31 de jan de 2007

52 Obrigado Senhor!

*

52 As Mãos!

*




















As mãos

Naquela manhã o jovem professor chegou à escola um tanto cabisbaixo.

Problemas se somavam e pesavam sobre sua sensibilidade de jovem idealista.

Estava difícil suportar. Foi então que, durante uma reunião de trabalho ele não pode controlar as lágrimas que lhe escorreram pelo rosto, em abundância.

Uma amiga, que o observava, em silêncio, estendeu as mãos e segurou as dele, num gesto de ternura.

Foi uma atitude simples, mas significou muito para aquele jovem, pois ele sabia que a amiga tinha uma vida super atarefada; muitas atividades e preocupações, filhos, marido, empresa, mas, mesmo assim, tinha tempo para dedicar ao amigo, para estender-lhe as mãos.

Aquele gesto simples levou o jovem a escrever sobre a importância das mãos. O texto diz mais ou menos assim:

As mãos podem muitas coisas: oferecer apoio no momento certo, estender-se para consolar, segurar firme para amparar.

Mas o que mais podem as mãos?

As mãos saúdam, as mãos sinalizam. As mãos envolvem, dão carinho.

As mãos estabelecem limites. Escrevem. Abençoam.

As mãos desenham no ar o "adeus", o "até logo".

As mãos agasalham. Curam feridas.

Para o mudo a mão é o verbo. Para o idoso é a segurança.

Para o irascível a mão erguida é ameaça. Para o pedinte a mão estendida é súplica.

Para quem ama, a mão silenciosa, que acolhe a do ser amado, é felicidade.

Para quem chora, a mão alheia é conforto.

Há mãos que agarram, perturbadas. Há mãos que tocam, suaves. Há mãos que ferem. Há mãos que acariciam. Há mãos que amaldiçoam.

Há mãos que abençoam. Há mãos que destroem. Há mãos que edificam, trabalham, realizam.

Há pessoas que transmitem energias, através da imposição de mãos, entregando-se a essa tarefa tão bela de amor.

Nossas mãos podem exteriorizar o amor, construindo templos, hospitais e escolas; fabricando vacinas e equipamentos médicos; alimentando famintos, medicando enfermos...

Podem concretizar a paz social assinando tratados de armistício, escrevendo livros, guiando carros, pilotando aviões, varrendo ruas, tocando instrumentos musicais, pintando telas, esculpindo, construindo móveis, prestando serviços...

Podem manifestar fraternidade, ao lembrarmos da essencialidade do humano, da sensibilidade, da empatia, estendendo-as a um irmão que, num dia difícil, põe-se a chorar.

..................................................

Suas mãos são abençoadas ferramentas para construção de um mundo melhor.

Use-as sempre para edificar, elevar, dignificar, apoiar, acenar com a esperança de melhores dias...
*
Colaboração: Ubirajara Idoeta Cará - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 Dificuldade

*

52 Obrigado Senhor!

*

54 Fotografia Digital

*



















Curso de Fotografia Digital

Saiba mais sobre fotografia digital...
David Peterson oferece em seu site a oportunidade de qualquer pessoa fazer o Curso de Fotografia Digital, sem ônus.

Muito bem elaborado, o aluno recebe uma aula por dia no seu próprio e-mail.
O curso está no idioma inglês.

Vale a pena conhecer.
Estou fazendo e estou gostando!
Aprenda!

Visitante: veja o link "Fotografia Digital" na coluna da esquerda.

David Peterson
http://www.digital-photo-secrets.com
info@digital-photo-secrets.com
*
Visitante, obrigado pela visita!
Conte-me se optou por fazer o curso.
Troquemos figurinhas!
Lembrete: O David tem um Fórum sobre fotografia!
*
Recebam meu abraço fraterno,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida.
http://sinapseslinks.blogspot.com
ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 Perseverar!

*



















Incentivo

"Devemos viver plenamente cada dia de nossa existência com determinação inabalável e independentemente das circunstâncias.

Isso é algo totalmente lógico e racional.

Aquele que persevera nesse esforço cotidiano converte-se em um autêntico vencedor. Seja qual for o panorama atual, a vitória e a derrota na vida são decididas no último instante da existência.

