31 de mai de 2009

Apometria

*





















Apometria

Confrade visitante, ficarei feliz se você conhecer e opinar.
Site: http://www.holuseditora.com.br/index.html
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

Livros Espíritas, download

*




















Livros Espíritas, download

Alguns livros e disponíveis à todos pelo site da Holus.
Os livros são de Domínio Público, muitos estão fora de catálogo.
Já estão no ar.

Holus: http://www.holuseditora.com.br/downloads.html

Relação dos arquivos para download:

ARQUIVOS • Estatuto e Regimento Interno do Grupo Espírita Ramatis - Lages, SC

LIVROS - Obras de Domínio Público para Estudo e Pesquisa

• Alan Kardec - O Livro dos Espíritos
• Alan kardec - O Livro dos Médiuns
• Alan kardec - O Evangelho Segundo o Espiritismo
• Alan kardec - A Gênese
• Alan kardec - O Céu e o Inferno
• Alan kardec - O que é Espiritismo?
• Alan kardec - Obras Póstumas

• André Luiz - Nosso Lar
• André Luiz - Os Menageiros
• André Luiz - Missionário da Luz
• André Luiz - Obreiros da Vida Eterna
• André Luiz - No Mundo Maior
• André Luiz - Libertação
• André Luiz - Entre a Terra e o Céu
• André Luiz - Nos Domínios da Mediunidade
• André Luiz - Ação e Reação
• André Luiz - Evolução em Dois Mundos
• André Luiz - Mecanismos da Mediunidade
• André Luiz - Sexo e Destino
• André Luiz - E a Vida Continua

• Alexandre Aksakof - Animismo e Espiritismo
• Alexandre Aksakof - Um Caso de Desmaterialização

• Antônio J. Freire - Da Alma Humana - "em breve"

• Dante Alighieri - A Divina Comédia

• Ernesto Bozzano - Animismo ou Espiritismo?
• Ernesto Bozzano - Pensamento e Vontade
• Ernesto Bozzano - Enigmas da Psicometria
• Ernesto Bozzano - Cinco Excepcionais Casos de Identificação de Espíritos
• Ernesto Bozzano - Metapsíquica Humana
• Ernesto Bozzano - A Crise da Morte
• Ernesto Bozzano - Fenômenos Psíquicos no Momento da Morte
• Ernesto Bozzano - O Espiritismo e as Manifestações Psíquicas
• Ernesto Bozzano - Comunicações Mediúnicas entre Vivos
• Ernesto Bozzano - Fenômenos de Bilocação (Desdobramento)
• Ernesto Bozzano - O Espiritismo e as Manifestações Supranormais

• Gabriel Dellane - A Reencarnação
• Gabriel Dellane - A Alma é Imortal
• Gabriel Dellane - A Evolução Anímica
• Gabriel Dellane - O Espiritismo Perante à Ciência
• Gabriel Dellane - O Fenômeno Espírita

• Léon Denis - Cristianismo e Espiritismo
• Léon Denis - Depois da Morte
• Léon Denis - Espíritos e Médiuns
• Léon Denis - Catecismo Espírita
• Léon Denis - No Invisível
• Léon Denis - O Além e a Sobrevivência do Ser
• Léon Denis - O Grande Enigma
• Léon Denis - O Porquê da Vida
• Léon Denis - Síntese Doutrinária - Prática do Espiritismo
• Léon Denis - O Probelma do Ser, do Destino e da Dor
• Léon Denis - O Mundo Invisível e a Guerra
• Léon Denis - O Espiritismo e as Forças Radiantes
• Léon Denis - O Espiritismo e o Clero Católico
• Léon Denis - O Progresso
• Léon Denis - O Gênio Céltico e o Mundo Invisível

VÍDEOS • Discovery Science - Reencarnação
*
Colaboração:
Alba Regina - São Paulo-SP
Maria Christina Camargo Leal - Pindamonhangaba-SP
*

Maria Alice Campos Freire

*





















"CONSELHO DAS TREZE AVÓS NATIVAS"

Cura e Paz para o Planeta
Palestra e Vivência - Dia 03 de junho, às 19h30, na UMAPAZ

No outono de 2004, treze mulheres nativas de todo o mundo se encontraram no estado de Nova Iorque e concordaram em formar uma aliança. Declararam: "NÓS, O CONSELHO INTERNACIONAL DAS TREZE AVÓS NATIVAS, representamos uma aliança de prece, educação e cura para nossa Mãe Terra, todos seus habitantes, todas as crianças, por sete gerações. Conscientes da destruição sem precedentes de nossa Mãe Terra e dos povos nativos; acreditamos que os ensinamentos dos nossos ancestrais iluminarão nosso caminho pelo futuro incerto. Procuraremos aumentar nossa visão através de projetos protetores de nossas várias culturas: terras, medicinas, línguas e cerimoniais de prece, através de projetos para educar e nutrir nossas crianças".

América do Norte, Itália, Espanha, México, África, Índia foram alguns dos locais por onde já passaram. Em 2006 foram especialmente recebidas pelo Dalai Lama em Daramsala, e entregaram mensagem ao Papa em 2008. Está prevista a vinda do Conselho ao Brasil em 2010.

No dia 03 de junho, às 19h30, na Semana do Meio Ambiente, a brasileira Maria Alice Campos Freire, membro do Conselho Internacional das Treze Avós Nativas, estará na UMAPAZ para focalizar esse projeto planetário e também expor sua experiência de vida como ativista socioambiental, educadora e pesquisadora da medicina da floresta.

Maria Alice nasceu em 1953 no Rio de Janeiro. Trabalhou na Guiné-Bissau, de 1977 a 79, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), utilizando seus conhecimentos de educadora a serviço da saúde. No Rio de Janeiro, realizou projetos de educação-saúde nas favelas Morro São João e Morro do Encontro, criando farmácias vivas (jardins medicinais), cartilhas sobre a saúde do povo, etc.

Desde 1989 vive em uma pequena comunidade no interior da Floresta Amazônica, onde sua pesquisa vem se aprofundando tanto na área do conhecimento das plantas, quanto no desenvolvimento das terapias e processos de manipulação dos remédios. Atualmente, dedica-se à pesquisa da dinamização homeopática de plantas amazônicas e sua experimentação, no quadro de ações do Centro de Medicina da Floresta.
*
SERVIÇO: PALESTRA E VIVÊNCIA
CONSELHO DAS TREZE AVÓS NATIVAS - Cura e Paz para o Planeta
Data: 03 de junho, às 19h30 - PEDE-SE CHEGAR COM 15 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA
Local: UMAPAZ -
Av. IV Centenário, 1268 - Portão 7-A - Parque do Ibirapuera - SP/SP
PARTICIPAÇÃO GRATUITA - NÃO É NECESSÁRI0 INSCREVER-SE
*
Colaboração:
Maria Christina Camargo Leal - Pindamonhangaba-SP
*

30 de mai de 2009

Espírito José Grosso

*











E-mail de Álvaro Basile Portughesi

De: Álvaro
Para: Leal

Querido Amigo Leal, toda notícia sobre o nosso irmão José Grosso vem acompanhada por
suave perfume chamado Fraternidade, e pelas luzes sublimes que possuem a Chancela do Cristo!
Obrigado por esses Presentes!
Abraços,
Alvaro
*
José Grosso:
http://www.jornaldiadia.com.br/jdd/index.php?option=com_content&view=article&id=11604:-mediuns-celso-de-almeida-afonso-e-paulo-neto-em-tres-lagoas&catid=57:religiao&Itemid=80
*

Internet Kingdom

*






























Obama terá "ciberczar" para "guerras virtuais"

Novo cibercomando conduzirá operações defensivas e ofensivas contra "computadores inimigos'; nome ainda não foi escolhido.

