30 de jun de 2010

27 de jun de 2010

Visual Basic

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*

























Amigo Visitante, Salve!

Por favor, pergunto:
Você é usuário de um destes programas:

a) Visual Basic 6 -ou-
b) CorelDraw 14
*
Caso afirmativo, gostaria de trocar e-mails com você.
Desde já agradeço a gentileza do contato.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
sinapseslinks@gmail.com
*

Caipirinha

*

25 de jun de 2010

Amigos Fraternos

*
Meus Amigos Fraternos em julho de 2010
Sejam abençoados!
Muito obrigado!
Leal

*

Leis da Espiritualidade

*




















Quatro leis da espiritualidade

Na Índia, são ensinadas as "quatro leis da espiritualidade":

A primeira diz: "A pessoa que vem é a pessoa certa".
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda lei diz: "Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido".
Nada, nada absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum "se eu tivesse feito tal coisa..."
ou "aconteceu que um outro ...". Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: "Toda vez que você iniciar é o momento certo".
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: "Quando algo termina, ele termina".
Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado!
*
Colaboração:
Erda Nemitz
São Paulo-SP
*

Os famosos

*





















Os Famosos

Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas, segurando uma nota de R$100,00.

Ele perguntou:
“Quem de vocês quer esta nota de R$100,00?

Todos ergueram a mão...

Então ele disse:
“Darei esta nota a um de vocês esta noite, mas, primeiro, deixe-me fazer isto...

Então ele amassou totalmente a nota.

E perguntou outra vez:
“Quem ainda quer esta nota?”

As mãos continuavam erguidas...

E continuou:
“E se eu fizer isso...”
Deixou a nota cair ao chão, começou a pisá-la e esfregá-la.

Depois pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou:
“E agora?...”

“Quem ainda vai quere esta nota de R$100,00?”

Todas as mãos voltaram a se erguer.

O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte:

“Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuarão a querer esta nota, porque ela não perde o valor.”

“Esta situação também acontece conosco... Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância.”

“Mas, não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos, ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa!....”

“Nada disso altera a importância que temos!... O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas, pelo que fizemos e sabemos!”

Agora, reflita bem e procure em sua memória:

1 - Nomeie as 5 pessoas mais ricas do mundo.
2 - Nomeie as 5 últimas vencedoras do concurso Miss Universo.
3 - Nomeie 10 vencedores do prêmio Nobel.
4 - Nomeie os 5 últimos vencedores do prêmio Oscar, como melhores atores ou atrizes.

Como vai? Mal né?... Difícil de lembrar?
Não se preocupe.
Ninguém de nós se lembra dos melhores de ontem.

Os aplausos vão-se embora!
Os troféus ficam cheios de pó!
Os vencedores são esquecidos!

Agora faça o seguinte:

1 - Nomeie 3 professores que te ajudaram na tua verdadeira formação.
2 - Nomeie 3 amigos que já te ajudaram nos momentos difíceis.
3 - Pense em algumas pessoas que te fizeram sentir alguém especial.
4 - Nomeie 5 pessoas com quem transcorres o teu tempo.

Como vai?
Melhor, não é verdade?

As pessoas que marcaram a nossa vida não são as que têm as melhores credenciais, com mais dinheiro, ou os melhores prêmios...

São aquelas que se preocupam conosco, que cuidam de nós, aquelas que, de algum modo, estão ao nosso lado.

Reflita em momento...
A vida é muito curta!...
Você, em que lista está?...

Não sabe?

Permita-me te dar uma ajuda...
“Você não está entre os famosos, mas está entre aqueles que eu me lembro com carinho, para mandar esta mensagem!”

Que os seus dias, sejam sempre alegres e felizes!
*
Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
Glorinha Nunes
Brasília-DF
*
Publicado em SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

24 de jun de 2010

Amigos Fraternos

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*





























Amigos Fraternos

Estou Agradecendo a cada um de vocês por sua importante Presença na minha Vida.
Com cada um de vocês, tenho aprendido muito... ao longo do tempo.
Eu os considero meus Professores Permanentes.
Sua Contribuição Espiritual em muito me ajuda no Equilíbrio Interior.
Seja, cada um de vocês, Abençoado, hoje e sempre.
Que a Luz do Divino Mestre Jesus seja mantida sobre seus lindos Corações.
Fratenalmente,
Leal - seu aluno
*

SinapsesLinks

*
Muito obrigado por sua importante visita.
Estou aprendendo com você.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

As Flores

*



























DEIXE ESTAS FLORES FALAREM POR MIM

Não sei como vou te encontrar...
mas vou deixar que estas flores falem por mim:

Seja ou não hoje, uma data importante, elas significam o mais singelo dos presentes à você.

Mesmo não havendo crianças ao seu redor agora, que elas transmitam o encanto de nova vida.

Se perdeu alguém querido, que elas possam te fazer lembrar que DEUS existe e Ele nunca se esquece de nós. Nós sim, é que nos esquecemos sempre Dele.

Se você não anda muito feliz, que elas te ajudem a recuperar a felicidade...

Se tua fé tem sido abalada, que elas possam trazer firmeza, perseverança e força.

E se alguém magoou teu coração, que elas levem luz a esse “alguém” que não conhece a “Lei do Retorno”.

Se finanças te preocupam... possam elas te lembrar que o Ser Maior do Universo sempre acaba suprindo nossas necessidades, de um jeito ou de outro.

Se está se sentindo sozinho e esquecido, que elas te façam sentir a presença do teu Anjo Maior, que a todo momento te carrega no colo e você nem está notando.

Se está pensando que ninguém lhe dá Importância, que elas então façam com que você reconheça o enorme valor que possuí.

Nesse lugar onde você está agora, deixa que essas flores falem por mim...

E se por acaso não estiver bem, lembre-se: sob a Luz do Amor não há mal que não encontre o seu fim!

Porque o que eu quero mesmo é que você esteja bem...
Agora e para sempre...
*
Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
Daniela Marchi
http://atriomental.blogspot.com/
Araçatuba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

23 de jun de 2010

Você Conhece?

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*























Amigo Visitante, Salve!

Por favor, pergunto:
Você é usuário de um destes programas:

a) Visual Basic 6 -ou-
b) CorelDraw 11
*
Caso afirmativo, gostaria de trocar e-mails com você.
Desde já agradeço a gentileza do contato.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
sinapseslinks@gmail.com
*

Filmes Espirituais

*






















FILMES ESPIRITUAIS

1 - O Pássaro Azul - Filme Completo - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/172>

2 - Em Nome de Deus - Filme Completo - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/171>

3- O Último Espírito - Filme Completo - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/170>

4 - Chico Xavier - Brilha Uma Luz no Horizonte - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/169>

5- Ressurreição - RARIDADE! - INÉDITO! - (Filme)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/168>

6 - Perda de Pessoas Amadas - Palestra de Nazareno Feitosa - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/167>

7 - Bezerra de Menezes: O Apóstolo da Caridade - Palestra Nazareno Feitosa -
(Vídeo) http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/166>

8 - Jacob Melo - Passe: O Magnetismo Espírita - Teoria e Prática - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/165>

9 - Frederico Menezes - A Transição do Planeta Após 150 Anos - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/164>

10 - Reencarnação - A Lógica Reencarnacionista - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/162>

11- Os Espíritos e os Efeitos Físicos - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/161>

12 - A Influência Espiritual - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/160>

13 - A Atitude Mental - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/159>

14 - Perturbação Espiritual - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/158>

15 - Sobre a Morte e o Morrer - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/156>

16 - Quando os Anjos Falam - (Filme Completo) - IMPERDÍVEL!!!
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/153>

17 - A Corrente do Bem - (Filme Completo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/151>

18 - Dr. Bezerra de Menezes - O Diário de Um Espírito - (Filme Completo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/150>

19 - Chico Xavier - 1977 - 50 Anos de Mediunidade - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/149>

20 - Divaldo P. Franco - Evangelho e Vida - O Poder da Oração - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/148>
*
Colaboração:
Telma Canettieri Ferrari
Pindamonhangaba-SP
*

O Teatro Nuclear

*




















O teatro nuclear

Por Reginaldo Nasser(*)
22/06/2010 - 10h06

A “comunidade ocidental” procura tranqüilizar-nos informando que hoje há 40 mil armas nucleares menos que nos tempos críticos da Guerra Fria. O que eles nos dizem é: durante a guerra fria a capacidade nuclear existente poderia destruir o mundo centenas de vezes. Mas, agora, todos podem se acalmar pois os lideres mundiais, que são muito racionais, informam que fizeram um acordo e o mundo poderá ser destruído apenas algumas dezenas de vezes. Nesse terreno estamos mais próximos do Teatro do Absurdo do que propriamente da política internacional.

A proliferação de armas nucleares e um possível desarmamento se encontram entre os principais temas da agenda política mundial apesar de as chamadas armas leves e portáteis (pistolas, rifles, metralhadoras leves, lança-granadas, morteiros, armas anti-tanques móveis e lança-foguetes, inclusive lança-mísseis anti-aéreos portáteis) serem as verdadeiras armas de destruição em massa. A Small Arms Survey realizou pesquisa em 2009 que confirma o crescimento contínuo do comércio global dessas armas. O valor do comércio mundial de atingiu US $ 2,9 bilhões em 2006, um aumento de 28% desde 2000. Os Estados Unidos, aparecem como o maior exportador e o maior importador dessas armas que entre 2001 e de 2006 foram responsáveis pela morte de 450.000 pessoas.

