30 de set de 2010

Missão da Maçonaria

*

Missão da Maçonaria

A Maçonaria, Ordem Universal, é constituída por homens de todas as raças e nacionalidades, acolhidos por Iniciação e congregados em Lojas, nas quais, auxiliados por símbolos e alegorias, estudam e trabalham para o aperfeiçoamento da Sociedade Humana.

É fundada no Amor Fraternal e na esperança de que, com amor à Deus, à pátria, à família e ao próximo, com tolerância e sabedoria, com a constante e livre investigação da Verdade, com a evolução do conhecimento humano pela filosofia, ciências e artes, sob a tríade da Liberdade, Igualdade e Fraternidade e dentro dos princípios da Moral, da Razão e da Justiça, o mundo alcance a felicidade geral e a paz universal.
*
Autor:
Ir.: Eduardo Carvalho Monteiro
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Publicidade

*

Publicidade!

O Link abaixo é de um catálogo de venda, pela internet, das Lojas HEMA 
(Uma Rede Holandesa)

Abra o site e espere um pouco, e não mexa em nada, nem na barra de deslizamento.

Você verá uma das mais criativas publicidades da Internet.

Quando o site carregar, NÃO MEXA EM NADA, aguarde um pouco e veja que bacana, o que acontece.

Site: HTTP://producten.hema.nl
*

29 de set de 2010

4 pês

*

Tô confuso!

*

Bem-estar

*


"Bem-estar é o novo luxo", afirma filósofo francês Gilles Lipovetsky

Folha Equilíbrio - 28set2010 pág.4
Izabela Moi
Editora-assistente Da Ilustríssima

O filósofo e sociólogo francês Gilles Lipovetsky, 66, tornou-se popular por escolher o consumo, a moda e o luxo como objetos de estudo. De jeans e sandálias, o autor de "A Felicidade Paradoxal" e "O Império do Efêmero" recebeu a reportagem na cobertura de um prédio na zona sul de São Paulo, onde foi hospedado.

Na cidade para um fórum mundial de turismo, Lipovetsky veio falar sobre o "consumo de experiência". Abaixo, fala também da obsessão pela saúde e afirma: bem-estar é o novo luxo.

Folha - O que é "consumo de experiência"?

Gilles Lipovetsky - Vai além dos produtos que podem me trazer esse ou aquele conforto, ou me identificar com essa ou aquela classe. As razões para escolher um celular, hoje, vão além das especificações. Queremos ouvir música, tirar fotos, receber e-mails, jogar. Ter vivências, sensações, prazeres. É um consumo emocional.

Então, o que é o luxo, hoje?

O luxo, apesar de ainda existir na forma tradicional, também está mudando.

Quando buscamos um hotel de luxo hoje, não queremos torneiras de ouro, lustres. O luxo está nas experiências de bem-estar que o lugar pode oferecer. Spa, sala de ginástica, serviço de massagem. O bem-estar é o novo luxo.

Como consumir bem-estar?

Nos anos 60 e 70, quando o consumo de massa possibilitou que famílias de classe média se equipassem com produtos, o bem-estar ainda era medido em termos de quantidade. Hoje, o que está na cabeça das pessoas é o bem-estar qualitativo: a tal qualidade de vida. O que inclui a qualidade estética.

Qual a relação entre busca de bem-estar e uma sociedade mais e mais "medicalizada"?

A obsessão com a saúde e a prevenção é o lado obscuro do hiperconsumismo, gerador de ansiedade quase higienista. A quantidade de informação disponível torna o consumo complicado. Na alimentação, os consumidores estão ávidos pela leitura dos rótulos: quais são os ingredientes, de onde vêm, podem causar câncer, engordar? Há 40 anos, íamos ao médico uma vez por ano, se muito. Hoje, um indivíduo faz até dez consultas por ano. O consumo de exames, para nos fazer sentir "seguros", cresce exponencialmente. Sintoma do hiperconsumismo: queremos comprar nossa saúde.

Como vê as campanhas contra o cigarro e a obesidade?

O hiperconsumidor está preso num emaranhado de informações e ele tem muitas regras a seguir. Parar de fumar faz parte da lógica da prevenção. É um sacrifício do presente em prol do futuro. No hiperindividualismo, a gestão do corpo é central. Esse autogerenciamento permanente explica, também, a onda do emagrecimento.

Expor-se ao sol é arriscado, mas é considerado bonito ter a pele bronzeada. Privar-se de comer é privar-se do prazer. É um paradoxo que todos vivem e, por isso, no caso dessas mulheres subjugadas ao terrorismo da magreza, elas sentem culpa. As regras são contraditórias.

Qual é a saída para toda essa ansiedade?

As compras. Antes as pessoas iam à missa, agora elas vão ao shopping center. Comprar, ir ao shopping, viajar -são as terapias modernas para depressão, tristeza, solidão. Você pode comprar "terapias de desenvolvimento pessoal". Um fim de semana zen, um pacote de massagens. Todas as esferas de vida estão subjugadas à lógica do mercado.

Por que as pessoas não se sentem felizes?

O hiperindividualismo aparece quando nossa sociedade nega as instituições da coletividade. A religião, a comunidade, a política. Os deuses são os homens. O indivíduo é um agente autônomo que deve gerenciar a própria existência. Esse indivíduo pode fazer escolhas privadas -que profissão fazer, com quem se casar, o que comprar- mas está submetido às regras da globalização econômica de eficácia, de produtividade, juventude, consumo. O acesso ao conforto material, enquanto sociedade, não nos aproximou da felicidade. Há tanta ansiedade, tanto estresse, tanta angústia e tanto medo que a abundância não consegue proporcionar um sentimento de completude.

Consumimos para esquecer?

Também. Mas há um outro lado. Desenvolvemos o que eu chamei de "don juanismo" [ele cita o personagem "Don Juan", da ópera de Mozart, que "conheceu" 1.003 mulheres]. Todos nos transformamos em Dons Juans. Somos todos colecionadores de experiências. Temos medo que a vida passe ao largo. Existe um senso comum que nos diz que se não tivermos vivido tal ou tal experiência, teremos perdido nossa vida. É uma luta contra o tédio, uma busca incansável e viciada pela novidade, pela fuga da rotina.
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

27 de set de 2010

Gentileza


Gentileza

Nunca perca a oportunidade de ser gentil.

A gentileza é sempre muito bem vinda àqueles que sabem reconhecê-la.

Você é gentil quando ouve com atenção alguém que deseja desabafar com você. Não seja intolerante com histórias que lhe parecem pequenas, pois para quem fala é sempre muito importante dividí-las com alguém.

Você é gentil ao dizer “tudo bem, tente outra vez” quando seu telefone toca por engano. Quem está do outro lado do fio sente-se melhor ao ver-se desculpado.