Casa Branca vê ameaça cibernética como desafio de segurança nacional e estima que ação de hackers tenha custado US$ 8 bi em 2 anos

ANDREA MURTA
DE NOVA YORK

Após dizer que as redes digitais dos EUA são "bens nacionais estratégicos", o presidente Barack Obama anunciou ontem a criação de um departamento específico na Casa Branca para ação em "guerras virtuais". O órgão será coordenado por um "ciberczar", cujo nome ainda não foi selecionado.

O novo cibercomando conduzirá não apenas operações de segurança mas também ofensivas contra "computadores inimigos". Membros do governo não quiseram detalhar as potenciais operações ofensivas, mas afirmaram ver o ciberespaço como algo comparável a campos de batalha tradicionais.

Obama disse que tecnologias virtuais já são usadas em conflitos reais. "No ano passado, vislumbramos a próxima face da guerra. Enquanto tanques russos entravam na Geórgia, ciberataques prejudicaram sites do governo georgiano; os terroristas que semearam tanta morte e destruição em Mumbai se apoiaram não apenas em armas e granadas, mas também em sistemas GPS e telefones que usavam voz pela internet."
*
Jornal Folha de São Paulo - 30/05/09A14
*
Texto completo:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft3005200901.htm
*
=========================
Aos Visitantes Confrades:
Contemporâneos Encarnados;
Contemporâneos Desencarnados,
*
Pensemos!
1)
Jesus nos ensinou e ensina:
“Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.
2)
Na prece da irmã de Cáritas diz sobre as “forças do mal que tentam dominar o mundo”.
3)
Todas as experiências nucleares já vividas e a serem vividas pela Humanidade colocaram e colocam em evidência o “VEO”, ou seja:
a Vaidade, o Egoísmo e o Orgulho.
4)
Espíritas:
Proporcionalmente, nós os Espíritas, somos uma pequeníssima parcela da Humanidade. Pequena parcela, mas importante no seu significado Moral.
5)
Apelo:
Você Espírita! Está convidado a criar seu blog ou site ou ambos para dar divulgação da Doutrina Redentora.
Esta Doutrina que promove, amorosamente, a Reforma Íntima.
É necessário e importante ocuparmos o espaço da Mídia Internet com os Magnos Ensinamentos de Jesus o Cristo.
Façamos a nossa parte!
*
Fraternalmente,
Eudison de Paula
Leal
Pindamonhangaba-SP
ep-leal@uol.com.br
http://sinapseslinks.blogspot.com/
http://bauruonline.ning.com/profile/EudisondePaulaLeal
*

SinapsesLinks

*

29 de mai de 2009

Injustiças!

*

Vida após a morte

*





















Vida após a morte será tema de tese na PUC de São Paulo

Manoel Fernandes Neto

O assunto não tem nada a ver com religião, apesar de falar de vida após a morte.

Sonia Rinaldi há mais de 20 anos pesquisa o assunto e prepara-se para um desafio hercúleo: levar para um ambiente totalmente cético algo que comumente é tratado com crença. Ela vai defender, a partir deste ano, uma tese de mestrado na PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, intitulada “Transcomunicação: Interconectividade entre Múltiplas Realidades e a Convergência de Ciências para a Comprovação Científica da Comunicabilidade Interplanos”, com a qual pretende comprovar que após a morte do corpo físico a consciência sobrevive.

Essa consciência, segundo Sonia, classificada de vários nomes, mantém sua individualidade, história, aquisições morais e intelectuais, além de ter capacidade de comunicação com o mundo da matéria. Atualmente, como uma das coordenadoras do Instituto de Pesquisas Avançadas em Transcomunicação Instrumental, Sonia passa seus dias conectando aparelhos de gravação de áudio e vídeo, buscando contato com o que convencionamos chamar de “o outro lado da vida”.

Para a pesquisadora, o fato deste tipo de abordagem adentrar o mundo acadêmico é uma conquista que só será percebida no futuro, mas que trará benefícios para toda a Humanidade: “É chegada a hora de sair da infância e encarar a realidade da nossa evolução contínua.”, diz Sonia.

Acompanhe a entrevista exclusiva concedida por Sonia Rinaldi ao editor da NovaE.

Após 20 anos de pesquisa, como a ciência clássica, baseada em conceitos da matéria, vem encarando o seu trabalho?

A Ciência, de forma ampla, está longe de se interessar. Uns tantos cientistas mundo a fora vêm trabalhando no sentido de documentar a realidade da sobrevivência após a morte. Porém, quer nos parecer que nenhum fenômeno é mais concreto - e, portanto, suscetível de toda sorte de análises e investigação, como requer a Ciência - do que a Transcomunicação Instrumental – ou seja, a comunicação com o Outro Lado da Vida através de gravações em computador e vídeo. Este ano de 2009 traz uma nova rota para nossa pesquisa, pois inicio Mestrado na PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, justamente para levar a Transcomunicação ao meio acadêmico, coisa que jamais ocorreu na História. Veremos, daqui a uns anos, o que teremos conseguido.

Como foi o processo de aprovação de sua tese de mestrado, sobre este assunto tão avesso ao mundo acadêmico?

Chegaram a me chamar na PUC para eu mudar minha tese, mas não aceitei. Tenho premência em conduzir a pesquisa conforme a proposta, pois minha tese não será simples – propus uma mega-tese multidisciplinar, pois já considerei o fato de que eu, sozinha, seria inapta para comprovar qualquer coisa. Propus a participação de engenheiros, físicos e matemáticos – todos com doutorado, para que sejam eles que avaliem, dentro dos parâmetros requeridos pela Ciência, que o fenômeno é real. A minha parte é levantar a ocorrência do fenômeno – a deles será endossar a autenticidade e – dentro das possibilidades –, tentar explicá-lo.

Quem serão os maiores beneficiados com a comprovação científica da sobrevivência após a morte?

A meu ver, a própria Humanidade, que deixará de se enganar. É como se fosse chegada a hora de sair da infância e encarar a realidade da nossa evolução contínua.

Você pode explicar aos nossos leitores, em sua maioria, leiga neste assunto, o que seria a hipótese "sobrevivencialista" em contraposição à hipótese "psi"?

Quem é a favor da sobrevivência após a morte vê a coisa como sendo o ser humano composto de um corpo e uma alma, ou espírito. Na morte do corpo físico, esse espírito ou consciência, prosseguiria na jornada. Esse é o ponto de vista dos espiritualistas. Já uns tantos parapsicólogos acham que os fenômenos paranormais não são resultado de uma intervenção espiritual, mas sim, produto da própria mente de quem produz o fenômeno. No caso da Transcomunicação, exaustivamente essa segunda hipótese fica descartada, por uma série de fatores que não arrolaremos para não nos estendermos. Mas sumarizamos dizendo que as Vozes que gravamos falam de coisas que ninguém sabia, dão nomes de pessoas, cidades de origem, etc., que o transcomunicador nunca ouviu falar. Filhos falecidos mencionam peculiaridades que só a família sabe, etc. Não há a menor possibilidade de ser produto da mente de alguém. Necessariamente, os contatos mostram que estamos em contato com seres que já partiram.