O ano de 2010 se revela de particular importância na questão nuclear. O acordo firmado entre Rússia e os Estados Unidos sobre a redução da armas nucleares estratégicas, a publicação do informe Nuclear Posture Review que identifica a capacidade nuclear que a administração Obama espera para os próximos quatro anos e a conferência de avaliação do Tratado de Não Proliferação Nuclear. Curioso notar que os Estados que possuem armas nucleares (Estados Unidos, Rússia, França, Inglaterra e China – todos signatarios del TNP- possuem 90% das armas nucleares sendo o restante distribuído entre Índia, Paquistão e Israel) são os que mais reivindicam um “mundo sem armas nucleares.”

A mídia saudou como um grande passo para a paz o encontro ( maio) entre o Nobel da Paz, Obama, e o recém admitido na “comunidade ocidental”, Medvedev, em que acordaram reduzir seus arsenais estratégicos em torno de 1550 ogivas para cada um. Especula-se que, atualmente, existam em torno de 23.000 armas nucleares, ou em outras palavras, 150.000 explosões nucleares como a de Hiroshima – não fique abismado que é isso mesmo! Mas a “comunidade ocidental” procura tranqüilizar-nos informando que são 40.000 menos que nos tempos críticos da Guerra Fria. Vamos traduzir em números, mais uma vez. O que eles nos dizem é: durante a guerra fria a capacidade nuclear existente poderia destruir o mundo centenas de vezes. Portanto, agora pode-se acalmar que os lideres mundiais, que são muito racionais, informam que fizeram um acordo e o mundo poderá ser destruído apenas algumas dezenas de vezes.

A administração Obama apresentou a sua reformulação da estratégia nuclear como algo completamente revolucionário. Agora, diferentemente da era Bush, ao invés de reservar a possibilidade de ataques nucleares, em resposta a um ataque nuclear, ou um ataque por outras formas de destruição em massa (como armas químicas e biológicas) os EUA declaram que o papel fundamental de seu arsenal é impedir eventuais ataques nucleares ao pais e seus aliados. A chamada revisão da estratégia declara que "os EUA não pode usar ou ameaçar usar armas contra os não-nucleares que fazem parte do tratado de não proliferação nuclear, ou seja Irã e Coréia do Norte ainda se constituem em um possível alvo.

Pergunto se agora algum lugar do mundo se sente seguro com esta nova declaração no caso de uma crise ou uma guerra com o envolvimento dos EUA. Você sabe realmente quando ou como um Estado nuclear poderá realmente usar o seu arsenal para proteger seus interesses? Você acha que é razoável correr esse risco?

Além disso, a decisão de excluir estados com armas nucleares, não-signatários do TNP, parece contraproducente como bem assinalou o especialista Stephen Walt. Pois, se o Irã continua a ser um alvo nuclear, mesmo quando não tem suas próprias armas isso apenas poderá lhe dar incentivos adicionais para perseguir uma opção das armas nucleares pelos mesmos argumentos que os EUA justificam em ter o seu próprio arsenal.

Se o governo dos EUA acredita que o papel fundamental das armas nucleares é impedir um ataque, e agora diz que ainda reserva a opção de usar armas nucleares contra o Irã, então não seria razoável concluir que o Irã ou qualquer outro pais, da mesma forma, poderia usar um arsenal nuclear para sua segurança cujo papel fundamental seria o de impedir que os EUA façam isso?

Creio que nesse terreno estamos mais próximos do Teatro do Absurdo do que propriamente da política internacional.
(*)
O autor é rofessor de Relações Internacionais da PUC-SP
*
Fonte:
http://www.envolverde.com.br
*
Colaboração:
Diniz Aleixo de Moraes
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

21 de jun de 2010

Sentimentos

*



























Sentimentos

Carta vez, recebi uma mensagem dizendo que receber e-mails faz bem à saúde.

Se tem algum embasamento científico, não sei. Mas, se eu consultar meus sentimentos, não tenho dúvida alguma de que isso é uma realidade.

Conheço pessoas simplesmente fantásticas, com as quais troco lindas mensagens.

Fico feliz, todos os dias, perto, mesmo que a milhares de quilômetros, de pessoas que pertencem a minha vida.

São pessoas que gostam de gente.

Em cada mensagem encontro um abraço que diz: estou junto.

Encontros, mesmo que virtuais, fazem parte do relacionamento, a objetivar a lapidação do ser.

Confesso a todos que encaminho mensagens ocupam um lugar cativo na minha vida.

As mensagens evidenciam vida.

A troca de mensagens reflete-se em corrente positiva, e até, em muitos momentos, terapêutica.

União para Paz mundial, nem que seja virtual, é o sentimento que deve ser adotado por todos.

Às vezes, não se conta com um retorno.
Mas a vida é assim.

Mantenho lembrança de muitas pessoas, devido a duas palavras fundamentais:
Iniciativa: de enviar mensagens;
Investimento: na conservação da amizade.

Vale a pena dedicarmos parte do nosso tempo para espalhar atenção, carinho e amor ao próximo, com um simples comando de “enviar”.

Seja um jardim, a doar beleza, e espalhar alegrias.
*
Autoria: desconhecida.
*
Colaboração:
Daniela Marchi
Araçatuba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

A trama colorida

*




















A trama colorida

Nós somos como uma rede.

Nossa vida é como um fio que a cada dia vamos tecendo, lentamente. Fio de cá, fio de lá, e as vidas vão se encontrando, entrelaçando, dando nós.

Vai surgindo uma trama linda, colorida.
Na arte da vida, somos os artistas. E que artistas!

Há momentos em que vários fios se encontram e tudo vai depender da nossa arte de conduzir a trama, de tratar os fios.

Podemos unir os fios e fazê-Ios fortes ou rompê-Ios e criar um ponto falso, um vazio, uma ilusão.

Quando recuso a me unir com outros fios, tecer com eles, com eles fazer nó, estou marcando meu insucesso, pois, no primeiro impulso de um vento mais forte, o meu fio pode arrebentar.

Quando eu descubro a força do amor que impulsiona para a união, que faz a teia, torno-me forte, imbatível, e minha vida vai se fortalecendo com os valores de milhares de outras vidas.

Há fios brancos, vermelhos, amarelos, pretos, de todas as cores, de todos os matizes. Uns mais fracos, outros mais fortes, mas isso não tem tanta importância, o que verdadeiramente importa é unir-se. E o grande segredo é não só marcar presença como quem está e não está, mas amarrar-se com os outros, comprometer-se, envolver-se, fazer nós.

Já não somos mais fios, mas teia, tecido, bordado, utilidade, beleza.

Resta descobrir qual é a força que nos impulsiona para nos juntarmos ao outro, comprometermo-nos com ele, fazermos o nó?

Quem poderá ser senão o amor?

Só ele é energia pura, transformando nossas vidas, num bordado vivo.
*
Autoria: desconhecida.
*
Colaboração:
Maria Christina Camargo Leal
Pindamonhangaba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

20 de jun de 2010

Joanna de Ângelis

*





















Joanna de Ângelis


O Espírito Joanna de Ângelis, através da mediunidade de Divaldo Pereira Franco, tem escrito livros ricos de ensinamentos, verdadeiros tratados de saúde mental, com uma terapia baseada no Evangelho de Jesus e na Codificacão Kardequiana. Vale a pena lembrar que as mensagens contidas em O Evangelho Segundo o Espiritismo , Capítulo IX, item 7: A Paciência, Havre-1862 e Capítulo XVIII, itens 13 a 15: Dar-se-á àquele que tem., Bordeuax (bordeus)-1862, recebidas de Um Espírito Amigo, são de sua autoria.

Joanna de Ângelis, em outras reencarnações, foi:

Joana de Cuza, uma das piedosas mulheres do Evangelho. Era esposa de Cuza, procurador de Herodes, o Tetrarca, (governador de uma tetrarquia, cada uma das partes de um estado ou província dividida em quatro governos). Joana foi curada por Jesus (Lucas VIII 2 e 3), com Maria Madalena, Suzana e muitas outras mulheres, as quais lhe prestava assistência com os seus bens. Em Lucas 24: 10 é mencionada entre as mulheres que, na manhã de Páscoa, tendo ido ao sepulcro de Jesus, o encontraram vazio.

Em Roma, no ano de 68, 27 de agosto, por não renunciar à fé em Jesus, é sacrificada numa fogueira, no Coliseu. Desencarnou perdoando seus carrascos.

Joanna, certamente, viver no tempo de Francisco de Assis (1182- 1226), talvez numa das ordens fundadas por Clara de Assis (1193- 1252), fundadora da Ordem das Clarissas.

O Martirologico Romana comemora-a em 14 de maio.

No México, foi Juana de Asbajey Ramires de Santillana. Nasceu em 1651 em San Miguel Neplanta, filha de D. Manuel Asbaje, espanhol, e de Isabel Ramirez de Santillana, indigena.