O mesmo acontece em uma partida de beisebol: só se sabe o resultado final quando termina o nono tempo. Por isso, devem avançar, sempre avançar, mesmo em meio às piores adversidades."

Daisaku Ikeda
[Diálogos sobre a juventude, vol. 1, p. 26-27]
*
Colaboração: Ubirajara Idoeta Cará – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

54 Alps School

*



















ALPS School

A ALPS em São Gabriel do Oeste – MS
é a mais nova escola de idiomas da cidade!

Cidade esta querida,
Pequena, mas reconhecida
Com muita gente trabalhadora
E vencedora
Gente que chegou aqui desbravando
E abrindo caminhos na lavoura
E a cidade foi crescendo
Em 25 anos de sucesso
Chega a ALPS feliz e contente
Contribuindo para o progresso
Dessa gente
Formando pessoas
Diminuindo a distância do interior
Para o mundo global
Aproximando pessoas
Através do idioma
*
Colaboração:
Mrs. Gisele Camargo Leal - teacher
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

29 de jan de 2007

52 Obrigado Senhor!

*

52 Cristianismo no Mundo

*



















Cristianismo

Designações

“Adventista”
“Assembléia de Deus”
“Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra”
“Congregação Cristã do Brasil”
“Cristianismo”
“Deus é Amor”
“Evangelho Quadrangular”
“Igreja Católica”
“Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”
“Igreja Internacional da Graça de Deus”
“Igreja Universal do Reino de Deus”
“Neopentecostais”
“O Brasil para Cristo”
“Paralelo a Reforma Protestante”
“Pentecostalismo Tradicional”
“Protestantismo”
“Protestantismo Histórico”
“Protestantismo Pentecostal”
“Renascer em Cristo”
“Testemunhas de Jeová”
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 A Chama

*

52 Obrigado Senhor!

*

52 Seduzir

*



















É pecado se deixar seduzir?

Uma admirável lenda grega conta a história de Atalanta, uma semi-deusa com características semelhantes às de Artemis ou Diana, a caçadora.

Atalanta era intrépida, batalhadora e muito focada nos seus objetivos, razão pela qual desprezava a idéia de se dedicar a um amor. Contudo, Atalanta era muito cortejada, a ponto de se ver obrigada a criar uma artimanha para se desvencilhar de seus pretendentes.

Seu plano era o seguinte: como Atalanta era uma corredora veloz e grande conhecedora das matas, jurou que daria sua mão a quem a vencesse em uma corrida. Hipômenes era um desses pretendentes, talvez o com menos chance de vencê-la.

Entretanto, logo no início da corrida ele jogou aos pés de Atalanta uma maçã de ouro. Atalanta viu sua própria face refletida no brilho da maçã e pela primeira vez em sua vida se imaginou mais velha, menos independente. Mais adiante, Hipômenes jogou uma segunda maçã, mais macia, que fez Atalanta pensar no aconchego do amor.

Ainda assim, Atalanta estava quase ganhando a corrida quando Hipômenes fez a terceira maçã rolar a seus pés. O desajeitado percurso desta ultima maçã fez Atalanta pensar nas crianças.

Nunca se soube se as maçãs de fato distraíram Atalanta ou se no meio do trajeto ela mudou de idéia, mas a lenda diz que ambos se casaram.

E nós, quão abertos estamos às novas oportunidades? É sabido que pessoas realizadoras – empreendedoras, descobridoras, inovadoras em geral – foram muito pertinazes na busca de seus sonhos e suas visões. Mas o mundo tem também espaço para pessoas que se deixam seduzir.

O sentido da palavra seduzir é tirar do caminho. Quantos “acidentes de percurso” não levam pessoas a mudarem seus rumos? Quantas descobertas não são possíveis em novos percursos? Quantas ofertas de trabalho não são realmente sedutoras? Quantas oportunidades não estão escondidas em percursos não imaginados?

Se você nem tem um caminho, talvez ninguém saiba como seduzi-lo. Mas se você o tiver, não despreze as maçãs. Afinal, a lenda não conta, mas quem sabe, agora casada, Atalanta não tenha encontrado em Hipômenes um companheiro para ajudá-la a atingir seus objetivos?