Como são realizadas suas experiências de gravação? Qual é sua rotina de pesquisadora?

Agora, com o Mestrado, tudo girará em função disso, e as gravações serão feitas para que os cientistas que participarão da tese possam ter mais e mais elementos de estudo. Fora disso, vou continuar dando uma aula por mês de como gravar para as pessoas interessadas.

Nos workshops realizados por você, como as pessoas têm reagido ao contato com entes que se foram? Na mesma linha desta questão, a saudade e a necessidade de um contato não podem prejudicar uma análise racional?

Em todos os cursos (workshops) que damos, todos obtêm resultados de seus falecidos e aprendem a gravar. Não há como comprometer a interpretação, porque, ou a resposta está lá ou não está. Nossas gravações há anos são bem claras... não deixam margem de dúvida ou permita dúbia interpretação. Se a gravação/resposta não for clara, será descartada.

Quando se fala em vida após a morte, as pessoas fazem logo uma conexão com religião, que, no sentido clássico, vai na contramão da pesquisa científica. Como você lida com isto?

Religião que se esconde atrás de dogmas e não respeita a lógica deve estar com os dias contados. A globalização e o avanço tecnológico despertaram a racionalidade, e a visão setorizada tende a mudar. Ou algo é "verdade" ou não merece crédito. E tudo que é "verdade" tem que ser passível de análise e investigação. Há de chegar o tempo em que o ser humano dispensará supostas leis divinas, sejam lá quais forem, que não passem pelo crivo da lógica racional.

Considerando a hipótese sobrevivencialista, quais as diferenças deste contato em relação à psicografia, já que as gravações captam pequenas frases, às vezes com uma estrutura gramatical inversa, bem diferente dos livros mediúnicos, que são verdadeiros tratados, romances, com estruturas complexas...

A diferença fica por conta de que tudo que não pode ser matematicamente investigado, fica excluído do interesse da Ciência. Até hoje, centenas de médiuns têm dado importante contribuição no sentido filosófico e social; porém, fica fora da possibilidade da comprovação da realidade disso. Já no caso da Transcomunicação, qualquer "alô!" vem com um peso incontestável diante dos olhos de um cientista. Por isso, penso que a Transcomunicação Instrumental é o veiculo mais poderoso para comprovar que se vive depois da morte, além, claro, de levar consolo a milhares de pessoas que sofrem com a perda de alguém querido.

Matéria publicada na Revista Novae, em 18 de abril de 2009.
*
Colaboração:
Antônio Amêndola - São Paulo-SP
*

Dr.Içami Tiba

*




























Dr.Içami Tiba

Palestra ministrada pelo médico psiquiatra Dr. Içami Tiba, em Curitiba, 23/07/08.

O palestrante é membro eleito do Board of Directors of the International Association of Group Psychotherapy. Conselheiro do Instituto Nacional de Capacitação e Educação para o Trabalho "Via de Acesso". Professor de cursos e workshops no Brasil e no Exterior.

Em pesquisa realizada em março de 2004, pelo IBOPE, entre os psicólogos do Conselho Federal de Psicologia, os entrevistados colocaram o Dr. Içami Tiba como terceiro autor de referência e admiração - o primeiro nacional.
· 1º- lugar: Sigmund Freud;
· 2º- lugar: Gustav Jung;
· 3º- lugar: Içami Tiba.

1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar com internet, som, tv, etc...

3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados.

4. É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona.

6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai determinar que não haverá um passeio, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente.

7. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto quem tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.

8. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender.

9. É preciso transmitir aos filhos a idéia de que temos de produzir o máximo que podemos. Isto porque na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio: não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0.

10. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente.

11. A gravidez é um sucesso biológico e um fracasso sob o ponto de vista sexual.

12. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para fazer uso da droga . A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve 'abandoná-lo'.

13. A mãe é incompetente para 'abandonar' o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita.

14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.

15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.

16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade.

17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca.

18. Muitas são desequilibradas ou mesmo loucas. Devem ser tratadas. (palavras dele).

19. Se a mãe engolir sapos do filho, ele pensará que a sociedade terá que engolir também.

20. Videogames são um perigo: os pais têm que explicar como é a realidade, mostrar que na vida real não existem 'vidas', e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida.

21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão.

22. Pais e mães não pode se valer do filho por uma inabilidade que eles tenham. 'Filho, digite isso aqui pra mim porque não sei lidar com o computador'. Pais têm que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível pagarem para falar com o filho que mora longe.

23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo.

24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família.

25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que mostrar qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final.

26. Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Mesmo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.
Frase: "A mãe(ou o pai!) que leva o filho para a igreja, não vai buscá-lo na cadeia..."
*
Colaboração:
Maurício do Carmo Souza - Pindamonhangaba-SP
*

28 de mai de 2009

Sexualidade

*


















Um lugar para beijar

---------------------------------------------------
[...] A SEXUALIDADE ESTÁ ENTRE AQUELAS QUE MAIS NOS INCOMODAM E CONSTRANGEM DE TODAS AS DIMENSÕES HUMANAS
--------------------------------------------------
Assisti na semana passada, no cine Olido (com próxima exibição no cine Bombril), ao documentário "Um Lugar para Beijar", dirigido pela jornalista Neide Duarte e produzido pelo departamento de DST/ Aids da Secretaria de Saúde do município de São Paulo. O filme tem finalidade institucional nas ações de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e mostra a vida e as condições de homossexuais (e de travestis e transexuais) na periferia de São Paulo.

No fim da exibição, vi pessoas chocadas. Uma delas disse que sentia-se contaminada por aquilo que sempre tentou manter à distância. O que pensou que não existisse poderia estar ao lado, disfarçado. Ela contou estar com a sensação de perda de confiança em seu mundo. Acredito, porém, que ela tenha perdido a inocência ou a ilusão da normalidade.

A gente se acostuma com os cantos por onde anda e com as pessoas com quem convive, com nossas condições de vida e valores. A gente se acostuma com os próprios costumes e vai cultivando, assim, uma espécie de cegueira. Não vê que a vida é múltipla, irregular, e que os homens são criaturas que protagonizam novidades infinitas.

O que para a sociedade padronizada é aberração, desvio e imoralidade é apenas a experiência cotidiana de muitos. No entanto, quando condenada e entregue ao ocultamento, fica deformada e ameaçadora. No documentário, é a homossexualidade de moradores da periferia que está em foco. Mas ela não é desdenhada nem recriminada. Ela é o que é.

Também não é vista sob o olhar comum e preconceituoso que a faz ser lugar de muitos dos problemas sexuais da atualidade. A heterossexualidade, aceita pela sociedade, é também lugar de incontáveis desvios. É só nos lembrarmos de casos como o do austríaco que manteve a filha encarcerada por 20 anos e teve com ela vários filhos. Ou dos inúmeros casos de abusos sexuais de meninas por pais e padrastos ou de violências contra a mulher. Casos que, mais do que desvios, são crimes.

Mas não sou especialista em sexualidade nem pretendo teorizar sobre ela. O que me instiga são as perguntas que o documentário trouxe e nossas reações diante do sexo. A sexualidade, em qualquer uma de suas formas (bi, hetero, homo, trans), está entre aquelas que mais nos incomodam e constrangem de todas as dimensões humanas. Ou entre as que mais nos atraem. Por quê?

