, contudo, partilhava as crendices da época. Respondendo a Weyer, argumentava que as bruxas não podiam ser melancólicas, pois a melancolia é coisa de homem. Na qualidade de médico, Weyer deveria saber que o organismo da mulher não pode produzir a bile negra. Melancolia exige secura, e as mulheres são naturalmente úmidas.

De outra parte, pensadores de peso, como Erasmo e Mon­taigne, eram céticos em relação à bruxaria, e Thomas Hobbes 1
sustentava que tanto a loucura como a feitiçaria resultavam de
falhas na "máquina do corpo", então descrita por Descartes.
A controvérsia haveria de se prolongar, e a perseguição às supostas adoradoras do demônio chegaria ao Novo Mundo: em Salem, Nova Inglaterra, Estados Unidos, um famoso processo condenou muitas mulheres à morte. A caça às bruxas é um triste exemplo de que, mesmo em épocas de progresso, as crendices podem mobilizar pessoas. Não por acaso o movimento anti­comunista na época do senador americano Joseph MacCarthy ficou conhecido por essa expressão. As bruxas já não cavalgavam vassouras - mas a fúria paranóica era a mesma.

MOACYR SCLIAR é médico, escritor e membro da Academia Brasileira de Letras.

Mídia: Revista Mente & Cérebro - Julho 2006
*
*
***

21 de ago de 2006

50 Caio Mesquita










Saxofonista Caio Mesquita

Saxofonista teen é o maior vendedor de CDs do país.
Caio Mesquita, 16, adolescente, vende cem mil cópias em 60 dias

Disco instrumental tem hits da MPB e deverá ser lançado no exterior; primeiro grande show em São Paulo será em outubro de 2006.

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2008200611.htm
SP/20ago/2006.
*
Presto minha homenagem ao jovem Caio Mesquita.
Assisti a muitas das suas aprensentações no Raul Gil. Parabéns
Desejo encentiva-lo a continuar sua trajetória musical.
Caio, permita-me oferecer-lhe uma mensagem:
“Estude para ter conhecimentos e
Ame as pessoas para ser Feliz.”
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

52 Centro Espírita











Na marcha do progresso

É importante saber o que é um Centro Espiríta. É uma casa de oração, é um recanto de amor, que deve ser respeitado por todos. A família espírita precisa amar muito o centro espírita, porque é a casa que vem ensinar a todos como progredir espiritualmente.

Como se pode fazer o progresso moral, senão através da caridade, do amor e da humildade, que cada um vai fazendo o seu progresso espiritual praticando os ensinamentos que o centro espírita vai oferecendo a todos aqueles que procurem o progresso moral.

O progresso só será feito quando toda a humanidade passar a compreender e viver os ensinamentos de Jesus. Por isto é que devemos amar e louvar a Deus, por ele permitir que sejam construídos centros espíritas, as casas espíritas, onde se possa reunir maior número de pessoas para os estudos do Evangelho. Que todos saibam comportar-se dentro de um Centro Espírita, trazendo seus pensamentos ligados aos estudos que vão sendo proporcionados a todos e que todos procurem acompanhar as leituras. Para ter um bom aprendizado, todos devem ter os pensamentos elevados a Deus, procurando estas oportunidades, para fazer as suas ligações com os planos superiores, a fim de poderem alcançar um bom progresso mediúnico.

Para ser um bom médium, é necessário que se tenha renúncia e conhecimento das causas. Guardar bem a contribuição que o Evangelho e os bons espíritos que venham aos centros espíritas para contribuir com todos, ofertando-lhes palavras sublimes. O bom progresso será feito com amor, com humildade e trabalho.

Meus amigos, fiquem atentos aos seus deveres. Jesus abençoe e ampare a todos. Paz !
O amigo de sempre,
Emílio Luz

Página recebida em 17/11/2000 pelo médium Langerton Neves da Cunha, no Centro Espírita "Eurípedes Barsanulfo", em Peirópolis - MG

Mensagem do livro Presentes de Amor, Langerton Neves da Cunha, pelo espírito Emílio Luz e outros espíritos.
*
Colaboração: Osmar Moreira - São Paulo/SP - Brasil
*
*
***

20 de ago de 2006

54 Museu do Louvre










Uma obra-prima chamada Museu do Louvre

Sim, há coleções maiores que a do célebre museu parisiense. Nenhuma, porém, é tão mitológica quando este notável acervo

- É isso, a famosa Mona Lisa?