Autora : Gisele Kassoy
*
Colaboração: Mário Leal Filho – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 ESE Capítulo 12

*



















Amai os Vossos Inimigos

Fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo XII - Amai os Vossos Inimigos – Jesus
Transcrição literal:

1. Aprendestes que foi dito: “Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos.” Eu, porém, vos digo: “Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. - Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa? Não procedem assim também os publicanos? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos?” (S. MATEUS, cap. V, vv. 43 a 47.) - “Digo-vos que, se a vossa justiça não for mais abundante que a dos escribas e dos fariseus, não entrareis no reino dos céus.”(S. MATEUS, cap. V, v. 20.)

2. “Se somente amardes os que vos amam, que mérito se vos reconhecerá, uma vez que as pessoas de má vida também amam os que os amam? - Se o bem somente o fizerdes aos que vo-lo fazem, que mérito se vos reconhecerá, dado que o mesmo faz a gente de má vida? - Se só emprestardes àqueles de quem possais esperar o mesmo favor, que mérito se vos reconhecerá, quando as pessoas de má vida se entreajudam dessa maneira, para auferir a mesma vantagem? Pelo que vos toca, amai os vossos inimigos, fazei bem a todos e auxiliai sem esperar coisa alguma. Então, muito grande será a vossa recompensa e sereis filhos do Altíssimo, que é bom para os ingratos e até para os maus. - Sede, pois, cheios de misericórdia, como cheio de misericórdia é o vosso Deus.” (S. LUCAS, cap. VI, vv. 32 a 36.)
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 Educar

*

52 Obrigado Senhor!

*

54 Tecnologia

*

52 Obrigado Senhor!

*

52 Errar

*

28 de jan de 2007

52 Obrigado Senhor!

*

52 Fidelidade

*


















Convite à Fidelidade

Mas o fruto do Espírito são a caridade, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade.”
Gálatas: 5-22

Ao sabor das emoções mudam de opiniões aqueles que não possuem forças morais capazes de se fixar nos ideais de enobrecimento.

Irrefletidos, aderem às idéias em voga sem mais acentuado esforço de exame, de penetração, de amadurecimento. Sob estímulos novos, abandonam convicções e atitudes, transferindo-se mui facilmente de comboio, com preferência por aquele onde governa a insensatez.

Insatisfeitos aqui e ali, em qualquer lugar são instáveis emocionalmente.

Fidelidade! – eis o que escasseia nos diversos labores humanos.

Os ideais de elevação são sempre resistentes às transições e mutações dos homens, tempos e circunstâncias.

Daí se conhecerem os verdadeiros homens através da resistência com que sustentam os ideais, perseverando leais aos postulados abraçados, mesmo quando outros os abandonaram.

Indubitavelmente, desde que maiores e mais amplos esclarecimentos são conseguidos, pode o homem discernir com melhor acerto, sendo motivado a novos investimentos como a novas buscas.

Fundamentado na razão, filtra as idéias do passado, renova-as, e desde que constate não resistirem ao escopo da lógica ou ao bisturi do bom-senso, estriba-se em conceitos outros, melhor urdidos e mais apropriados com que avança nos rumos do amanhã.

Ninguém pode viver realmente sem o estímulo e a sustentação dos ideais superiores.

Antes que ruíssem impérios e civilizações, que tombassem vitimados pela leviandade e arbitrariedade os grandes homens, os ideais que os mantinham e estimulavam foram desprezados...

À medida que a volúpia desta ou daquela natureza estruge no espírito invigilante e o domina, as fileiras dos lidadores das causas humanitárias se desfalcam.

Uns desertam por cansaço, dizem.
Outros fogem por saturação, explicam.
Diversos abandonam por falta de tempo, elucidam.
Alguns mudam para examinar outros objetivos, justificam-se...
Sê fiel tu.

Abrasados pela fé, nas hostes espiritistas em que te encontras, ama, serve, passa, fiel a ti mesmo e à Causa, seja qual for o tributo que te vejas forçado a pagar, devotado e leal até o fim.