Numa cultura que nos faz acreditar que atos e palavras podem ser escolhidos pela razão, as questões sexuais nos desmentem e desorientam. Diante da aparente autonomia do sexo, ficamos perplexos, do mesmo modo que são Paulo se espantava diante da impotência de sua vontade: "Por que faço o mal que não quero e não faço o bem que quero?".

Somos um problema para nós mesmos quando afetados por uma dimensão da vida humana assim contundente e provocativa. Ficamos desarrumados em nossa moralidade, desafiados e desautorizados em nossos princípios e preceitos.
*
DULCE CRITELLI, terapeuta existencial e professora de filosofia da PUC-SP, é autora de "Educação e Dominação Cultural" e "Analítica de Sentido" e coordenadora do Existentia - Centro de Orientação e Estudos da Condição Humana

dulcecritelli@existentia.com.br
*
Original:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq2805200901.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Chavuot

*



















Chavuot

SHAVUOT, celebrado dias 06 e 07 do mês de SIVAN,(este ano nos dias 29 e 30 de maio de 2009), é a festividade da colheita dos primeiros frutos e a comemoração do recebimento das Tábuas da Lei.

Devido o sentido religioso, isto é, porque recorda a revelação da TORÁ, também é conhecida com o nome de ZMAN MATÁN TORATEINU, e por tratar-se, igualmente, de uma festa agrícola, que marca o fim da colheita e a oferenda das primícias, chamam-na também de CHAG HABIKURIM

SHAVUOT é festejado pelos judeus, com muito orgulho, porque se sentem mensageiros dos sábios ensinamentos Divinos e herdeiros do Livro Sagrado, a TORÁ.

Todos os povos civilizados acabaram por reconhecer e aceitar em sua grande parte, o Decálogo dado por Deus à Moisés e à seu povo. Este é o fundamento de todas as grandes religiões monoteístas. Cabe ao povo de Israel a grande glória de haver transmitido os DEZ MANDAMENTOS ao mundo inteiro.
*
Colaboração:
Ricardo Leão - São Paulo-SP
*

Câncer de Pele e Rins

*




















Câncer de Pele e Rins

de: Erda Nemitz
para: Eudison de Paula Leal
data: 27 de maio de 2009 18:44

Boas notícas são para partilhar

Já existe vacina anti-câncer (pele e rins). Foi desenvolvida por cientistas médicos brasileiros, uma vacina para estes dois tipos de câncer, que mostrou-se eficaz, tanto no estágio inicial como em fase mais avançada.

A vacina é fabricada em laboratório utilizando um pequeno pedaço do tumor do próprio paciente. Em 30 dias está pronta, e é remetida para o médico oncologista do paciente.
Nome do médico que desenvolveu a vacina: José Alexandre Barbuto
*
Hospital Sírio Libanês - Grupo Genoma.
Telefone do Laboratório:0800-7737327
(falar com Dra. Ana Carolina ou Dra. Karyn, para maiores detalhes)
Site: www.vacinacontraocancer.com.br
*
Isto é algo que precisa ser repassado.
Alguém pode estar precisando!
Por favor, divulguem esta vitória da medicina genética brasileira!
*

27 de mai de 2009

Cientistas Espíritas

*





















Cientistas Espíritas

Willian Crookes sábio inglês e pesquisador de grande acuidade realizou durante os anos de 1870 a 1873, experiências, que se tornaram clássicas, com a médium extraordinária que foi Florence Cook; as mais completas do gênero demonstraram à sociedade que os fantasmas voltam e se tornam visíveis, tangíveis e examináveis, de modo a não deixar dúvidas quanto à imortalidade do Espírito e sua possibilidade de comunicação com os vivos. O Espírito Katie King deu a Crookes todas as oportunidades de exame, sério e cercado de todas as cautelas, de comprovação de sua imortalidade, mediante métodos rigorosamente científicos.

Frederico Zollner, notável físico alemão, utilizou-se, em 1877, de outro grande médium do passado, Henry Slade e, agindo como verdadeiro homem de ciência, que era, conseguiu extraordinários fenômenos de materialização, de transporte, de levitação e de escrita direta. Para explicar fenômenos de penetração da matéria pela matéria, imaginou uma quarta dimensão, característica dos seres que habitam o mundo invisível, ou dos Espíritos.

Willian Crawford é outro nome da Ciência, professor do Instituto Técnico e da Universidade de Belfast, que a história das pesquisas psíquicas apontará, um dia, como dos seus mais destacados e competentes cultores. A levitação de objetos foi estudada por ele com extremos cuidados e, graças aos componentes do "Círculo Goligher", grupo de médiuns de que se destacava a senhorita Kathlen Goligher, pôde comprovar a formação de uma alavanca formada por ectoplasma - o cantilever, de que se valeriam os Espíritos para fazer levitarem objetos pesados (mesas etc.).
Depois de estafantes experiências realizadas entre 1916 e 1920, Crawford, diz René Sudre, "suicidou-se no dia 30 de julho de 1920, durante um acesso de febre cerebral, devido ao esgotamento profissional e às condições criadas pela guerra".
Terminamos esta ligeira e incompleta citação de sábios, que se ocuparam com os fenômenos espíritas pelo nome glorioso de

Ernesto Bozzano, em cuja autobiografia confessa: "Nunca fiz outra coisa senão estudar." Bozzano trabalhou, como sabemos, com a grande Eusápia Paladino, a extraordinária médium italiana, que lhe proporcionou a observação de numerosos fenômenos de efeitos físicos. É inestimável a contribuição de Ernesto Bozzano ao estudo da Ciência espírita. São numerosas as obras, todas esplêndidas, que escreveu, a respeito, muitas traduzidas para o Português:o
FENÔMENOS DE TRANSPORTE,
A CRISE DA MORTE, FENÔMENOS PSÍQUICOS, PENSAMENTO E VONTADE, ENIGMAS DA PSICOMETRIA,
XENOGLOSSIA, ANIMISMO OU ESPIRITISMO?, METAPSÍQUICA HUMANA, COMUNICAÇÃO MEDIÚNICAS ENTRE VIVOS, MATERIALIZAÇÕES DE ESPÍRITOS etc.

Friedrich Zöllner, professor de Física e de Astronomia na Universidade de Leipzig, ao lado de William Edward Weber, professor de Física, de Scheibner, professor de matemática e de Gustave Theodore Fechner, professor de Física e filosofia naturalista, se declararam "perfeitamente convencidos da realidade dos fatos observados (com o médium Henri Slade), e de que aí não havia nem impostura nem prestidigitação".

Doutor Gustave Geley, professor da Faculdade de Medicina de Lyon, estudou o ectoplasma e os fenômenos de materializações. Obteve moldagens de cera, impossíveis de serem reproduzidas por outro processo e que estão conservadas no Instituto Metapsíquico International em Paris.

Charles Richet, professor da Faculdade de Medicina de Paris, prêmio Nobel de Fisiologia e autor do "Tratado de Metapsíquica", participou nas experiências de Geley e naquelas da Comissão de Milão em 1892, com Cesare Lombroso, antropologista professor na Faculdade de Medicina de Turin, Alexander Aksakof, sábio russo conselheiro do kzar, e Carl du Prel, filósofo de Munich. Trouxe com ele, em 1894, a médium Eusapia Paladino, em companhia de Oliver Lodge, médico inglês, e de Frederic Myers. Este último chegou à conclusão de que a hipótese espírita era a única capaz de dar conta de todos os fenômenos que havia observado.
*

SinapsesLinks, muito obrigado!