Você é gentil quando ajuda alguém a recolher os pacotes que deixou cair. Não se mostre incomodado se eles caíram empatando sua caminhada. Quem os derrubou já está suficientemente constrangido.

Você é gentil quando avisa que vai fazer uma visita. Nunca apareça sem antes anunciar-se. É necessário que o outro saiba que você está indo e que tenha a chance de dizer se pode ou não recebê-lo.

Você é gentil quando não impõe suas idéias como se fossem leis. Deixe que o outro filtre suas palavras e tenha a liberdade de escolher as que lhe parecem razoáveis.

Você é gentil quando não emite opiniões que não são solicitadas.
Seja qual for a situação, espere que o outro lhe peça para dizer o que acha.

Você é gentil quando sorri para um pedinte de rua: para ele, um sorriso pode ser mais necessário do que algumas moedas.

Você é gentil quando oferece água e alimento a um animal sedento e faminto. Ele não sabe dizer “muito obrigado”, mas alguém “lá de cima” está agradecendo em nome dele.

Você é gentil quando dá atenção a uma criança que lhe fala de papai Noel. Ele é muito importante para ela: é um portador de alegrias e de presentes. Não roube dela essa ilusão. Deixe o tempo cuidar disso.

Você é gentil quando reconhece que um idoso pode ser um Mestre para você, mesmo que ele não tenha todos os diplomas que você tem.
Não é possível listar de uma só vez quais são todas as maneiras de ser gentil. Há diversas formas de sê-lo e, certamente, você conhece muitas delas.

Nunca perca a oportunidade de exercer a gentileza.

Na história do mundo entram muito mais nomes de pessoas grosseiras do que de pessoas gentis.

Porém, na história do universo, a casa de Deus, elas não entram pela Porta Principal.

Seja gentil.
*
Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
Daniela Marchi
Araçatuba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

26 de set de 2010

O Abraço!

*

O ABRAÇO, SALVADOR DE VIDAS

Já se comprovou que todos necessitamos de contato físico para nos sentirmos bem, e uma das formas mais importantes de contato físico é o abraço.

Quando nos tocamos e nos abraçamos, levamos vida aos nossos sentidos e reafirmamos a confiança nos nossos próprios sentimentos.

Algumas vezes NÃO encontramos as palavras adequadas para expressar o que sentimos; o abraço é a melhor maneira.

Há vezes que não nos atrevemos a dizer o que sentimos, seja por timidez ou porque os sentimentos nos avassalam; nesses casos pode-se contar com o idioma dos abraços.

Os abraços, além de nos fazerem sentir bem, empregam-se para aliviar a dor, a depressão e a ansiedade.

Provocam alterações fisiológicas positivas em quem toca e em quem é tocado.

Aumenta a vontade de viver aos enfermos.

É importante saber que:
Os abraços são necessários para o desenvolvimento, manter-se são e para crescer como pessoa.

O que nos dá um abraço?


PROTEÇÃO
O sentir-se protegido é importante para todos, mas é-o mais para as crianças e mais velhos, que frequentemente dependem do amor de quem os rodeia.

SEGURANÇA
Todos necessitamos de nos sentirmos seguros. Se não o conseguimos, atuamos de forma ineficaz e as nossas relações interpessoais declinam.

CONFIANÇA
A confiança faz-nos avançar quando o medo se impõe ao nosso desejo de participar com entusiasmo em algum desafio da vida.

FORÇA
Quando transferimos a nossa energia com um abraço, as nossas próprias forças aumentam.

SAÚDE
O contato físico e o abraço partilham uma energia vital capaz de sanar ou aliviar enfermidades.

AUTO - VALORIZAÇÃO
Através do abraço podemos transmitir uma mensagem de reconhecimento do valor e excelência de cada indivíduo.

UM ABRAÇO
Faz e Diz Muitíssimo; abraça o teu amigo,
abraça os teus entes queridos, abraça as tuas crianças, abraça o teu animal de estimação…

ABRAÇA-OS A TODOS!

Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
Irenita Forster
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

25 de set de 2010

Oração Maçônica

*


ORAÇÃO MAÇÔNICA


Grande Arquiteto do Universo que me permitiste que como Maçom, vislumbrasse um pálido clarão da tua Luz ao ingressar nos "Mistérios".

Ajuda-me, pois, a iluminar os caminhos que abristes para mim, para aqueles que agora acompanho e para outros que talvez um dia me seguirão.

Que eu possa refletir sobre o golpe do teu malhete e o perfeito desbaste do teu cinzel, para que toda a minha individualidade reflita sem equívocos a tua vontade.

Fizeste-me Maçom. Por isso "morri" e despertando "renasci".

Ensina-me a humildade na crítica, sobretudo ao ser criticado, para que através de mim, todos entendam e aceitem que a humildade é uma das tuas essências. Instrui-me nas virtudes da Paciência, da Tolerância e da Alegria.

Para que eu possa aceitar os outros como são, mesmo que isso me pareça à tarefa mais árdua, a viagem mais penosa ou a taça mais amarga. Dá-me muito antes, da sabedoria de Salomão a paciência de Jó, para que a minha palavra seja sempre proferida para bem da Humanidade.

Sou uma pedra bruta, bem o sei, mas não inanimada, pois posso mover-me.

Indica-me, pois a direção do teu golpe, cinzela as minhas arestas e assenta-me na construção do templo Universal que desejas e contra cujas Colunas tantos lutam com insensata cegueira.

Amplia o meu conhecimento, reforça a minha fé e a minha coragem e faz ressoar a minha alegria.

Dá-me a convicção dos meus ideais, alimenta o meu corpo e abre-me o teu insondável caminho. Concede-me a graça de te descortinar em tudo e em todos.

Pois só assim poderei ser justo e perfeito.

E no dia  em que me apresentar perante ti, no momento da Iniciação no Oriente Eterno, que as minhas mãos senão cheias estejam calejadas do trabalho efetuado por amor a ti, com os meus olhos senão cegos por tua Luz ao menos voltados em tua direção.

Que eu possa também antes de cruzar as Colunas em direção ao Oriente Eterno, olhar a marca de todos os meus passos e atos sem me envergonhar do pouco que tenha caminhado ou feito.

Que a pedra bruta desbastada graças a ti possa ser de alguma utilidade na construção do meu Templo Interior  e do templo Universal.

QUE ASSIM SEJA .·.
*
Texto / Oração:
IR.·. Manoel Espinho
*
Colaboração:
IR.: Jose Rufino Xavier
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

24 de set de 2010

Pense!

*

Pense!

