30 de set de 2006

54 Tendências 07

*




















Alma, Espírito, Soul, Spirit

Será que este gráfico está nos dizendo que o Ser Humano é o mesmo em qualquer parte do mundo?

Temos as mesmas preocupações?
Buscamos as mesmas respostas?

Você pode se manifestar?
Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Tendências 06

*



















Deus, Diabo e Anjo

O gráfico acima é uma fotografia da preocupação humana.
Observe as buscas que todos nós fazemos.
Gostaria de conhecer sua opinião.
Você pode se manifestar?
Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Tendências 05

*




















Política, Poder e Dinheiro

Trago para seu discernimento o gráfico acima.
Você pode opinar?
Muito obrigado.
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Tendências 04

*





















Sexo, Amor e Religião

O que revela o gráfico?
Você pode opinar?

Muito obrigado,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Tendências 03

*




















Sexualidade, Mediunidade e Agressividade

Tendências: 2004, 2005 e 2006

O Gráfico é revelador!
Ao longo dos anos estas três palavras-chaves foram pesquisadas pelos internautas brasileiros. O gráfico nomeia as principais cidades.

Sexualidade:
O gráfico mostra uma presença constante.

Mediunidade:
O crescimento do interesse a partir de meados de 2005.

Agressividade:
O despontar a partir deste ano de 2006.

O ser humano está sobre este tripé.
Este é um desafio para todos nós, pois, a enfase em qualquer segmento significa um desequilíbrio.

Você concorda?
Você pode opinar?
Qual seu entendimento?

Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Gandhi 02

*




















Mahatma significa " A Grande Alma "

Nonviolence is the greatest force at the disposal of mankind. It is mightier than the mightiest weapon of destruction devised by the ingenuity of man."

"A não violência é a maior força à disposição da Humanidade. Ela é mais poderosa que a mais poderosa das armas de destruição concebida pela ingenuidade do Homem."

Churchill costumava chamá-lo de "faquir despido". Einstein era um de seus maiores admiradores. Martin Luther King inspirou-se nele. Mahatma Gandhi é um dos grandes homens do século XX.
*
Gandhi:
*
"O Amor e a verdade estão tão unidos entre si que é praticamente
impossível separá-los.
São como duas faces da mesma medalha."

"Só podemos vencer o adversário com o amor, nunca com o ódio."
*
Colaboração: Luciano de Almeida Peruci - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

28 de set de 2006

52 Fé, Esperança e Caridade

*




















FÉ, ESPERANÇA E CARIDADE

Tendo em vista a necessidade de buscar argumentos que possam contribuir para o aprimoramento moral e espiritual dos Maçons, no sentido desenvolver e assegurar a fidelidade às obrigações assumidas, bem como aperfeiçoar seu caráter, a Ordem analisa os ensinamentos propiciados pelas Grandes Religiões.

Tais estudos, como é óbvio, não se prendem a questões religioso-sectárias, o que sairia totalmente do espírito maçônico, mas sim ao conteúdo filosófico, ao núcleo ético, dos ensinamentos das religiões, os quais, na verdade, são todos superponíveis uns aos outros.

De fato, por mais inconciliáveis que pareçam, à primeira vista, os diversos sistemas religiosos, quem os examina com imparcialidade, não pode deixar de concluir que só existe, na verdade, uma religião, sempre adaptada à situação social em que surge. Seus elementos essenciais constituem, independente de seus dogmas, a mais completa metodologia educacional, pois, acompanhando o homem do berço até o túmulo, tem como finalidade adaptá-lo, cada vez mais, ao convívio social. E, do ponto de vista da transcendência, não existe uma religião melhor do que a outra, já que a melhor, para cada um de nós, é aquela que nos facilitará melhor compreender os mistérios e desígnios de Deus, permitindo-nos entrar em comunhão com um TODO MAIOR, não importa o nome que se lhe dê. O que importa é que esse estado de consciência nos leve a descobrir uma razão de viver, um sentido de vida, que ultrapasse nossa simples presença na Terra.

Dentro dessa concepção, façamos uma sucinta análise da Trilogia Cristã, constituída pela Fé, Esperança e Caridade, ou seja, pelas Virtudes Teologais.

As Virtudes Teologais

Definamos, em primeiro lugar, o que é virtude.

Tal pergunta já é feita ao postulante, quando da cerimônia de sua Iniciação ao Primeiro Grau.

A virtude é uma disposição habitual e firme para fazer o bem. Permite-nos não só a praticar bons atos, mas a dar o melhor de que dispomos. Com todas as suas forças físicas e espirituais, a pessoa virtuosa tende ao bem, persegue-o e escolhe-o na prática.

Se alguém busca sempre dizer a verdade, possui a virtude da veracidade ou sinceridade. Se prima por ser rigorosamente honesto com o direito dos outros, tem a virtude da justiça.

Para os teólogos do Cristianismo, se adquirimos uma virtude por esforço próprio, como as mencionadas acima, ela é uma virtude natural. Mas, há virtudes que exigem muito mais para se consolidar; dependem de um "dom divino" para serem adquiridas e a elas o homem não pode chegar só com seus dotes naturais. São as virtudes sobrenaturais ou teologais, assim chamadas porque dizem diretamente à intervenção divina.

Na verdade, nada ocorre sem a presença de Deus. "Invocado ou não, Deus está sempre presente".

A Fé

Das três Virtudes Teologais a Fé é fundamental.

Não confundamos a Fé com a simples crença, como magistralmente frisa Huberto Rohden.

Tal confusão surgiu nos primeiros anos do Cristianismo, quando o texto grego do Evangelho foi traduzido para o latim.

Fé, fides, quer dizer "fidelidade", harmonia entre a alma humana e o espírito de Deus. É, basicamente, uma "adesão pessoal" do homem a esse TODO MAIOR, uma atitude de "alta fidelidade", de sintonia de freqüência do receptor (homem) com o emissor (Deus).

Como esse substantivo latino não tem verbo derivado do mesmo radical, como no grego, os tradutores viram-se obrigados a recorrer a um verbo de outro radical, valendo-se de credere, que em português deu crer.

Crença, crer, com efeito, têm conotação diferente de Fé, de ter Fé. Refere-se a algo incerto, vago, como quando dizemos: "creio que vai chover", "creio que Fulano mudou-se de casa".

Crer em Deus não é o mesmo que ter Fé ou fidelidade a Deus. Quem tem Fé, fides, fidelidade estabelece com Deus perfeita sintonia ou sinfonia de pensamentos, palavras e obras.

Se o espírito humano não está sintonizado com o espírito de Deus, ele não tem Fé, embora talvez creia. Tal pessoa pode, em tese, aceitar que Deus existe e, apesar disso, não ter Fé.

Crer é um ato apenas intelectual, de quem se persuadiu de algo que lhe parece verdadeiro; ter Fé vai mais longe. É uma atitude de consciência e de vivência, que brota da experiência íntima. É o resultado de uma intuição espiritual, que transcende a mera intelectualização.

A Fé implica certeza. Ter Fé é guardar no coração a luminosa certeza em Deus, certeza que vai muito além do âmbito da crença.

Conseguir a Fé é alcançar a possibilidade de não mais dizer "eu creio", mas afirmar "eu sei", ou seja, eu saboreio, que é o significado etimológico de saber, com todas as dimensões da razão, iluminadas pela luz do sentimento.

Essa Fé não é de boca para fora, recitada. É profunda, inabalável, não se estagnando em nenhuma circunstância de vida, habilitando-nos a superar os maiores obstáculos. É nesse sentido que "a Fé remove montanhas", que são os entraves encontrados em nosso caminho evolutivo, ou seja, os vícios, as paixões, os preconceitos, a ignorância, os interesses puramente materiais, as dores, os reveses, o infortúnio etc.

Em outras palavras, com a certeza na assistência de Deus, a Fé exprime a confiança, que sabe enfrentar todas as lutas e problemas, com a luz divina no coração.

A Fé inteligente

A Maçonaria insiste em que a Fé não pode ser reduzida à simples crença em certos dogmas religiosos, aceitos sem exame, anulando-se a razão. Essa é uma "fé cega", comparável a um farol, cuja luminosidade não atravessa o nevoeiro, deixando o navegante sem saber seu rumo nos momentos de tormenta.

A verdadeira Fé é esclarecida, como um foco elétrico, que ilumina com brilhante luz o caminho de nossa evolução e ser percorrido.

Chamemo-la "Fé racional" e, por isso mesmo, robusta. Necessita ser conquistada, porquanto passa pelas tribulações da dúvida, pelas aflições que embaraçam o caminho dos que buscam o livre exame e a liberdade de pensamento.

Em vez de dogmas e mistérios, cumpre-nos reconhecer os princípios que regem o mundo e o homem.