26 de mai de 2009

Música canalizada

*



















Música canalizada

A música canalizada é um processo recente no meio espiritualista mundial. Trata-se de uma sintonização musical seguindo alguns parâmetros. Um deles, é a sintonização de energias sutis relacionadas a pessoas, animais, plantas, paisagens, sentimentos, etc.
Nos últimos anos desenvolvemos um outro tipo de processo musical que inclui a canalização, que chamamos de “mantra codificado”. O mantra codificado é a transformação de palavras em notas musicais segundo processos derivados da Cabala Hebraica. Quando obtemos as notas exatas que devem fazer parte da música, então sintonizamos sua melodia final.

Música canalizada pessoal

A música canalizada pessoal é aquela feita para uma pessoa. Ela deve conter a energia desta pessoa, de modo a ajudá-la no processo de reequilíbrio energético, emocional e espiritual. Para fazermos a música canalizada pessoal, precisamos do nome completo de nascimento da pessoa, bem como sua data completa da nascimento.
*
Contato: pstekel@gmail.com
Paulo Stekel
*

Silêncio

*



















A música: sons e tempos (silêncios)

A partitura, música "traduzida" para o papel, mostra as notas musicais, clave e pentagrama. Não consigo decifrá-la de forma alguma... Uma frustração que já deixei de lado, quase esquecida, pois o único objeto que mais se aproxima de um instrumento musical e que considero saber usar é o apito.

É muito provavel que não me veja envolvido com esse aprendizado nesta vida.

Mas como eu ia escrevendo, na partitura, há os tempos na execução da música. Esses tempos, espaços ou - por que não? - "silêncios". Já ouvi algumas composições onde os intérpretes (maestros) conduzem os músicos e o resultado da composição teriam, se não estou enganado neste respeito - tempos discretamente diferentes.

Não respeitar otempo dentro da própria composição, entretanto, possibilitaria tornar a música harmoniosa em puro ruído. Porque a música que se padronizou com o tempo, é matematizada; De modo que uns dizem que músicaé matemática e vice-e-versa.

Há toda uma sorte de informações naqueles símbolos que, obviamente, uma vez entendida, se transformará no som previsto quando executado por instrumentos musicais.

Mas os tempos entre as notas são tão importantes no conjunto da obra? Se forem, como entendê-los?

A harmonia e melodia dão o ritmo da música. Antes de continuar, o termo TEMPO em música, não é o mesmo do uso "comum" que faço aqui. O "tempo" que me refiro e referirei sem que eu informe o contrário, é aquele entre uma nota e outra; Justamente o espaço de tempo entre a produção de um som e o próximo. Uma sucessão, ou seja, a sequência de sons é, enfim a Melodia, enquanto que a Harmonia são os sons tocados juntos.

Em música, este sentido comum de tempo é o intervalo considerado entre as Marcações.

Uma vez firmadas as diferenças, o que torna possível distinguir uma composição de um ruído é esse pequeno espaço, essa pequena duração de "vida" do som entre a marcação e outra (na partitura, marcações são as linhas verticais). É alí que o estímulo meramente mecânico, deixa de sê-lo e gera ou "se converte" em som.

É fácil imaginar isto, por exemplo, quando o músico desliza o arco sobre o violino, violoncelo; Os dedos acionam as teclas do piano, cravo, e também das teclas de metal do oboé, tuba associando a expiração pulmonar).

Ouvir, é necessariamente identificar um som em determinada duração (tempo). Como sugestão, e para evitar confusão, deixo de lado as definições de mono e polifonia, mas aos interessados, vale a pela buscar esses temas na Internet, saber que compositor introduziu e revolucionou a música tratando corretamente a polifonia.

Vai acontecendo, assim, uma sequência de fatores - antes "frios", isolados - que corroboram para o aparecimento, para o nascimento da obra musical. "Sequência" da idéia de "aquilo que se segue - no tempo - mais de uma vez, ou repetidas vezes".

Sem tempo, não há vida.

Os pitagóricos, seguidores de, ou influenciados pelo filósofo Pitágoras (571-0 a.C. até 532-1 a.C. - século VI a.C, portanto) deviam entender a importância do silêncio. Seu mestre teria-lhes ensinado que tudo no Universo é número, tudo é música, fazendo clara referência a matemática e a música e, mais que isso, que ambas são expressões da mesma coisa.

"Se o que tens a dizer não é mais belo que o silêncio, então cala-te".

Com autoria atribuída a Pitágoras, antes de indicar uma manifestação colérica, um sermão, lembremos que silenciar trata-se de dar oportunidade à vida. Era o ensinamento mais amoroso a se oferecer, embora pareça o contrário.

De fato, a crença do mestre era tal a este respeito que acredita-se que Pitágoras impunha aos candidatos de sua "escola", 5 anos de silêncio para que eles o entendesse (A Lei iniciática do silêncio).

Filosoficamente, a palavra (conhecimento, ensinamento, discurso) só existe porque identificamo-la separando-a da próxima. Eu poderia escrever tudo juntoou separando aspala vra sem pontosdiversos e voce teriadi ficulda dede compreendê-las. Claro que a extensão intelectual proposta vai além disso: Ouvir uma palavra (novamente entenda como discurso, narrativa, ensinamento, acontecimentos) sem respeitar o tempo de seu nascimento, é criar "ruído".

Ouvir é respeitar o silêncio necessário para que a vida aconteça, é assimilar, o que foi imputado. É deixar "reverberar" como autofalantes em uma caixa acústica, é refletir, articular... É permitir que o que foi germinado, rebente.

Dentre várias possibilidades que o tema oferece, a Pitágoras poderia-se atribuir a comunhão dos diferentes (silêncio e som); Uma regra de convivialidade (o diálodo = DI, de "dois", ou seja, plural) sugere 1. ouvir, entender a idéia do outro e 2. depois falar; Um aspecto político (julgue - deixe reverberar - segundo seus valores o que se apresenta).

Claro, entretanto é o aspecto do desenvolvimento do Homem, sua busca pela verdade (distinção/ oposição à mentira, ao falso), pela precisão de seus conhecimentos a partir dos fatos do Mundo.

Sem risco de desafinar, é conhecer a verdade... É conhecer Deus, pois tudo no Universo é Música.

Luciano de Almeida Peruci
*
Oi Luciano!
Você é um colaborador frequente.
Estou te agradecendo a presença.
Seus temas são sempre lindos e educativos.
Receba meu abraço fraterno.
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

25 de mai de 2009

The little dash

*

Engenharia com Sabedoria

*

Soyuz TMA-15

*



















Soyuz TMA-15

Nave espacial russa Soyuz TMA-15 é transportada para a plataforma de lançamento do cosmódromo Baikonur, no Cazaquistão; a nave, que será lançada no dia 27 deste mês, levará um cosmonauta russo e dois astronautas (um belga e outro canadense) para a Estação Espacial Internacional Sergey - Ponomarev/AP
*
Fonte:
http://noticias.uol.com.br/album/090525_album.jhtm?abrefoto=4#fotoNav=3
*

Questionando dr. Fritz

*




















Questionando dr. Fritz

"Técnicos da Apevisa afirmaram que os atendimentos eram feitos sem nenhuma higiene, com material não esterelizado, sem luvas e manipulando sangue. Já foram atendidas, desde o dia 31 de agosto, mais de 10 mil pessoas."
*
Texto completo:
http://missionariaandrea.blogspot.com/2008/09/cirurgias-espirituais-de-dr-fritz-so.html
*
Amigo visitante, você pode opinar?
Aguardo seus comentários.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

24 de mai de 2009

Câncer tem cura!