Foi uma criança precoce. Começou a fazer versos aos cinco anos. Aos doze aprendeu latim em vinte aulas e português sozinha, falava a língua indígena nauatle, dos nauas, geralmente chamados de astecas. Na Corte, o vice-rei de Espanha, o Marquês de Mancera, querendo criar uma corte brilhante, na tradição européia, convidou a menina - prodígio de treze anos para dama de companhia de sua mulher.

Encantou a todos com sua beleza, inteligência e graciosidades, seus poemas de amor são citados até hoje e suas peças representadas em programas de rádio e televisão.

Mas sua sede de saber era maior que a ilusão de prosseguir brilhando na Corte. Aos dezesseis anos ingressa no Convento das Carmelitas Descalças e depois foi para a Ordem de São Geronimo da Conceição, tomando o nome de Soror Juana Inês de la Cruz, ficando conhecida pelos seus hábitos de estudo como Monja da Biblioteca.

Em 1690 dizia da necessidade do conhecimento geral para melhor entender e servir a Deus, defendendo o direito da mulher de se dedicar às atividades intelectuais.
Tal documento é considerado a Carta Magna da liberdade intelectual da mulher americana.

Mulher de letras e de ciências, ela foi a porta-voz das escravatizadas do seu tempo.

É citada num artigo da Revista Selecções do Reader´s Digest, de julho de 1972. Soror Juana Inês de la Cruz: A primeira feminista do Novo Mundo. Dizia que é pela compreensão que o homem é superior aos animais.

Trabalhando na cozinha do Convento, descobre muitos segredos naturais, e conclui que se Aristóteles tivesse cozinhado, muito mais teria escrito.

Como se vê, trata-se de um vulto muito importante para o México e para a Humanidade, tanto assim que a cédula de 1000 pesos tem a sua efigie.

Em 1695 houve uma epidemia de peste na região. Juana, socorrendo os doentes, desencarna de peste aos 44 anos.

Na Bahia, foi Soror Joana Angélica, religiosa da Ordem das Refornadas de Nossa Senhora da Conceição e Heroína da Independência do Brasil.

Joana Angelica de Jesus nasceu em Salvador, na Bahia, a 11 de dezembro de 1761.

Entrou para o noviciado no Convento de Nossa Senhora da Lapa em 1782, pronunciando os votos um ano depois.

Entre 1798 e 1801 exerceu diversos cargos burocráticos na comunidade, assumindo as funções de vigaria. Conduzida ao posto de conselheira em 1809, retornou ao vicariato em 1811. Eleita abadessa, em 1814, esteve à frente do convento até 1817, sendo reeleita três anos depois.

Em 7 de setembro de 1822, no Ipiranga, S. Paulo, D. Pedro I proclamou a independência do Brasil, separando-o de Portugal. Porém, na Bahia, as tropas portuguesas comandadas pelo Brigadeiro Inácio Luis Madeira de Mala (1775-1833), resistiram tenazmente às forças mandadas por D. Pedro I. Somente em 2 de julho de 1823 Madeira de Malo abandonou a Bahia, embarcando para Portugal com suas tropas.

As tropas brasileiras eram comandadas pelo militar francês Pierre Labatut (1768-1849), e o tenente Luís Alves de Lima e Silva, futuro duque de Caxias. Vale lembrar que Maria Quiteria de Jesus Medeiros, a primeira mulher-soldado, sagra-se heroína, sendo condecorada por D. Pedro I.

Durante as lutas pela independência, em 19 de fevereiro de 1823, os soldados portugueses invadiram o convento de Nossa Senhora da Lapa.

Soror Joana Angelica sai à porta do Convento, intimando-os com a cruz alçada, a não profanarem o abrigo de suas protegidas. Resistiu valentemente, sendo atacada a golpes de baioneta.

Com o seu martírio deu tempo às internas de escaparem, refugiando- se no Convento da Soledade.

Soror Joana Angélica recebeu socorros, vivendo, porém, poucas horas, desencarnando no dia seguinte, 20 de fevereiro.

Tombando numa luta pelos ideais de liberdade, Soror Joana Angêlica tornou-se mártir da Independência do Brasil.

Como Joanna de Ângelis prossegue no mundo espiritual como verdadeira Amiga e Benfeitora, como um Espirito Amigo, das mensagens do Evangelho Segundo o Espiritismo, orientando as criaturas através dos séculos, em diversas existências para Jesus e para o Bem.

Bibliografia:

1) A Veneranda Joanna de Ângelis - Divaldo Pereira Franco (mediúnico)
2) Selecções do Reader´s Digest, Julho de 1972
3) Deustshland - Dezembro de 1993 n. 3
*
Fonte:
http://girassolencantado.blogspot.com/2009/06/biografia-joanna-de-angelis.html
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Solidão

*






















SOLIDÃO, NA VISÃO DA PSICOLOGIA PROFUNDA


Espectro cruel que se origina nas paisagens do medo, a solidão é, na atualidade, um dos mais graves problemas que desafiam a cultura e o homem.

A necessidade de relacionamento humano, como mecanismo de afirmação pessoal, tem gerado vários distúrbios de comportamento, nas pessoas tímidas, nos indivíduos sensí veis e em todos quantos enfrentam problemas para um intercâmbio de idéias, uma abertura emocional, uma convivência saudável.

Enxameiam, por isso mesmo, na sociedade, os solitários por livre opção e aqueloutros que se consideram marginalizados ou são deixados à distância pelas conveniências dos grupos.

A sociedade competitiva dispõe de pouco tempo para a cordialidade desinteressada, para deter-se em labores a benefício de outrem.

O atropelamento pela oportunidade do triunfo impede que o indivíduo, como unidade essencial do grupo, receba consi deração e respeito ou conceda ao próximo este apoio que gostaria de fruir.

A mídia exalta os triunfadores de agora, fazendo o panegírico dos grupos vitoriosos e esquecendo com facilidade os heróis de ontem, ao mesmo tempo que sepulta os valores do idealismo, sob a retumbante cobertura da insensatez e do oportunismo.

O homem, no entanto, sem ideal, mumifica-se. O ideal é-lhe de vital importância, como o ar que respira.

O sucesso social não exige, necessariamente, os valores intelecto-morais, nem o vitalismo das idéias superiores, antes cobra os louros das circunstâncias favoráveis e se apóia na bem urdida promoção de mercado, para vender imagens e ilusões breves, continuamente substituídas, graças à rapidez com que devora as suas estrelas.

Quem, portanto, não se vê projetado no caleidoscópio mágico do mundo fantástico, considera-se fracassado e recua para a solidão, em atitude de fuga de uma realidade mentirosa, trabalhada em estúdios artificiais.

Parece muito importante, no comportamento social, receber e ser recebido, como forma de triunfo, e o medo de não ser lembrado nas rodas bem sucedidas, leva o homem a esta dos de amarga solidão, de desprezo por si mesmo.

O homem faz questão de ser visto, de estar cercado de bulha, de sorrisos embora sem profundidade afetiva, sem o calor sincero das amizades, nessas áreas, sempre superficiais e interesseiras.

O medo de ser deixado em plano secundário, de não ter para onde ir, com quem conversar, significaria ser desconsiderado, atirado à solidão.

Há uma terrível preocupação para ser visto, fotografado, comentando, vendendo saúde, felicidade, mesmo que fictícia.

A conquista desse triunfo e a falta dele produzem solidão.

O irreal, que esconde o caráter legítimo e as lídimas aspirações do ser, conduz à psiconeurose de autodestruição.

A ausência do aplauso amargura, face ao conceito falso em torno do que se considera, habitualmente como triunfo.

Há terrível ânsia para ser-se amado, não para conquistar o amor e amar, porém para ser objeto de prazer, mascarado de afetividade. Dessa forma, no entanto, a pessoa se desama, não se torna amável nem amada realmente.

Campeia, assim, o “medo da solidão”, numa demonstração caótica de instabilidade emocional do homem, que parece haver perdido o rumo, o equilíbrio.

O silêncio, o isolamento espontâneo são muito saudáveis para o indivíduo, podendo permitir-lhe reflexão, estudo, auto-aprimoramento, revisão de conceitos perante a vida e a paz interior.

O sucesso, decantado como forma de felicidade, é, talvez, um dos maiores responsáveis pela solidão profunda.

Os campeões de bilheteria nos shows, nas rádios, televisões e cinemas, os astros invejados, os reis dos esportes, dos negócios cercam-se de fanáticos e apaixonados, sem que se vejam livres da solidão.

Suicídios espetaculares, quedas escabrosas nos porões dos vícios e dos tóxicos comprovam quanto eles são tristes e solitários. Eles sabem que o amor, com que os cercam, traz, apenas, apelos de promoção pessoal dos mesmos que os en volvem, e receiam os novos competidores que lhes ameaçam os tronos, impondo-lhes terríveis ansiedades e inseguranças, que procuram esconder no álcool, nos estimulantes e nos derivativos que os mantêm sorridentes, quando gostariam de chorar, quão inatingidos, quanto se sentem fracos e humanos.

A neurose da solidão é doença contemporânea, que ameaça o homem distraído pela conquista dos valores de pequena monta, porque transitórios.

Resolvendo-se por afeiçoar-se aos ideais de engrandecimento humano, por contribuir com a hora vazia em favor dos enfermos e idosos, das crianças em abandono e dos animais, sua vida adquiriria cor e utilidade, enriquecendo-se de um companheirismo digno, em cujo interesse alargar-se-ia a esfera dos objetivos que motivam as experiências vivenciais e inoculam coragem para enfrentar-se, aceitando os desafios naturais.