1. Experimente de tudo duas vezes. Na lápide de Madams (de "Whelan's and Madam") ela diz que gostaria de ter o seguinte: Experimentei de tudo em dobro... amei as duas vezes!

2. Mantenha apenas os amigos alegres.
Os tristes te deprimem. (tenha isso em mente e certifique-se que você não é um desses depressivos;)

3. Continue aprendendo: aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, qualquer coisa. Nunca deixe o cérebro desocupado. "Uma mente vazia é o ambiente propício para instalação do mal."
E o nome desse mal é Alzheimer!

4. Curta as coisas simples.

5. Ria com freqüência, em alto e bom som. Ria até perder o fôlego. E se você tiver um amigo que te faça rir, procure estar bastante tempo na companhia dele/dela.

6. Se vierem lágrimas: Resista, recupere-se e siga em frente. A única pessoa que está com você a tua vida inteira é você mesmo.
VIVA enquanto estiver vivo!

7. Cerque-se de coisas que você ama: não importa se é sua família, seus amigos, seus animais de estimação, música, plantas, hobbies, o que quer que seja. Sua casa é seu refúgio!

8. Cuide da sua saúde: se ela está bem, preserve-a. Se está instável, melhore-a.
Se está além das tuas possibilidades fazê-la melhor, procure ajuda.

9. Não vá a lugares onde não se sinta bem. Saia para ir ao shopping, mesmo que seja num outro bairro, numa outra cidade, mas NÃO vá a lugares que te deprimam.

10. Às pessoas que você ama, diga que as ama, sempre que tiver oportunidade.

11. Perdoe aqueles que te fizeram chorar. Você pode não ter uma segunda chance para fazer isso.

O tempo perdido nunca mais poderá ser encontrado!

Seja seu Dia, Feliz!

Autoria: Rosangela Gil
Colaboração: Mário Leal Filho
São Paulo-SP - Brasil
*
Fonte:
C:\#1_Leal\1_WPD\2007\20070628WPD_Pense
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

23 de set de 2010

Bico de lacre comum

*

Remuneração Espiritual

*






















Remuneração Espiritual

Emmanuel
Paulo II Timóteo, 2:6.

Além do salário amoedado o trabalho se faz invariavelmente, seguido de remuneração espiritual respectiva, da qual salientamos alguns dos itens mais significativos: acende a luz da experiência; ensina-nos a conhecer as dificuldades e problemas do próximo, induzindo-nos, por isso mesmo, a respeitá-lo; promove a auto-educação; desenvolve a criatividade e a noção do valor do tempo; imuniza contra os perigos da aventura e do tédio; estabelece apreço em nossa área de ação; dilata o entendimento; amplia-nos o campo das relações afetivas; atrai simpatia e colaboração; extingue, a pouco e pouco, as tendências inferiores que ainda estejamos trazendo de existências passadas.

Quando o trabalho, no entanto, se transforma em prazer de servir, surge o mais importante da remuneração espiritual: toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para a execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.

E, quando ocorre, em momento oportuno, o nosso contato indispensável com os mecanismos da Justiça Terrena, eis que a influência de todos aqueles a quem, porventura, tenhamos prestado algum benefício, aparece em nosso auxílio, já que semelhantes companheiros se convertem espontaneamente em advogados naturais de nossa causa, amenizando as penalidades em que estejamos incursos ou suprimindo-as de todo, se já tivermos resgatado em amor aquilo que devíamos em provação ou sofrimento, para a retificação e tranquilidade em nós mesmos.

Reflitamos nisso e concluamos que trabalhar e servir, em qualquer parte, ser-nos-ão sempre apoio constante e promoção à Vida Melhor.
*
Psicografia: Francisco Cândido Xavier.
Livro: Perante Jesus
http://www.mensageiros.org.br/
*
Colaboração:
Casa do Caminho
R. Sen. Dino Bueno, 203
Pindamonhangaba-SP
12401-410
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Klyvian

*

22 de set de 2010

Poema da Gratidão

*




















POEMA DA GRATIDÃO (Amélia Rodrigues)

Senhor Jesus, muito obrigado...

Pelo ar que nos dás, pelo pão que nos deste, pela roupa que nos veste, pela alegria que possuímos, por tudo de que nos nutrimos... Muito obrigado pela beleza da paisagem, pelas aves que voam no céu de anil, pelas Tuas dádivas mil..

Muito obrigado, Senhor, pelos olhos que temos...Olhos que vêem o céu, que vêem a terra e o mar, que contemplam toda beleza...Olhos que se iluminam de amor ante o majestoso festival de cor da generosa Natureza! E os que perderam a visão? Deixa-me rogar por eles ao Teu nobre coração! Eu sei que depois desta vida, além da morte, voltarão a ver com alegria incontida...

Muito obrigado pelos ouvidos meus, pelos ouvidos que me foram dados por Deus. Obrigado, Senhor, porque posso escutar o Teu nome sublime e, assim, posso amar... Obrigado pelos ouvidos que registram a sinfonia da vida no trabalho, na dor, na lida... O gemido e o canto do vento nos galhos do olmeiro, as lágrimas doridas do mundo inteiro e a voz longínqua do cancioneiro...

E os que perderam a faculdade de escutar? Deixa-me por eles rogar. Sei que em Teu Reino voltarão a sonhar...

Obrigado, Senhor, pela minha voz, mas também pela voz que ama, pela voz que canta, pela voz que ajuda, pela voz que socorre, pela voz que ensina, pela voz que ilumina e pela voz que fala de amor, obrigado, Senhor!

Recordo-me, sofrendo, daqueles que perderam o dom de falar e o Teu nome não podem pronunciar. Os que vivem atormentados na afasia e não podem cantar nem de noite, nem de dia. Eu suplico por eles sabendo, porém, que mais tarde, no Teu reino voltarão a falar...

Obrigado, Senhor, por estas mãos que são minhas alavancas da ação, do progresso, da redenção... Agradeço pelas mãos que acenam adeuses, pelas mãos que fazem ternura, e que socorrem na amargura. Pelas mãos que acarinham, pelas mãos que elaboram as leis pelas mãos que cicatrizam feridas retificando as carnes sofridas balsamizando as dores de muitas vidas! Pelas mãos que trabalham o solo, que amparam o sofrimento e estancam lágrimas, pelas mãos que ajudam os que sofrem, os que padecem... Pelas mãos que trabalham nestes traços, como estrelas sublimes fulgindo em meus braços!

E pelos pés que me levam a marchar, ereto, firme a caminhar. Pés de renúncia que seguem humildes e nobres sem reclamar...E os que estão amputados, os aleijados, os feridos, os deformados, eu rogo por eles e posso afirmar que no Teu Reino, após a lida dolorosa da vida, hão de poder bailar e em transportes sublimes outros braços afagar... Sei que a Ti tudo é possível mesmo que ao mundo pareça impossível...