Assim, a verdadeira Fé é inteligente, porque se apóia na lógica. Não basta somente dizer "tenho fé". É indispensável conhecer, compreender, saber a dinâmica dessa certeza.

A Fé não dispensa o suporte da razão. "Quem tem olhos de ver, que veja!".

Basta lançar nossos olhos sobre as obras da criação, para se ter certeza da existência de Deus. Não há efeito sem causa. O Universo existe; ele tem, pois, uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar esse axioma das ciências e admitir que o nada pode fazer tudo.

Deus é a Grande Lei que estabeleceu e mantém a Harmonia Universal. É o Grande Arquiteto do Universo. Duvidar da existência de Deus é duvidar de si mesmo!

A Esperança

A Esperança é a filha dileta da Fé.

A Fé vivida em plenitude, como acima definida, já contém a Esperança, virtude teologal pela qual confiamos na promessa da vida eterna.

Em Maçonaria, usamos a expressão "Oriente Eterno", no sentido de que a alma é imortal e o fenômeno a que se chama morte não é, senão, a transição de uma etapa de nossa evolução infinita.

Por isso, a pessoa consciente, que possui a virtude da Esperança, é capaz de vencer o medo, as tribulações, as intempéries da vida diária, com compreensão e resignação, agradecendo a dádiva das provas e provações que Deus nos oferece, para que nos aperfeiçoemos em nossa caminhada espiritual, na busca da LUZ que vem do Oriente.

A Caridade

Enquanto a Fé e a Esperança são virtudes que vivenciamos em um plano subjetivo, a Caridade é uma ação explícita, em nível objetivo. É uma atuação, embora deva ser silenciosa. Sua prática desenvolve a Fé e a Esperança.

Um dos fundamentos da Ordem Maçônica é a prática da Caridade, sob a forma de filantropia, visando ao bem estar do gênero humano. De fato, nossa Instituição não está constituída para se obter lucro pessoal de nenhuma espécie, senão, pelo contrário, suas arrecadações e seus recursos destinam-se a contribuir materialmente para aqueles que estão privados dos meios de prover uma digna subsistência. E "que nossa mão esquerda não saiba o que dá nossa mão direita".

No entanto, independente de qualquer aspecto pecuniário, o Grande Arquiteto do Universo nos dá a oportunidade de, em qualquer parte, praticar a "caridade maior", a caridade moral, pois "nem só de pão vive o homem".

Ninguém precisa dispor de recursos materiais para praticar essa Caridade. Entretanto, ela é a mais difícil e, por isso, a mais valiosa. Se não, vejamos alguns exemplos:

Fazer aos demais o que desejaríamos fosse feito conosco.
Perdoar as ofensas tantas vezes quanto forem necessárias.
Respeitar nos semelhantes a LIBERDADE de opiniões e pensamentos divergentes dos nossos.
Ter pelo próximo solidariedade fraternal, FRATERNIDADE.
Lutar pela IGUALDADE de direitos entre as pessoas.
Abster-se de julgamentos precipitados e de juízos temerários.

A lista é imensa. O que importa é sabermos que essa "caridade moral" não implica subserviência de nossa parte. Pelo contrário, quanto mais nos respeitemos e qualifiquemos, mais capacidade teremos de nos dar, de amar, de sermos caridosos.

José Cássio Simões Vieira M.'. I.'.

Sobre o autor (colhido na internet):
Prof. Dr. José Cássio Simões Vieira
Titular do serviço de Psiquiatria da Beneficência Portuguesa.
Formado pela Faculdade de Medicina da USP (1960).
Especialista em Psiquiatria pela Associação Médica Brasileira de Psiquiatria e Associação Médica Brasileira.
Médico do Manicômio Judiciário do Estado (1961-1964).
Médico do serviço de Psiquiatria do Hospital do Servidor Público Estadual (1964-1971).
Oficial-Médico do Quadro de Saúde da Polícia Militar do Estado de São Paulo - Clínica Psiquiátrica (1964-1986).
Professor-instrutor do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1986-1994).
Professor auxiliar de ensino da Faculdade de Medicina da Fundação ABC.
Trabalhos publicados em revistas médicas da especialidade.
Pós-graduando, strictu sensu, em Psiquiatria, pela Faculdade de Medicina da USP.
*
Colaboração: Afonso Hochreiter.´. - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

27 de set de 2006

54 Islamismo, Budismo, Espiritismo

*





















Islamismo, Budismo e Espiritismo

Dados apurados no Google.
Você pode opinar sobre o significado destas curvas?
O gráfico mostra a procura por estes temas ao longo de 2004, 2005 e 2006.
Universo pesquisado: Brasil.
*
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Educação Musical

*





















XIII Encontro de Educação Musical

Prefeitura Municipal de Taubaté
Departamento de Educação, Cultura e Esportes
e Departamento de Ação Social

Caros Colegas

Nos dias 14,15,16 e 17 de novembro o Município de Taubaté estará realizando o XIII Encontro de Educação Musical. Neste importante evento, alem das apresentações musicais, estaremos criando momentos de integração, entre Coralistas, Regentes e Arte-Educadores (que utilizam a linguagem musical como instrumento efetivo de educação).

Nesta oportunidade nossa cidade estará mostrando sua produção sócio-educativa e seria uma honra podermos cantar com a participação de seu grupo.

Atenciosamente

Profa Denise Marques
Coordenadora de Educação Musical
Assessoria de Educação Musical do DAS e DECE

Maiores informações
Fone 012 – 3624-9111 9102-9106
E-mail ed.mus-taubate@ig.com.br
*
Colaboração: Diniz Aleixo de Moraes - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

26 de set de 2006

52 Bons Conselhos 06

*





















Os cinco mandamentos de Hong Jin Pai, acupunturista

1- Reclamar da vida só causa stress. Em vez de resmungar porque faz frio, vista um agasalho.
2- Passamos a maior parte do dia no trabalho. Por isso, você precisa amar o que faz.
3- Aproveite o trânsito para escutar alguma música que goste, estudar um idioma ou, se não estiver dirigindo, leia.
4- Seja otimista. Lembre-se de que todas as crises são passageiras.
5- A terceira idade deve ser a melhor fase da vida. Estude, exercite-se e leia. Ficar parado só acelera o envelhecimento.
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Bons Conselhos 05

*





















Os cinco mandamentos de Tânia Rodrigues, nutricionista

1- Acostume-se a beber mais água. Deixe um litro sobre a mesa de trabalho e outr o dentro do carro.
2- Inclua pelo menos três frutas na alimentação diária. Elas garantem quantidades mínimas de vitaminas, fibras e minerais, que ajudam a prevenir diversos tipos de câncer.
3- Não saia de casa sem se alimentar. Se sua refeição for apenas um cafezinho, pelo menos acrescente um pouco de leite à xícara.
4- O jantar deve ser a refeição mais leve do dia. Se você tem mais fome à noite, faça um esforço e coma menos nesse horário. O corpo se acostumará e você terá mais apetite de manhã.
5- Coma uma pequena porção de algum alimento rico em carboidrato trinta minutos antes das atividades físicas. Isso vai melhorar seu rendimento .
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Bons Conselhos 04

*





















Os cinco mandamentos de Mauricio Hirata, clínico geral

1- Arrume um espaço na agenda para fazer ginástica, como o horário do almoço.
2- Coma alimentos saudáveis. Se for o caso, leve a comida de casa.
3- Ponha um comedouro para pássaros na janela de sua casa ou apartamento e observe os movimentos dos animais. "É excelente para relaxar".
4- Não perca muito tempo de seu dia no trânsito. Se você mora longe do trabalho, mude-se para mais perto.
5- Deixe a janela do quarto entreaberta se você tem dificuldade em acordar de manhã. A luz ajuda o cérebro a perceber que já é dia .
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Bons Conselhos 03

*






















Os cinco mandamentos de Fernanda Lima e Ari Stiel Radu, reumatologistas

1- Não pratique exercícios em locais expostos à poluição, como avenidas movimentadas. Escolha horários com menos tráfego ou deixe para se exercitar em casa, numa esteira, por exemplo.
2- A regularidade traz mais benefícios à saúde do que a intensidade da atividade física.
3- Fique atento à postura. Se você não se cuidar, todo o esforço com atividades fisicas poderá ser em vão.
4- Seja paciente com seu corpo. Em um mês, você não vai recupar o atraso de dez anos.
5- Evite exercitar-se em horários de calor excessivo, para não sofrer desidratação.
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Bons Conselhos 02

*






















Os cinco mandamentos de Alfredo Halpern, endocrinologista

1- Não se culpe por ser gordo. Procure ajuda e emagreça.
2- Fuja das fórmulas mágicas e das dietas milagrosas. O que vale é aprender a comer.
3- Não há alimento proibido. O segredo é não exagerar em nada.
4- É possível comer bem e ter um peso normal.
5- Obesidade é uma doença e, às vezes, seu tratamento requer a intervenção de medicamentos. Mas lembre-se: eles precisam ser receitados por um médico.
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Bons Conselhos 01