Texto extraído do livro “Convites da Vida”
Médium: Divaldo Franco
Espírito: Joanna de Angelis
Editora: LEAL
*
Fonte: http://www.livrarianossolar.com.br/index-artigo.htm
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 Dever

*

52 Obrigado Senhor!

*

To the Praise of His Glorious Grace

*


















"To the Praise of His Glorious Grace"

Since I spent last weekend immersed in Bible translation issues and linguistics, I've been thinking about a couple of things this week.

First of all, we as English speakers are incredibly blessed with a heritage of Bible scholars who have passed on their knowledge to us. Think of all the printed resources and electronic resources that we can access that help us in understanding the Bible. Most language groups do not have such riches.

Secondly, I've been marvelling over the incredible truth that God in all His sovereignty uses finite humans in His work. This is a fact that I have been aware of intellectually, but this past weekend it dawned upon me in a very down-to-earth way. I found myself sitting in the kitchen of a missionary family who is home on furlough. And there we were working on part of translation project of the New Testament for a tribe in Papua New Guinea. And I was there. I was a part of it. What a humbling and yet also simultaneously an exhilarating experience. There are believers in Papua New Guinea who will be helped by what we accomplished this last weekend. I have a bond with them, even though we will probably never meet this side of eternity (unless I manage to visit Papua New Guinea some day). Talk about establishing a global perspective. How great it is to be reminded that God is at work and that He chooses to use individuals to accomplish that work.
*
Fonte: http://becausehelives.blogspot.com/
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*

52 Antenado em Você

*

52 Obrigado Senhor!

*

54 Fractal

*

52 Obrigado Senhor!

*

52 Conhece-te a ti mesmo

*

52 Obrigado Senhor!

*

52 ESE Capítulo 11

*


















Amar o Próximo Como a si Mesmo

Fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo XI - Amar o Próximo Como a si Mesmo – Jesus
Transcrição literal:

1. Os fariseus, tendo sabido que ele tapara a boca dos saduceus, reuniram-se; e um deles, que era doutor da lei, para o tentar, propôs-lhe esta questão: - “Mestre, qual o mandamento maior da lei?” - Jesus respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. - Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.” (S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.)

2. Fazei aos homens tudo o que queirais que eles vos façam, pois é nisto que consistem a lei e os profetas. (Idem, cap. VII, v. 12.) Tratai todos os homens como quereríeis que eles vos tratassem. (S. LUCAS, cap. VI, v. 31.).

3. O reino dos céus é comparável a um rei que quis tomar contas aos seus servidores. - Tendo começado a fazê-lo, apresentaram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. - Mas, como não tinha meios de os pagar, mandou seu senhor que o vendessem a ele, sua mulher, seus filhos e tudo o que lhe pertencesse, para pagamento da dívida. -O servidor, lançando-se-lhe aos pés, o conjurava, dizendo: “Senhor, tem um pouco de paciência e eu te pagarei tudo.” - Então, o senhor, tocado de compaixão, deixou-o ir e lhe perdoou a dívida. - Esse servidor, porém, ao sair, encontrando um de seus companheiros, que lhe devia cem dinheiros, o segurou pela goela e, quase a estrangulá-lo, dizia: “Paga o que me deves.” - O companheiro, lançando-se aos pés, o conjurava, dizendo: “Tem um pouco de paciência e eu te pagarei tudo.” - Mas o outro não quis escutá-lo; foi-se e o mandou prender, par tê-lo preso até pagar o que lhe devia. Os outros servidores, seus companheiros, vendo o que se passava, foram, extremamente aflitos, e informaram o senhor de tudo o que acontecera. - Então, o senhor, tendo mandado vir à sua presença aquele servidor, lhe disse: “Mau servo, eu te havia perdoado tudo o que me devias, porque mo pediste. - Não estavas desde então no dever de também ter piedade do teu companheiro, como eu tivera de ti?” E o senhor, tomado de cólera, o entregou aos verdugos, para que o tivessem, até que ele pagasse tudo o que devia. É assim que meu Pai, que está no céu, vos tratará, se não perdoardes, do fundo do coração, as faltas que vossos irmãos houverem cometido contra cada um de vós. (S. MATEUS, cap. XVIII, vv. 23 a 35.)
*
*
***

52 Obrigado Senhor!

*