Obrigado, Senhor, pelo meu lar,o recanto de paz ou escola de amor, a mansão da glória... Obrigado, Senhor, pelo amor que eu tenho e pelo lar que é meu... Mas, se eu sequer nem um lar tiver ou teto amigo para me aconchegar nem outro abrigo para me confortar...

Se eu não possuir nada, senão as estradas e as estrelas do céu, como leito de repouso e o suave lençol, e ao meu lado ninguém existir, vivendo e chorando sozinho ao léu sem alguém para me consolar...

Direi, cantarei, ainda: "Obrigado, Senhor porque Te amo e sei que me amas, porque me deste a vida jovial, alegre, por Teu amor favorecida... Obrigado, Senhor, porque nasci... Obrigado porque creio em Ti e porque me socorres com amor, hoje e sempre, obrigado, Senhor..."
*
Divaldo Pereira Franco
*
Colaboração:
José Rufino Xavier
São Paulo-SP
*

Nosso Lar

*




















Nosso Lar

Ontem tive a oportunidade de ver o filme Nosso Lar.

Hoje, sou outra pessoa.
Ainda estou sob a influência da informação contida.
Levado à reflexão sobre minha própria Vida... penso... o que me aguarda?
Estou com 70 anos e certamente já percorri mais 50% do Caminho, então, é iminente minha chegada ao UMBRAL... quanto tempo lá ficarei até que haja o despertar?

Será que em algum tempo, no futuro, poderei ser faxineiro no Nosso Lar?
Incrível! O filme me colocou diante do Espelho!!!
Não gostei da imagem que lá vi refletida!!!
Desde já estou pedindo ajuda!
Reze por mim, por favor! Muito obrigado.
Fraternalmente,
Eudison - pré-umbralino
*

20 de set de 2010

Primaveras Possíveis

*
Por favor,
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*




Baú das Culpas

*



























Sentimento de culpa


"A verdade sai do erro. Por isso nunca tive medo de errar, nem dele me arrependi seriamente."

Essa frase do psiquiatra suíço C. G. Jung (1875-1961) nos faz refletir sobre muitas coisas... Quase sempre chegamos na verdade ao errarmos. É isso mesmo! Mas, quantos erros cometemos até chegarmos na verdade? Isso não importa, o que deve importar mesmo é a experiência adquirida e o crescimento obtido. Mas nem sempre temos essa consciência e, na maior parte do tempo, os erros cometidos são transformados em culpas. Alguns passam a vida errando e se culpando; outros sendo vítimas dos erros dos outros, e culpando-os; outros não fazem nada ou em tudo que fazem, são culpados; e outros, ainda para justificarem seus próprios erros, nos culpam. Que loucura, não?

Culpa é o sentimento de ser indigno, mau, ruim, carrega remorso e censura. A culpa é o resultado de muita raiva guardada que se volta contra nós mesmos. Poderíamos resumir assim:

Raiva + mágoas reprimidas = culpa = autopunição

Esse sentimento que corrói nossa alma e que muitas vezes nos impede de sermos nós mesmos, tem muitas variáveis difíceis de se esgotar. Mas podemos refletir sobre alguns aspectos geradores de culpa.

Características de quem sente culpa

- Preocupação excessiva com a opinião dos outros;
- Sente-se mal quando recebe algo, pois na verdade não se considera digno de aceitar o que os outros dão;
- Fala repetidamente sobre o que motivou a sentir culpa;
- Raiva reprimida;
- Dificuldade em assumir responsabilidade pelos próprios atos;
- Sente-se rejeitado;
- Responsabiliza o outro pelo próprio sofrimento;
- Sente-se vítima em algumas ou muitas situações;
- Geralmente se pune ficando doente, ou sendo vítima freqüente de acidentes, ou seja, autopunições constantes;
- Dificuldade em expressar os reais sentimentos;
- Não consegue falar 'não';
- Necessidade em agradar;
- Sempre fazendo algo pelos outros e raramente para si mesmo;
- Dificuldade em fazer algo só para si;
- Não consegue administrar o tempo, pois está sempre sobrecarregado;
- Baixa auto-estima;
- Falta de amor-próprio.

Você pode se identificar com essas características ou ter outras, o importante é reconhecer que a culpa traz muitas conseqüências em nosso modo de ser e agir. Perceba como se sente, elevando assim seu autoconhecimento para mudar o que te faz sofrer.

A culpa pode ser gerada pela (o)

- Religião;
- Morte;
- Manipulação;
- Crítica;
- Regras;
- Acusações;
- Repressão;
- Rigidez;
- Inflexibilidade;
- Julgamento;
- Controle;
- Dependência;
- Superproteção;
- Raiva;
- Medo;
- Rejeição;
- Abandono;
- Abusos;
- Mentira;
- Prazer;
- Felicidade;
- Dinheiro;
- Sucesso;
- Expectativa;
- Comparações;
- Necessidade de agradar;
- Comodismo/ falta de atitude;
- Sentimentos de impotência;
- Preconceito;
- Segredos, principalmente entre os familiares.

Aqui estão algumas causas do sentimento de culpa. A origem de sua culpa pode ser outra, ou serem várias. Procure ter a consciência exata da origem do seu sentimento de culpa. Explore um pouco mais sobre o que gerou em você a culpa. Comece perguntando-se: O que me faz sentir culpa? De não ter sido amado? Ter sido rejeitado, abandonado? Ter acreditado que recebia amor, quando na verdade recebia apenas o que acreditava ser amor? Ter sido vítima de maus tratos e abuso sexual ainda criança? Terem me ocultado a verdade, o que me obrigou a acreditar e conviver com a mentira? De não ter sido amado?

Faça uma lista de todas as culpas que você sente, por maior que possa ser a lista, faça! Isso o ajudará a compreender melhor seus sentimentos e conflitos gerados pela culpa. Analise as situações em que aconteceram os fatos e se você efetivamente tinha condições de agir diferente de como agiu. Depois continue sua análise. Onde, quando e por que começou cada uma delas? Quais são as situações que me sinto culpado pelo que fiz ou deixei de fazer? Quais eram meus valores em relação ao assunto quando agi daquela forma? Se fosse hoje minha atitude seria diferente? Como? Quem fazia ou faz com que eu me culpe? Busque a relação da culpa atual com seu histórico de vida. O objetivo desse exercício não é buscar mais culpados, mas explorar os motivos pelos quais ainda se culpa, se responsabilizando pelos seus atos, e mudar o que pode ainda ser mudado, libertando-se desse sentimento que aprisiona e impede o crescimento.