Sim, é isso mesmo: uma pequena tela em óleo sobre madeira de álamo, medindo apenas 53 por 77 centímetros. Decepciona boa parte dos 7,3 milhões de visitantes anuais do Museu do Louvre, em Paris (entre eles, os 56000 brasileiros que pagaram ingresso em 2004; e os 106000 brazucas que entraram em 2005 - um aumento de quase 100%). Afinal, como pode uma pintura tão diminuta ser tão cultuada? Mas, claro, não se mensura uma obra de arte pelo tamanho, assim como não se mede um museu pelas dimensões. Fosse assim e o Louvre não bateria o Hermitage, de São Petersburgo, na Rússia, que reúne seis magníficos prédios às margens do Rio Neva, com 3 milhões de itens. Também não seria muito melhor que a National Gallery, de Londres, dona de uma majestosa coleção de pinturas européias de 1200 a 1900. Tampouco se sobreporia ao Museu do Prado, em Madri, que só pode expor, por vez, uma sétima parte de seu acervo.

Mas, assim como a Gioconda (ou Mona Lisa), de Leonardo da Vinci, o Louvre tem uma aura que reluz nos seus tesouros de até 5000 anos, expostos em 350 salas.

- É isso o Louvre?

Sim. Por suas obras, por sua arquitetura, por sua história, trata-se do mais famoso museu do mundo. Sua fama decorre do fato de manter a mais mitológica coleção nacional de belas-artes. É o que afirma Martin Grossmann, museólogo e professor associado da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

São nada menos que 35000 obras em visitação. Outras 300000 estão nos porões do museu, por pura falta de espaço para exibição

"Ele espelha o auge do esplendor colonialista, do poder de uma França Imperial", diz Grossmann. "Seu acervo é a soma de coleções individuais de reis, nobres, ricos burgueses, que acreditavam no poder simbólico de um museu nacional de arte européia, capaz de representar a força de uma nação imperialista."

Sim, o Louvre tem um pouco de tudo isso. Em exposição permanente, estão cerca de 35000 obras em 60620 metros quadrados de salas - mais de oito vezes o gramado do Maracanã. Além de 5000 pinturas, há antiguidades orientais, egípcias, gregas, etruscas, romanas, islâmicas. Sem esquecer esculturas, objetos raros e arte gráfica - este último item com 130000 peças. Embora perca nas estatísticas para outros grandes museus, o Louvre é o museu dos museus. Em seus porões, estão outras 300.000 obras, muitas pilhadas por Napoleão Bonaparte em suas guerras de conquista, e que continuamente são levadas aos salões de exposição.

"O Louvre tem impacto profundo no imaginário das pessoas", diz o professor Grossmann.
*
Vide texto completo:
http://www2.uol.com.br/proximaviagem/viagens/louvre_82/index.shtml
*
Ainda nesta encarnação pretendo conhecer o Museu do Louvre.
A Arte é uma das maiores expressões do ser humano.
Entendo que o Museu é alimento para o espírito de cada um de nós.
Quantos desencarnados habitarão o Museu?
Qual seria a realidade espiritual do Museu?
Quais os Espíritos Guardiães do Museu?
Gostaria muito de conhecer um pouco desta Realidade.
Peço aos meus Anjos Protetores para que me ajudem a visitar o Museu do Louvre.
Deixo aqui minha gratidão a todos aqueles que fizeram, fazem e farão o Museu acontecer, ser uma realidade.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

54 Saúde e Doença













AS DOENÇAS E VOCÊ

Segundo a psicóloga americana Loise l. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós.

Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo.

"Todas as doenças tem origem num estado de não-perdão".
Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar.

Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais.

Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão.

Perdoar dissolve o ressentimento.

Veja a relação a seguir, elaboradas pela psicóloga.