*






















Os dez mandamentos de Nuno Cobra, preparador físico

1- Durma pelo menos oito horas e tente acordar sem despertador. "Ele é uma agressão ao organismo ".
2- Alimente-se em pequenas quantidades a cada três horas.
3- Cheire a comida, pegue as folhas com as mãos e mastigue o mais devagar possível.
4- Exerça alguma atividade física pelo menos três vezes por semana. Uma hora de caminhada pode ser praticada por qualquer pessoa, em qualquer lugar, e é suficiente para obter os benefícios do esporte.
5- Evite ficar nervoso. Em situações de stress, experimente bocejar e espreguiçar.
6- Dedique pelo menos quinze minutos do dia à meditação. Escolha um local silencioso, sente-se numa posição confortável e se esqueça da vida.
7- Tome ao menos dois banhos frios por dia. Esse hábito é energizante.
8- Nenhum tratamento irá funcionar se você não abandonar seus vícios, a começar pelo cigarro.
9- Quando fizer exercícios físicos, concentre-se apenas neles. Não leia enquanto pedala na bicicleta nem ouça música enquanto corre.
10- Preste atenção ao fluxo de ar que entra e sai de seu pulmão e procure respirar mais profundamente.
Faça elogios com mais freqüência. Essa tática funciona como um ímã e faz com que todos queiram estar a seu lado.
*
Colaboração: Herda Nemitz – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

52 Conflito de Gerações

*



















CONFLITO DE GERAÇÕES

Falando sobre conflitos de gerações, o médico inglês Ronald Gibson começou uma conferência citando quatro frases:

1) "Nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus."

2) "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível."

3) "Nosso mundo atingiu seu ponto crítico... Os filhos não ouvem mais seus pais. O fim do mundo não pode estar muito longe."

4) "Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."

Após ter lido as quatro citações, ficou muito satisfeito com a aprovação que os espectadores davam às frases.

Revelou, então, a origem delas:

A primeira é de Sócrates (470-399 a.C.).

A segunda é de Hesíodo (720 a.C.).

A terceira é de um sacerdote do ano 2000 a.C.

E a quarta estava escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia (Atual Bagdá) e tem mais de 4000 anos de existência.

Donde conclui-se, portanto, que NADA MUDOU...

ABETA - Respeito à Nação
Visite: www.abeta.org.br
*
Colaboração: Afonso Hochreiter - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

54 Países On-line















*
*
***

54 Estudo da Consciência

*



















ESTUDO DA CONSCIÊNCIA

http://www.unibem.br/
assecom@unibem.br

As Faculdades Integradas "Espírita" abrem as inscrições para a nova especialização em "Estudos da Consciência com ênfase em
Parapsicologia". O curso é destinado a pesquisadores e pessoas
interessadas em uma abordagem científica da natureza material e da
possibilidade transcendente do ser humano.

Segundo alguns estudiosos, várias áreas do saber vêm convergindo nos últimos anos a um tema central – a consciência. É exatamente esse o tema principal da nova pós-graduação ofertada pelas FIES, que tem o objetivo de analisar e investigar as experiências e possibilidades de interconexões da consciência humana e o seu ambiente.

A natureza inter, multi e transdisciplinar dos estudos da consciência
podem ser aplicados em diferentes campos do conhecimento. Os
profissionais dessa área estão habilitados a tratar, de forma
científica, de fenômenos encontrados na física, biologia e
psicologia, que tenham relação com a complexa mente do homem.

A carga horária do curso é de 450h. Mais informações pelo telefone
(41) 3335-1717, ramal 245.

Confira o conteúdo programático:

Introdução aos Estudos da Consciência
A Psicologia da Consciência
A Biologia e a Consciência
A Física e a Consciência
As Religiões e a Consciência
Antropologia e a Consciência
Neurociência e a Consciência
Filosofia Ocidental Oriental da Consciência
Psicopatologia e Etnopsiquiatria da Consciência
Os Estados Alterados de Consciência
Teorias e Modelos em Parapsicologia
Psicobiofísica
Introdução à Parapsicologia
A Pesquisa Qualitativa em Parapsicologia
A Pesquisa Experimental em Parapsicologia
Vivências em Parapsicologia e de Expansão da Consciência
A Orientação e Aconselhamento em Parapsicologia
Seminários em Parapsicologia
Ética, Bioética, Valores Humanos e a Consciência
Metodologia da Pesquisa
Metodologia do Ensino Superior
Didática do Ensino Superior.
*
Colaboração: Maísa Intelisano – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

25 de set de 2006

52 Êxito

*






















Ingredientes do Êxito

O êxito espera por você, tanto quanto, vem exaltando quantos lhe alcançaram as diretrizes.
Largue qualquer sombra do passado ao chão do tempo, qual a árvore que lança de si as folhas mortas.
Não se detenha, diante da oportunidade de servir.
Mobilize o pensamento para criar vida nova.
Melhore os próprios conhecimentos, estudando sempre.
Saliente qualidades e esqueça defeitos.
Desenvolva seus recursos de simpatia e evite qualquer impulso de agressão.
Se você pode ajudar, em auxílio de alguém, faça isso agora.
Enriqueça seu vocabulário com boas palavras.
Aprendendo a escutar, você saberá compreender.
A melhor maneira de extinguir o mal será substituí-lo com o bem.
Destaque os outros e os outros destacarão você.
Viva o presente, agindo e servindo com fé e alegria sem afligir-se pelo o futuro, porque, para viver amanhã, você precisará viver hoje.
Habitue-se a sorrir.
Recorde que desalento nunca auxiliou a ninguém.
Não permita que a dificuldade lhe abra porta ao desânimo porque a
dificuldade é o meio que a vida se vale para melhorar-nos em habilitação e resistência.
Ampare-se, amparando os outros.
Censura é uma fórmula das mais eficientes para complicar-se.
Abençoe a vida e todos os recursos da vida onde você estiver.
Nunca desconsidere o valor da sua dose de solidão, a fim de aproveitá-la em meditação e reajuste das próprias forças.

Observe, todo o tempo é tempo de DEUS para restaurar e corrigir, começar e recomeçar.

Autoria de André luiz / Francisco Cândido Xavier
*
Colaboração: Ubirajara Idoeta Cará - São Paulo-SP - Brasil
Com muita Energia
*
*
***

52 Correr!

*




















Parábola Africana

“Todos os dias a gazela acorda pela manhã.

Ela sabe que deverá correr mais rápido que o mais rápido dos leões; caso contrário, será morta.

Um leão acorda todas as manhãs.

Ele sabe que precisa ser mais rápido que a mais lenta das gazelas se não quiser morrer de fome.

Não importa se você é uma gazela ou um leão: quando o sol nasce, você precisa correr.”

Fonte, livro: Insight2 – Daniel C. Luz
*
*
***

52 Blog do Douglas

*




















Douglas,

Realizar!
Realizar o Bom!
Realizar o Belo!
Realizar o Útil!
Realizar fazendo foco nas boas Virtudes!
Realizar construindo o Presente!
Realizar construindo o Futuro!
Realizar deixando rastros Edificantes!
Realizar sintonizado no Bem!
Realizar sintonizado no Alto!
Realizar sintonizado no Ser Humano!
Seja a tua Estrada mantida Abençoada e Iluminada!
Obrigado por ser meu Filho!
Pai
Eudison de Paula Leal
Taubaté-SP
*
*
***

52 Qual o Maior Problema?

*




















Qual o Maior Problema da Humanidade?

Ajude-nos!
Dê sua opinião!
Aponte uma única opção na coluna "Sim".
Pedimos que justifique sua resposta para todos nós possamos aprender também.
Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
Aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

52 Palestras Importantes

*



















Palestras Importantes!

