31 de ago de 2009

Contrastes

*






















Contrastes

Existem contrastes exprimindo desigualdades.

Muitas criaturas encarnadas querem fugir da vida humana; contudo, as filas da reencarnação congregam milhares de candidatos ansiosos pelo renascimento...

Legiões de trabalhadores se esquivam do trabalho, no entanto, sempre há multidões de desempregados...

Numerosos alunos negligenciam os estudos; todavia, inúmeros jovens não têm qualquer oportunidade de acesso às casas de instrução, embora o desejem ardentemente...


***************

Existem contrastes tecendo contradições.

Tudo prova a presença do Criador no Universo; todavia, mentes recheadas de conhecimento não creem na Realidade Divina...

Todos podemos dar algo em favor do próximo; no entanto, muitos possuem em abundância e nada oferecem a ninguém...

Temos a apologia da paz onipresente; contudo, extensa maioria forja a guerra dentro de sí mesmo...

Existem contrastes gravando ensinamentos.

Há direitos idênticos e deveres semelhantes; contudo, há vontade diferentes, experiências diversas e méritos desiguais...

A caridade mais oculta aos homens é, no entanto, a mais conhecida por Deus...

A vida humana constitui cópia imperfeita da Vida Espiritual; todavia, a perfeição das Grandes Almas Desencarnadas da Terra foi adquirida no solo rude do Planeta...

Autoria: Espírito André Luiz
Obra: O Espírito da Verdade
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*
Colaboração:
Fernando Gomes de Souza
*

Betoneira em Ação!

*

30 de ago de 2009

Terráqueos!!!

*
Que Tristeza!
*

O eu no cérebro

*



























O eu no cérebro

-----------------------------------------------
Quem já tentou meditar sabe o quanto é difícil "calar a mente"
-----------------------------------------------

Nosso cérebro, tal qual o de tantos outros animais, exerce funções bem corriqueiras, como a de manter o funcionamento do corpo, as batidas cardíacas, a digestão, e a respiração, atividades que não precisam de concentração para serem feitas. Podemos dizer que são executadas pela parte do cérebro que trabalha como uma espécie de piloto automático, o "cruise control" da mente.

No caso de cérebros humanos, de longe os mais sofisticados do reino animal, uma outra função essencial é exercida: o senso de individualidade, de você saber quem você é, de como você se encaixa na sociedade e no mundo. Os cientistas estão aprendendo cada vez mais sobre como o cérebro humano mantêm o senso individual de ser ele mesmo -um senso misterioso desde os primórdios da humanidade, às vezes chamado de alma.

Neurocientistas estudam corriqueiramente a atividade cerebral, com a ajuda de instrumentos sofisticados como a PET (tomografia por emissão de pósitrons) e a fMRI (imagem por ressonância magnética funcional), que medem o fluxo sanguíneo: quanto maior o número de neurônios ativos, mais oxigenação é necessária e maior é o sinal registrado.

O que surpreendeu os cientistas foi o nível de atividade quando os cérebros dos pacientes estavam em "repouso", ou seja, quando não estavam focados em alguma tarefa explícita, como fazer um cálculo, escrever ou ouvir música. É nesses momentos que temos nossos devaneios diurnos, quando o pensamento parece ir à deriva, comandado por si mesmo.

Quem já tentou meditar sabe o quanto é difícil "calar a mente", acalmar a atividade incessante do cérebro.

Esse estado, uma espécie de modo de atividade cerebral de fundo (ACF, para simplificar) (do inglês "default mode network"), parece ter características semelhantes em todos os indivíduos saudáveis, mesmo que individualmente existam diferenças.

O foco de ação ocorre principalmente na região divisória entre os dois hemisférios cerebrais e no córtex frontal e posterior. O interessante é que, quando o indivíduo exerce uma atividade intelectual, como memorizar uma lista de palavras, essa atividade de fundo diminui. Mas, quando o indivíduo relembra memórias pessoais, ou tenta decidir entre escolhas alternativas de procedimento, o nível de ACF aumenta acima dos valores em repouso. Juntas, as regiões de córtex frontal e posterior, engajadas em manter a ACF, parecem criar o nosso senso de quem somos, de como nos colocamos no mundo e de como procedemos como indivíduos diante de diversos desafios e escolhas alternativas. Possivelmente, esse modo de funcionamento representa o centro de operações da mente humana.

Neurocientistas vêm investigando conexões entre a ACF e patologias psiquiátricas, da esquizofrenia à síndrome de estresse pós-traumático. Em um estudo com 115 esquizofrênicos e 130 pessoas saudáveis, realizado por Vince Calhoun e seus colaboradores da Universidade do Novo México, alguns dos processos relativos à ACF jamais "desligavam", dificultando que eles conseguissem se concentrar em tarefas comuns.

Outro estudo, com mulheres que sofreram traumas na infância, indicou falhas na conectividade entre os vários subprocessos da ACF. É sabido que pacientes com esse tipo de síndrome traumática podem perder o senso de identidade por um certo período de tempo. Aparentemente, a ACF vai criando ligações e desconectando outras conforme a criança vai crescendo. Nosso senso de quem somos vai mudando até a idade adulta, quando fica mais rígido. Ao menos para a maioria das pessoas.

MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "A Harmonia do Mundo"
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe3008200904.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Indulgência

*




















Indulgência

A luz da Alegria dever ser o facho continuamente aceso na atmosfera da experiência.

Circunstâncias diversas e principalmente as da indisciplina podem alterar o clima de paz, em redor de nós, e dentre elas se destaca a palavra impensada, como forja de incompreensão, a instalar entrechoques.

Dai o nosso dever básico de vigiar a nós mesmos na conversação, ampliando os recursos de entendimento nos ouvidos alheios.

Sejamos inteligentes.
Se erramos, roguemos perdão.
Se outros erram, perdoemos.

O mal que desejarmos para alguém, hoje, suscitará o mal para nós, amanhã.

A mágoa não tem razão justa e o perdão anula os problemas, diminundo complicações e perdas de tempo.

É assim que a espontaneidade no bem estabelece a caridade real.
Quem não reconhece as próprias imperfeições demonstra incoerência em si mesmo.

Quem perdoa, desconhece o remorso.
Ódio é fogo invisível na consciência.
O erro, por isso, não pede aversão, mas, entendimento.

Erro nosso, requer a bondade alheia;erro de outrem,reclama a nossa clemência.

A Humanidade dispensa quem a censure, mas necessita de quem a estime.

E, ante o erro, debalde se multiplicam justificações e razões.

Antes de tudo, é preciso restaurar o trabalho em andamento, porque o retorno à tarefa é a consequência inevitável de toda fuga do dever.

Quanto mais conhecemos a nós mesmos, mais amplo em nós o imperativo de perdoar.

Aprendamos com o Evangelho, a fonte inexaurível da Verdade.