Conseqüências da culpa

- Autopunição;
- Medo;
- Sofrimento;
- Remorso;
- Estagnação;
- Doença - segundo alguns estudos, a culpa está presente em praticamente a maioria das pessoas portadoras de câncer;
- Tristeza/depressão;
- Submissão;
- Prisão emocional;
- Solidão;
- Dificuldade em impor limites, dizer não;
- Fuga através do álcool, drogas;
- Compulsão alimentar;
- Conflitos internos e nas relações ;
- Dificuldade em sentir prazer;
- Destruição da auto-estima e amor-próprio.

As conseqüências da culpa são muitas, isso ocorre porque com a culpa está sempre presente a necessidade, ainda que inconsciente, de autopunição. É certo que a culpa pode ser um sinal de alerta sobre falta de limite e respeito pelo outro; ou a indicação que é preciso mudar algum padrão de comportamento. Caso contrário, poderá continuar machucando aqueles que lhes são mais caros.

O mais indicado sempre é responsabilizar-se e não se culpar, pois a culpa faz com que permaneçamos no papel de vítima e esse traz apenas estagnação e repetição de padrão, não proporciona crescimento. A responsabilidade faz com que acreditemos na capacidade de mudar. E todos nós temos essa capacidade!
*
Sentimento de culpa leva à autopunição

"A verdade sai do erro. Por isso nunca tive medo de errar, nem dele me arrependi seriamente"

Rosemeire Zago
r.zago@uol.com.br
*
Pesquisa do Leal
*
Fonte:
http://www.portalangels.com/comportamento39.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

19 de set de 2010

18 de set de 2010

Bento 16

*

Pense!

*


























Pense!


Ninguém poderá carregar o fardo de suas dores.
Eduque-se com o sofrimento.

Ninguém lhe entenderá os problemas complexos da existência.
Exercite o silêncio.

Ninguém seguirá com você indefinidamente.
Acostume-se com a solidão.

Ninguém acreditará que as suas aflições sejam maiores do que as do vizinho.

Liberte-se delas com o trabalho de auto-iluminação.

Ninguém responderá pelos seus erros.
Tenha cuidado no proceder.

Ninguém suportará suas exigências.
Adira à brandura e à simplicidade.

Ninguém o libertará do arrependimento após o crime.

Medite na paciência e domine os impulsos.

Ninguém compreenderá seus sacrifícios e renúncias para a manutenção de uma vida modesta e honrada.

Persevere no dever bem cumprido.

Sábio é todo aquele que reconhece a infinita pequenez ante a infinita grandeza da vida.

Embora ninguém possa servi-lo sempre, você encontrará um sublime Alguém que tem para cada anseio da sua alma uma alternativa de amor.
*
Extraído do livro:
Sementeira da Fraternidade
*
Conheça:
www.mansaodocaminho.com.br
www.divaldofranco.com
www.divaldofrancofotos.com.br
*
Colaboração:
Alfredo F. Corrêa
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

17 de set de 2010

Alienação Parental

*




















Síndrome da Alienação Parental
Dra. Deusa Samu

Você é casado(a) separado(a)?
Saiba mais sobre as consequências.

Entrevista concedida à Rádio Jovem Pan
Vídeo: http://jovempan.uol.com.br/videos/deusa-samu-48713,1,0
*

Eternidade

*





















Eternidade


O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim...

Tudo o que sou me foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida.

Ninguém cruza nossos caminhos por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão.

Há muito o que dar e o que receber; há muito o que APRENDER com experiências BOAS ou NEGATIVAS.

É isso... Tente ver as coisas negativas que acontecem com você como algo que aconteceu por uma razão precisa.

E não se lamente pelo ocorrido;

Além de não servir de nada reclamar, isto vai te vendar os olhos para continuar seu caminho.

Quando não conseguimos tirar da cabeça que alguém nos feriu, estamos somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início e transformando-a em mágoa.

Nem sempre as pessoas nos ferem voluntariamente. Muitas vezes somos nós que nos sentimos feridos e a pessoa nem mesmo percebeu.

E nos sentimos decepcionados porque aquela pessoa não correspondeu às nossas expectativas!!!

E sabemos lá quais eram as suas expectativas?

E nos decepcionamos e decepcionamos.

Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que nos atingem. Quando alguém te disser que te magoou sem intenção, acredite nela!

Vai te fazer bem! Assim, talvez, ela poderá entender quando você, sinceramente disser que “foi sem querer”.

Dê de você mesmo o quanto puder!

Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui.

SEJA BOM (como as flores), tente dar sempre o primeiro passo, nunca negue uma ajuda ao seu alcance.

PERDOE E DÊ DE VOCÊ MESMO.

Seja uma BÊNÇÃO!

DEUS não vem em pessoa para abençoar...
ELE usa os que estão aqui, dispostos a cumprir essa missão.

Todos nós podemos ser ANJOS.

A ETERNIDADE está nas mãos de todos nós.

VIVA de maneira que quando você se for, MUITO DE VOCÊ ainda fique,
... naqueles que tiveram

A BOA VENTURA DE TE ENCONTRAR.
*
Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
José Rufino Xavier
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

16 de set de 2010

Eu errei!

*























Eu Errei!

Certamente que todos nós erramos todos os dias.

Nossos acertos tem por embasamento os erros... muitos erros.

Eu errei!
Analisei um “Texto” fora do “Contexto” a que pertencia.

Como consequência, acabei ferindo pessoas inocentes e me ferindo também.
Estou ferido!

Lembro-me de um PPS que certa feita me foi enviado no qual um professor para ensinar ao seu aluno propôs:
“Me dê uma folha de papel limpa e desamassada... lisinha.”
O aluno entregou a ele a folha de papel.
Então o professor tomando a folha em suas mãos a amassou.
Devolveu ao aluno a folha e pediu a ele que a desamassasse.
O aluno, constrangido, tentou, tentou, mas... não conseguiu.
A folha ficou “quase” lisa, mas, os vincos lá permaneciam.

Assim, o professor explicou: “Quando ofendemos alguém, mesmo que sejamos perdoados, os vincos permanecerão.”

Não há como desamassar a Folha!

Pedir desculpas, pedir para ser perdoado é uma tentativa de desamassar a Folha.

Estou tornando público meu pedido de Perdão mesmo sabendo que os vincos lá permanecerão.

Acredito que uma nova oportunidade de reparo, só acontecerá numa próxima reencarnação.

Eu espero, então, poder analisar o “Texto” dentro do “Contexto” certo.

Eu errei!
Perdoe-me!
*
Eudison
Aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

Progresso

*




























Progresso


Allan Kardec, Codificador do Espiritismo, propôs a seguinte questão aos Espíritos:

Bastante grande é a perversidade do homem. Não parece que pelo menos do ponto de vista moral, ele, em vez de avançar, caminha aos recuos?