*




















Em julho de 1995, Frei Bernardo Kleinert, OFM, sofre intervenção cirúrgica, na qual lhe é cortada a falange do segundo pododáctilo esquerdo. Em novembro do mesmo ano, perde o primeiro dedo do mesmo pé. A radiografia fala em osteomielite aguda, agravada pela diabete.

No dia 04.01.96, o superior provincial, Frei Nestor Inácio Schwerz, é intimado a redigir autorização, em nome da Ordem e da família, em que liberaria a junta médica a amputar a perna do frade, do joelho para baixo, com o intuito de se evitar a propagação da gangrena. O local das operações anteriores mantinha vasta área em necrose, apresentando falta de circulação e total insensibilidade. Frei Bernardo, que mede 1,93m, pesa 77kg.

Na primeira semana de janeiro de 1996, pediu-se tempo à equipe médica e iniciou-se a terapia com babosa, via oral, bem como aplicações tópicas, alternando chás de alpiste, malva, carqueja, nogueira, jambolão, alcachofra e, após as refeições, uma dose de cloreto de magnésio.

Terminado o conteúdo do primeiro frasco, em quinze dias, a ferida reduzira-se em 50. O local da cirurgia agora irriga-se com sangue, o que o oxigena. Recupera-se a circulação e a sensibilidade. Tudo sem qualquer outro remédio químico.

No dia 22.03.96, bate-se nova chapa no hospital Divina Providência, de Porto Alegre. Df. Mauro T. Master interpreta o exame, estabelecendo paralelo com as radiografias anteriores. Seu veredicto: "Regressão provavelmente total dos sinais de osteomielite no primeiro metatarsiano. Demais aspectos inalterados". Com data de 25.09.96, a última radiografia, tirada no mesmo nosocômio e interpretada pelo mesmo profissional, reza: "Houve ressecção do segmento distal do 12metatarsiano. Regrediu o edema das partes moles do pé. Demais aspectos inalterados". A ferida de ontem não passa, hoje, de cicatriz.

No início de outubro, Frei Bernardo regressa ao convento São Boaventura, de Daltro Filho, Imigrante, reassumindo suas atividades de rotina, tendo recuperado, após oito meses de tratamento com babosa, seu peso normal de 95 quilos e apresentando 85-95 os valores da diabete, quando o máximo tolerável é 100.
*
Editora Vozes
vendas@vozes.com.br
*
Colaboração:
Carlos Antônio Carneiro de Camargo
São Paulo-SP
*
Publicado em: Sinapseslinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Muito obrigado!

*

23 de mai de 2009

Uma Nação com Alma de Igreja

*



















Uma Nação com Alma de Igreja

Obra faz minuciosa análise sobre a religiosidade nos EUA
Lins da Silva organiza a coletânea de ensaios "Uma Nação com Alma de Igreja"

ANTÔNIO FLÁVIO PIERUCCI
ESPECIAL PARA A FOLHA

O país mais rico e poderoso do mundo capitalista é também o mais religioso -um fenômeno. A aparência de contradição nos termos funciona como provocação à curiosidade analítica de cientistas sociais e outros observadores profissionais, como os jornalistas.

O livro "Uma Nação com Alma de Igreja", organizado pelo jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva, ombudsman da Folha, aceita a provocação e monta-lhe um cerco com seis ensaios mais um, a introdução assinada por Gilberto Dupas.
Fato há muito sabido, não faz tanto tempo assim que se passou a falar nele com tanta insistência e tempo dedicado como se faz agora. Dados para comprovação do fenômeno é que não faltam; pelo contrário, são levas. E toda vez se repetindo no apontar o essencial: a "excepcionalidade americana" de manter no olho do furacão da modernidade capitalista uma oxigenação religiosa efetiva e generalizada dos mundos da vida social.

Independentemente do teor dos dados, se de natureza objetiva (índices de frequência a cultos, de recrutamento de pastores e padres, de suporte monetário às igrejas etc.) ou subjetiva (porcentagem de quem declara crer em Deus, na salvação da alma individual por Cristo, na vida após a morte etc.), o fato é que todos os índices estatísticos de comportamento religioso são muito mais altos nos EUA que nos outros países. Convergem normalmente para cima na aferição do fato nu e cru do vigor da vida religiosa naquele país, demonstração que já assume ares de afirmatividade identitária.

Teorias antagônicas
É bom lembrar, porém, que essa realidade factual "já está" interpretada teoricamente na sociologia de maneiras antagônicas: ou bem no bojo da clássica "teoria da secularização", ou bem na esteira de uma agressiva "tese da dessecularização". Da primeira resulta essa figura do "excepcionalismo americano", que diz o seguinte: se a modernidade implica secularização, a forte presença da religião "no país mais moderno do mundo moderno" só pode representar uma exceção à regra.
A segunda defende a inversão dessa figura, pondo a Europa -porque secularizada- no lugar dos EUA: "a exceção é a Europa", a religião vai bem obrigado no resto do planeta. Logo, babau secularização.

Alto lá! O "excepcionalismo europeu" é uma tese dos neoconservadores. Há que se ter cautela para não cair na cilada neoconservadora quando se apresenta o viço da religião na "Christian America" do século 21. Neoconservador americano é assim, teima em querer que a modernidade volte a ser tão religiosa quanto lá.
Ao apontar para a Europa em bloco como uma exceção, o neoconservador evita expor que é bem comprida a lista dos países desenvolvidos com religiosidade em permanente declínio: Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Espanha, Suíça, Holanda, Suécia, Itália, hoje até a Polônia...

Por toda parte na Europa ocidental e central a vida religiosa não mostra essa bola toda que exibe nos EUA. Vem então o neoconservador e decreta que esse múltiplo desmentido europeu da inopinada tese da dessecularização é a única exceção à regra -a nova regra que os EUA estariam a enunciar com sua robusta vida religiosa.
Minucioso na análise de curto e longo prazo, o livro de Lins da Silva impõe-se como estudo sério, desapaixonado, honesto a ponto de deixar que ao longo da leitura sejamos aqui e ali alertados dos indesejáveis efeitos colaterais que pode haver em esbaldar-se de religião um país tão narcisista e poderoso como os Estados Unidos da América.

ANTÔNIO FLÁVIO PIERUCCI, sociólogo da religião, é autor de "Ciladas da Diferença" (34) e chefe do Departamento de Sociologia da USP.

--------------------------------------------------------------------------------
UMA NAÇÃO COM ALMA DE IGREJA: RELIGIOSIDADE E POLÍTICAS PÚBLICAS NOS EUA
Organizador: Carlos Eduardo Lins da Silva
Editora: Paz e Terra
Quanto: R$ 36 (288 págs.)
Avaliação: bom
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2305200919.htm
*

Leitores eletrônicos

*




















Leitores eletrônicos

Mercado acadêmico é potencial plataforma
Com pré-lançamento do Kindle Deluxe, Amazon vê boom no meio universitário

Para editores brasileiros, a possibilidade de "carregar" muitos livros, sublinhar os textos e fazer anotações deve atrair universitários

No início desta semana, a revista eletrônica TheBookseller.com, especializada no mercado editorial, noticiou que o pré-lançamento do Kindle Deluxe (ou DX), que só estará disponível no verão americano, é uma estratégia da Amazon para enfraquecer eventuais concorrentes como a Apple e a Sharp na "guerra dos leitores eletrônicos de livros didáticos" esperada para breve. Ambas empresas estariam preparando dispositivos de leitura, com telas coloridas e mais interatividade, sugeridos como ideais para livros didáticos, como o novo Kindle.