Estas oportunidades são enriquecedoras.
Não perca!
Fraternalmente,
Leal
*
*
***

24 de set de 2006

52 Futuro da Humanidade

*



















Futuro da Humanidade

Eu acredito no futuro da humanidade.
*
Você acredita?
Você pode justificar sua resposta?
Você pode nos deixar conhecer seu pensamento?
Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Genealogia

*



















Genealogia

No livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo XIV – Honra a Teu Pai e a Tua Mãe
Expõe, em poucas páginas, uma visão sábia sobre a Família.
Os macro tópicos do capítulo:
* Piedade Filial;
* Quem é minha mãe e quem são meus irmãos;
* Parentescos corporal e espiritual;
* Instruções dos Espíritos;
* A ingratidão dos filhos e os laços de Família.
*
Saiba mais sobre suas raízes!
Os endereços abaixo poderão ajudar.
Caso você tenha sugestões a fazer, colabore.
Muito obrigado,
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
Jornal Folha de São Paulo
Caderno Sinapse
16dez2003, páginas: 25 a 28
“Família - em busca das raízes”
Artigos interessantes
*
Jornal Folha de São Paulo
Folha de Informática
18set2002 “Em busca das Raízes”
*
www.rootsweb.com - mais de um milhão de sobrenomes
www.nggenealogia.com.br
www.genealogias.kit.net
www.auxilio-a-lista.com.br
http://genealogy.about.com
www.familysearch.org
www.italianancestry.com.br - Itália
www.imigrantesitalianos.com.br - Itália
www.ancestry.com
www.geocities.com/heartland/9035 - Importante
www.geocities.com/ibenzi/raizes - curioso
*
Governo Federal
Arquivo Nacional
Rua Azeredo Coutinho, 77 - centro
Rio de Janeiro-RJ
20230-170
www.arquivonacional.gov.br
*
Central de Genealogia
www.genealogia.net
*
Memorial do Imigrante
www.memorialdoimigrante.sp.gov.br
(documentos de 1870 a 1939)
*
Museu da Pessoa
www.museudapessoa.net
*
Intituto Camões - Portugal
www.institutocamoes.pt
*
Portal Ecco! - Itália
www.ecco.com.br
*
Casa de Cultural de Israel
www.culturaljudaica.org.br
www.hebraica.org.br
*
Documento original:
C:\#1_Leal\#1ORI_\WPD\WPD\20040608WPD_genealogia.WPD
*
*
***

23 de set de 2006

52 Muito Obrigado!

*





















*
*** http://sinapseslinks.blogspot.com
*** Leal \\ ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Voando em "V"

*



















Voando em “V”

Você sabia que os gansos voam em formação “V”?
E sabe porque?

Veja o que os cientistas descobriram:

Fato: À medida em que cada ave bate suas asas, ela cria um vácuo que serve de sustentação para a ave seguinte. Voando em formação “V”, o grupo consegue voar com pelo menos 71% a mais de aproveitamento do que se cada ave voasse isoladamente.
Verdade: Pessoas que compartilham um objeto comum, com um sentido de Time, chegam ao seu destino mais depressa e mais facilmente do que se o fizessem sozinhas, porque elas se apóiam na confiança e na solidariedade uma das outras.

Fato: Sempre que um dos gansos sai fora da formação, ele repentinamente sente a resistência do ar e o atrito, e ao tentar voar só, ele rapidamente retorna à formação, para tirar vantagem do poder de sustentação da ave imediatamente à sua frente.
Verdade: Existe mais força, segurança e coesão em grupo, quando pessoas que vão na mesma direção compartilham o mesmo objetivo do que quando atua isoladamente.

Fato: Quando o ganso líder se cansa, ele se muda para trás da formação, enquanto que a ave imediatamente atrás assume a liderança, num perfeito revezamento.
Verdade: O revezamento é extremamente vantajoso quando se tem um trabalho árduo - e mesmo os líderes devem revezar.

Fato: Os gansos de trás grasnam para encorajar os da frente a manterem o ritmo e a velocidade.
Verdade: Cada um dos que trabalham no Time necessita ser reforçado com o apoio ativo e encorajamento, para que o ritmo do trabalho não seja quebrado. Assim, atinge-se o objetivo comum mais rapidamente, onde todos saem ganhando.

Fato: Quando um ganso adoece ou se fere e deixa o grupo, dois outros saem da formação e o seguem, para ajudar e proteger. Eles o acompanham até a solução do problema, e então reiniciam a jornada, ou se juntam a outra formação até que encontrem seu grupo original.
Verdade: Precisamos ser solidários. Não só nas palavras, mas principalmente nos atos. Assim vamos procurar nos lembrar mais freqüentemente de dar um grasnado de encorajamento e nos apoiar uns nos outros com amizade.
Autor: Alexandre Rangel (vide: www.pandabooks.com.br)
*
Fonte: C:\#1_Leal\#1\20020107WPD_voandoemv.WPD
*
Dedicatória:
Dedico esta mensagem aos meus Amigos Colaboradores.
Seu apoio e colaboração é fundamental para que o blog seja uma realidade em prol de muitos.
Sejam Abençoados!
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
Aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

22 de set de 2006

52 Piu-Piu

*




















Piu-Piu

Caro Eudison,

Bom dia.

Parabéns pela iniciativa (Blog)!!
Temos (cada um fazendo a sua parte) de realizar uma verdadeira revolução cultural.
Difundir incessantemente idéias, valores, e princípios que tenham como meta a evolução humana em sentido lato, sem nenhuma
discriminação, preconceito, etc.

Lembro de uma curta historinha pra ilustrar:

Houve um grande incêndio na floresta. Todos os animais, apavorados, recuavam atônitos diante do fogaréu, que tudo destruía. Um pequenino ser -- um passarinho -- levava, sem parar, em seu minúsculo bico uma gotinha de água e a jogava naquele fogo avassalador.

Os outros bichos olhavam o gesto dele estupefatos, perplexos, observando estáticos aquela atitude aparentemente descabida e tola.
Então, um deles o inquiriu:

-- Por que está fazendo isso? Você não vai conseguir!! Você não acha que é inútil?

O pequenino ser respondeu:
-- Eu estou fazendo a minha parte!!!!

Um grande abraço.
Ubirajara Idoeta Cará
São Paulo-SP
Brasil
*
*
***

52 Curso da Maísa

*





















CURSO MEDIUNIDADE & ESPIRITUALIDADE – 2ª fase

Professora: Maísa Intelisano (entrada franca)
Dias 3, 10, 17 e 24 de outubro de 2006 das 20h às 22h30
IPPB – www.ippb.org.br
Tópicos abordados na 2ª Fase:


DESENVOLVENDO A MEDIUNIDADE

1. Percebendo o duplo, a aura e os chacras
2. Trabalhando a aura e os chacras
3. Identificando e modificando energias
4. Usando o pensamento e os sentimentos
5. Manipulando energias
6. Método das cinco fases - Edgard Armond


EXERCENDO A MEDIUNIDADE

1. Harmonização inicial, limpeza e encerramento
2. Acoplamento ou envolvimento com espíritos elevados
3. Conversando com espíritos elevados
4. Acoplamento ou envolvimento com espíritos perturbados
5. Conversando com espíritos perturbados
6. Cura espiritual ou energética
7. Assistência à distância
8. Analisando e interpretando mensagens mediúnicas escritas e faladas



MEDIUNIDADE NA PRÁTICA

1. Estudo
2. Mediunidade e compromissos
3. Disciplina
4. Ética
5. Autocontrole mediúnico

INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL

1. Espíritos simpáticos
2. Assédios e ataques espirituais
3. Defesa espiritual ou energética
4. Obsessão
5. Desobsessão
6. Vampirismo energético
7. Larvas astrais
8. Bloqueios energéticos
9. Parasitas ovóides

LENDAS ou FATOS?

1. Patuás, amuletos e talismãs
2. Magia, bruxaria e despachos
3. Umbanda e Candomblé – semelhanças e diferenças
4. Exus, pombas giras e afins
5. Aparelhos parasitas
6. Fluidoterapia: evidências científicas
7. Evidências científicas sobre a eficácia do passe
8. Umbral
*
*
***

52 Os Sons do Shofar

*





















Os Sons do Shofar

Ouvir o toque do shofar, um instrumento feito de chifre de carneiro, no início do Ano Novo judaico é um preceito bíblico. Alexandre Leone explica que se trata de um som que reúne o júbilo e o lamento.

O tom triunfante do toque que marca o início do Ano Novo é contrabalançado pela melancolia e pela tristeza ante as falhas cometidas e ante a irreversibilidade do tempo

Em Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico, os judeus se reúnem nas sinagogas do mundo inteiro para ouvir o toque do shofar. Três diferentes sons deste instrumento feito de chifre de carneiro são ouvidos. O primeiro, a tekiá, é um som simples e longo. A seguir vêm os shevarim, três toques curtos, e por fim a teruá, uma série de nove toques em staccato.

Qual será a razão de serem ouvidos três diferentes tipos de toques quando a Torá ordena apenas um deles, a teruá? Haverá, por trás desta tradição, algum significado simbólico? E que emoções deve provocar o som do shofar?

A origem da tradição dos diferentes toques de shofar em Rosh Hashaná encontra-se no Talmude. No tratado de Rosh Hashaná 33b
lê-se que Abaye, um dos grandes sábios do período talmúdico, ensinou que a controvérsia com relação ao som de teruá está ligada à interpretação do versículo de Números 29:I, que trata sobre os toques do shofar em Rosh Hashaná. Lê-se, aí, que "este deverá ser o dia de tocar a teruá". O dia de Rosh Hashaná é, por isto, chamado na Bíblia de Yom Teruá (O Dia do Toque do shofar).