O homem solitário, todo aquele que se diz em solidão, exceto nos casos patológicos, é alguém que se receia encontrar, que evita descobrir-se, conhecer-se, assim ocultando a sua identidade na aparência de infeliz, de incompreendido e abandonado.

A velha conceituação de que todo aquele que tem amigos não passa necessidades, constitui uma forma desonesta de estimar, ocultando o utilitarismo sub-reptício, quando o pra zer da afeição em si mesma deve ser a meta a alcançar-se no inter-relacionamento humano, com vista à satisfação de amar.

O medo da solidão, portanto, deve ceder lugar, à confiança nos próprios valores, mesmo que de pequenos conteúdos, porém significativos para quem os possui.

Jesus, o Psicoterapeuta Excelente, ao sugerir o “amor ao próximo como a si mesmo” após o “amor a Deus” como a mais importante conquista do homem, conclama-o a amar-se, a valorizar-se, a conhecer-se de modo a plenificar-se com o que é e tem, multiplicando esses recursos em implementos de vida eterna, em saudável companheirismo, sem a preocupação de receber resposta equivalente.

O homem solidário, jamais se encontra solitário.

O egoísta, em contrapartida, nunca está solícito, por isto, sempre atormentado.

Possívelmente, o homem que caminha a sós se encontre mais sem solidão, do que outros que, no tumulto, inseguros, estão cercados, mimados, padecendo disputas, todavia sem paz nem fé interior.
A fé no futuro, a luta por conseguir a paz íntima — eis os recursos mais valiosos para vencer-se a solidão, saindo do arcabouço egoísta e ambicioso para a realização edificante onde quer que se esteja.
*
Texto retirado do maravilhoso livro 'O Homem Integral', de Joanna de Ângelis, psicografado por Divaldo Pereira Franco.
*
Fonte:
http://atriomental.blogspot.com/
Daniela Marchi
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

19 de jun de 2010

Antes do amanhecer

*



















Antes do Amanhecer

Meire Michelin

O início de um novo percurso muitas vezes pode te parecer obscuro.

Pode não iluminar tua fronte, nem trazer águas frescas para as tuas flores.

Pode deixar-te sentindo vazios, sentimentos entrelaçados...

Mas vê!!!

Não é o momento antes do amanhecer
o período mais escuro?

E não é o céu carregado de nuvens que alivia a terra com suas chuvas, limpando a poeira do dia a dia?

Tem paciência com o novo.

A dificuldade inicial é necessária para que o ovo se quebre, para que dele saia a ave e esta voe para o céu, para a sonhada liberdade.

Tem confiança para com o movimento da vida que te cerca de bênçãos.

Se souberes usufruir, aprenderás que não há folha que caia de uma árvore sem a permissão do Criador.

Tem humildade para com teu crescer.

Não é a semente do carvalho a menor de todas as sementes?

E não é desta mesma semente que nasce a grande árvore para que tu descanses na suave sombra?

Tem alegria para com o que te é dado.

O grande sábio é aquele que vive com o mínimo, assim fortalece o teu desapego para com as coisas que não são realmente necessárias para que tua luz brilhe e estenda a outros que dela necessitam.

Tem gratidão para com o que és!

Acima de toda a separação que tu fizeste entre ti e o Criador, acima de toda dor e solidão, de toda miséria e pequenez, teu ser ilumina e é perfeito, isento de erros e culpas.

Tem amor para contigo e para com os teus.

Dessa forma fortaleces a ti mesmo e ensina aos teus que o único caminho para crescer aos olhos de DEUS é compartilhar aquilo que, em ti, atende pelo nome de AMOR.
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Copa 2014

*

18 de jun de 2010

Ego

*





























Ego

Estive pesquisando sobre o ego e vai aqui algumas considerações.

Freud

Na teoria do Dr. Freud, o ego é a instância psíquica mediadora nas relações do nosso mundo interno (subjetivo) com o mundo externo (objetivo). Por isto, diz-se que o ego traduz o princípio de realidade, diferentemente do princípio do prazer, próprio do "id".

Um ego desestruturado é aquele que não consegue equilibrar o princípio do prazer + o princípio do dever (id + superego) a ponto de conseguir construir habilidades necessárias para a vida social, no princípio de realidade.

Jung

O rompimento de Jung com Freud, entretanto, acaba por trazer ao mundo um grande benefício. Jung teve que alçar vôo sozinho em busca de respostas para si mesmo e, de certa forma, para provar que suas idéias eram válidas e as de Freud tinham valores parciais, mergulhou no mais profundo de sua alma, conectou-se com seu inconsciente e buscou lá inspiração e coragem parar mudar a face da psicologia.

Para Jung, o Ego é um complexo; o “complexo do ego”. Diz ele, sobre o Ego:

“É um dado complexo formado primeiramente por uma percepção geral de nosso corpo e existência e, a seguir, pelos registros de nossa memória.
Todos temos uma certa idéia de já termos existido, quer dizer, de nossa vida em épocas passadas; todos acumulamos uma longa série de recordações. Esses dois fatores são os principais componentes do ego, que nos possibilitam considerá-lo como um complexo de fatos psíquicos.”

O complexo do ego, entretanto, é diferente dos outros complexos, porque se impõe como centro da consciência e atrai para si os demais conteúdos conscientes, visa também, mais do que outro complexo, a totalidade.

**********************************

Depois de ter lido as duas opiniões conclui que o ego faz parte do nosso Espírito.

Portanto, as reminiscências de vidas passadas que ficam em nossas mentes (espírito) é que nos traz o orgulho e a vaidade do que já vivemos e inconscientemente isso fica impregnado na vida atual não permitindo que nos conformemos em ter que viver a atual existência esquecidos de vidas anteriores.

Pois se a elevação consiste justamente no esquecimento anterior para valorizar as conquistas da vida atual, é preciso parar e pensar.

As experiências das vidas anteriores estão lá guardadas. Temos que aceitar que faltam alguns setores ainda para crescermos para depois haver a união de tudo e sermos considerados evoluídos.

Por enquanto precisamos nos esforçar nas partes que ainda não amadurecemos e ter consciência que não adianta evoluir intelectualmente e não evoluir em Amor ao Próximo.

Aprendi muito com este estudo.

Espero que eu possa ter te ajudado de alguma maneira.

Que Jesus nos abençõe.

Beijos da Amiga de sempre

Ana
*
Autora:
Ana Joaquina Andrade
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*
Amigo visitante:
Você é convidado a opinar sobre este assunto.
Por favor, escreva-me:
Leal
sinapseslinks@gmail.com
*

17 de jun de 2010

Blogs

*





















Blogs

(...)

Uma das empresas especializadas em sintetizar o que dizem os blogs é a Technorati.com.

Seu fundador, David Sifry, anunciava, em 30 de junho de 2006, que seu buscador já contabilizava 50 milhões de blogs.

Quando fundou sua companhia, em 2002, eram somente 13 milhões. Os blogs mais populares (os que possuíam mais referências em outros sites) eram:

1. Xujinglei (http://blog.sina.com.cn/m/xujinglei): 45.857 referências em 29.181 sites. Organizado pelo principal provedor de internet de Xangai. Acabava de desbancar o que havia sido líder durante muito tempo.

2. Boing Boing (http://www.boingboing.net): com 66.219 referências em 20.223 sites, apresenta-se como "um diretório de coisas maravilhosas": traz sobretudo informações sobre novos aparelhos digitais.

3. Engadget (http://www.engadget.com).com 76.476 referências em 15.484 sites.

4. PostSecret (http://postsecret.blogspot.com), com 17.037 referências em 11.740 sites: comunidade em que as pessoas enviam anonimamente seus segredos, escritos em um postal "artístico" caseiro. Seu titular é Frank Warren.

5. Daily Kos (http://www.dailykos.com).com 43.840 referências em 11.069 sites, pretende realizar uma análise atualizada do "estado da nação", organizado por Markos Moulitsas Zúniga, um salvadorenho que se refugiou nos Estados Unidos em 1980.

6. Thought Mechanics (http://www.thoughtmechanics.com).com10 mil referências em 8.902 sites, é o blog de Theron Parlin e outros três autores principais (já na terceira idade, autodenominam-se "jogadores"), que reúne notícias dos Estados Unidos e Canadá, com temas sociais e políticos, e trazendo um enfoque "provocador".

7. The Huffington Post (http://www.huffingtonpost.com).com 29.540 referências em 8.833 sites, é o blog da jornalista Arianna Huffington, com notícias e opiniões sobre atualidades.

8. Official Google Blog (http://googleblog.blogspot.com), com 17.575 referências em 7.921 sites. Como seu nome indica, é o blog oficial da empresa, e não raramente passa uma semana sem atualizações.

9. Gizmodo (http://gizmodo.com),com 36.874 referências em 7.785 sites, apresenta-se como "o blog das bugigangas". Fala sobre aparelhos (telefones, rádios, computadores, telescópios e, até, submarinos), sobre os quais assinala opiniões em oito idiomas.
*
Livro fonte:
Micro Poder
Javier Cremades
Editora Senac
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

16 de jun de 2010

Portal das Escolhas

*



























PORTAL DAS ESCOLHAS


Estamos ligados a tudo no Universo; tudo flui através de nós e para nós.