Você, amostra da Grande Prole de Deus, carece do amparo de todos e todos lhe solicitam amparo.

Saiba, pois, refletir o mundo em torno, recordando que se o espelho,inerte e frio,retrata todos os aspectos dignos e indígnos à sua volta, o pintor, consciente e respeitável, buscando criar atividade superior,somente exterioriza na pureza da tela os ângulos nobres e construtivos da vida.

Espírito André Luiz
*
Colaboração:
Fernando Gomes de Souza
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

28 de ago de 2009

SinapsesLinks 90 Países!

*

Dalai Lama e Leonardo Boff

*



















Dalai Lama e Leonardo Boff

Breve diálogo entre o teólogo brasileiro Leonardo Boff e o Dalai Lama.

Leonardo Boff explica:

"No intervalo de uma mesa-redonda sobre religião e paz entre os povos, na qual ambos (eu e o Dalai Lama) participávamos, eu, maliciosamente, mas também com interesse teológico, lhe perguntei em meu inglês capenga:
- "Santidade, qual é a melhor religião?"

Esperava que ele dissesse:
"É o budismo tibetano" ou "São as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo."

O Dalai Lama fez uma pequena pausa, deu um sorriso, me olhou bem nos olhos
- o que me desconcertou um pouco, por que eu sabia da malícia
contida na pergunta - e afirmou:
"A melhor religião é a que mais te aproxima de Deus, do Infinito".
É aquela que te faz melhor."
Para sair da perplexidade diante de tão sábia resposta, voltei a perguntar:
- "O que me faz melhor?"
Respondeu ele:
-"Aquilo que te faz mais compassivo" (e aí senti a ressonância tibetana, budista,
taoísta de sua resposta), aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado,
mais amoroso, mais humanitário, mais responsável... Mais ético...
A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor religião..."

Calei, maravilhado, e até os dias de hoje
estou ruminando sua resposta sábia e irrefutável...
Não me interessa amigo, a tua religião ou mesmo se tem ou não tem religião.
O que realmente importa é a tua conduta perante o teu semelhante, tua família, teu trabalho, tua comunidade, perante o mundo...

Lembremos:
"O Universo é o eco de nossas ações e nossos pensamentos".
A Lei da Ação e Reação não é exclusiva da Física. Ela está também nas relações humanas. Se eu ajo com o bem, receberei o bem. Se ajo com o mal, receberei o mal.
Aquilo que nossos avós nos disseram é a mais pura verdade:
"terás sempre em dobro aquilo que desejares aos outros".
Para muitos, ser feliz não é questão de destino. É de escolha.
*
Colaboração:
Telma Canettieri Ferrari
Pindamonhangaba-SP
*

27 de ago de 2009

Perdão

*























PERDOA AS NOSSAS OFENSAS

“E perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós temos perdoado a quem nos tem ofendido” (Mateus 6:12). Perdoar, o espinho na carne de muita gente. São muitos os que não conseguem livrar-se desse espinho, e sofrem com os males provocados pela incapacidade de perdoar, apesar de repetirem essa oração, mas sem liberarem o perdão.

Perdoar significa “dar completamente”, “abrir dentro de si”, “dar o próprio eu a outrem”, “liberar”. Em vez de sacrificar o ofensor a seu ódio, a seu rancor ou mágoa, o perdoador imola-se a si mesmo, abrindo assim, de par em par, as portas da alma ao influxo das torrentes divinas.

Quem ofende, pede perdão; quem é ofendido, perdoa. E não precisa esperar que o ofensor lhe peça perdão. Jesus, na cruz do Calvário, não esperou que os que o crucificaram lhe pedissem perdão. Antes, rogou ao Pai: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

Se alguém guarda dentro de si sentimentos de rancor, ódio ou mágoa, e não perdoa a quem lhe ofendeu, conserva dentro de si as impurezas desses sentimentos. Essas impurezas podem acarretar o surgimento de enfermidades e, pior, deixa a pessoa afastada da comunhão com Deus.

Philip Yancey, em seu livro MARAVILHOSA GRAÇA, cita um pensamento de George Herbert, que diz: “Aquele que não pode perdoar, destrói a ponte sobre a qual ele mesmo tem de passar”.O perdão quebra as cadeias do ódio e do ressentimento, cicatriza as feridas deixadas pela mágoa, traz paz ao coração.

Perdoar é um gesto de amor, de nobreza, de temor a Deus, de espiritualidade; pedir perdão é um gesto de humildade, de arrependimento, de consciência espiritual de quem quebrou um estado harmônico que necessita ser restabelecido pelo perdão.
Não perdoar e não pedir perdão são atitudes de soberba, orgulho, frutos do homem não-espiritual.

Então, devemos pensar bem ao orarmos o Pai Nosso. Que não seja uma oração mecânica, mas possamos refletir bem sobre a profundidade da expressão “assim como nós temos perdoado aos nossos ofensores”. Será que temos, realmente, liberado perdão aos nossos ofensores ?

Agora, devemos perdoar totalmente, em nosso íntimo, e não apenas verbalmente. Há pessoas que dizem: “Eu perdôo, mas não esqueço o que ele fez”, ou, “Perdôo tudo, menos isto”.

Não podemos, ao perdoar, deixar resquícios ou raiz de amargura, de ódio ou ressentimento dentro de nós. Deus, quando nos perdoa, apaga todas as nossas transgressões:
“Eu, eu mesmo, sou o que apaga as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados já não me lembro” (Isaías 43:25)

Quando, em nossa oração, pedirmos ao Pai que nos perdoe assim como perdoamos aos nossos ofensores, lembremo-nos, também, que Jesus, ao ensinar essa oração, acrescentou: “...se, porém, não perdoardes os homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”.

Vale lembrar que errar é humano; perdoar é divino. Diz Huberto Rohden que “para a negatividade da ofensa feita deve ser liberada a positividade do amor. O positivo do amor, expresso no ato de perdoar, anulará o negativo da ofensa de seu irmão. “

“Aquele que recebe a ofensa e não perdoa, é como a água, que é alérgica às impurezas do ambiente e é por elas contaminada. Já aquele que perdoa, é como luz, que é absolutamente incontaminável pelo ambiente; não existe luz impura; ela é pura no meio do ambiente impuro. A imunidade da luz é absoluta, ao passo que a imunidade da água é relativa”.

Experimente perdoar aqueles que lhe ofenderam, e sinta a paz que reinará em seu coração quando, ao orar o Pai Nosso, disser ao Senhor: “...assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”.

Passe esta mensagem adiante; você pode estar ajudando alguém a quebrar as algemas do ódio, do rancor, da mágoa, da amargura; a restabelecer uma amizade, a plantar sementes de amor e a propagar o Evangelho; a tornar este mundo menos poluído e mais saudável.
*
Autoria desconhecida
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*
Colaboração:
Daniela Marchi
Araçatuba-SP
*

Respeito à Vida Humana

*























Respeito à Vida Humana

A Federação Espírita Brasileira convida a todos os espíritas e simpatizantes para participar de mais um passo rumo ao respeito à vida humana, desde a concepção: a 3ª Marcha Nacional da Cidadania pela Vida.