DOENÇAS / CAUSAS:

AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao extremo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente família inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Magoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização.
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSONIA: Medo, culpa.
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustação. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro, não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor em criança.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: Crítica, desapontamento, fracasso.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIROÍDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.
*
Colaboração: Diniz Aleixo de Moraes - São Paulo/SP - Brasil
*
Pergunto:
Você pode opinar sobre este assunto?
Qual seria a fundamentação para tais afirmações?
Você acredita na proposta da dra. Loise l. Hay?
Justifique sua resposta, por favor.
Grato.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

19 de ago de 2006

52 Comportamento











O Que Causa o Comportamento?

Autor: Marco Montarroyos Calegaro, MSc

A genética comportamental é uma disciplina científica que estuda os mecanismos genéticos e neurobiológicos envolvidos em diversos comportamentos animais e humanos. Podemos caracterizá-la como uma área de intersecção entre a genética e as ciências de comportamento.

A engenharia genética forneceu as ferramentas necessárias ao estudo do comportamento associado à genética molecular. Isto permite que, progressivamente, possamos avançar na identificação de genes capazes de modular certos comportamentos, e de entender como estes genes interagem com o ambiente na formação de traços normais e patológicos da personalidade humana.

O impacto dessa área de conhecimento na Psicologia é tremendo. Estamos vivendo uma verdadeira revolução no entendimento das causas do comportamento. No entanto, a Psicologia, particularmente aqui no Brasil, parece desconhecer estes avanços. Um conjunto de premissas teóricas e metodológicas que podemos chamar de “modelo padrão de causalidade do desenvolvimento da personalidade” exerce um efeito profundo sobre a população leiga e, infelizmente, na maioria dos profissionais em psicologia. A expressão “efeito paradigma” cunhada pelo cientista social Joel Barker aplica-se neste caso- o paradigma tradicional filtra a percepção de modo a impedir a emergência de um novo paradigma.

Comportamento e genética

A história da rejeição dos achados da genética tem um ponto importante nas idéias nazistas. O nazismo tentou usar a genética para amparar sua teoria da superioridade ariana, considerando como seres inferiores os negros, ciganos, eslavos, retardados e deformados, justificando assim o seu envio para campos de extermínio. É desnecessário comentar que essa interpretação é pura fantasia de mentes doentias e não tem qualquer embasamento científico.

A psicologia americana na época da segunda guerra mundial era radicalmente ambientalista, e em função da associação “nazismo-genética” afastou-se ainda mais dessa ciência. Admitir diferenças genéticas entre João e Pedro em habilidades cognitivas, por exemplo, seria aceitar os pressupostos que justificariam o fascismo e o racismo. Até hoje encontramos essa concepção no meio acadêmico de esquerda da Psicologia. Apesar de partilhar da preocupação em rechaçar ideologias de extrema direita, acredito que não é mais possível sustentar este tipo de crítica à genética pois é baseada em um equívoco grosseiro.
*
Fonte:
http://www.geocities.com/HotSprings/Villa/3502/psicologiagenetica.htm
Saiba mais. Documento completo de 12 páginas, disponível sob solicitação:
E:\#2_Leal_\z_1_Leal_AMD2\#WordPerfect\03082308.17y
E-mail: ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Limpeza da Alma










Limpeza da Alma

Não importa onde você parou ou em que momento da vida você cansou.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo; é renovar as esperanças.
E eu pergunto: sofreu muito nesse período?
Foi a dor do aprendizado...
Chorou muito?
Foi a limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las...
Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora...
Pois é... agora é hora de reiniciar, de encontrar prazer nas coisas simples...
Um corte de cabelo, um novo curso ou aquele velho desejo de aprender a pintar, desenhar, dominar o computador.
Olha quantos desafios, quantas coisas novas te esperando!
Está se sentindo sozinho? Besteira, tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento".
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso para chegar perto de você.
Recomeçar!!
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar?
Sonhe alto! Queira o melhor do melhor!
Pensando assim, trazemos aquilo que desejamos.
Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos.
Tire o dia para uma faxina mental!
Jogue fora tudo que te prende ao passado: fotos, roupas, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados.
Esvazie seu coração!
Fique pronto para a vida, para um novo amor.
Lembre-se: somos apaixonáveis, somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes.
Afinal de contas, nós somos o Amor.

"Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura."

Autor: Carlos Drummond de Andrade
*
*
***

18 de ago de 2006

52 Obrigado - Thank You












♥ Muito Obrigado a cada um de vocês!
♥ Thank You for your kind words!


♥ 7/7/2006 Pai, estou muito feliz que vc tenha gostado da idéia do Blog, tenho certeza que o tempo trará bons resultados.
♥ 12/7/2006 Pai, vi as alterações e já habilitei o novo endereço do blog no google
♥ 12/7/2006 Prepararei o artigo sobre Meditação o para inserção e se intuir sobre outros temas, te mando também.
♥ 13/7/2006 Nunca vi tanta qualidade em um blog, parabéns leal, serei um freqüentador assíduo, que nosso pai celestial te ilumine .
♥ 13/7/2006 Pai, fiz algumas sugestões de alteração para mensagem de abertura antes de realizar a tradução
♥ 14/7/2006 Você sempre semeando! Agora ‚ o blog! Parabéns e obrigado! Um presente de amigo!
♥ 16/7/2006 Obrigado pelas mensagens....Pela força e direção.
♥ 16/7/2006 Parabéns ! Muito bom. Hoje aprendi também a lidar com outras possibilidades das ferramentas disponíveis no seu blog .
♥ 17/7/2006 Já estou repassando para meus colegas e clientes sua blog
♥ 18/7/2006 Paizinho. Escrevi diretamente do coração. A experiência ‚ essa.
♥ 18/7/2006 Tá ficando Dez!
♥ 22/7/2006 El amor es algo inexistente, un conjunto de reacciones quimicas.
♥ 22/7/2006 Eudison, acabei de visitar o blog. Muito especial. Gostei muito historia de Maria Madelena.
♥ 22/7/2006 Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
♥ 24/7/2006 Leal costuma enviar textos muito interessantes, muitas vezes bonitos, sempre instrutivos.
♥ 25/7/2006 Vou deixar alguns panfletos na loja com os funcionários para que eles repassem para nossos clientes
♥ 26/7/2006 Parabéns pelo blog. conteúdo importantíssimo para quem realmente deseja participar da transformação do nosso amado planetinha em um mundo melhor para todos.
♥ 1/8/2006 Here are some links that I believe will be interested
♥ 2/8/2006 Gostei do seu trabalho. Como colaborar? Mandar uma matéria e vc a insere?
♥ 12/8/2006 Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
♥ 12/8/2006 Keep up the good work. thnx!
♥ 12/8/2006 Your are Excellent. And so is your site! Keep up the good work. Bookmarked.
♥ 13/8/2006 Great site loved it alot, will come back and visit again.
♥ 13/8/2006 I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
♥ 14/8/2006 Greets to the webmaster of this wonderful site. Keep working. Thank you.
♥ 14/8/2006 Muito obrigado por todos os seus ensinamentos, todos eles foram muito importantes na minha formação! Dô
♥ 14/8/2006 Querido Leal, nós adoramos o seu blog. Como sempre o seu plantio ‚ muito saudável.
♥ 15/8/2006 Keep up the good work. thnx!
♥ 16/8/2006 I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
♥ 16/8/2006 Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
♥ 17/8/2006 Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
♥ 17/8/2006 Your website has a useful information for beginners like me.
♥ 18/8/2006 Hey what a great site keep up the work its excellent.
♥ 18/8/2006 I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
♥ 18/8/2006 Interesting site. Useful information. Bookmarked.
♥ 18/8/2006 O dia ‚ sempre melhor quando leio suas palavras


52 Emmanuel / Ramatis











Emmanuel / Ramatis
05.01.1954

Logo que apareceram as primeiras publicações do livro "Conexão de Profecias" (hoje com o título "Mensagens do Astral"), de Ramatis, fomos a Pedro Leopoldo, a fim de ouvir a palavra autorizada de Emmanuel, através daquele aparelho maravilhoso que é Francisco Cândido Xavier.