Os benfeitores da Humanidade responderam claramente:

Enganas-te. Observa bem o conjunto e verás que o homem se adianta, pois melhor compreende o que é mal, e vai dia a dia reprimindo os abusos.

Faz-se mister que o mal chegue ao excesso, para tornar compreensível a necessidade do bem e das reformas.

Muitas pessoas comentam que a Humanidade realmente parece estar caminhando para o abismo a passos largos.

No entanto, se fizermos uma análise dos fatos, perceberemos que os Benfeitores estão com a razão.

Basta que prestemos atenção nas conquistas intelecto-morais que se efetuaram há apenas alguns séculos.

Em tempos mais remotos não tínhamos a Declaração Universal dos Direitos Humanos, nem a Organização das Nações Unidas.

Não havia tantas associações de amparo aos financeiramente menos favorecidos.

Hoje temos a UNICEF, a UNESCO. Temos também várias instituições filantrópicas sem fins lucrativos. Temos a Cruz Vermelha.

Antigamente tínhamos os vales da imundície, onde eram jogados os leprosos riscando seus nomes do livro da vida.

Hoje, temos hospitais confortáveis para atender aos irmãos portadores de hanseníase e outras enfermidades dermatológicas.

Antes, os mais fracos eram mantidos na mendicância. Hoje, existem institutos de socorro e previdência.

Em tempos remotos, crianças portadoras de deficiências físicas eram sumariamente eliminadas. Hoje, pessoas abnegadas, em clínicas especializadas, lutam por encurtar a distância entre o deficiente e o mundo que o rodeia.

Os séculos se dobram e caem os muros que separavam as nações. Os anos passam e varrem da face da Terra as cortinas ditas de ferro.

E as grandes potências depõem suas armas e curvam-se diante do apelo de paz proposto pelo Mundo inteiro.

Várias nações já baniram da sua legislação a pena de morte. E aquelas que a mantêm, já não a praticam de forma tão cruel como outrora.

Até nisso podemos perceber o progresso.

O duelo foi quase totalmente banido da face da Terra.

Os séculos de escuridão da Idade Média cederam lugar à luz meridiana do progresso, que não pode ser detido por ser uma Lei Divina.

Os cristãos já não têm que enfrentar as feras sob o aplauso do povo.

Até mesmo nos esportes podemos vislumbrar as marcas do progresso, já que hoje não existem mais os circos, onde os gladiadores se enfrentavam até a morte, para deleite dos expectadores.

Esses e outros tantos fatos nos levam a deduzir que realmente muito já foi reformado, conquanto muito se tenha ainda que reformar.

Mas dizer que não houve progresso, é, no mínimo, falta de bom senso.

* * *

"O caminho do progresso é cimentado com o suor dos trabalhadores leais do supremo bem, que descobrem no próprio sacrifício e no heroísmo silencioso e anônimo a glória da libertação espiritual."

*
Redação do Momento Espírita, com base no verbete Libertação, do livro Dicionário da alma, por Espíritos diversos, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Feb e no item 784 de O livro dos espíritos, de Allan Kardec, ed. Feb.
*
Colaboração:
Diniz Aleixo de Moraes
São Paulo-SP
*
Mensagem em PDF:
http://migre.me/1jlFM
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

15 de set de 2010

Telefone VoIP

*
*

Perdão

*





















Perdão

"Antes de podermos perdoar-nos uns aos outros, temos de compreender-nos uns aos outros."
Emma Goldman

Falo, logo me liberto

*



























Livro: Falo, logo me liberto
*
Essa música, não!
Esperando desgraças
Homens traem
Eu sou perfeita
Do quê eu gosto?
Por que rastejo?
Não gosto da minha mãe
Sexo, não! Parir, jamais!
Cadê minha identidade?
Entre dois amores
Ser ou não ser... sou?
Eu fujo, tu foges, vamo fugir...
O que é sexo?
*
Livro: Falo, logo me liberto
Autora: Dra. Deusa Samu
www.deusasamu.com
Tel: 11-9706-2706
São Paulo-SP
*

Mensageiros

*






















Mensageiros


“Todos estamos de visita neste momento e lugar. Só estamos de passagem. Viemos observar, aprender, crescer, amar e voltar para casa.”
Dito aborígene australiano

“Nem com milhões de moedas de ouro se pode recuperar um só instante da vida. Então, não existe tempo desperdiçado, apenas tempo não aproveitado. Chanakya Pandita

“A beleza, quando está mais adornada, é quando não está.” A beleza está no coração e não nos olhos da multidão.
São Jerônimo

O mundo não te deve nada nem tu deves nada a ele. O professor e o aprendiz são frutos de um só criador.
Mark Twain

“A princípio são pequenos, mas no seu percurso fazem-se mais fortes e profundos e, uma vez que tenham começado, já não têm volta. Assim sucede com os rios, os anos e as amizades.”Antigo versículo sânscrito

“Os que sonham de dia têm conhecimento de muitas coisas que escapam aos que sonham de noite.” O homem, porém, é o que sonha ser, não importa se de dia ou de noite. O homem é fruto de seus próprios sonhos.
Edgar Allan Poe

“A beleza não é um atributo das coisas em si. Só existe na mente que as contempla.” Assim como bem e mal são parceiros na evolução.
David Hume

"No fim do jogo, o rei e o peão voltam para a mesma caixa”, mas a mente iluminada transcende o jogo, tabuleiro e a caixa. Anônimo

É fácil apagar as pegadas; difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão." por isso ao caminhar sonhe com flores e suas pegadas serão perfumadas.
Lao-Tsé

"Aprendemos a voar como pássaros e a nadar como peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos.“ Aprendamos a olhar o próximo com os olhos com que Deus nos vê.
Martin Luther King

"Não acrescente dias à sua vida, mas vida aos seus dias."
Harry Benjamin

"A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte."
Mahatma Gandhi

"Há quem passe pelo bosque e só veja lenha para a fogueira." Assim são os que passam pela vida como cinzas, sobras dessa fogueira.
Leon Tolstoi

“Uma das grandes enfermidades é não ser ninguém para ninguém.” Pior que isso somente não ser ninguém para si mesmo.
Teresa de Calcutá

"É possível mudar nossas vidas e a atitude daqueles que nos cercam simplesmente mudando a nós mesmos." dessa forma o mundo que nos cerca muda grandiosamente pela simples mudança do nosso olhar.
Rudolf Dreikurs

Colaboração:
Aylla Harard
Guaratinguetá-SP

Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/

Mensagem em PDF:
http://migre.me/1irAp

14 de set de 2010

Destralhamento

*




















Destralhamento


-"Bom dia, como tá a alegria"?

Diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar.
-"Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!" e ela me apertou.

Na matemática de dona Francisca, "quatro abraços por dia dão para sobreviver; oito ajudam a nos manter vivos; 12 fazem a vida prosperar".

Falando nisso, "vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada".
Já ouviu falar em toxinas da casa?
Pois são:
- objetos que você não usa, roupas que você não gosta ou não usa há um ano, coisas feias, coisas quebradas, lascadas ou rachadas, velhas cartas, bilhetes, plantas mortas ou doentes, recibos/jornais/ revistas antigos, remédios vencidos, meias velhas, furadas, sapatos
estragados...

Ufa , que peso!
"O que está fora está dentro e isso afeta a saúde", aprendi com dona Francisca.
- "Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa"!, ela diz, enquanto me ajuda a 'destralhar', ou liberar as tralhas da casa...

O 'destralhamento' é a forma mais rápidas de transformar a vida e ajuda as outras eventuais terapias.

Com o destralhamento:
- A saúde melhora;
- A criatividade cresce;
- Os relacionamentos se aprimoram...
ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais.

Para o feng shui, é comum se sentir: cansado, deprimido, desanimado, em um ambiente cheio de entulho, pois "existem fios invisíveis que nos ligam à tudo aquilo que possuímos".

Outros possíveis efeitos do "acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado, limitado, aumento de peso, apegado ao passado...

No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga;
Na entrada, restringem o fluxo da vida;
Empilhadas no chão, nos puxam para baixo;
Acima de nós, são dores de cabeça;
Sob a cama, poluem o sono.

Então... se dona Francisca falou e o feng shui concordou... nada de moleza!
-"Oito horas, para trabalhar;
- Oito horas, para descansar;
- Oito horas, para se cuidar."

Perguntinhas úteis na hora de destralhar-se:
- Por que estou guardando isso?
- Será que tem a ver comigo hoje ?
- O que vou sentir ao liberar isto?

...e vá fazendo pilhas separadas...
- Para doar!
- Para vender!
- Para jogar fora!

E depois de destralhar-se...
- Jogue sal grosso nos ralos,
- Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e as energias ruins);
- Deixe um ramo de boldo em um copo d'água para purificar.

Para destralhar mais: livre-se de barulhos, das luzes fortes, das cores berrantes, dos odores químicos, dos revestimentos sintéticos.... e também... libere mágoas, pare de fumar, elimine ou pelo menos diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.

"Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará...Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá".
Arremata o mestre Jesus, no evangelho de Tomé.

"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente"; diz a sabedoria oriental.

O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.

Dona Francisca me conta que: "as frutas nascem azedas e no pé, vão ficando docinhas com o tempo", a gente deveria de ser assim, ela diz.

"Destralhar ajuda a adocicar."

Se os sábios concordam, quem sou eu para discordar...
(Deng Ming-Dao)
*
Colaboração:
Irenita Forster
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

13 de set de 2010

Casamento Civil

*























Casamento civil

Deseja saber mais a respeito, então click no link:
Link: http://dl.dropbox.com/u/11420198/20040608PDF_casamentocivil_.PDF
*

11 de set de 2010

Casa e Lar

*





















Casa e Lar


Casa é uma construção de cimento e tijolos.

Lar é uma construção de valores e princípios.

Casa é o nosso abrigo das chuvas, do calor, do frio...

Lar é o abrigo do medo, da dor e da solidão.

Casa é o lugar onde as pessoas entram para dormir, usar o banheiro, comer. Onde temos pressa para sair e retardamos a hora de voltar.

O lar é o lugar onde os membros da família anseiam por estar nele, onde refazem suas energias, alimentam-se de afeto e encontram o conforto do acolhimento. É onde temos pressa de chegar e retardamos a hora de sair.

Numa casa criamos e alimentamos problemas.
O lar é o centro de resolução de problemas.

Numa casa moram pessoas que mal se cumprimentam e se suportam.
Num lar vivem companheiros que, mesmo na divergência, se apóiam e nas lutas se solidarizam.

Casa é local de dissensões, conflitos, discórdia...
No lar as dissensões, os conflitos, existindo, servirão para esclarecer e engrandecer.

Numa casa desdenha-se dos nossos valores.
No lar sonhamos juntos.

Numa casa há azedume e destrato.
Num lar sempre há lugar para a alegria.

Numa casa nascem muitas lágrimas.
Num lar plantam-se sorrisos.

A casa é um nó que oprime, sufoca...
O lar é um ninho que aconchega.

Se você ainda mora em uma casa, nós o (a) convidamos a transformá-la, com urgência, em um lar...
...e que Jesus seja sempre o seu convidado especial!

Texto de: Abigail Guimarães (inspirada numa reflexão de Alba Magalhães David)

Colaboração:
Irenita Foster
São Paulo-SP

Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/

10 de set de 2010

Nobre Alcorão

*
Por favor,
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*





























Nobre Alcorão

Pastor desiste de queimar o Alcorão

Após apelo do próprio Barack Obama e visita do FBI, evangélico diz que não mais fará ato no 11 de Setembro

Terry Jones atribui decisão a acordo com líder religioso sobre construção de mesquita em NY, mas imã nega

ANDREA MURTA
DE WASHINGTON

Com o mundo em crescente alerta e após pressão do presidente dos EUA, Barack Obama, o pastor evangélico da Flórida que pretendia queimar o Alcorão no nono aniversário do 11 de Setembro, amanhã, disse ter desistido do plano.

Os detalhes do cancelamento ainda estavam pouco claros ontem.

Terry Jones, da cidadezinha de Gainesville, afirmou ter concordado em cancelar a fogueira do livro sagrado do islã após receber garantias dos responsáveis por outro plano controverso -da construção de uma mesquita perto do local do ataque às Torres Gêmeas em Nova York- de que mudarão o projeto.

"Se moverem a construção, vamos considerar isso um sinal de Deus", disse Jones. "Não tenho arrependimentos. Conseguimos um bom resultado."
Em Gainesville, porém, o líder islâmico Muhammad Musri, que mediou o diálogo de Jones com a mesquita de Nova York, disse que não há acordo. "Teremos um encontro para discutir a mudança."

Musri e Jones queriam marcar essa reunião para sábado. Mas em Nova York, o imã à frente da construção da mesquita, Feisal Abdul Rauf, disse ter sido pego de surpresa pelas notícias. "Não falei com o pastor nem com o imã", afirmou.

Diante disso, já no fim do dia, Jones disse que poderia "reconsiderar" a decisão de não mais queimar os exemplares.

PRESSÃO
Horas antes, o pastor havia se declarado disposto a cancelar o plano se recebesse um pedido da Casa Branca.