Como parte central da programação, a 3ª Marcha, que este ano faz parte do Projeto Cultura, Cidadania e Vida, ocorrerá no dia 30 de agosto com Concentração no Eixão Sul, altura da 208, a partir das 15h, em Brasília (DF). O encerramento deste grande evento contará com um show com a cantora Elba Ramalho, aberto ao público, com entrada franca.

Do projeto Cultura, Cidadania e Vida constam ainda: show com o Grupo Arte Nascente no dia 28 de agosto na Sala Martins Pena do Teatro Nacional, às 19h, lançamento da Exposição pela Vida pela Paz, com obras de arte doadas por renomados artistas do Distrito Federal, oficina de trabalho sobre o tema “A contribuição das artes para a promoção da defesa da vida e da cultura da paz”.

A FEB defende o respeito à vida desde a fecundação e o Movimento Brasil Sem Aborto!

Informações sobre a Marcha pelo telefone (61) 3345-0221, correio eletrônico pelavidapelapaz@gmail.com ou na página www.brasilsemaborto.com.br
Assessoria de Comunicação da FEB: imprensa@febnet.org.br; fone (61) 2101-6175.
*

Curso de Formatação Eletrônica

*




















Curso de Formatação Eletrônica e
Normatização de Trabalhos Acadêmicos


Saiba usar os melhores recursos
do MS Word em seu trabalhos

Criar modelos pré-formatados para serem utilizados várias vezes.
Criação de sumários dinâmicos, onde o aplicativo altera sozinho o número das páginas e títulos.
Personalizar os comandos.
Utilizar estilos.
Aprenda a formatar seu próprio TCC, Monografia, Dissertação ou Tese no curso.
E muitos outros recursos.

Carga Horária: 40 horas
Dias: Segunda, Quarta e Sexta
Horário: 16h30 às 18h30
MATERIAL DIDÁTICO INCLUSO
CURSO 100% PRÁTICO
MINISTRADO NO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA
1 MÊS DE CURSO APENAS

Faça sua inscrição na Secretaria de Extensão
Seg. à Sex. das 8h às 12h e das 17h às 21h

Prof. Ms. Wisley Francisco Aguiar
Faculdade Católica de Uberlândia-MG
(34) 3236-0336
*

26 de ago de 2009

Gabriela, Parabéns!

*





















Gabriela,
Bom Dia!
Seja Abençoada!
Muita Saúde para você e os seus pais!
*
Querida Neta Espiritual,
Ontem 12,
Hoje 13,
Amanhã 14...
E, assim vamos construindo nossa História... Única, unívoca!
No seu aniversário quero te fazer um pedido:
De hoje em diante, ao escrever no seu Diário Pessoal, sempre que você for grafar o nome de uma pessoa, anteceda com o desenho de um Coraçãozinho.
Motivo: Todas as pessoas e Todos os Corações são muito delicados.
Gabriela, tenha certeza que ao desenhar um Coraçãozinho antes de cada nome, você estará massageando-o... para a eternidade.
*
Gabriela, que Jesus, o Cristo, o Mestre dos Mestres, mantenha sua Luz Bendita projetada sobre o seu Ser.
Feliz Aniversário nas Esferas mais Altas da Espirutalidade Maior.
Todos estão Celebrando!
*
Fraternalmente,
Vô Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

O Diamante

*






















O Diamante

Um velho sábio hindu chegou aos arredores de certa aldeia e aí sentou-se para dormir debaixo de uma árvore.

Chega correndo, então, um habitante daquela aldeia e diz, quase sem fôlego:

- Aquela pedra! Eu quero aquela pedra.

- Mas que pedra? Pergunta-lhe o Hindu.

- Ontem à noite eu vi meu Senhor Shiva e, num sonho, ele disse que eu viesse aos arredores da cidade, ao pôr-do-sol; aí devia estar o Hindu que me daria uma pedra muito grande e preciosa que me faria rico para sempre.

Então, o Hindu mexeu na sua trouxa e tirou a pedra e foi dizendo:

- Provavelmente é desta que ele lhe falou; encontrei-a num trilho da floresta, alguns dias atrás; podes levá-la! E assim falando, ofereceu-lhe a pedra.

O homem olhou maravilhado para a pedra.
Era um diamante e, talvez, o maior jamais visto no mundo. Pegou, pois, o diamante e foi-se embora. Mas, quando veio a noite, ele virava de um lado para o outro em sua cama sem conseguir dormir.

Então, rompendo o dia, foi ver novamente o Hindu e o despertou dizendo:

Eu quero que me dê essa riqueza que lhe tornou possível desfazer-se de  um diamante tão grande assim tão facilmente!

E você já aprendeu a desfazer-se de alguns diamantes seus assim tão facilmente....?
*
Autoria:
Aylla Harard
Guaratinguetá-SP
*
Colaboração:
Maria Christina Camargo Leal
Pindamonhangaba-SP
*

Amizade

*





















Amizade

Ninguém tem o direito de julgar os outros, suas roupas, seus porquês, seus méritos, suas melhores ou piores decisões, pois para isso, teria que saber ler as entrelinhas da vida, algo raro, cujo dom a poucos acompanha...
*
Colaboração:
Mario Leal Filho - São Paulo-SP
*

25 de ago de 2009

Tecnologia do Abraço

*






















A TECNOLOGIA MINEIRA DO ABRAÇO


O matuto falava tão calmamente,
que parecia medir, analisar e meditar
sobre cada palavra que dizia...

“É ...
das invenção dos hómi, a que mais tem sintido é o abraço.”

O abraço num tem jeito dum só apruveitá!

Tudo quanto é gente, no abraço, participa duma beradinha...

Quandu ocê ta danado de sordade,
o abraço de arguém ti alivia...

Quandu ocê ta danado de reiva,
vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá cum reiva...

Si ocê ta filiz e abraça arguém, esse arguém pega um poquim de sua alegria...

Si arguém ta duente, quandu ocê abraça ele, ele começa a miorá,i ocê miora junto tamém...


Muita gente importante e letrado
já tentô dá um jeito de sabê pruquê quié qui o abraço tem tanta tequilonogia,
mas ninguém inda discubriu...

Mas, iêu sei...
Foi o isprito santo de Deus qui mi contô...
I êu vô conta proceis uqui foi qui ele mi falô:

O abraço é bão prucausa do Coração...

Quandu ocê abraça arguém, fais massage no coração!...

I o coração do ôtro é massagiado tamém!

Mas num é só isso, não...