Em entrevista à revista, Evan Schnittman, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Oxford University Press, a editora da Universidade de Oxford, afirma que conquistar os exigentes universitários, com a venda dos aparelhos eventualmente subsidiada pelas instituições de ensino superior, funcionaria como uma plataforma ideal para alcançar demais leitores.

Para Luciana Villas-Boas, diretora-editorial da Record, ainda que o livro impresso seja uma "invenção imbatível", a versão eletrônica "atingirá em cheio a área acadêmica":
"Aquele estudante que compra, ou gostaria de comprar, mas não tem dinheiro, dez a doze livros por semestre, para carregar para lá e para cá, certamente vai amar o livro eletrônico", afirma Luciana.

"Ou qualquer profissional que esteja trabalhando com várias obras simultaneamente [como um editor]. Isso já representará um abalo sísmico para a indústria. Não acabará com ela, mas pode diminuí-la consideravelmente."

Paulo Roberto Pires, da Agir, diz que "não se vê lendo romances", por exemplo, num leitor eletrônico. "É mais uma opção sobretudo para a leitura de obras de referência e material de trabalho, porque é possível fazer anotações, sublinhar etc."
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2305200909.htm
*

Espiritismo com alma

*




















ESPIRITISMO COM ALMA

Dissociar o Cristianismo da Revelação Espírita é como retirar-lhe a alma, deixando o corpo perecível a caminho da putrefação.

Toda a história da Doutrina Espírita evoca, na sua beleza pujante, o Cristianismo primitivo, na grandiosidade do holocausto dos seus servidores.

Mesmo quando o bisturi da ciência mergulha a sua lâmina aguçada no corpo da fenomenologia probante da imortalidade da alma, encontramos a resposta ético-moral do comportamento do ser que sobrevive à tumba, que brinda uma filosofia de comportamento em forma de dever para a paz.

Em uma análise, mesmo que perfunctória, das nossas experiências socorristas, defrontamos a ação da caridade como sendo a condição primacial do silêncio que nos devemos impor, na sala mediúnica, que evoca a antiga catacumba, onde os cristãos afervorados calavam as suas ansiedades para o interlóquio de Jesus, o convívio com as suas testemunhas e a comunhão com os imortais.

Deixemos aos companheiros da existência transitória do corpo a persuasão de que o Espiritismo, dissociado da fé cristã pode constituir-se uma ciência, e nós outros, que encontramos em Jesus o Modelo extremo da vida, sigamos-Lhe as pegadas, irradiando nosso sentimento de amor aos encarnados e aos companheiros da imortalidade banhados de lágrimas e acoimados de remorsos, para os ajudar a sair da ignorância no rumo da Grande Luz.

Doutrina abençoada, que projeta as informações da imortalidade no caos das transitórias presunções humanas, é hoje a estrela polar no mundo convulsionado e em trevas aguardando rumo.
Publicada por amo a poesia em Sexta-feira, Maio 15, 2009
Autor: Divaldo P. Franco/João Cleófas
*
Fonte:
http://pensamentostextospoesias.blogspot.com/2009/05/espiritismo-com-alma.html
*

22 de mai de 2009

Muçulmanos Indonésios

*




















22/05/2009 - 14h30
Clérigos muçulmanos indonésios autorizam uso "prudente" do Facebook

Religiosos muçulmanos indonésios pediram aos internautas que utilizem os sites sociais, como o Facebook, com cautela, já que para eles os portais favorecem "as fofocas e as obscenidades". O pedido foi feito nesta sexta-feira (22), após um debate sobre o quão prejudicial poderiam ser os sites de relacionamentos.

Reunidos em uma escola muçulmana da ilha de Java, os religiosos discutiram o uso da internet e as consequências religiosas, morais e educativas na Indonésia --maior país muçulmano do mundo.

31.jan.06-Reuters

Parte dos clérigos defendeu que proibição do Facebook não soluciona "obscenidades"
Parte dos 700 clérigos reunidos --dentre eles, o Conselho de Ulemás da Indonésia-- defendeu durante os debates que a proibição do Facebook não solucionaria o problema.

Os imames estão preocupados com a possibilidade de os jovens indonésios usarem redes de relacionamento para oferecer serviços sexuais através da internet, como acontece na Tailândia.

Ao fim da reunião, os religiosos publicaram um conselho, no qual reconhecem que sites como o Facebook e o Orkut permitem reduzir as fronteiras e favorecer os contatos. "Mas também favorecem as fofocas e a crítica aos demais, algo contrário à lei do islã", acrescenta o texto.

"Proibimos o uso de Facebook e de outros sites de socialização, caso não favoreçam o ensino do islã", afirmou à imprensa o porta-voz da reunião, Abdul Muid Shohib.

O Facebook é um sucesso na Indonésia, país com a quarta maior população do mundo, com 234 milhões de habitantes. O uso da internet ainda é limitado. O site é o mais visitado do país, à frente de ferramentas de busca como Google e Yahoo, segundo o Alexa.com, que avalia o tráfego na rede.

Com agências Efe e France Presse
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u570044.shtml
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Céu Estrelado! Muito Obrigado!

*

Espírita na Net

*



















Espírita na Net

Conheça:
http://espiritananet.blogspot.com/
*
Fraternalmente,
Leal
*

21 de mai de 2009

SinapsesLinks @ LexxeAlpha

*























SinapsesLinks @ LexxeAlpha

Amigo Visitante,
O site Lexxe Alpha anota tudo sobre o seu site ou blog.
Faça um teste:
http://www.lexxe.com/
No campo de pesquisa digite: sinapseslinks
Observe o resultado... quanta informação é retornada!
Gostaria de ouvir sua opinião.
Muito obrigado.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

God

*

Jesus Christ

*

Pindamonhangaba

*

Spirit

*

Chico 100 anos em 2010

*





















3o CONGRESSO ESPÍRITA BRASILEIRO
Projeto Centenário de Chico Xavier

O Foco do CONGRESSO serão as obras psicográficas de CHICO XAVIER – o médium espírita mais conhecido de nossos tempos. Estas obras contribuíram para a difusão do Espiritismo, a expansão do Movimento Espírita no Brasil e no Mundo, e, para encorajar os espíritas ao estudo e à prática da Doutrina Espírita.

O 3o Congresso Espírita Brasileiro se insere no “Projeto Centenário de Chico Xavier”, promovido pela Federação Espírita Brasileira, que tem por objetivo enfatizar a obra de Chico Xavier e contribuir com a memória de sua atuação.