Pela manhã, Obama fez um apelo neste sentido em entrevista ao canal ABC. "Se ele [Jones] estiver ouvindo, espero que entenda que o que está propondo é completamente contrário a nossos valores como americanos."

O presidente foi duro. Chamou o plano de "golpe" e disse que o ato ofereceria "uma festa para o recrutamento" de terroristas para a Al Qaeda e outros grupos em busca de voluntários "que possam se explodir" em cidades nos EUA e na Europa.

Em meio às incertezas, seguiam altos os temores de que o plano do pastor levaria a retaliações violentas de extremistas pelo mundo no final de semana.

O secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, telefonou diretamente para Jones durante a tarde para expressar preocupação, e o FBI visitou o pastor para pedir o cancelamento do plano.

A Interpol lançou um alerta a 188 países-membros sobre alto risco de ataques no final de semana durante protestos contra o pastor.

Outro alerta mundial foi emitido pelo Departamento de Estado dos EUA, que pediu cautela a cidadãos americanos devido "a potenciais demonstrações anti-EUA em vários países em resposta" à ameaça ao Alcorão.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft1009201008.htm
*
Comentário do Leal:
Precisamos nos respeitar mutuamente. Todos os seres Humanos.
Muito Livros Religiosos no Mundo, e, no tempo, já foram queimados.
O resultado deste tipo de atitude é o desenvolvimento do ódio entre as partes envolvidas, ou seja, só há perdedores, não há um só ganhador.
Louvado seja Deus-Pai!
Que prevaleça o bom-senso entre os Homens!
Liberdade, Igualdade e Fraternidade!
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

Pecados Capitais

*
Pecados Capitais!
A visualização foi, intencionalmente, dificultada.
Percebeu?
*

Primeiro micro do Leal

*
Por favor,
Click sobre a imagem para ampliá-la.
Este foi o primeiro computador adquirido pelo Leal em 1987.
*

8 de set de 2010

Sintonizando

*





























Sintonizando

Amigo visitante, Salve!
Seja Abençoado!
Você está se sintonizando em qual das frequências:
Passado, Presente ou Futuro?
Gostaria de conhecer sua opinião.
Muito obrigado, e fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
sinapseslinks@gmail.com
*

Tá Feliz?

*
Por favor,
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*






















PSICOLOGIA HEDONISTA

A felicidade custa R$ 11 mil
Não ser pobre faz diferença no grau de bem-estar, mas dinheiro perde efeito após certo limiar, diz novo estudo

RICARDO MIOTO
DE SÃO PAULO
JFSP07SET2010A13

Para saber até que ponto dinheiro compra felicidade, estatísticos analisaram um banco de dados gigantesco nos EUA. Descobriram um valor a partir do qual mais riqueza não significa mais bem-estar: R$ 11 mil por mês.

"Uma renda pequena exacerba as dores emocionais associadas a problemas como divórcio, doença ou solidão", diz Daniel Kahneman, da Universidade Princeton, vencedor do Prêmio Nobel de Economia em 2002 e coautor da nova pesquisa publicada na revista científica "PNAS".

Para ser feliz, então, o importante não é ser rico, mas sim não ser pobre, revelam entrevistas feitas com mais de 450 mil americanos.

A pesquisa funciona assim: entrevistadores pedem que as pessoas relatem a frequência com que se sentiram felizes ou sorridentes recentemente. Perguntam o mesmo com relação ao estresse.

Pedem também que, em uma escala de zero a dez, digam o quanto estão satisfeitas com as suas vidas -a "nota" média dada pelas pessoas foi de 6,76.
Cruzam, então, as respostas obtidas com dados sobre a vida dos entrevistados.

SOLIDÃO AMIGA DO PEITO
Assim, eles descobriram, por exemplo, que gente solitária se sente muito infeliz até em comparação com quem sofre de um problema crônico de saúde.

Ter filhos, por outro lado, traz felicidade. Mas, curiosamente, em média o efeito é menor do que o de ter um plano de saúde- ao menos em países em que o sistema público de hospitais é ruim, como os EUA e talvez o Brasil.

Surpreende também a correlação entre envelhecer e se sentir mais feliz.

Aparentemente, os anos fazem com que as pessoas aprendam a lidar com as dificuldades.
O fator campeão de bem-estar, porém, é ser uma pessoa religiosa. Angus Deaton, também de Princeton, esboçou uma explicação para a Folha sobre isso.

"Quem vai à igreja faz amigos por lá, e isso tem um impacto muito bom. A religião também ajuda os fiéis a entender algumas questões mais difíceis da vida, e isso pode servir de apoio em tempos difíceis. Além disso, muitas igrejas oferecem cuidado médico ou apoio social."

A fé é o único fator que consegue até ganhar do dinheiro na busca pela felicidade.
O valor de R$ 11 mil reais, claro, serve como indicador, mas é bom ter em mente que, como ele se refere aos Estados Unidos, uma margem de erro precisa ser levada em consideração ao adaptá-lo ao Brasil -onde, ao menos em algumas cidades, o custo de vida pode ser bem diferente.

"Nós sabemos, por exemplo, que os latino-americanos costumam se sair bem em medições de felicidade", recorda Angus Deaton.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe0709201001.htm
*

CONSELHO ESPÍRITA INTERNACIONAL

*



























CONSELHO ESPÍRITA INTERNACIONAL

O Boletim trás informações sobre as atividades espíritas em todos aqueles 33 países.
Está no formato PDF.
Solicite por e-mail, por favor.
sinapseslinks@gmail.com.br
Leal
*

Rosh Hashaná

*




























Rosh Hashaná:

A época do ano quando somos lembrados de como um indivíduo pode aperfeiçoar o mundo inteiro.
Nossos desejos de um Ano Novo pleno de Saúde, Paz e Harmonia.
Que sejamos todos inscritos no Livro da Vida!
Leshaná Tová Ticatêvu!
Ricardo Ajzenberg e Família
*

7 de setembro de 1822

*




















Independência do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Denomina-se Independência do Brasil o processo que culminou com a emancipação política desse país do reino de Portugal, no início do século XIX.

Oficialmente, a data comemorada é a de 7 de setembro de 1822, quando ocorreu o episódio do chamado "Grito do Ipiranga".

De acordo com a história oficial, nesta data, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe Regente D. Pedro bradou perante a sua comitiva: Independência ou Morte!. Determinados aspectos dessa versão, no entanto, são contestados por alguns historiadores.

A moderna historiografia em História do Brasil remete o início do processo de independência à Transferência da corte portuguesa para o Brasil (1808-1821), no contexto da Guerra Peninsular, a partir de 1808.
*
Texto completo:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Independ%C3%AAncia_do_Brasil
*