Na tradução para o aramaico, que era o idioma judaico no período talmúdico, porém, o dia é chamado de Yom Yevavá (o Dia do Lamento). Para explicar esta discrepância de nomes, os rabinos recorreram ao próprio texto bíblico. No Livro de Juízes 5:28, onde se narra a luta dos israelitas contra seus inimigos comandados por Sisrá, lemos que a mãe do general Sisrá, quando recebeu a notícia da morte do filho, ficou parada na janela e chorou, em hebraico, vativav. A teruá, portanto, seria o som do choro de uma mãe. Nas discussões talmúdicas entre os rabinos sempre se encontra uma multiplicidade de opiniões. Sobre este tema, especificamente, um grupo de sábios sustentava que o choro da mãe de Sisrá se parecia com um suspiro e deste modo o toque da teruá deveria se parecer com o de shevarim, cujos três sons seguidos lembram um suspiro. Outro grupo de sábios era de opinião de que seu choro se parecia com uma serie de soluços e, deste modo, com aqueles sons curtos da teruá atual, que lembram soluços.

Esta não é apenas uma discussão abstrata, nem tampouco deveria ser entendida apenas em seu aspecto tecnicista, sobre o modo como a mãe do general Sisrá pranteou seu filho. Ao relacionar o som do toque do shofar ao choro de uma mãe, os sábios parecem querer passar uma mensagem mais profunda. O que será que se deveria ouvir, no íntimo, ao escutar os toques do shofar? Que emoções estes sons deveriam despertar em nós?

O toque de tekiá, constituído de uma simples e longa nota, é um chamado, um toque de convocação. Era usado na Israel bíblica para reunir o povo em assembléias ou convocar os homens para a guerra.

Segundo a tradição mística judaica, esse será o toque que soará no início da era messiânica. É também esse toque simples que anunciava, nos tempos bíblicos, o ano do Jubileu (Yovel), quando a redenção de todas as dívidas era proclamada e, finalmente, é este toque que, hoje em dia, encerra o Yom Kipur, ou Dia do Perdão, que se celébra dez dias depois do Ano Novo. O Yom Kipuré um dia severo, de jejum e de introspecção, e à medida que se aproxima o seu término, ao entardecer, os celebrantes, cansados, anseiam pelo som do shofar, que marca o fim do período de abstinência. Ao final do dia, há também uma sensação de triunfo, em função da elevação espiritual alcançada por meio das preces e da introspecção.

É comum trajar roupas novas na cele­bração do Rosh Hashaná. No jantar, com familiares e amigos, tradicionalmente comem-se coisas doces, como que para propiciar um ano bom e doce. Porém os Yamim Noraim - ou Dias Terríveis ­como são conhecidos os dez dias que separam o Rosh Hashaná do Yom Kipur­despertam outras emoções. Trata-se de um período de autocrítica, em que a tradição prevê que cada um faça um balanço de sua vida e de seus atos no ano que terminou. Essa introspecção é uma fonte de energia interior e de auto­renovação, bem como de busca por novos comportamentos e atitudes. O trabalho espiritual que se inicia em Rosh Hashaná chega à sua culminação no Yom Kipur, o dia da expiação e do jejum, em que se toma consciência da fragilidade da existência humana, e dos limites das forças que muitas vezes não bastam para que se realizem as expectativas.

Não surpreende, portanto, que os toques do shofar expressem essa dualidade também. O toque de alegria e triunfo da tekiá é contrabalançado pelos toques quebrados ou suspirados da teruá e shevarim, que parecem imitar o pranto.

Segundo o Livro dos Juízes, Sisrá era um general cananeu que oprimiu Israel. Débora, a profetisa, reuniu um exército e Sisrá foi derrotado. Em sua fuga, acabou sendo morto pela jovem Yael quando buscava refúgio. A Bíblia celebra esse momento no Canto de Débora. Na interpretação midráshica das narrativas bíblicas, os rabinos debatem sobre o que se reconhece como o choro da mãe de um inimigo. O que nele se reconhece é o humano, aquilo que têm em comum todos os seres humanos. Alguns rabinos diziam que esse clamor, vindo do interior, deveria soar como o shevarim, isto é, como um suspiro. Outros, que se parecia com uma série de soluços, a teruá. Mas todos concordavam em que tal som deveria expressar a dor e o sofrimento daquela mãe. Essa mãe do outro.

Débora agiu de modo a salvar Israel e fez o que era necessário naquela hora. E ainda assim, em Rosh Hashaná rememora­se não apenas o orgulho da vitória, mas também a dor que foi causada à mãe dos inimigos de Israel.

Em vários midrashim, ou interpretações do texto bíblico, o som do shofar é comparado ao som da redenção final, como anseio pela era messiânica.

Quando chegará o momento da redenção? Quando todos forem capazes de ter compaixão, de incorporar e de sentir a dor da mãe de seus inimigos. Esse é o caminho da humanização. A Torá, a mensagem espiritual de Israel, tem como objetivo a humanização. É preciso saber ver os dois lados da história: a própria necessidade e humanidade e a necessidade e humanidade do outro, que pode mesmo ser o nosso inimigo.

E estes preceitos são válidos tanto nas nossas vidas individuais quanto nos assuntos coletivos, dos quais se toma parte, voluntária ou involuntariamente.

Autor:
Alexandre Leone, mestre em Cultura Judaica pela USP, Master of Arts e Rabino pelo Jewish Theological Seminary of América, Nova York; atualmente é o rabino do Centro Bnei Halutzim, em Alphaville, e doutorando em Cultura Judaica na USP. É autor do livro A Imagem Divina e o Pó da Terra - humanismo sagrado e a crítica da modemidade em A. J. Heschel, Ed. Humanitas. No primeiro semestre de 2006 está ministrando o curso Eu Diante do Outro: uma introdução à filosofia de Emmanuel Lévinas, no Instituto Sedes Sapientiae em S. Paulo
*
Fonte: Revista 18 – Ano IV – número 17 – set/nov2006
*
*
***

52 Coexistência Pacífica!

*

















Coexistência

Não deixe de ver na Praça da Paz (com muito verde),
no Parque do Ibirapuera – São Paulo-SP, a exposição que exalta a convivência entre os povos.

Mostra de arte com 45 painéis gigantes medindo 15 metros quadrados. Os trabalhos foram feitos por artistas de todo o planeta e o tema é único:

A coexistência pacífica entre os homens.

As imagens fortes expressam a importância do diálogo e do respeito ao outro. A idéia surgiu em 2001, em resposta a um ciclo de violência que acometia certas regiões de Jerusalém.

Uma das imagens, a do polonês Poitr Mlodozeniec,
acabou virando símbolo da exposição:

a palavra "coexist" escrita com os símbolos do islamismo, do judaísmo e do cristianismo

Todos os dias no mundo inteiro, milhares de pessoas são alvo de discriminação ou violência por diferenças religiosas ou étnicas, pela cor da pele, gênero ou orientação sexual. Para mostrar que as diferenças podem e devem conviver em paz, o Centro de Cultura Judaica lança o projeto Coexistência, contribuindo para a conscientização da sociedade e estimulando o diálogo como forma de conflitos.

O projeto tem como principal ação em 2006 a exposição gigante Coexistence.

E graças às pessoas que acreditam que a arte pode influenciar ações e comportamentos individuais, o Centro da Cultura Judaica traz para São Paulo estas obras carregadas de mensagens de igualdade, fraternidade e respeito a qualquer indivíduo.
A viagem da exposição itinerante Coexistence começou em Jerusalém, em maio de 2001, em resposta ao ciclo de violência na região. Desde então, passou por cidades importantes no mundo inteiro, reunindo artistas para expressar seus sentimentos e desejos de fazer diferença através da arte.

Arte vista como linguagem universal que fala a todas as idades, religiões e nacionalidades.

45 painéis gigantes criados por artistas de várias partes do mundo, com textos de filósofos, ativistas e poetas (Ghandi, Martin Luther King, Fernando Pessoa, Einstein, Albert Camus, Arcebispo Desmond Tutu, Pablo Casals, John Lennon, e outros).

Há também uma programação paralela à exposição, que reunirá atividades culturais e de entretenimento durante os meses de
agosto e setembro (música clássica, entre outras).

"Se o coração pudesse pensar, pararia." Fernando Pessoa

"(...) Nossa missão deve ser a de ampliar o nosso círculo
da solidariedade para compreender todos os seres vivos e a natureza em sua plenitude." Albert Einstein

"E para todos aqueles que só conseguem viver em uma
atmosfera de diálogo e de amizade entre os homens,
esse silêncio é o fim do mundo." Albert Camus

"O caminho para a paz é demarcado com o conceito
de coexistência e coabitação mundial." Arcebispo Desmond Tutu

"Somos todos folhas de uma árvore, que respresenta
a humanidade." Pablo Casals

"Não há entendimento sem diálogo e não pode haver diálogo
sem uma tentativa de coexistência." Raphie Etgar
*
Colaboração: Ubirajara Idoeta Cará – São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

54 Tendências 02

*




















Tendências!