Aqui ta a chave do maior segredo de tudo:

É qui, quandu abraçamo arguém, nóis fiquemo tudo é com dois coração no peito!...

(autor desconhecido)
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Cativar

*

Sabedoria

*





















Sabedoria


A vida tem um lado claro e outro escuro, pois o mundo da relatividade é composto de luz e sombras.

Se você deixar que os seus pensamentos se ocupem com a maldade, você se tornará feio.

Veja o bem em tudo e você absorverá a qualidade da beleza.

Paramahansa Yogananda,
"O Mestre Disse"


Evite olhar a vida
de modo negativo.

Por que baixar o seu olhar para os esgotos quando há encanto por todos os lados?

Pode-se sempre achar alguma falha, mesmo nas maiores obras de arte, da música e da literatura.

Mas não é bem melhor gozar seu encanto e grandiosidade ?


Não se ocupe com os defeitos dos outros.
Use o pó mágico da sabedoria para manter limpas e impecáveis as dependências da sua própria mente.

Pelo seu exemplo, outras pessoas sentir-se-ão inspiradas a fazerem sua própria faxina.

Máximas de Paramahansa Yogananda


Eu nada espero dos outros;
Logo, suas ações não podem se opor aos meus desejos.
 
Swami Sri Yukteswar,
"Autobiografia de um Iogue"


Resolva que você não será mais afetado pelos problemas;
que não será mais tão sensível;
que não será mais vítima de hábitos e humores;
resolva que você será livre
como um pássaro.
 
Paramahansa Yogananda,
"Self-Realization Magazine“


Mantenha no seu íntimo um santuário secreto de silêncio, onde não será permitida a entrada das oscilações de humor, das aflições, das lutas ou da desarmonia. Todos os sentimentos de ódio, vingança e desejos em geral, devem ser deixados do lado de fora. Neste refúgio de paz, Deus lhe visitará.
Paramahansa Yogananda,
"Lições da Self-Realization Fellowship".


A libertação do homem pode ser definitiva e imediata, se ele assim o quiser; não depende de vitórias externas, mas internas.
 
Paramahansa Yogananda,
"Autobiografia de um Iogue"


Portanto, aquele que ouvir estas minhas palavras e segui-las, eu o compararei ao homem sábio que construiu a sua casa sobre uma rocha: E veio a chuva, subiram as marés, o vento soprou e se abateu sobre aquela casa e não a derrubou, porque estava construída sobre uma rocha.
 
Jesus Cristo,
"Novo Testamento"

Colaboração:
Maria Christina Camargo Leal

Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/

24 de ago de 2009

Northern California

*





















Centros Espíritas na Northern California

Site 1:
http://www.thespiritistmagazine.com/
*
Site 2:
http://www.jassociety.org/
*
Site 3:
http://www.nossolar.org/
*
Site 4:
http://www.sfss.us/
*
Site 5:
http://www.spiritist.us/
*
Site 6:
http://www.spiritist.org/
*
Site 7:
http://northcalspiritism.us/
*
Colaboração:
Frederico Lima - EUA
*

Betoneira Encefálica

*
Click na imagem para ampliá-la.
*

23 de ago de 2009

A Frase do Século

*
Click na imagem para ampliá-la.
*

Primeiro Cérebro Eletrônico

*





















Primeiro Cérebro Eletrônico

Jornal Folha da Noite: 18ago1959

"Começou a funcionar ontem, em São Paulo, na empresa Anderson, Clyton & CIa., o primeiro cérebro eletrônico da IBM instalado na América Latina.

O computador, um Ramac 305, faz cálculos complicados cujos resultados são obtidos em milésimos de segundo."
*
Fonte: JFSP23AGO09C2
*

Blog Carreiras

*

Homo artisticus

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*




















Homo artisticus

Se a natureza cantava, os homens queriam cantar também

A Terra tem uma idade aproximada de 4,5 bilhões de anos.

Nossa espécie, o Homo sapiens, apareceu em torno de 200 mil anos atrás, na África. Se concentrássemos 4,5 bilhões de anos em uma hora, nosso aparecimento teria ocorrido há menos de dois décimos de segundo. Somos a presença mais recente neste planeta e nos achamos donos dele. Algo para refletir.

Evidências fósseis e genéticas indicam que grandes migrações da África em direção à Eurásia e à Oceania ocorriam já há 70 mil anos. A fala, parece que tínhamos há pelo menos 50 mil anos. Dos 200 mil anos que marcam a nossa presença na Terra, há apenas 10 mil nós nos organizamos em sociedades agrárias, capazes de se sustentarem com o plantio e colheita regular de espécies de vegetais domesticados.

Certamente, quando essas sociedades começaram a se organizar, alguns animais também foram domesticados.

Antes dessas sociedades agrárias, bandos de homens e mulheres corriam pelas savanas africanas e planícies eurasiáticas à procura de alimentos e abrigo. Os perigos eram muitos, de animais predadores e grupos inimigos a fenômenos naturais violentos, como misteriosos vulcões e terremotos. Para sobreviver, nunca se podia baixar a guarda.

Desde cedo, ficou claro aos nossos antepassados que a natureza tinha seus próprios ritmos, alguns regulares e outros irregulares. A linguagem nasceu tanto para facilitar a sobrevivência dos grupos quanto para imitar os sons ouvidos pelo mundo, de cachoeiras e trovões aos pássaros e os temidos tigres. Se a natureza cantava, os homens queriam cantar também.

Recentemente, foram descobertos os instrumentos musicais mais antigos, flautas feitas de ossos de abutres e mamutes, datando entre 35 mil e 40 mil anos atrás. Os objetos foram encontrados em uma região na Alemanha, provando que não só humanos haviam já saído da África então, como também haviam desenvolvido habilidades musicais e artesanais. Se o vento assobiava ao passar por frestas e galhos, se gotas caiam ritmicamente das folhas, os homens procuravam imitar esses sons, criando os instrumentos capazes de fazê-lo.

Apesar de não sabermos muito sobre os costumes dessa gente, é difícil evitar imagens, talvez um pouco românticas, do que ocorria então. A vida era difícil. Provavelmente poucos sobreviviam além dos 20 anos. Mas imagino que existisse uma abundância enorme de animais nos campos, mares e rios. Pinturas nas cavernas da Europa e da África, algumas datando de mais de 20 mil anos atrás, mostram uma enorme variedade de animais e também de cenas de caçadas e de rituais. Provavelmente grupos se reuniam nas cavernas para comer, dormir e celebrar uma boa caça. As pinturas podiam ser tanto ornamentos quanto desenhos ritualísticos que faziam parte de cerimônias religiosas.

Certamente o som das flautas e dos tambores acompanhava os rituais, talvez até na tentativa de imitar os grunhidos dos animais e os sons do ambiente natural onde viviam.