Nossas energias, nossos pensamentos e nossas palavras fluem através de toda a vida, na Terra e em qualquer outro lugar.

Não há um final para nós ou um começo, mas um fluxo contínuo de vida,
mudando de forma várias vezes.

Estamos continuamente aperfeiçoando nossa forma em cada e toda viagem, seja como um elemento, vegetal, animal, ser humano, estrela ou galáxia.

Nós deliberadamente desafiamos a nós mesmos a nos tornarmos tudo o que pudermos ser.

Não há falhas neste tipo de existência, somente evolução.

Você está num momento de nascimento
de si mesmo dentro de uma luz maior, em uma oitava diferente de verdade.

Conforme você se acomoda no ventre do não-tempo, não-espaço, você tenta se expandir, mas as paredes da ilusão o mantém confinado numa prisão invisível.

Você força, força, mas não é capaz de se expandir para dentro da vastidão na qual inatamente você sabe estar.

Quando uma criança está no útero materno, o espírito da criança tem a capacidade de ultrapassar as limitações físicas do útero, ladeando a vida de seus pais, atingindo o passado e o futuro, superando espaço e tempo.

Sua vida é semelhante à da criança que está sendo gerada.

Você sente limitações, como se as paredes de sua vida se tornassem mais e mais íngremes cada vez que você tentasse escalá-las.

Você geme, resmunga, reclama de como as limitações se tornam mais e mais revigoradas.

Você tem as mesmas capacidades inatas que o nasciturno.

Você está vivendo nesta dimensão da matéria e também está vivendo em espírito na luz numa infinidade de níveis.

Seu corpo parece limitado e vulnerável,
ainda que o espírito e o poder da luz que habita esse veículo tenham recursos magníficos e intermináveis.

Você entra em um tempo prometido onde a percepção limitada de sua humanidade se funde com o vasto e onisciente Espírito de Luz.

Vindo juntos imersos e então emergindo em algo muito maior.

Você sente no fundo do seu ser que, se tentasse, você poderia voar.

Então, você dá outra olhada para si mesmo e vê apenas o reflexo da densidade e da limitação humana.

No entanto, no seu coração você sabe que pode voar passadas todas essas limitações terrenas.

Parece que não há saída!

Mantém-se confinado na prisão do seu próprio pensamento.

Um dia, repentinamente, uma pequena luz aparece no horizonte.

Seu coração acelera com as possibilidades, conforme a ilusão da limitação começa a desmoronar a frente dos seus olhos.

Você agora está vendo aquele pequeno ponto de luz mostrando-lhe a saída, o caminho para cima e o caminho para casa.

"Como eu vou passar por esta pequena abertura"?

Você tem que adentrar num tempo de rendição!

Entregar suas limitações para a centelha divina dentro de si.

Entregar-se é aceitar o processo divino,
que conhece todos os seus caprichos e necessidades antes mesmo que você os deseje.

É confiar!

É saber o que é verdade, quando tudo mais reflete ilusão.

O caminho é estreito apenas na mente humana, não na mente de Deus.

Na mente de Deus ele é grande o bastante para direcionar todas os seus futuros passos pela Terra.

É um tempo de se entregar e confiar em seu processo.

Você sente que deve tentar, ou perece no processo.

Sua Alma o empurra para uma Luz Maior...
Você recua e volta, dizendo:

Não, eu não consigo passar,
Não, eu não posso saltar,
Não, eu não posso voar,
NÃO, EU NÃO POSSO!

O Espírito diz:

"Você pode, você deve, ou você vai perecer."

A Terra está em um portal de escolha, haverá uma decisão tomada pela consciência de massa.

Todas as criaturas de Deus se sentam sobre este portal de decisão.

Tudo na vida está "na decisão".

Como atingimos um ápice neste nível de evolução, começamos a perceber exatamente quais os efeitos que nossas palavras, pensamentos e medos têm sobre este ponto da virada da humanidade.

Nós falamos de forma anárquica, nós criamos por capricho, e profetizamos sem medo.

Nós falamos como se nossas palavras não significassem algo ruim.

As vemos apenas como palavras e não percebemos que mundos foram criados
por uma palavra, um pensamento, um decreto.

Não vemos o poder que temos à nossa disposição, para destruir tudo ou criar uma utopia, um paraíso, um céu na Terra.

Sabotamos nossas próprias vidas, nossas finanças, nossa saúde, nossos casamentos e nossos futuros.

Cada pensamento que você tem está vivo.

Cada palavra que você fala é nascida para a existência.

Você a liberta de seu domínio interno.

Assim como deixar um gênio fora de uma garrafa, as suas palavras, seus pensamentos esperam pelo seu comando para entrar no mundo da matéria e fazer o que fazem melhor: Criar!

Toda a criação é por você, para você e através de você!

O tempo entre o pensamento e a manifestação fica cada vez mais curto,
forçando a atenção de todos para dentro do corredor espelhado da responsabilidade.

É lá que os reflexos gritam:
"Olhe o que você criou, olha o que você fez nascer!"

Nós nos damos dons mágicos incríveis a cada minuto de cada dia apenas pelas palavras que falamos.

Ninguém está lá fora para nos pegar, nada está lá fora para nos destruir, cada situação é de nossa própria criação, uma criação divina, uma ferramenta para escoltar-nos até um lugar mais alto do conhecimento.

Nós não fazemos isso apenas como indivíduos, mas como países, famílias, continentes, e também como um mundo.

Tantas oportunidades para aprender, e evoluir, e amar.

São como crianças brincando com armas nucleares, não conhecendo o poder do instrumento à mão.

Fazemos o melhor para cumprir a antiga e bíblica profecia.

Acreditando de alguma forma que aqueles do passado sabiam mais do que nós.

Se essas mesmas pessoas profetizassem hoje nós os zombaríamos como excêntricos, ou membros de seita.

Não honrando além de palavras, ou além de medos.

O mundo é externo, mas reflete nossos pensamentos e diálogos internos.

A vida não é algo que acontece para nós, é algo que nós criamos, continuamente.

Sabendo que nós podemos e coletivamente criarmos tudo e qualquer coisa, vamos nos ocupar e criar um mundo de amor, de paz, de alegria.

Onde toda criança vai para a cama de barriga cheia, e cada sem-teto troca sua casa de papelão por um verdadeiro lar.

Vamos olhar para o nosso mundo-copo
como estando sempre cheio em vez de meio vazio e indiferente.

Toda vitalidade responde a seus pensamentos e desejos, especialmente um pensamento casual, ou decreto.

Sabendo quão poderosas nossas palavras são 24 horas por dia por toda a eternidade, coloque um pouco de controle nas brincadeiras.

O que podemos dizer, mesmo de brincadeira, repercutirá através de todo o espaço e tempo.

O que nós decretamos para o outro nós presenteamos a nós mesmos.

Nossas raivas, nossos medos, nossos ciúmes estão ganhando vida e nos cutucando de volta para chamar nossa atenção.

Conforme você ama, você atrai.

Você está hoje onde seus pensamentos o trouxeram, você irá amanhã para onde seus pensamentos o levarem.

Você não pode escapar ao resultado de seus pensamentos, mas você pode suportar e aprender, aceitar e ser feliz.

Você vai perceber a visão do seu coração, não o desejo ocioso.

Você vai gravitar em direção ao que você mais ama secretamente.

Em suas mãos serão colocados os resultados exatos que você merece, nada mais, nada menos.

Qualquer que seja seu ambiente atual, você derrubará, manterá ou elevará com os seus pensamentos... sua visão... seu ideal.
*
Autoria:
Aylla Harard
Guaratinguetá-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

15 de jun de 2010

Histeria Coletiva

*





















Histeria Coletiva

14/06/2010 13h30 - Atualizado em 14/06/2010 14h07

Alunos são socorridos em hospital depois de 'falar com espírito' no Ceará

Estudantes e professores se recusam a voltar para escola.

Padre foi chamado para dar palestra.

Um fenômeno espiritual ou um surto psicótico? Alunos de uma escola do Ceará dizem que viram o espírito de um colega morto e até conversaram com ele. Os jovens entraram em uma espécie de transe e foram levados à emergência de um hospital.

As cenas de uma estudante sendo socorrida foram registradas em uma escola rural em Itatira (CE).

Desde o começo do mês, alunos de 12 a 19 anos dizem que entram em transe durante as aulas. Eles se debatem, desmaiam e dizem que acabaram de ver o espírito de um ex-aluno, que morreu há sete anos.

Em um só dia, 25 alunas foram levadas a um hospital, em Canindé. O médico Pedro Thiago da Frota diz que elas chegaram apresentando histeria, gritando, se debatendo e com comportamento agressivo.

Alunos e professores se recusam a voltar para a escola. As aulas foram suspensas.
O padre Hélio Correia, que também é parapsicólogo, fez uma palestra para explicar aos alunos o que está acontecendo. Para ele, o fenômeno é uma histeria coletiva. "De repente, uma surtou e isso contagiou as demais garotas", comentou.