Posso contar com você?
Por favor, observe o gráfico acima, atentamente.

As três palavras-chaves "Cristianismo", "Judaismo" e “Islamismo” quando analisadas no período de 2004 até 2006 (setembro), revelam serem muito pesquisadas, e, muito importante, com a mesma freqüência!

Universo pesquisado: Brasil

Qual o significado da informação?
Qual seria a quarta palavra-chave a ser inserida na pesquisa?
Você pode opinar?

Aguardo sua comunicação.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Rosh Hashaná

*




















Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico

Em Rosh Hashaná comemoramos a criação do homem, que foi criado só, diferentemente de todas as outras espécies.

Nossa crença é que cada um, independentemente de tempo, lugar e poder, tem a capacidade de atingir o seu objetivo pessoal - ao mesmo tempo em que pode conduzir o Mundo ao seu objetivo.

Quando festejamos Rosh Hashaná, somos lembrados dessa capacidade. Rosh Hashaná nos reanima com energia para produzir harmonia, de acordo com a vontade do Criador.

Esta é a época que comemora nosso surgimento, que relembra que somos todos irmãos, que somos todos filhos do Único Criador. E somos lembrados de que um único indivíduo pode melhorar o mundo inteiro.

Nesta época temos um privilégio - o de poder expressar um desejo a todos os irmãos: Paz! Feliz Ano Novo!
Shalom!
Shaná Tová!
*
Colaboração: Ricardo Ajzenberg - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

21 de set de 2006

52 Grande Alma

*





















Grande Alma

Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas estejam tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível.

Uma civilização é julgada pelo tratamento que dispensa às minorias.

Gandhi
*
Colaboração: Luciano de Almeida Peruci – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

52 Estado Vegetativo!

*






















Estado Vegetativo

Anoche, mi esposa y yo estábamos sentados en la sala hablando de las muchas cosas de la vida.

Estábamos hablando de la idea de vivir o morir.

Le dije: "nunca me dejes vivir en estado vegetativo, dependiendo de una maquina y líquidos de una botella.

Si me ves en ese estado, desenchufa los artefactos que me mantienen vivo. “

Ella se levantó, desenchufó la televisión y me tiró la cerveza....
*
Contribuição: Aníbal Aureliano Sánchez – Maipú – Argentina
*
*
***

19 de set de 2006

54 Tendências 01

*




















Tendências!

Posso contar com você?
Por favor, observe o gráfico acima, atentamente.

As duas palavras-chaves "Espiritismo" e "Maçonaria" quando analisadas no período de 2004 até 2006 (setembro), revelam serem muito pesquisadas, e, muito importante, com a mesma freqüência!

Qual o significado da informação?
Qual seria a terceira palavra-chave a ser inserida na pesquisa?
Você pode opinar?

Aguardo sua comunicação.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

18 de set de 2006

54 Atenção com a Internet!

*










ORKUT!!!!! IMPORTANTE

Deêm uma pausa e reflitam sobre a verdade do que está escrito abaixo.

O ORKUT apareceu como uma forma de contatar amigos, saber notícias
de quem está distante e mandar recados. Hoje está sendo utilizado com o
propósito de, creio ser o seu maior trunfo, obter informações sobre uma
classe privilegiada da população brasileira.

Por que será que só no Brasil teve a repercussão que teve?
Outras culturas hesitam em participar sua vida e dados de intimidade, de forma tão irresponsável e leviana.

Por acaso você já recebeu um telefonema que informava que seus filhos estavam sendo seqüestrados?
Sua mãe idosa já foi seguida por uma quadrilha de malandros?
Já te abordaram num barzinho, dizendo que te conheciam faz tempo?
Já foi a festas armadas para reencontrar os amigos de 30 anos
atrás e não viu ninguém?

Pois é. Ta tudo lá. No ORKUT.
Com cinco minutos de navegação eu sei que você tem dois filhos,
tem um namorado , estuda no colégio tal, freqüenta cinemas.
E o melhor de tudo, com uma foto na mão, identifico seu rosto em
meio a multidões, na porta do seu trabalho, no meio da rua. Afinal, já
sei onde você está. É só ler os seus recadinhos.

Faço um pedido:
Quem quiser se expor assim, faça-o de forma consciente e depois
não lamente, nem se desespere, caso seja vítima de uma armação.

Mas poupe seus filhos, poupe sua vida Íntima.
O bandido te ligou pra te extorquir dinheiro também porque você
deixou.
A foto dos meninos estava lá. Teu local de trabalho tava lá.
A foto do hotel 5 estrelas na praia tava lá.
A foto da moto que está na garagem estava lá.
Realmente somos um povo muito inocente e deslumbrado.
Por enquanto, temos ouvido falar de ameaças a crianças e idosos.
Até que um dia a ameaça será fato real. Tarde demais.

Se você me entendeu, ótimo!
Reveja sua participação no ORKUT, ou ao menos suprima as fotos e
imagens de seus filhos menores e parentes que não merecem passar por
situações de risco que você os coloca.

Se acha que não tenho razão, deve se achar invulnerável.
Informo que pessoas muito próximas a mim e queridas já passaram por ramas gratuitos, sem perceber que tinham sido vítimas da própria imprudência.

A falta de malícia para a vida nos induz a correr riscos desnecessários.

Não só de Orkut vive a maioria dos internautas.
Temos uma infinidade de portas abertas e que por um descuido colocamos uma informação que pode nos prejudicar.

Não conhecemos a pessoa ou as pessoas que estão do outro lado da
rede.
O papo pode ser muito bom, legal. Mas disponibilizar informações a
nosso respeito pode se tornar perigoso ou desagradável.
Portanto, cuidado ao colocar certas informações na Internet.

PS:- Passe a todos que você conhece e que utiliza o Orkut, 1Grau, Gazzag, NetQI, Blogs, Flogs, etc... para que todos tenhamos consciência sobre o assunto e possamos colaborar com a diminuição do crime.

Um abraço,

Marco André Vizzortti
Professor de Informática da USP
*
*
***

52 Iniciação!

*




















Iniciação!

A G.´.D.´.G.´.A.´.D.´.U.´.

Quão lindo é ser iniciado!
Quão lindo é perceber as sucessivas iniciações!
Quão lindo é viver as iniciações!
Quão lindo é o despertar que a iniciação traz!
Quão lindo é o fenômeno da dilatação da percepção!
Quão lindo é a iniciação entre Corações!
Quão lindo é a iniciação nos aprendizados espirituais!
Quão lindo é a iniciação nas Virtudes Eternas!
Quão lindo é ser iniciado no Serviço!
Quão linda é a condição contínua de Aprendiz!
Quão lindo é poder agradecer a todos os irmãos!

T.´.F.´.A.´.
Leal.´. - Aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
*
***

52 Você...

*

52 Depois...

*

17 de set de 2006

52 Os Tormentos Voluntários

*






















Os tormentos voluntários

23. Vive o homem incessantemente em busca da felicidade, que também incessantemente lhe foge, porque felicidade sem mescla não se encontra na Terra. Entretanto, mau grado às vicissitudes que formam o cortejo inevitável da vida terrena, poderia ele, pelo menos, gozar de relativa felicidade, se não a procurasse nas coisas perecíveis e sujeitas às mesmas vicissitudes, isto é, nos gozos materiais em vez de a procurar nos gozos da alma, que são um prelibar dos gozos celestes, imperecíveis; em vez de procurar a paz do coração, única felicidade real neste mundo, ele se mostra ávido de tudo o que o agitará e turbará, e, coisa singular! o homem, como que de intento, cria para si tormentos que está nas suas mãos evitar.