A música e a pintura não eram as únicas expressões artísticas dessas sociedades ancestrais. A escultura também. Figurinos conhecidos como Vênus do Paleolítico, datando de mais de 25 mil anos, mostram o corpo de mulheres bem dotadas de estrogênio, provavelmente símbolos de fertilidade. O impulso criativo parece ser tão antigo quanto a nossa espécie.

Do pouco que conhecemos a respeito dos nossos ancestrais, identificamos neles bastante do que somos hoje. A diferença é que eles viviam em comunhão com o mundo -e não em guerra com ele.
*
MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "A Harmonia do Mundo"
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2308200904.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Artesanato do Leal

*
Leal: sinapseslinks@gmail.com
*




Catedral Ortodoxa

*
Catedral Ortodoxa em São Paulo-SP
*


Bezerra de Menezes

*





















Bezerra de Menezes

Mensagem psicofônica recebida pelo médium Divaldo Pereira Franco, ao final da conferência pública em torno da maternidade, realizada no Grupo Espírita André Luiz, no Rio de Janeiro, na noite de 13 de agosto de 2009.

Cristãos decididos

...Estamos sendo convocados pelos Espíritos nobres para ser os lábios pelos quais a palavra de Jesus chegue aos corações empedernidos.

Estamos sendo convocados para ser os braços do Mestre, que afaguem, que se alonguem na direção dos mais aflitos, dos combalidos, dos enfraquecidos na luta.

Estamos colocados na postura do bom samaritano, a fim de podermos ser aquele que socorra o caído na estrada de Jericó da atualidade.

Nunca houve na história da sociedade terrena tantas conquistas de natureza intelectual e tecnológica! Nunca houve tanta demonstração de humanismo, de solidariedade, tanta luta pelos direitos humanos!

É necessário, agora, que os cristãos decididos arregacem as mangas e ajam em nome de Jesus.

Em qualquer circunstância, que se interroguem: - em meu lugar que faria Jesus? E, faça-o, conforme o amoroso Companheiro dos que não têm companheiros, faria.

Filhos da alma! Estamos saturados de tecnologia de ponta, graças, à qual, as imagens viajam no mundo quase com a velocidade do pensamento, e a dor galopa desesperada o dorso da humanidade em desalinho.

O Espiritismo veio como Consolador para erradicar as causas das lágrimas.Sois os herdeiros do Evangelho dos primeiros dias, vivenciando-o à última hora.Estais convidados a impregnar o mundo com ternura, utilizando-vos da compaixão.

Periodicamente, neste planeta de provas e expiações, as mentes em desalinho vitalizam microorganismos viróticos que dão lugar a pandemias destruidoras.Recordemo-nos das pestes que assolaram o mundo: a peste negra, a peste bubônica, as gripes espanhola, a asiática e a deste momento de preocupações, porque as mentes dominadas pelo ódio, pelo ressentimento, geram fatores propiciatórios à manifestação de pandemias desta e de outra natureza.

Só o amor, meus filhos, possui o antídoto para anular esses terríveis e devastadores acontecimentos, desses flagelos que fazem parte da necessidade da evolução.

Sede vós aquele que ama. Sede vós, cada um de vós, aquele que instaura o Reino de Deus no coração e dilata-o em direção da família, do lugar de trabalho, de toda a sociedade.

Não postergueis o dever de servir para amanhã, para mais tarde.

Fazei o bem hoje, agora, onde quer que se faça necessário.

As mães afro-descendentes, as mães de todas as raças, em um coro uníssono, sob o apoio da Mãe Santíssima, oram pela transformação da Terra em Mundo de Regeneração.

Sede-lhes filhos dóceis à sua voz quão dócil foi o Crucificado galileu que, ao despedir-se da Terra, elegeu-a mãe do evangelista do amor, por extensão, a Mãe Sublime da Humanidade.

Muita paz, meus filhos. Que o Senhor de bênçãos nos abençoe.

O servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra
*
Colaboração: Frederico Lima
*

20 de ago de 2009

Cumprir o próprio dever

*
















Cumprir o próprio dever.

Ninguém tranqüiliza ninguém, sem trazer a consciência tranqüila. Usar boas palavras e bons modos.
Qualquer viajante da estrada sabe afastar-se do pé de laranja azeda. Desconhecer ofensas.
A vida não constrange criatura alguma a passar recibo numa serpente para atormentar-se com ela. Auxiliar indistintamente.
Se a fonte escolhesse os elementos a que prestar benefício, decerto que a Terra seria, francamente, um planeta inabitável.
Não censurar.
A crítica nos traça a obrigação de fazer melhor do que aqueles que nós reprovamos.
Abençoar sempre.
Qualquer trato de solo agradece o adubo que se lhe dê. Jamais vingar-se. Pessoa alguma consegue ajudar a um doente, fazendo-se mais doente ainda.
Amar os inimigos.
A obra-prima de escultura nasce no sonho do artista que a concebe, mas não dispensa o concurso do buril que lhe dá forma.
Não se lastimar por fracasso do caminho.
O Sol, em cada hemisfério do mundo, começa a trabalhar de novo diariamente.
Saber cooperar, a fim de receber cooperação.
O próprio Cristo não consegue sozinho realizar a obra de redenção da Humanidade e, em iniciando o seu apostolado na Terra, procurou doze companheiros que lhe serviram de base à divina missão.

Autor: André Luiz (espírito)
Psicografia de Francisco Cândido Xavier
*
Fonte:
http://bauruonline.ning.com/profiles/blog/show?id=2234797:BlogPost:23464&xgs=1
*
Colaboração:
Daniela Marchi
*

Deus

*























D E U S

Eu Sou a Essência Absoluta, Sou Arquinatural,
Onisciente e Onipresente, Sou a Mente Universal,
Sou a Causa Originária, Sou o Pai Onipotente,
Sou Distinto e Sou o Todo, Eu Sou Ambivalente.

Estou Fora e Dentro, Estou em Cima e em Baixo,
Eu Sou o Todo e a Parte, Eu é que a tudo enfaixo,
Sendo a Divina Essência, Me Revelo também Criação,
E Respiro na Minha Obra, sendo o Todo e a Fração.

Estou em vossas profundezas, sempre a vos Manter,
Pois Sou a vossa Existência, a vossa Razão de Ser,
E Falo no vosso íntimo, e também no vosso exterior,
Estou no cérebro e no coração, porque Sou o Senhor.

Vinde pois a Meu Templo, retornai portanto a Mim,
Estou em vós e no Infinito, Sou Princípio e Sou Fim,
De Minha Mente sois filhos, vós sereis sempre deuses,
E, marchando para a Verdade, ruireis as vossas cruzes.

Não vos entregueis a mistérios, enigmas e rituais,
Eu quero Verdade e Virtude, nada de “ismos” que tais,
Que de Mim partem as Leis, e, quando nelas crescerdes,
Em Meus Fatos crescereis, para Minhas Glórias terdes.