O psiquiatra Adalberto Barreto diz que a histeria coletiva tem uma explicação científica. "Esses fenômenos acontecem em contextos em que há muita tensão, sofrimento não-verbalizado", afirmou.
*
Fonte:
http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/06/alunos-vao-para-hospital-depois-de-falar-com-espirito-no-ceara14062010.html
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Neuropeptídeos

*




















Neuropeptídeos


«Qual é o seu pensamento, e em seu coração, como ele é?»

Tirado do livro Common Sense Health and Healing, pelo Dr. Richard Schulze.

Imagine como o sistema imunológico tem que se defender ante o ataque constante a que se vê acometido.

Se lhe parece que as bactérias assassinas, as enfermidades gerais e as gripes malignas são perniciosas, você se surpreenderá quando souber que as pesquisas médicas e científicas concluíram que o inimigo mais temido pelo organismo...

Não são os micróbios…

…mas os pensamentos e as palavras de cada dia.

Quer mais?: há um nutriente de efeitos terapêuticos mais eficaz que as vitaminas, os minerais, as enzimas, os remédios naturais e as ervas medicinais.
O AMOR.

O cérebro trabalha constantemente, todos os dias do ano e a toda hora, não fecha nos feriados nem tira férias.

A princípio, é o computador que dirige o organismo, e regula praticamente cada una das funções do metabolismo e seu equilíbrio químico.

Desde o sistema nervoso até a atividade sexual passando por mil atividades que você não tem nem idéia, o cérebro é quem manda, e está constantemente criando, automatizando, regulando, equilibrando e mantendo todo o organismo a cada momento do dia.

A ciência já descobriu que quando se tem um pensamento o cérebro produz substancias que abrem o que se poderia chamar de janela para a atuação dos sentimentos.

Quando o pensamento é concluído, a janela se fecha. Por exemplo, quando vê a pessoa amada, essa sensação incrível que percorre o corpo não é outra coisa que uma substância química. Quando se excita sexualmente o seu corpo é levado a liberar outra substância química, e quando um alguém tenta lhe assaltar, e vem a vontade de reagir de ter consigo uma arma para desintegrar esse safado, esta ira que sente, esse ácido corrosivo que aparece no sistema circulatório, no estômago, essa sensação, é outra substância enviada pelo cérebro.

Essas substâncias segregadas pelo cérebro se chamam neuropeptídeos.

A biologia levou anos pesquisando este campo e ainda continua.

O que sabemos até agora é que quando se tem um pensamento, o cérebro produz substâncias que afetam a pessoa, e o que ela sente é produzido pela assimilação desses neuropeptídeos.

E é aqui a coisa se torna inquietante:

A ciência médica fez uma descoberta transcendental na última década que passou praticamente inadvertido.

Já era sabido que as células do sistema imunológico, como todas as demais, tem compartimentos de descarga em sua membrana para assimilar diversas substâncias.

O que se descobriu foi que na membrana de cada um dos linfócitos que defendem o corpo de bactérias, vírus, fungos, parasitas, câncer e de todas as enfermidades existe um ponto concreto de carga que recebe dos NEUROPEPTÍDEOS.

O que importa ao sistema imunológico é aquilo que pensamos, por isso a importância dos pensamentos !

O cérebro só cria a doença que conhece e nosso temor em ter uma doença é o precursor da criação dela.

Somos responsáveis pelos nossos sentimentos mais interiores. As palavras nos afetam mais do que armas. Uma ofensa pode nos matar, porque tudo isso deprime nosso sistema imunológico.

Isso não é tudo

Já temos visto que o sistema imunológico fica algum tempo escutando nossos monólogos internos, raivas, mágoas, as ofensas que escutamos, o amor que nos negamos, enquanto nenhuma célula ou órgão do organismo monitore e responda com uma ação concreta a estas pragas danosas as quais vão se acumulando no órgão que estiver mais fraco.

A resposta do sistema imunológico está condicionada ao pensamento!

O sistema imunológico não só escuta, mas reage de acordo com o pensamento a este diálogo emocional.

As células que defendem nosso organismo tem pontos receptores de neuropeptídeos, as substâncias que produzimos no cérebro com cada pensamento.

E a resposta do nosso organismo aos germes patógenos ou ofensas, varia dependendo de que se fortaleça ou debilite o amor por nos mesmos que dará força a nosso sistema imunológico para nos defender e nos manter saudáveis.

Tudo o que fazemos ou deixamos que nos façam tem consequências físicas.

Portanto, ame a si mesmo e viva positivamente!

Tradução e Adaptação de J.Reigada
*
Colaboração:
Diniz Aleixo de Moraes
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

14 de jun de 2010

Divaldo e a Apometria

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*




















Apometria

Divaldo Pereira Franco esclarece no YouTube:
Vídeo: www.forumespirita.net/.../apometria-nao-e-espiritismo-(divaldo-franco-e-outros)/ - Portugal -
*
Colaboração:
Alvaro Basile Portughesi
São Paulo-SP
*

Gigi, muito obrigado!

*

Apometria é Espiritismo?

*




























APOMETRIA É ESPIRITISMO?

Por: Angela Bandeira

“Que faz a moderna ciência espírita?

Reúne em corpo de doutrina o que estava esparso; explica, com os termos próprios, o que só era dito em linguagem alegórica; poda o que a superstição e a ignorância engendram, para só deixar o que é real e positivo. Esse o seu papel".

Certa feita, alguém nos interpelou: “Apometria é Espiritismo?", e eu retruquei: “Depende do ângulo pelo qual se analise o assunto. Em nosso modo de ver, a Apometria enquadra-se perfeitamente no elenco de atividades espíritas”.

Semelhante resposta tem a sua razão de ser, e aqui nos propomos a dirimir qualquer controvérsia a respeito.

O Espiritismo, por definição, é uma doutrina abrangente e evolutiva; portanto, situação bem diversa das demais religiões, quase sempre eivadas de dogmas, práticas exteriores e obediência cega aos pontífices infalíveis.

O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.

A seu turno a proposta kardeciana assevera: O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que dimanam dessas mesmas relações. Podemos defini-lo assim: O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e
destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.

Muito sabiamente ao conceituar o Espiritismo, Allan Kardec logo de início o rotulou de ciência de observação, qualificação que nos autoriza a lançar mãos de artifícios experimentais, mesmo que sui-generis, com o objetivo de devassar a realidade espiritual que nos cerca e nos interpenetra. Essa é a razão
pela qual o codificador nos alerta: A Ciência propriamente dita é, pois, como ciência, incompetente para se pronunciar na questão do Espiritismo: não tem que se ocupar com isso e qualquer que seja o seu julgamento, favorável ou não, nenhum peso poderá ter.

A ciência acadêmica tem por escopo a investigação dos fenômenos materiais, aqueles que se manifestam nos limites do nosso universo matemático. Todavia, a ciência espírita, ao se utilizar do instrumental mediúnico e das propriedades do magnetismo humano, revela-nos a realidade da dimensão extrafísica e descortina, portanto, novos horizontes para a medicina integral. Por isso, admitimos que a explanação aqui feita se reveste de uma certa relevância, caso queiramos entender o significado de espiritismo-ciência, com vistas à inserção em seu contexto experimental do capítulo referente à Apometria.

Por sua vez, a Apometria nada mais é do que um conjunto de técnicas magnéticas aplicadas sobre o médium afeito às tarefas desobsessivas, com a finalidade de induzir o sonambulismo artificial, de tal modo, que ele possa interagir mais facilmente com os desencarnados, reconhecer os mentores, localizar os obsessores, vislumbrar as patologias complexas na própria tessitura perispirítica dos enfermos e identificar os pormenores das paisagens astrais.

Diríamos, então, que a Apometria, a exemplo da mediunidade, do passe magnético e de tantas outras expressões de reconhecida utilidade em nosso movimento, inclui-se no rol das atividades espíritas e dessa maneira deve ser reconhecida. Aliás, a bem da verdade, as inúmeras tarefas exercidas nas casas espíritas se multiplicam de acordo com os objetivos pretendidos pelas instituições, mas só devem merecer
o título de atividade espírita se subordinadas aos critérios éticos que alicerçam a doutrina, inferência óbvia, impossível de ser refutada.

Ora, ao elaborar a sua conceituação, Kardec não especifica o que deve ou não ser considerado Espiritismo, pois a complexidade científica da doutrina e a multiplicidade de tarefas enobrecidas agregadas ao seu contexto, de acordo com a Lei do Progresso, ampliam-se constantemente. Contudo, um pormenor permanece soberano: o aspecto ético das citadas atividades. O Espiritismo será aquilo que fizermos dele.

E a sua excelência como doutrina libertadora dependerá única e exclusivamente do bom senso e da honestidade de propósitos de seus profitentes.

Desse modo, mais uma vez, gostaríamos de bem frisar as particularidades que se devem destacar no conceito kardeciano de Espiritismo.

O primeiro deles envolve a prática experimental implícita na própria atividade mediúnica. Por se tratar de ciência de observação, o Espiritismo se vale de métodos e de técnicas experimentais próprias, que variam de acordo com as pretensões e objetivos a serem alcançados pelos pesquisadores.

O segundo aspecto diz respeito ao componente filosófico-moral derivado dessas mesmas práticas, e, aí, incluem-se as soberanas diretrizes evangélicas.