Haverá maiores do que os que derivam da inveja e do ciúme? Para o invejoso e o ciumento, não há repouso; estão perpetuamente febricitantes. O que não têm e os outros possuem lhes causa insônias. Dão-lhes vertigem os êxitos de seus rivais; toda a emulação,, para eles, se resume em eclipsar os que lhes estão próximos, toda a alegria em excitar, nos que se lhes assemelham pela insensatez, a raiva do ciúme que os devora. Pobres insensatos, com efeito, que não imaginam sequer que, amanhã talvez, terão de largar todas essas frioleiras cuja cobiça lhes envenena a vida! Não é a eles, decerto, que se aplicam estas palavras: "Bem-aventurados os aflitos, pois que serão consolados", visto que as suas preocupações não são aquelas que têm no céu as compensações merecidas. Que de tormentos, ao contrário, se poupa aquele que sabe contentar-se com o que tem, que nota sem inveja o que não possui, que não procura parecer mais do que é. Esse é sempre rico, porquanto, se olha para baixo de si e não para, cima, vê sempre criaturas que têm menos do que ele. E calmo, porque não cria para si necessidades quiméricas. E não será uma felicidade a calma, em meio das tempestades da vida? - Fénelon. (Lião, 1860.)
*
Fonte, livro: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo V – Bem-Aventurados os Aflitos
*
*
***

54 Medindo o Tempo!

*





















Medindo o Tempo

Abril
Agosto
Ano
Anos
Anual
Anualmente
Bi-semanal
Bianual
Bimensal
Bimestre
Calendário
Data
Década
Decênio
Depois
Dezembro
Dia
Diariamente
Diurno
Diuturno
Domingo
Estações
Eterna
Eterno
Fevereiro
Futura
Futuro
Hora
Horário
Inverno
Janeiro
Julho
Junho
Maio
Março
Matutino
Mensal
Mensalmente
Mês
Noite
Noturno
Novembro
Nunca
Outono
Outubro
Passado
Perene
Perpétua
Perpétuo
Postergar
Presente
Primavera
Quadrimestre
Quarta-feira
Quase Nunca
Quase Sempre
Quinta-feira
Sábado
Século
Segunda-feira
Semana
Semanal
Sempre
Setembro
Sexta-Feira
Tarde
Terça-feira
Todo Ano
Todo Mês
Trimestre
Um Dia
Verão
Vespertino
*
Quais outras “unidades” você adicionaria à lista?
Grato por se comunicar.
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

54 Cidades Visitantes do Blog

*




















Cidades Visitantes do Blog

Muito obrigado!
Fraternalmente,
Leal
*
Beansville
Belchior
Belo Horizonte
Bentley
Berlin
Brasília
Cambrils
Cincinnati
Cruz das Almas
Dallas
Delhi
Dubar
Eldorado
Ferrara
Franca
Fuenlabrada
Humaitá
Ibiporã
Kingston
Larsboda
Los Angeles
Loures
Mumbai
Natal
Niterói
Novo Treviso
Paris
Perth
Pompano Beach
Portland
Prata
Ramat Hasharon
Remédios
Rio Claro
San Diego
San Francisco
Santa Lúcia do Piai
São Mamede de Infesta
São Paulo
São Vicente
Sítio Novo
Teresina
West Pimble
Wyckoff
Zeme
*
*
***

54 Exclusão da Internet!

*





















Pense!

No Jornal Folha de São Paulo, edição do dia 16.09.06, Caderno de Informática, foi publicada notícia com o título:
“Mais de 120 milhões (de brasileiros) não utilizam internet”

Pensando alto:
180 = total de habitantes do Brasil
120 = excluídos da internet
60 = pessoas que tem acesso à internet

60 / 180 = 0,3 Você!!!

Você, internauta que está lendo este Blog é
0,3% da população do Brasil que está incluído na sociedade da informação.

É triste o resultado do índice de analfabetismo digital!

☐ O raciocínio está correto?
☐ Como os filhos dos analfabetos digitais participarão na massa humana?
☐ Você teria uma proposição para diminuir o índice de analfabetismo?

Sua manifestação é importante!
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Muito Obrigado!

*





















Muito Obrigado - Thank You

Estou agradecendo às pessoas de cada um destes países que me honraram com sua visita fraterna.

For the persons of those countrys I express my gratitude.

Leal - ep-leal@uol.com.br
*
*
***

50 As Últimas 50 Mensagens!

*



















*
*** http://sinapseslinks.blogspot.com
*
Bom Dia!
Abaixo está uma relação das últimas 50 publicações do Blog.
Agradeço as visitas que você já fez!
Agradeço as manifestações e vibrações de amor!
Peço suas sugestões, críticas e colaborações para novas inclusões.
Seja seu Dia, Feliz!
Fraternalmente,
Leal - ep-leal@uol.com.br
*
9/01/2006 50 Amizades!
9/02/2006 52 Atire a Primeira Pedra
9/02/2006 52 Saúde para Você!
9/02/2006 52 Pentateuco Espírita
9/02/2006 52 Foco Mental
9/02/2006 52 Somos Sensíveis!
9/02/2006 52 Alegria, Alegria e Alegria!
9/02/2006 52 Agradecer!
9/03/2006 52 Cativeiro
9/03/2006 52 Convite ao Estudo
9/03/2006 70 SinapsesLinks #4
9/03/2006 70 SinapsesLinks #3
9/04/2006 52 Tratamento Espíritopsico
9/04/2006 52 Se Conduzindo!
9/04/2006 52 Medicina do Futuro
9/04/2006 54 Tabela ASCII
9/04/2006 56 Dilema de um Chefe
9/05/2006 52 A Divindade dos Homens
9/05/2006 52 Calar a Discórdia
9/05/2006 52 O Novo Homem
9/05/2006 52 Filosofia é
9/06/2006 52 Pêndulo da Emoção
9/06/2006 52 Duplo Etérico
9/06/2006 52 Sabedoria Judáica
9/06/2006 52 Túnel do Tempo
9/06/2006 52 Castelo de Yverdon
9/07/2006 52 Novo: 500 Mensagens!
9/08/2006 52 Linha do Tempo
9/08/2006 52 Ética
9/08/2006 54 Física!
9/09/2006 52 Caixeiro Viajante
9/09/2006 52 Escolinha SathyaSai
9/09/2006 52 Chico Xavier - filmes
9/09/2006 52 Vórtice
9/10/2006 52 Corpo Espiritual
9/10/2006 52 Assimilação e Desassimilação
9/10/2006 66 Huberto Rohden
9/11/2006 52 Bom Dia!
9/11/2006 54 Minha Memória
9/12/2006 52 Milagres
9/12/2006 52 Blogs & Espiritismo
9/12/2006 52 Vedas
9/13/2006 70 Blog Palavras
9/14/2006 52 Epistemologia
9/14/2006 52 Avatares
9/14/2006 52 Yoga
9/16/2006 52 Manifesto aos Superiores!
9/16/2006 52 Manifesto ao Pai da Vida!
9/16/2006 52 Manifesto a Jesus, o Cristo!
9/16/2006 52 Transe (Psicologia)
*
*
***

52 Sempre Melhor

*






















Sempre Melhor

Não se diga pior em momento algum.
Se você já consegue escutar com paciência nas horas difíceis...
Se pode silenciar a própria irritação...
Se tem ânimo para sofrer sem lamentação...
Se já suporta os problemas da própria casa, procurando solucioná-los sem azedume e sem queixa...
Se tem força para calar esse ou aquele assunto infeliz...
Se respeita a liberdade dos outros...
Se agüenta a visita da enfermidade sem alarmar o ambiente onde se encontre...
Se desculpa ofensas reconhecendo que somos também capazes de ofender...
Procura o trabalho com alegria...
Se confia em Deus e espera por Deus, sem desesperar, sejam quais sejam as circunstâncias da vida...

Então, você já terá melhorado muito e prosseguirá sempre melhor!

ANDRÉ LUIZ
(Respostas da Vida, 38, FCXavier)
www.institutoandreluiz.org/
*
Colaboração: Michel Antonio Farah - São Paulo-SP - Brasil
*
*
***

16 de set de 2006

52 Transe (Psicologia)

*





















Transe
(Curso de Psicologia)

É o estado de sono provocado artificialmente ou de maneira anormal, quer seja por meios mesméricos, hipnóticos, médicos ou outros; oresultado é sempre o mesmo no que se refere ao corpo físico, mas os resultados nos outros planos (astral, mental) dependerão do estado de consciência individual adquirido nesses planos. O discípulo de linha esotérica não permitirá o emprego de métodos hipnóticos ou de drogas, a menos que se trate de um anestésico em caso de operação.

Durante o estado de transe, a consciência está separada do plano físico, já não percebe as vibrações do mundo exterior; não obstante, a consciência liberta do físico e submersa no plano astral permanece em comunicação com o corpo físico e pode transmitir com nitidez as percepções do plano em que se acha imersa.

O físico é utilizado, pois, como transmissor, mas não como receptor direto com prioridade sobre o psíquico.

O discípulo, quando está em transe, abandona o seu corpo com plena consciência e explora os mundos supra-físicos com total possessão das suas faculdades e, quando regressa ao seu corpo, imprime no seu cérebro a lembrança das experiências por que passou. Mas o indivíduo pouco evoluído neste campo, imerso no estado de transe, "perde o conhecimento". Se a consciência não está desenvolvida nos planos superiores, o seu poder de percepção não se abrirá nesses planos: está por assim dizer, tãoadormecido nesses mundos astral e mental como no plano físico, e quando desperta do transe não sabe absolutamente nada do que sucedeu à sua volta.

Não obstante, o homem que possui um mínimo de desenvolvimento no plano astral poderá responder às perguntas que lhe forem formuladas durante o estado de transe, porque, quando esse estado é provocado artificialmente, o cérebro, ao não estar sujeito aos objetos circundantes, torna,-se, por muito imperfeito que seja, num instrumento da consciência onírica.