Eu não Venho e não Vou, Eu sou o Eterno e o Presente,
Sempre Fui e Serei, em vós, a Essência Divina Patente,
A vossa presença é em Mim, e Quero-a plena e crescida,
Acima de simulacros, glorificando em Mim a Eterna Vida.

Abandonando os atrasados e mórbidos encaminhamentos,
Que lembram tempos idólatras e paganismos poeirentos,
Buscai a Mim no Templo Interior, em Virtude e Verdade,
E unidos a Mim tereis, em Mim, a Glória e a Liberdade.

Sempre Fui, Sou e Serei em vós a Fonte de Clemência,
Aguardando a vossa Santidade, na Integral Consciência,
Pois não quero formas e babugens, mas filhos conscientes,
Filhos colaboradores Meus, pela União de Nossas Mentes.
*
Fonte:
http://www.uniaodivinista.org/
*
Colaboração:
Diniz Aleixo de Moraes - São Paulo-SP
*

19 de ago de 2009

Carla Camargo Leal

*
Click na imagem para ampliá-la.
*

Akemi 2008

*

Akemi 2000

*

Pense!

*
Click na imagem para ampliá-la.
*




















Assistam ao vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=s83_h9J0bKQ
*
Colaboração:
Ricardo Leão - São Paulo-SP
*

O Centro da Bíblia

*






















O Centro da Bíblia


É interessante como isso funciona.
Mesmo que você não seja religioso,
você deve ler isso.

P: Qual é o menor capítulo da Bíblia?
R: Salmo 117

P: Qual é o maior capítulo da Bíblia?
R: Salmo 119

P: Qual é o capítulo que está no centro da Bíblia?
R: Salmo 118

Fatos:
Há 594 capítulos antes do Salmo 118
Há 594 capítulos depois do Salmo 118
Some esses números e teremos 1188.

P: Qual é o verso central da Bíblia?
R: Salmo 118:8

Esse verso fala algo significante acerca da perfeita vontade de Deus para as nossas vidas.

A próxima vez que alguém disser que
gostaria de descobrir a perfeita Vontade de Deus para a sua vida, e que quer estar no centro da Sua vontade, envie a essa pessoa o centro da Palavra de Deus!

Salmo 118:8 (NVI)
"É melhor buscar refúgio no SENHOR do que confiar nos homens”.
*
Colaboração:
Mario Leal Filho
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

O Médico Perfeito

*





















Recomendado pelo Médico Perfeito

Da próxima vez que você sentir que DEUS não pode usá-lo, lembre-se:

Noé era um bêbado
Abraão era velho demais
Isaque era medroso
Jacó era um mentiroso

Léia era feia
José era um escravo
Moisés era gago e incapaz de falar em público
Gideão teve dúvidas que Deus o teria escolhido

Sansão tinha cabelos compridos e era adúltero
Jeremias e Timóteo eram jovens demais
Davi cometeu um adultério e um assassinato
Elias era suicida

Isaías pregava nu
Jonas fugiu de Deus
Raabe era uma prostituta
Jó foi a falência e perdeu a saúde

João Batista era uma figura excêntrica e até comia insetos
Maria Madalena tinha sido possuída por 7 demônios
Noemi era uma viúva desamparada
Paulo era religioso demais, fanático

Pedro negou Cristo
Os Discípulos adormeceram enquanto oravam
Marta era agitadíssima e invertia as prioridades
A mulher samaritana era divorciada, mais do que uma vez

Zaqueu era pequeno demais
Timóteo tinha uma úlcera... E
Lázaro estava morto!

E não esqueça:
Jesus ajudou todos eles!!!!

Deus pode usar seu potencial por completo!!!

Além disso, você não é a mensagem, você é apenas o mensageiro.

No círculo de amor de Deus, Deus está esperando para usar o seu potencial.

10 coisas que precisamos entender….

1. Deus quer frutos espirituais, não tolices religiosas.
2. Não existe chave para a felicidade. A porta está sempre aberta.
3. Silêncio é geralmente mal interpretado mas nunca citado erroneamente.
4. Faça a matemática... Calcule suas bençãos.
5. Fé é a habilidade de não entrar em pânico.
6. Se você se preocupa, você não orou. Se você ora, não se preocupe.
7. Como uma criança de Deus, a oração é como ligar para casa todos os dias.
8. As coisas mais importantes na sua casa são as pessoas.
9. Quando estamos enrolados com nossos problemas, fique calmo.
Deus quer que sejamos calmos para que Ele desamarre os nós.
10.A mágoa é uma coisa muito pesada para carregar. Perdoe.

Trate melhor do que o necessário todo aquele que você souber que
está enfrentando algum tipo de batalha.

Viva simplesmente, Ame generosamente, Cuide profundamente e Fale gentilmente....... Deixe o resto com Deus. 
*
Colaboração:
Erda Nemitz - São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

18 de ago de 2009

Amigos de Longa Data!

*
Click na imagem para ampliar.
*


















Queridos Amigos,
Sejamos Abençoados!
*
Amigos!
Comemorar a Vida com os Amigos de Longa Data... é uma Bênção!
Obrigado Senhor!
*
Fraternalmente,
Eudison - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

Diego, cinco anos!

*
Click para ampliar a imagem.
*

15 de ago de 2009

30000 visitas! Grato!

*

Beco sem saída

*





















Beco sem saída

-----------------------------------------------
Na política, chegamos a níveis de imoralidade assumida incompatível com princípios éticos
------------------------------------------------

DRAUZIO VARELLA

NOS QUASE dez anos desta coluna, leitor, nunca escrevi sobre política. Adotei essa conduta por reconhecer que há profissionais mais preparados para fazê-lo e por considerar que médicos envolvidos em educação na área de saúde pública devem ficar distantes das paixões partidárias.

No entanto, os últimos acontecimentos de Brasília foram tão desconcertantes e chocaram a nação de tal forma, que ignorá-los seria omissão. No trato da administração pública, chegamos a níveis de desfaçatez e de imoralidade assumida incompatíveis com os princípios éticos mais elementares.

Para os que ganham a vida com o suor do próprio rosto, é revoltante tomar consciência de que parte dos impostos recolhidos ao comprar um quilo de feijão é esbanjada, malversada ou simplesmente desapropriada pela corja de aproveitadores instalada há décadas na cúpula da hierarquia do poder.

Mais chocante, ainda, é a certeza de que os crimes cometidos por eles e seus asseclas ficarão impunes, por mais graves que sejam. Do brasileiro iletrado ao mais culto, todos nós temos consciência de que o rigor de nossas leis pune apenas os mais fracos. É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico parar na cadeia, diz o povo, com toda razão.