Pois bem, o exercício disciplinado da mediunidade, a transmissão de bioenergia através das mãos, as preces e irradiações à distância, a água magnetizada e a aplicação das técnicas apométricas devem ser entendidos na conta de atividades espíritas, caso se efetivem em plena consonância com os postulados doutrinários: gratuidade, vontade de ajudar os semelhantes e interação afetiva com os bons Espíritos. Eis aí a chave da questão. Assim, admite-se que tais práticas, por si sós, não se caracterizam como espíritas, pois algumas são de uso corriqueiro em outras religiões, a exemplo do exercício mediúnico e da imposição das mãos.

Contudo, se dispensadas evangelicamente em instituições espíritas, tornam-se consagradas e devidamente incluídas no rol das atividades espíritas. Por extensão de raciocínio, aceitamos a existência da música, do teatro, do cinema e da literatura espíritas, caso essas expressões culturais enalteçam os aspectos positivos da vida e contribuam para a elevação da dignidade humana.

Isso, para que se tenha uma ideia de quantas atividades podem ser exercitadas em nosso âmbito doutrinário, com o objetivo de levar o estímulo renovador e o conhecimento maior às criaturas abatidas que nos batem as portas.

Cremos que, agora, após essas breves digressões, nos sintamos aptos a responder na íntegra a pergunta inicialmente formulada.

Apometria é Espiritismo?

"A nossa experiência no assunto, aliada aos ideais de fidelidade à causa nos mostram tratar-se de excelente atividade espírita, desde que praticada por dirigentes capacitados, médiuns devidamente esclarecidos e dispensada gratuitamente em ambiente
espírita, em prol dos sofredores de ambos os lados da vida."

Concluindo diríamos: Atividades Espíritas são todas aquelas que envolvem o espírito com o amor fraterno e Universal para a transformação do homem e da humanidade.
*
Fonte:
http://www.luzespirita.org.br
*
Colaboração:
Regina Bachega
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

12 de jun de 2010

Respeito Mútuo

*


























Respeito Mútuo

Compadece-te dos que não pensam com as tuas idéias e não lhes encareces a vida em tua própria vida, afastando-os da senda a que foram convocados.

Chamem-se pais ou filhos, cônjuges ou irmãos, amigos ou parentes, companheiros e adversários, diante de ti, cada um daqueles que te compartilham a existência é uma criatura de Deus, evoluindo em degrau diferente daquele em que te vês.

Ensina-lhes o amor ao trabalho, a fidelidade ao dever, o devotamento à compreensão e o cultivo da misericórdia, que isso é dever nosso, de uns para com os outros, entretanto, não lhes cerres a porta de saída para os empreendimentos de que se afirmam necessitados.

Habituamo-nos na Terra a interpretar por ingratos aqueles entes queridos que aspiram a adquirir uma felicidade diferente da nossa, entretanto, na maioria das vezes, aquilo que nos parece ingratidão é mudança do rumo em que lhes cabe marchar para a frente.

Quererias talvez titulá-los com os melhores certificados de competência, nesse ou naquele setor de cultura, no entanto, nem todos vieram ao berço com a estrutura psicológica indispensável aos estudos superiores e devem escolher atividades quase obscuras, não obstante respeitáveis, a fim de levarem adiante a própria elevação ao progresso.

Para outros, estimarias indicar o casamento que se te figura ideal, no campo das afinidades que te falam de perto, no entanto, lembra-te de que as responsabilidades da vida a dois pertencem a eles e não a nós, e saibamos respeitar-lhes as decisões.

Para alguns terás sonhado facilidades econômicas e domínio social, contudo, terão eles rogado à Divina Sabedoria estágios de sofrimento e penúria, nos quais desejem exercitar paciência e humildade.

Para muitos terás idealizado a casa farta de luxuosa apresentação e não consegues vê-los felizes senão em telheiros e habitações modestas, em cujos recintos anseiam obter as aquisições de simplicidade de que se reconhecem carecedores.

Decerto, transmitirás aos corações que amas tudo aquilo que possuis de melhor, no entanto, acata-lhes as escolhas se te propões a vê-los felizes.

Respeita os pensamentos e afinidades de cada um e aprende a esperar.

Todos estamos catalogados nas faixas de evolução em que já estejamos integrados.

Se entes queridos te deixam presença e companhia, não lhes conturbes a vida nem te entregues a reclamações.

Cada um de nós é atraído para as forças com as quais entramos em sintonia.

E se te parece haver sofrido esse ou aquele desgaste afetivo, não te perturbes e continua trabalhando na seara do bem.

Pelo idioma do serviço que produzas, chamarás a ti, sem palavras, novos companheiros que te possam auxiliar e compreender.

Não prendas criatura alguma aos teus pontos de vista e nem sonegues a ninguém o direito da liberdade de eleger os seus próprios caminhos.

Se as tuas afinidades pessoais ainda não chegaram para complementar-te a tranqüilidade e a segurança é que estão positivamente a caminho.

E assim acontecerá sempre, porque fomos chamados a amar-nos reciprocamente e não para sermos escravos uns dos outros, porque, em princípio, compomos uma família só e todos nós somos de Deus.
*
Autoria: desconhecida
*
Colaboração:
Ianaê Seabra Pitanguy
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

11 de jun de 2010

Pensemos!

*

Injustiças

*






















Injustiças

Há pessoas que têm o hábito de colecionar injustiças sofridas no passado.

Não conseguem esquecer atos e fatos que as lenha magoado. Colecionam como fiéis filatelistas todos os selos que marcaram a sua vida. Elas dizem que perdoam, mas não se esquecem jamais do que sofreram. Com esse sentimento, se isolam.
Temerosas de sofrer novas injustiças tornam-se defensivas, desconfiadas, fechadas.

Todos nós somos e seremos vítimas de injustiças, pequenas ou grandes. Todos somos e seremos vítimas de pessoas mal educadas, grossas, rudes que nos farão sentir ofendidos, sentidos, magoados, vítimas da inveja, d a maledicência, de calúnias e injúrias.

Viver em sociedade exige uma enorme habilidade para esquecer as mágoas e genuinamente perdoar apagando da memória as injustiças sofridas no ambiente familiar, no trabalho, no convívio com amigos verdadeiros e falsos. A vida é assim.

Conheço pessoas tristes, sem vontade de sair e encontrar pessoas, porque vivem guardando na memória fatos desagradáveis do passado. É preciso aprender a esquecer para poder perdoar. É preciso aprendera viver o momento presente com mais intensidade. É preciso lembrar que mesmo aquelas pessoas que um dia nos ofenderam ou nos prejudicaram de alguma forma, têm o direito de mudar e talvez não sejam tão más como as julgamos desde então. O mundo gira, a fila anda, as coisas mudam e não podemos aprisionar nossa mente a fatos desagradáveis do passado, pois assim agindo, estaremos impedindo a nossa própria felicidade, a alegria e nossa capacidade de perdoar.

Esqueça as injustiças de que foi vítima. Esqueça o que falaram de você. Esqueça o que disseram a você num tom irônico. Esqueça as humilhações sofridas. Esqueça as mentiras a seu respeito e os julgamentos que fizeram de
você. Esqueça e perdoe. Perdoe e siga em frente. Você merece ser feliz!

Pense nisso. Sucesso!
*
Autor:
Luiz Marins
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

10 de jun de 2010

A Terra

*

Felicidade

*

Chico Xavier

*





















Chico Xavier

Um homem que viveu como exemplo real de tudo aquilo que transmitiu em suas mensagens...

Aqui não estão as mensagens mediúnicas, mas algumas palavras de sua experiência pessoal, em várias circunstâncias de sua vida.

São para nós exemplos de conduta e inspiração...

O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios.
Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros.

Nenhuma atividade no bem é insignificante...
As mais altas árvores são oriundas de minúsculas sementes.
A repercussão da prática do bem é inimaginável...

Para servir a Deus, ninguém necessita sair do seu próprio lugar ou reinvidicar condições diferentes daquelas que possui.

Os Espíritos amigos sempre mostram disposição de nos auxiliar, mas é preciso que, pelo menos, lhes ofereçamos uma base...

Muitos ficam na expectativa do socorro do Alto, mas não querem nada com o esforço de renovação; querem que os Espíritos se intrometam na sua vid e resolvam seus problemas...

Ora, nem Jesus Cristo, quando veio à Terra, se propôs a resolver o problema particular de alguém...
Ele se limitou a nos ensinar o caminho, que necessitamos palmilhar por nós mesmos.

Nunca quis mudar a religião de alguém, porque, positivamente, não acredito que a religião A seja melhor que a religião B...
Nas origens de toda religião cristã está o pesnamento de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Quem seguir o Evangelho...

Se Allan Kardec tivesse escrito que fora do Espiritismo não há salvação”, eu teria ido por outro caminho. Graças a Deus ele escreveu Fora da Caridade”, ou seja, fora do Amor não há salvação...

Devemos orar pelos políticos, pelos administradores da vida pública. A tentação do poder é muito grande. Eu não gostaria de estar no lugar de nenhum deles.

A omissão de quem pode e não auxilia o povo, é comparável a um crime que se pratica contra a comunidade inteira. Tenho visto muitos espíritos dos que foram homens públicos na Terra em lastimável situação na vida Espiritual...