Isto, porque o que era dito pelo espírito de Ramatís, parecia-nos perfeitamente lógico. Mas, como constituía novidade, não queríamos aceitar de pronto algo que não passasse pelo crivo de várias manifestações mediúnicas, através de diversos aparelhos.

Desta forma, munidos do aparelho de gravação em fita, fomos atendidos gentilmente pelo médium, que respondeu às perguntas que fazíamos, repetindo as palavras da resposta, que eram ditadas por Emmanuel. A gravação foi feita no dia 5 de janeiro de 1954. Conservamos até hoje o rolo gravado em nosso poder.

Passamos a estampar as perguntas e respectivas respostas.

Pergunta: - Poderíamos ter alguns informes a respeito de Antúlio?

Chico Xavier: - Vejo, aqui, nosso diretor espiritual, Emmanuel, que nos diz que um estudo acerca da personalidade de Antúlio exigiria minudências relacionadas com a história, no espaço e no tempo, que, de imediato, não podemos realizar. De modo que, tão somente, pode afiançar-nos que se trata de uma entidade de elevada hierarquia, no plano espiritual; vamos dizer; um ASSESSOR, ou um daqueles ASSESSORES, que servem nos trabalhos de execução do plano divino, confiado ao Nosso Senhor JESUS CRISTO, para a realização do progresso da Terra, em geral.

Esclarece nosso amigo que JESUS CRISTO, como GOVERNADOR de nosso mundo, no sistema solar, conta, naturalmente, com grandes instrutores, para a evolução física e para a evolução espiritual, na organização planetária. E, subordinados a esses ministros, para o progresso da matéria e do espírito, no plano que nós habitamos presentemente, conta Ele com uma assembléia de múltiplos INSTRUTORES, de variadas condições, que lhe obedecem as ordens e instruções, numa esfera, cuja elevação, de momento, escapa à nossa possibilidade de apreciação. Antúlio forma no quadro destes elevados servidores.

Pergunta: - Que pode o irmão dizer-nos a respeito do astro que se avizinha, segundo a predição de Ramatís?

Chico Xavier: - Esclarece nosso orientador espiritual que o assunto alusivo à aproximação de um Planeta ou de Planetas, da zona - ou melhor da aura da Terra - deve, naturalmente, basear-se em estudos científicos, que possam saciar a curiosidade construtiva das novas gerações renascentes no mundo.

O problema, desse modo, envolve acurados exames, com a colaboração da ciência e da observação de nossos dias. Razão por que pede ele que não nos detenhamos na expressão física dos acontecimentos que se avizinham, para marcar maiores acontecimentos - acontecimentos esses de natureza espetacular - na transformação do plano em que estamos estagiando, no presente século.

Afirma nosso amigo que o progresso da óptica e das ciências matemáticas, serão portadoras, naturalmente, de ilações, conclusões da mais alta importância para os nossos destinos, no futuro próximo.

Pergunta: - Pode Emmanuel dizer-nos algo a respeito da verticalização do eixo da Terra e das transformações que esta sofrerá, segundo Ramatís?

Chico Xavier: - Afirma nosso Orientador espiritual que não podemos esquecer que a Terra, em sua constituição física, propriamente considerada, possui os seus grandes períodos de atividade e de repouso.

Cada período de atividade e cada período de repouso da MATÉRIA PLANETÁRIA, que hoje representa o alicerce de nossa morada temporária, pode ser calculado, cada um, em duzentos e sessenta mil (260.000) anos. Atravessando o período de repouso da matéria terrestre, a vida se reorganiza, enxameando de novo, nos vários departamentos do Planeta, representando, assim, novos caminhos para a evolução das almas.

Assim sendo, os GRANDES INSTRUTORES da Humanidade, nos PLANOS SUPERIORES, consideram que, desses 260.000 anos de atividade, 60 a 64 mil anos são empregados na reorganização dos pródomos da vida organizada.

Logo em seguida, surge o desenvolvimento das grandes raças que, como grandes quadros, enfeixam assuntos e serviços, que dizem respeito à evolução do espírito domiciliado na Terra.

Assim, depois desses 60 a 64 mil anos de reorganização de nossa Casa Planetária, temos sempre grandes transformações, de 28 em 28 mil anos.