Uma noite, na antiga Casa de Detenção de São Paulo, ao fazer a distribuição de um gibi educativo sobre Aids, perguntei, à porta de um xadrez trancado, quantos estavam ali. Um rapaz de gorrinho de lã, curvado junto à pequena abertura da porta, respondeu que eram 17. Diante de minha surpresa por caberem tantos em espaço tão exíguo, começou a reclamar das condições em que viviam. Às tantas, apontou para a TV casualmente ligada no horário político, no fundo da cela, no qual discursava um candidato:

-Olha aí, senhor, dizem que esse homem levou 450 milhões de dólares. Se somar o que todos nós roubamos a vida inteira, os 7.000 presos da cadeia, não chega a 10% disso.

Essa realidade, que privilegia a impostura e perdoa antecipadamente os deslizes cometidos pelos que deveriam dar exemplo de patriotismo e de respeito às instituições, serve de pretexto para comportamentos predatórios (se eles se locupletam, por que não eu?), gera descrédito na democracia e, muito mais grave, a impressão distorcida de que todo político é mentiroso e ladrão.

Considerar que a classe inteira é formada por pessoas desonestas tem duas consequências trágicas: votar nos que "roubam, mas fazem" e afastar da política cidadãos que poderiam contribuir para o bem-estar da sociedade.

De que adianta documentar os crimes se os criminosos ficarão impunes e retornarão nas próximas eleições ungidos pela soberania do voto popular?

Como renovar a classe política num país em que quase dois terços da população não têm acesso à informação escrita, em que empresários financiam campanhas de indivíduos inescrupulosos, comprometidos apenas com os interesses de quem lhes deu dinheiro, e no qual as mulheres e os homens de bem se negam a disputar cargos eletivos, porque não querem ser confundidos com gente que não presta?

É evidente que os políticos brasileiros não são os únicos responsáveis pelo estado a que as coisas chegaram. Antes de tudo, porque muitos são honestos e bem-intencionados; depois, porque o clientelismo que os cerca é uma praga que nos aflige desde os tempos coloniais. Os que se aproximam dos políticos para pedir empregos públicos, nomeações para cargos estratégicos, favores em negócios com o governo ou para oferecer-lhes suborno, por acaso são mais dignos?

Esse é o beco sem saída em que nos encontramos: os partidos aceitam a candidatura de indivíduos desclassificados, os empresários financiam-lhes a campanha (muitas vezes com os assim chamados recursos não declaráveis), o eleitor vota neles porque "não faz diferença, já que todos são ladrões" ou porque podem conceder-lhe alguma vantagem pessoal, a Justiça não consegue nem sequer afastar do serviço público os que são flagrados com as mãos no cofre e, para completar a equação, as pessoas de bem querem distância da política.

A esperança está na prática da democracia. Se a Justiça não pune os que se apropriam dos bens públicos, a liberdade de imprensa é a arma que nos resta, a única que ainda os assusta.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1508200926.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

14 de ago de 2009

Depressão

*
Click na imagem para ampliá-la.
*



























Clínico diagnostica apenas 47% dos casos de depressão

Revisão de 41 pesquisas publicada no "Lancet" mostra ainda que há falso diagnóstico em cerca de 20% dos casos

Estima-se que, no Brasil, cerca de 12% dos homens e 20% das mulheres terão algum nível de depressão em alguma fase da vida

JULLIANE SILVEIRA
DA REPORTAGEM LOCAL

Uma meta-análise de 41 estudos de dez países (envolvendo mais de 50 mil pacientes) mostra que somente 47% dos casos de depressão são diagnosticados no atendimento primário (durante uma consulta com um clínico-geral, por exemplo) e que há falso diagnóstico da doença em 20% dos casos.

O estudo, publicado na edição on-line do "Lancet", avaliou trabalhos desenvolvidos em países europeus, além de nos EUA, no Canadá e na Austrália. "Essa questão [do diagnóstico] tem gerado um debate duplo. Existem afirmações de que a depressão é subdiagnosticada, e há a posição contrária -segundo a qual a depressão é exageradamente diagnosticada pelo fato de os pacientes tenderem a se identificar como deprimidos e os clínicos do atendimento primário aceitarem isso", afirma o psiquiatra Marco Antônio Brasil, integrante do conselho consultivo da Associação Brasileira de Psiquiatria.

O número de afetados pela depressão no Brasil segue dados mundiais: 12% dos homens e 20% das mulheres terão a doença em alguma fase da vida. Em geral, nos serviços de atenção primária a incidência de depressão varia de 10% a 15% dos pacientes avaliados. "É uma taxa muito elevada, um problema de saúde pública. Em ambulatórios de cardiologia, os índices sobem para 20%", diz o psiquiatra Renério Fráguas Júnior, supervisor do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.
O falso diagnóstico pode ocorrer quando o paciente apresenta sintomas facilmente confundíveis com depressão -caso de uma tristeza profunda por uma perda importante ou estresse. Isso pode levar a tratamentos desnecessários.

"Quando há treinamento, pode ocorrer excesso de diagnóstico. Mas mesmo pacientes [sem a doença] com alguns sintomas depressivos podem ter a qualidade de vida comprometida, com mais dificuldade para tomar decisões ou para se concentrar, por exemplo. Isso não quer dizer que tenham de tomar remédio, mas que eles precisam ser cuidados de alguma forma", pondera o psiquiatra.

Subdiagnóstico
No entanto, de acordo com os especialistas, o subdiagnóstico é muito recorrente e mais preocupante. Para Geraldo Possendoro, psiquiatra e professor de medicina comportamental da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), a sobrecarga do serviço público também contribui para dificultar o diagnóstico precoce. "A consulta costuma ser muito rápida, o que faz com que o clínico foque somente na área dele", diz.

Segundo Brasil, é necessária a formação dos médicos generalistas para que o diagnóstico de depressão seja feito mais precocemente. "O deprimido não procura um psiquiatra, até por preconceito. Ele vai ao clínico, ao neurologista..."
O suporte de um psiquiatra no atendimento primário pode ser necessário para que os clínicos aprendam a identificar sintomas de depressão. No entanto, a formação somente teórica não é suficiente para capacitar os médicos generalistas. "Além disso, é preciso dar supervisão, discutir os casos reais desses pacientes. É preciso um psiquiatra para discutir casos de dúvida", acrescenta Brasil.

Sintomas
A maior dificuldade do clínico-geral é associar sinais que podem ser creditados a outras doenças -como dores, cansaço, falta de ar e de energia- a uma possível depressão.

Um estudo realizado com 316 pacientes e 19 clínicos-gerais do Hospital das Clínicas de São Paulo e publicado em julho na revista "Clinics" (periódico da instituição) mostrou que lentidão, cansaço e falta de concentração são os sintomas de depressão mais difíceis de serem identificados pelo clínico durante o atendimento.
"No HC, procuramos dar uma formação, mas, diante da elevada prevalência de depressão em atenção primária, acho que o aluno de medicina deveria ter carga horária suficiente na faculdade para ser treinado em diagnosticar transtorno psiquiátricos", sugere Fráguas.