O desespero é uma doença. E um povo desesperado, lesado por dificuldades enormes, pode enlouquecer, como qualquer indivíduo. Ele pode perder o seu próprio discernimento.
Isso é lamentável, mas pode-se dizer que tudo decorre da ausência de educação, principalmente de formação religiosa.

Sem Deus no coração, as futuras gerações colocarão em risco a vida do planeta. Por maior que seja o avanço tecnológico da humanidade, impossível que o homem viva em paz sem que a idéia de Deus o inspire em suas decisões.
Devemos fazer tudo para evitar uma guerra, que viria sem dúvida, ser um atraso na marcha progressiva da humanidade.
Quando surge uma guerra de proporções maiores, quase tudo se desmantela e, praticamente, tem que ser reiniciado...

Gente há que desencarna imaginando que as portas do mundo Espiritual irão se lhes escancarar...
Ledo engano!
Ninguém quer saber o que fomos, o que possuíamos, que cargo ocupávamos no mundo; o que conta é a luz que cada um já tenha conseguido fazer brilhar em si mesmo...

Existem pessoas que se sentem ofendidas, magoadas por qualquer coisa: à mais leve contrariedade, se sentem humilhadas...
Ora, nós não viemos a este mundo para nos banhar em águas de rosas...
Somos Espíritos altamente endividados, dentro de nós o passado ainda fala mais alto...
Não devemos ser tão suscetíveis assim...

Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar...
As facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito.
Emmanuel sempre me ensinou assim: - Chico, se as críticas dirigidas a você são verdadeiras, não reclame; se não são, não ligue para elas...

Graças a Deus, não me lembro de ter revidado a menor ofensa das inúmeras que sofri, certamente objetivando, todas elas, o meu aprendizado, e não me recordo de que tenha, conscientemente, magoado a quem quer que fosse...
Emmanuel sempre me disse: - Chico, quando você não tiver uma palavra que auxilie, procure não abrir a boca...

Sabemos que precisamos de certos recursos, mas o Senhor não nos ensinou a pedir pão, mais dois carros, mais um avião...
Não precisamos de tanta coisa para colocar tanta carga em cima de nós.
Podemos ser chamados hoje à vida Espiritual...
Tudo que criamos para nós, de que não temos necessidade, se transforma em angústia, em depressão.

A doença é uma espécie de escoadouro de nossas imperfeições; inconscientemente, o espírito que jogar para fora o que lhe seja estranho ao próprio psiquismo...
Na realidade, toda doença no corpo é processo de cura para a alma...

Abençoemos aqueles que se preocupam conosco, que nos amam, que nos atendem as necessidades...
Valorizemos o amigo que nos socorre, que se interessa por nós, que nos escreve, que nos telefona para saber como estamos indo...
A amizade é uma dádiva de Deus...
Mais tarde, haveremos de sentir falta daqueles que não nos deixam experimentar solidão!”

A caridade é um exercício espiritual... Quem pratica o bem, coloca em movimento as forças da alma.
Quando os espíritos nos recomendam, com insistência a prática da caridade, eles estão nos orientando no sentido de nossa própria evolução; não se trata apenas de uma indicação ética, mas de profundo significado filosófico...”

Tudo o que pudermos fazer no bem, não devemos adiar... Carecemos somar esforços, criando, digamos, uma energia dinâmica que se anteponha às forças do mal...
...Ninguém tem o direito de se omitir...
Uma das mais belas lições que tenho aprendido com o sofrimento: Não julgar, definitivamente não julgar a quem quer que seja”.

O exemplo é uma força que repercute, de maneira imediata, longe ou perto de nós... Não podemos nos responsabilizar pelo que os outros fazem de suas vidas; cada qual é livre para fazer o que quer de si mesmo, mas não podemos negar que nossas atitudes inspiram atitudes, seja no bem quanto no mal”.

Sempre recebi os elogios como incentivos dos amigos para que eu venha a ser o que tenho consciência de que ainda não sou...
Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor...
Magoar alguém é terrível!...”

A gente deve lutar contra o comodismo e a ociosidade; caso contrário, vamos retornar ao mundo Espiritual com enorme sensação de vazio...
Dizem que eu tenho feito muito, mas, para mim, não fiz um décimo do que deveria ter feito...
A questão mais aflitiva para o espírito no Além é a consciência do tempo perdido”.

Confesso a vocês que não vi o tempo correr... Por mais longa que nos pareça, a existência na Terra é uma experiência muito curta. A única coisa que espero depois da minha desencarnação é a possibilidade de poder continuar trabalhando”.

Devemos aceitar a chegada da chamada morte, assim como o dia aceita a chegada da noite – tendo confiança que, em breve, de novo há de raiar o Sol...”
Tudo tem seu apogeu e seu declínio...
É natural que seja assim; todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!... Novas folhas, novas flores, na indefinida bênção do recomeço!...”

Colaboração:
Erda Nemitz
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

9 de jun de 2010

Relacionamentos

*




























Relacionamentos

Depois de muito meditar sobre o assunto concluí que, os casamentos (relacionamentos) são de dois tipos: Há os casamentos do tipo tênis e há os casamentos do tipo frescobol.

Os casamentos do tipo tênis são uma fonte de raiva e ressentimentos e terminam sempre mal.

Os casamentos do tipo frescobol são uma fonte de alegria e têm a chance de ter vida longa.

Explico-me.

Para começar, uma afirmação de Nietzsche com a qual concordo inteiramente.

Dizia ele: “Ao pensar sobre a possibilidade do casamento, cada um deveria se fazer a seguinte pergunta: Você crê que seria, capaz de conversar com prazer com esta pessoa até sua velhice”?
Tudo o mais no casamento é transitório, mas as relações que desafiam o tempo são aquelas construídas sobre a arte de conversar.

Sheerazade sabia disso. Sabia que os casamentos baseados nos prazeres da cama são sempre decapitados pela manhã, terminam em separação, pois os prazeres do sexo se esgotam rapidamente, terminam na morte, como no filme “O Império dos Sentidos”.
Por isso, quando o sexo já estava morto na cama e o amor não mais se podia dizer através dele, ela o ressuscitava pela magia da palavra: começava uma longa conversa sem fim, que deveria durar mil e uma noites.

O sultão se calava e escutava as suas palavras como se fosse música.

A música dos sons ou da palavra - é a sexualidade sob a forma da eternidade: é o amor que ressuscita sempre, depois de morrer.
Há os carinhos que se fazem com o corpo e há os carinhos que se fazem com as palavras. E contrariamente ao que pensam os amantes inexperientes, fazer carinho com as palavras não é ficar repetindo o tempo todo: ”Eu te amo...”

Barthes advertia: “Passada a primeira confissão, “eu te amo” não quer dizer mais nada. É na conversa que o nosso verdadeiro corpo se mostra, não em sua nudez anatômica, mas em sua nudez poética”.

Recordo a sabedoria de Adélia Prado: “Erótica é a alma”.

O tênis é um jogo feroz. O seu objetivo é derrotar o adversário. E a sua derrota se revela no seu erro: o outro foi incapaz de devolver a bola.
Joga-se tênis para fazer o outro errar. O bom jogador é aquele que tem a exata noção do ponto fraco do seu adversário, e é justamente para aí que ele vai dirigir sua “cortada”, palavra muito sugestiva, que indica o seu objetivo sádico, que é o de cortar, interromper, derrotar.

O prazer do tênis se encontra, portanto, justamente no momento em que o   jogo não pode mais continuar porque o adversário foi colocado fora de jogo.
Termina sempre com a alegria de um e a tristeza de outro.

O frescobol se parece muito com o tênis: dois jogadores, duas raquetes e uma bola. Só que, para o jogo ser bom, é preciso que nenhum dos dois perca.
Se a bola veio meio torta, a gente sabe que não foi de propósito e faz o maior esforço do mundo para devolvê-la gostosa, no lugar certo, para que o outro possa pegá-la.

Não existe adversário porque não há ninguém a ser derrotado. Aqui, ou os dois ganham ou ninguém ganha. E ninguém fica feliz quando o outro erra, pois o que se deseja é que ninguém erre. E o que errou pede desculpas, e o que provocou o erro se sente culpado. Mas não tem importância: começa-se de novo este delicioso jogo em que ninguém marca pontos...

A bola: são nossas fantasias, irrealidades, sonhos sob a forma de palavras.
Conversar é ficar batendo sonho prá lá, sonho prá cá...

Mas há casais que jogam com os sonhos como se jogassem tênis. Ficam à espera do momento certo para a cortada.
Tênis é assim: recebe-se o sonho do outro para destruí-lo, arrebentá-lo, como bolha de sabão...
O que se busca é ter razão e o que se ganha é o distanciamento.
Aqui, quem ganha sempre perde.

Já no frescobol é diferente: o sonho do outro é um brinquedo que deve ser preservado, pois se sabe que, se é sonho, é coisa delicada, do coração.
O bom ouvinte é aquele que, ao falar, abre espaços para que as bolhas de sabão do outro voem livres. Bola vai, bola vem - cresce o amor...
Ninguém ganha para que os dois ganhem. E se deseja então que o outro viva sempre, eternamente, para que o jogo nunca tenha fim...
*
RUBEM ALVES é educador, escritor, psicanalista e professor emérito da Unicamp.
*
Colaboração:
Daniela Marchi
Araçatuba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*