Depois do período dos 64 mil anos, tivemos duas raças na Terra, cujos traços se perderam, por causa de seu primitivismo.

Logo em seguida, podemos considerar a grande raça Lemuriana, como portadora de urna inteligência algo mais avançada, detentora de valores mais altos, nos domínios do espírito.

Após a raça Lemuriana - em seguida aos 28.000 anos de trabalho lemuriano propriamente considerado - chegamos ao grande período da raça Atlântida, era outros 28.000 anos de grandes trabalhos, no qual a inteligência do mundo se elevou de maneira considerável.

Achamo-nos, agora, nos últimos períodos da grande raça Ariana.

Podemos considerar essas raças, como grandes ciclos de serviços, em que somos chamados de mil modos diferentes, em cada ano de nossa permanência na crosta do planeta, ou fora dela, ao aperfeiçoamento espiritual, que é o objetivo de nossas lutas, de nossos problemas, de nossas grandes questões, na esfera de relações, uns para com os outros.

Assim considerando, será mais significativo e mais acertado, para nós, venhamos a estudar a transformação atual da Terra sob um ponto de vida moral, para que o serviço espiritual, confiado às nossas mãos e aos nossos esforços, não se perca em considerações, que podem sofrer grandes alterações, grandes desvios; porque o serviço interpretativo da filosofia e da ciência está invariavelmente subordinado ao Pensamento Divino, cuja grandeza não podemos perscrutar.

Cabe-nos, então, sentir, e, mais ainda, reconhecer, que os fenômenos da vida moderna e as modificações que nosso "habitat" terreal vem apresentando nos indicam a vizinhança de atividades renovadoras, de considerável extensão.

Daí esse afluxo de revelações da vida extra-terrestre, incluindo sobre as cogitações dos homens; esses apelos reiterados, do mundo dos espíritos; essa manifestação ostensiva, daqueles que, supostamente mortos na Terra, são vivos na eternidade, companheiros dos homens em outras faixas
vibratórias do campo em que a humanidade evolui.

Toda essa eclosão de notícias, de mensagens, de avisos da vida espiritual, devem significar para o homem, domiciliado na Terra do presente século, a urgência do aproveitamento das lições de JESUS. Elas devera ser apreciadas em si mesmas, e examinadas igualmente no exemplo e no ensinamento de todos aqueles que, em variados setores culturais, políticos e filosóficos do globo - lhe traduzem a vontade divina, que na essência é sempre a nossa jornada para o Supremo Bem.

* Os termos da comunicação obtida em Curitiba (a "Conexão de Profecias", de Ramatís) são de admirável conteúdo para a nossa inteligência, de vez que, realmente, todos os fatos alusivos à evolução da Terra, e referentes a todos os eventos, que se relacionam com a nossa peregrinação para a vida mais alta, estão naturalmente planificados, por aqueles MINISTROS de Nosso
Senhor JESUS CRISTO; os quais, de acordo com Ele, estabelecem programas de ação para a COLETIVIDADE PLANETÁRIA, de modo a facilitar-lhe os vôos para a divina ascensão.

Embora, porém, esta mensagem, por isso mesmo, seja digna de nosso melhor apreço, contudo, na experiência de companheiro mais velho, recomenda-nos nosso Orientador Espiritual (Emmanuel) um interesse mais efetivo, para a fixação de valores morais em nossa personalidade terrena, de conformidade com os padrões estabelecidos no Evangelho de nosso Divino Mestre. Porque, para nossa inteligência, os fenômenos renovadores da existência que nos cercam têm qualquer coisa de sensacional, de surpreendente, nosso coração de inclinar-se, humilde, diante da Majestade do Senhor, que nos concede tantas oportunidades de trabalho, em nós mesmos, a revelação dos grandes acontecimentos porvindouros; novo soerguimento íntimo, novo modo de ser, a fim de que estejamos realmente habilitados a enfrentar valorosamente as lutas que se avizinham de nós, e preparados para desfrutar a Nova Era que, qual bonança depois da tempestade, facilitará nossos círculos evolutivos.

Será, todavia, muito importante encarecer, que não devemos reclamar, do TERCEIRO MILÊNIO, uma transformação absolutamente radical, nos processos que caracterizam, por enquanto, a nossa vida terrestre.