Outro sintoma importante e pouco associado à doença, diz o psiquiatra, é a falta de interesse pela vida. "É um sintoma essencial. Dados gerais mostram que 40% das pessoas que têm depressão e perderam interesse passaram por um clínico no último mês. Ou seja, quem tem depressão procura o médico, que deve perguntar como anda o prazer pela vida. O paciente nem sempre está triste quando está deprimido", explica.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/sd1408200901.htm
*

Óbito

*





















AMIGOS:

É com muita tristeza que participamos o falecimento do tão querido amigo que se chamava CARÁTER.

… e que viveu por muitos emuitos anos entre nós.

Ninguém sabia, com precisão, a sua idade. Porque o registo do seu nascimento foi desclassificado há muito tempo, tamanha a sua antiguidade.

Mas, nós nos lembramo muito bem dele,
principalmente pelas suas lições de vida, tais como:

«O direito de um, termina onde começa o do outro»

«A honestidade não é uma virtude a ser aplaudida; porém, praticada»

Ou ainda,

«Decência é como gravidez: Existe ou não existe»

E também:
«Respeite, mesmo se for desrepeitado»

O CARÁTER só vivia com regras simples e práticas como:

«Não existe qualquer tipo de convivência sem RESPEITO»

E de claros princípios básicos como:

«O exemplo vem de cima!»

Acontece que o CARÁTER começou a ficar abalado, quando altas personalidades da vida pública deixaram de participar do noticiário político, passando para o policial.
*
Documento integral disponível em PDF (e PPT): 20090814WPD_Falecimento.pdf
Solicite seu exemplar.
*

13 de ago de 2009

Desconfiança

*





















Desconfiança

A desconfiança é um estado de medo, de insegurança e, portanto, de defesa. É o medo de ser magoado, desprezado e ser destruído pelas outras pessoas.

Quando se fala que a confiança é fundamental em um relacionamento, é verdade. Sem ela a relação se deteriora e resvala para o sofrimento. E isso por um motivo simples.

Quando estamos no mundo da desconfiança, nós nos armamos com uma série de comportamentos para nos defendermos das ameaças que os outros representam para nós. Tornamo-nos possessivos, controladores e agressivos e tratamos a pessoas de quem desconfiamos como inimigo, ainda que essa pessoa seja a esposa, o marido, o filho, os pais ou amigos.

O ciúme é a manifestação mais comum da desconfiança. Essa é a razão pela qual o ciúme destrói os relacionamentos ditos amorosos. O ciumento se defende do medo, atacando com gestos ou com palavras, a pessoa que ele diz amar. No grau máximo, o ciumento pode até matar fisicamente a pessoa que representa a possibilidade de sua dor psicológica: o abandono.

Antigamente, falava-se absurdamente, que alguém matou uma pessoa “por amor”. Essa expressão só se tornou possível pela confusão que, até hoje fazemos, entre ciúme e amor. Na verdade, são opostos. A desconfiança é o contrário do amor. É medo. E quando estamos com medo, nosso coração se fecha para a intimidade, a ternura, a aproximação do outro.

Mas porque somos tão desconfiados?
Primeiramente porque a sociedade nos treinou para a desconfiança. Fomos criados, em geral, através do medo, da ameaça, dos castigos.

As crianças confiam nas outras crianças mas temem os adultos que, em nome da educação, provocam nelas muito sofrimento desnecessário. A literatura sobre educação de filhos insiste na necessidade de se criar para as crianças pequenas um clima de afeto, confiança e segurança.

A confiança nas outras pessoas só é possível se você confiar em si próprio, se você confia em você mesmo poderá confiar nos outros.

Uma criança constantemente criticada, menosprezada e desqualificada aprende a não confiar em si própria e mais tarde sofrerá do mesmo problema que o leitor acima. Dois caminhos são necessários para que possamos sair da desconfiança crônica.

A auto-aceitação e o auto-amor. Quando a gente se aceita, incondicionalmente, incluindo todas as nossas fraquezas humanas, a gente aceita as outras pessoas e a vida. Quando nós nos rejeitamos através da culpa e da contínua autocensura, rejeitamos a vida e as outras pessoas.

O auto-amor ou a auto-estima são decorrência da auto-aceitação.

Um outro obstáculo à confiança é o próprio conceito que temos desse sentimento. A maioria de nós imagina que confiar em alguém é ter certeza de que essa pessoa não vai nos prejudicar. Dentro desse conceito, é impossível confiar em alguém. Jamais podemos ter certeza do comportamento futuro de uma pessoa que, por definição é livre, é imprevisível. Essa confiança controladora do amanhã do outro é a confiança dos desconfiados. Se a desconfiança é medo, é tensão, é defensividade a confiança é um estado de relaxamento, é soltura, é serenidade no momento presente, apesar de todas as possibilidades catastróficas do amanhã. É não se preocupar com o que pode acontecer e viver intensamente o que está acontecendo no momento presente.

A confiança não depende da outra pessoa e sim da abertura do nosso coração à vida, aos acontecimentos sejam eles quais forem.

A pessoa desconfiada está dividida entre o momento presente e a vivência do amanhã. Desconfiança, ansiedade, preocupação são sinônimos. A cada dia o seu cuidado, dizia o sábio rei Salomão. A desconfiança é o medo do que pode nos acontecer amanhã e a tentativa de controlar o futuro das outras pessoas. A confiança é entregar a vida a ela própria, é entregar a Deus a gestão do mundo e, com humildade, aprendermos a viver o momento presente, o nosso e das pessoas que nos rodeiam. Deixemos para sofrer quando o ruim acontecer. A desconfiança é sofrer por antecipação.

Antônio Roberto
Grupo de Estudos do Comportamento - "Lar do Caminho"
Campos do Jordão-SP
*
Colaboração:
Sérgio Goldstein
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

12 de ago de 2009

Janelas da Alma

*






















Janelas da Alma

***
Consta que foi Leonardo da Vinci quem batizou os olhos de “janelas da alma”.

Segundo o famoso artista:

“O que há de admirável no olho é que através dele – de um espaço tão reduzido – seja possível a absorção das imagens do universo.

De sorte que esse órgão – um entre tantos – é a janela da alma, o espelho do mundo.”

Pelo olhar, conseguimos saber se uma pessoa é feliz ou não, se está preocupada com algo, se esta cansada…

Há olhares lindos, superficiais, mortiços, profundos, inesquecíveis, tímidos….

E de uma forma algo empírica assumimos que a expressão do olhar é algo denunciadora do nosso eu…
***

**
"Existe um caminho que vai dos olhos ao coração sem passar pelo intelecto."
**
(Gilbert Chesterton)
*
Fonte:
http://brilhodavida.blogspot.com/2009/08/quando-voce-muda-forma-como-olha-para.html
*