O estado de transe fecha voluntariamente todos os acessos aos sentidos. As forças que normalmente voltam-se através deles para o mundo exterior permanecem agora à disposição da "consciência onírica", prontas a servir. E, no meio desse silêncio imposto às atividades externas, as vozes dos planos astral ou mental podem fazer-se ouvir.

No transe hipnótico, observa-se uma grande intensificação dos poderes mentais. A memória abarca um campo muito mais vasto. O sujeito recorda pessoas ou acontecimentos que tinha esquecido por completo no estado de vigília, ou então volta a falar idiomas que conhecia na sua infância e que entretanto esquecera. Às vezes, a atividade dos poderes de percepção vê-se intensificada de maneira extraordinária, e o indivíduo tem conhecimento de acontecimentos que se estão a desenrolar num lugar afastado: a sua visão atravessa os obstáculos físicos, escuta palavras pronunciadas a grande distância. Alguns fragmentos dos planos superiores tomam-se por vezes visíveis para ele, misturados com as formas mentais do estado de vigília. Não obstante, o transe hipnótico ordinário não deixa marcas no indivíduo quando desperta e perde toda a lembrança ou noção das experiências por que passou.

No transe magnético os fenômenos superiores aparecem mais facilmente do que no transe hipnótico; pode-se obter assim informações precisas no plano astral e até no plano mental. Quando o sujeito é muito evoluído, chega-se inclusive à memória de vidas passadas.

Tanto no Oriente como no Ocidente, o que se procura obter é esta paralisia da consciência ou estado de vigília, de maneira a poder recolher os testemunhos da consciência onírica, ou então, como se chama no Ocidente, do "inconsciente" do homem.

O êxtase e as visões dos santos, em todos os tempos e em todas as religiões, oferecem-nos um exemplo dessas irrupções do "inconsciente". Neste caso, é a oração prolongada que permite colocar o cérebro nas condições requeridas; os acessos dos sentidos encontram-se fechados pela intensidade da concentração; o místico alcança o êxtase por intermitência. Por isso vemos que os místicos de cada religião atribuem as suas visões ao favor da divindade respectiva, sem se aperceberem que eles próprios provocaram um estado de passividade do cérebro, permitindo à consciência superior (ou inconsciente) imprimir nele visões e sons que emanam dos planos astral e mental.

Estas manifestações produzem em certas pessoas transtornos do sistema nervoso. É evidente que o cérebro não está ainda
suficientemente desenvolvido para receber sem preconceitos as
vibrações às vezes demasiado violentas dos planos superiores, ou de responder às vibrações que os fenômenos exteriores provocam no seio dos veículos sutis. Amiúde, a alegria, a dor, a tristeza, o medo são demasiado fortes para o cérebro e provocam violentas dores de cabeça ou depressões nervosas. Não é surpreendente que a emoção violenta provocada pelo que chamamos uma "visão" ou uma "voz" I transformem brusca e totalmente o curso da vida de um homem, acompanhados freqüentem ente por uma afecção nervosa qualquer. O importante é que o afeto permaneça depois do transtorno nervoso ter passado: uma atitude diferente ante a vida.

H.P.Blavatsky, na sua "Doutrina Secreta", fala-nos da diferença entre o estado de transe provocado pelo próprio discípulo e o estado de hipnose resultante de uma influência exterior. No primeiro caso; o sujeito está desapegado das influências do quaternário; o seu Manas não está em comunicação com os corpos inferiores. Pelo contrário, nos indivíduos em estado de transe hipnótico ou mesmérico provocado por meios artificiais (forma de magia negra, inconsciente ou até consciente, a menos que seja provocado por um adepto), todo o conjunto de princípios inferiores está presente com o Manas completamente paralisado; quanto ao corpo astral, está inteiramente sob o domínio do kama-manas. Esta diferença de condições, que observamos nos sujeitos em estado de transe, traduz-se seguidamente numa diferença de vital importância quanto a resultados ulteriores.
Conclusão
Os breves pontos analisados nessa primeira aproximação a
parapsicologia têm como finalidade permitir ao estudante Acropolitano a ampliação da sua visão do homem visível e invisível que habita em nós.

Desejamos igualmente que esta síntese ajude a compreender que todos os fenômenos dos planos superiores ao físico são extremamente complexos e que toda a busca de experiências no plano astral ou mental sem uma verdadeira formação espiritual e sem a direção de um Mestre não podem conduzir senão ao erro e ao afastamento da via filosófica.

No nosso século de materialismo, diferentes grupos que se autodenominam esoteristas acreditam que a "manifestação dos
fenômenos" do plano astral possa contribuir para provar cientificamente que o homem e a vida não se detêm no plano material. Porém, constatamos que o apoio científico não é capaz de despertar a consciência da humanidade para os planos superiores. Este despertar é o fruto de um trabalho de crescimento em cada indivíduo, de uma dedicação altruísta e de uma séria investigação.

Não esqueçamos que estamos dedicados a construir um futuro melhor, em que o homem será espiritual... ou não será.
*
Fonte:
Apostila de Psicologia
Escola Nova Acrópole
Autor: Jorge Angel Livraga Rizzi
*
Observação do Leal:
A finalidade da inclusão desta informação no blog é a de evidenciar que são muitas as “linhas” de entendimentos que aceitam a Realidade Espiritual - tão segregada pela ciência estabelecida!
Você está convidado a opinar. Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal
*
*
***

52 Manifesto aos Superiores!

*



















Manifesto aos Superiores

Aos Irmãos do Plano Espiritual Superior

Queridos Irmãos de Luz!
Nesta singela mensagem manifesto meu agradecimento pelos muitos e muitos benefícios com os quais fui agraciado ao longo do tempo.

Nesta encarnação tive a oportunidade do diálogo direto com queridos Espíritos: José Grosso e Palminha. Nas diversas vezes que me fizeram a concessão, só aprendi, muito fui beneficiado.

Destes aprendizados decorreram as mudanças na minha Vida. A dilatação da Percepção da realidade de encarnado e da realidade do Plano Espiritual foram conseqüências inerentes.

Agradeço tantos ensinamentos e principalmente a tutela, orientando-me, mesmo eu sendo “surdo”, e, incontáveis oportunidades me senti sendo carregado, evitando assim que eu cometesse desatinos...

Suas mensagens, via psicofônica, via psicográfica, via pictórica, suas vibrações envolventes, suas materializações, suas fluidificações... Incontáveis benefícios recebidos!

Declaro-me devedor de infinitos favores recebidos e humildemente coloco-me a sua disposição para a realização das poucas e pequenas tarefas que eu seja capaz de realizar em prol do próximo.

Rogo a Jesus, o Cristo, para que os abençoe.
*
*
***

52 Manifesto a Jesus, o Cristo!

*



















Manifesto a Jesus, o Cristo!

Jesus, o Cristo, mestre dos mestres!
Amigo de todas as horas da nossa Vida!
Escutai a minha prece!
Estou pedindo que me ajude a ter a capacidade de manter-me ligado ao Teu Divino Coração donde só irradia Luz e Amor!
Amado Jesus, que esta Tua Luz Bendita seja espargida por sobre todos nós, habitantes do Planeta Terra, encarnados e desencarnados!
Que esta Tua Luz Bendita plenifique o Espírito de cada um de nós, de tal forma que ali não haja mais pontos obscuros!
Que esta Tua Luz Bendita plenifique nosso Corpo Mental, de tal forma que tenhamos a capacidade de desenvolvermos pensamentos edificantes em benefício de muitos!
Que esta Tua Luz Bendita adentre e plenifique a cada uma das células do nosso corpo biológico, fazendo com que estas voltem a funcionar normalmente!
Amado e Divino Mestre Jesus, o Cristo, abençoa-nos!
Jesus, o Cristo, fazei de mim um instrumento da Tua Paz!
Muito obrigado!
*
*
***

52 Manifesto ao Pai da Vida!

*






















Manifesto ao Pai da Vida

Senhor, Deus-Pai!
Peço ser ouvido!
Estou Te Agradecendo por eu ser a manifestação da Tua Vontade;
Estou Te Agradecendo por eu ser a manifestação da Tua Inteligência;
Estou Te Agradecendo que por Tua infinita Bondade e Misericórdia, fui criado Eterno;
Estou Te Agradecendo que por Tua infinita Bondade e Misericórdia, me foi concedida a presente Encarnação;
Estou Te Agradecendo que por Tua infinita Bondade e Misericórdia, me foi concedido o Dia de Hoje na experiência terrena.

Peço ser ouvido!
Peço sua bênção para todos nós, habitantes do Planeta Terra, encarnados e desencarnados.
Assim seja!
*
*
***