O prazo de 47 anos é diminuto, para sanar os desequilíbrios morais, de tantos séculos, em que o nosso campo coletivo e individual adquiriu tantos débitos, diante da sabedoria e diante do amor, que incessantemente apelam para nossa alma, no sentido de nos levantarmos, para uma clima mais aprimorado da existência.

Não podemos esquecer, que grandes imensidades territoriais, na América, na África e na Ásia, nos desafiam a capacidade de trabalho. Não podemos olvidar, também, que a Europa, superalfabetizada, se encontra num Karma de débitos clamorosos, à frente da LEI, em doloroso expectação, para o reajuste moral, que Ihe é necessário.

Aqui mesmo, no Brasil, numa nação com capacidade de asilar novecentos (900) milhões de habitantes, em quatrocentos e alguns anos de evolução, mal estamos - os espíritos, encarnados na Terra em que temos a bênção de aprender ou recapitular a lição do Evangelho - mal estamos passando das faixas litorâneas.

Serviços imensos esperam por nossas almas no futuro próximo.

E, se é verdade que devemos aguardar, em nome de Nosso Senhor JESUS CRISTO, condições mais favoráveis para a estabilização da saúde humana, para o acesso mais fácil às fontes da ciência; se nos compete a obrigação de esperar o melhor para o dia de amanhã cabe-nos, igualmente, o dever de não olvidar que, junto desses direitos, responsabilidades constringentes contam conosco, para que o Mundo possa, efetivamente, atender ao programa Divino, através, não somente da superestrutura do pensamento científico - que é hoje um teto brilhante para os serviços de inteligência do mundo - mas também, através de nossos corações, chamados a plasmar uma vida, que seja realmente digna de ser vivida por aqueles que nos sucederão nos tempos duros; entre os quais, naturalmente, milhões de nós os reencarnados de agora, formaremos, de novo, como trabalhadores que voltam para o prosseguimento da tarefa de auto acrisolamento, para a ascensão sublime, que o Senhor nos reserva.

Considerando, assim, a questão sob este prisma, cabe-nos contar com o concurso da ciência, no setor das observações de ordem material; com a evolução dos instrumentos de óptica; com o avanço dos processos de exame, na esfera da QUÍMICA PLANETÁRIA, na qual os mundos podem ser analisados, como ÁTOMOS DA AMPLIDÃO DE UNIVERSOS, que se sucedem uns aos outros, no infinito da Vida.

Será lícito, então, esperar que certas afirmativas, referentes a vida material, se positivem satisfatoriamente, para mais altas concepções da MENTE PLANETÁRIA; de vez que, muito breve, o homem estará ligado à glória da RELIGIÃO CÓSMICA, da Religião do Amor e da Sabedoria, que o CRISTIANISMO RENASCENTE, no Espiritismo de hoje, edificará para a Humanidade, ajustando-a ao concerto de bênçãos, que o grande porvir nos reserva.


Pergunta: - Foi, de fato, há 37.000 anos que submergiu a Atlântida?

Chico Xavier: - Diz nosso Amigo (Emmanuel) que o cálculo é, aproximadamente, certo, considerando-se que as últimas ilhas, que guardavam os remanescentes da civilização Atlântida, submergiram, mais ou menos, 9 a
10 mil anos, antes da Grécia de Sócrates.


Pergunta: - Acha nosso irmão que a Mensagem de Ramatís deva ser divulgada
com amplitude?

Chico Xavier: - Diz nosso Orientador que a Mensagem é de elevado teor.. E todo trabalho organizado com o respeito, com o carinho e com a dignidade, dentro dos quais essa Mensagem se apresenta, merece a nossa mais ampla consideração, de vez que todos nós, em todos os setores, somos estudiosos, que devemos permutar as nossas experiências e as nossas conclusões para a assimilação do progresso, com mais facilidade em favor de nós mesmos.

Fonte:
Revista Boa Vontade, Ano 1, n0 4 - Outubro de 1956.

(Texto enviado por e-mail, pela Maísa Intelisano para o Leal, em junho de 2003)
*
*
***