Período: 16 a 18 de abril de 2010
Local: Centro de Convenções Dr. Ulysses Guimarães, em Brasília
Tema Central: “Chico Xavier: Mediunidade e Caridade com Jesus e Kardec”

Temas para o programa do Congresso:

(Aprovados pelo Conselho Federativo Nacional da FEB, em novembro de 2008)

■ “Chico Xavier: Mediunidade e Caridade com Jesus e Kardec”;
■ “A interpretação do Evangelho nas obras de Emmanuel”;
■ “Orientações para a infância e para a juventude nas obras de Chico Xavier”;
■ “Proposta educacional nas obras psicográficas de Chico Xavier”;
■ “A Vida Moral nas Obras de Emmanuel”;
■ “Momento Lírico com Base em “Parnaso de Além Túmulo”;
■ “Coerência entre as Obras da Codificação e de Chico Xavier”;
■ “Atualidade da Obra Psicográfica de Chico Xavier – Informações Científicas”;
■ “André Luiz e o Mundo Espiritual”;
■ “Contribuições às Provas da Imortalidade da Alma”;
■ “Coerência entre a Vida e a Obra de Chico Xavier”;
■ “Missão do Brasil na ótica de livro de Humberto de Campos”;
■ “Bezerra de Menezes, Chico Xavier e o trabalho de unificação”;
■ “Contribuição das Obras de Chico Xavier para a Doutrina e Movimento Espírita“;
■ “Amor – Fonte de Vida”;
■ “As Cartas Familiares”;
■ “Compreensão da Justiça Divina – Consolo e Esperança”;
■ “O Livro Espírita – Orientação para uma Nova Era”.
*
Fonte:
http://www.100anoschicoxavier.com.br/index.html
*
Publicado em: Sinapseslinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

20 de mai de 2009

Sobrenome Leal, no mundo

*





















Sobrenome Leal, no mundo

Faça um teste com o seu próprio sobrenome:
Click: http://www78.wolframalpha.com/
*
Você pode opinar sobre este novo site científico?
Estou no aguardo.
Fraternalmente,
Leal - aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

SinapsesLinks - Muito Obrigado!

*

Tudo é Amor!

*





















Tudo é Amor!

Vida - É o Amor existencial
Razão - É o Amor que pondera 
Estudo - É o Amor que analisa
Ciência - É o Amor que investiga
Filosofia - É o Amor que pensa
Religião - É o Amor que busca Deus
Verdade - É o Amor que se eterniza

Ideal - É o Amor que se eleva
Fé - É o Amor que se transcende
Esperança - É o Amor que sonha
Caridade - É o Amor que auxilia
Fraternidade - É o Amor que se expande
Sacrifício - É o Amor que se esforça
Renúncia - É o Amor que se depura 

Simpatia - É o Amor que sorri
Altruísmo - É o Amor que se engrandece
Trabalho - É o Amor que constrói
Indiferença - É o Amor que se esconde
Desespero - É o Amor que se desgoverna
Paixão - É o Amor que se desequilibra
Ciúme - É o Amor que se desvaira
Egoísmo - É o Amor que se animaliza

Orgulho - É o Amor que enlouquece
Sensualismo - É o Amor que se envenena
Vaidade - É o Amor que se embriaga
 
Finalmente o Ódio, que julgas ser a antítese do Amor, não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente.
 
Chico Xavier
*
Colaboração:
Aylla Harard - Guaratinguetá-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

18 de mai de 2009

Billy Graham

*


















Billy Graham

Falando na TED, em 1998, o Rev. Billy Graham maravilha-se com o poder da tecnologia para melhorar a vida e mudar o mundo -- mas diz que o fim do mal, sofrimento e da morte virá somente após o mundo aceitar a Cristo. Uma palestra lendária dos arquivos da TED.
(Palestra em inglês e legendada em português)
*
Fonte:
http://www.ted.com/index.php/translate/languages/por_br
*
Colaboração:
Douglas Camargo Leal - São Paulo-SP
*

Melhores de 2008

*





















Melhores de 2008

----------------------------------------------------------
Publicação lista as descobertas importantes do ano passado
----------------------------------------------------------

Recebi recentemente um exemplar da publicação americana "Science News" com uma lista das 20 mais importantes (de acordo com eles) descobertas científicas de 2008. Resolvi fazer uma seleção das que são mais relevantes aos temas de que tratamos aqui na coluna.
Gostaria de incluir outras, mas o espaço é curto. Aqui vão:

1. Planetas extrassolares fotografados: dois grupos de astrônomos apresentaram as primeiras fotografias de planetas girando em torno de outras estrelas. Um deles, usando o Telescópio Espacial Hubble, identificou um planeta em torno da estrela Formalhaut, a 25 anos-luz de distância da Terra. O outro, usando dois enormes telescópios no topo da montanha Mauna Kea, no Havaí, fotografou nada menos do que três planetas girando em torno da estrela HR 8799, a 130 anos-luz da Terra. Ou seja, pela primeira vez na história, astrônomos fotografaram um outro sistema solar.
A caça a planetas extrassolares começou há pouco mais de dez anos. E já são mais de 300 deles. Isso leva os cientistas a uma conclusão muito importante: se a maioria das estrelas tem seus planetas, o número de planetas por galáxia é gigantesco. Só na nossa, que tem em torno de 300 bilhões de estrelas, pode haver mais do que um trilhão de planetas. E isso sem contar as luas! Se estamos interessados em vida extraterrestre, esses números indicam que não faltam possíveis casas onde a vida pode ter surgido.

2. O gigantesco acelerador de partículas LHC é ligado -e desligado: localizado na fronteira entre a Suíça e a França, o acelerador passou o em seu primeiro teste quando foi ligado, no dia 10 de setembro. Prótons viajaram pelo percurso de 27 quilômetros em túneis cem metros abaixo do subsolo com velocidades próximas à da luz. O objetivo do acelerador é colidir prótons com outros prótons, transformando sua energia de movimento em matéria segundo a famosa fórmula E = mc2. (Quanto mais rápidos os prótons, mais energia têm e mais matéria pode ser gerada em suas colisões).
Uma das perguntas a que os cientistas querem responder com o LHC é de onde vem a massa de partículas como o elétron e os quarks, componentes dos prótons. Infelizmente, um vazamento de hélio líquido que refrigera os ímãs supercondutores no túnel levou ao fechamento do acelerador até julho deste ano. Com o filme "Anjos e Demônios" saindo agora (que se passa, em parte, no laboratório onde fica o LHC), a popularidade do experimento é enorme. Como são, também, as expectativas de resultados.

3. Macaco controla braço mecânico com seu cérebro: eletrodos foram implantados nos cérebro de macacos na região que controla o movimento muscular. Usando o seu pensamento, ou a intenção de mover o braço, os macacos conseguiram aperfeiçoar seu controle do braço mecânico a ponto de alimentar-se com ele. Um computador traduziu a atividade elétrica dos neurônios dos macacos em sinais para o braço. A promessa de próteses é enorme. Infelizmente, no momento, os eletrodos implantados no cérebro de macacos ou mesmo de pessoas acabam atacados pelo sistema imunológico como invasores.

4. Nova evidência indica que vida na Terra começou bem cedo: cristais de zircão datando de 4,2 bilhões de anos atrás indicam possível atividade biológica. Até então, os primeiros sinais de vida na Terra datavam de, no máximo, 3,8 bilhões de anos atrás. Se comprovada, essa descoberta indicará que a vida aqui surgiu bem antes do que o esperado e sob condições bem dramáticas: muito vulcanismo e quedas de asteroides. Se isso ocorreu aqui, a possibilidade de ter ocorrido em outros planetas aumenta bastante.
*
--------------------------------------------------------------------------------
MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "A Harmonia do Mundo"
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe0305200903.htm
*

Compreendendo

*




















COMPREENDENDO

Emmanuel

Temos, porém, este tesouro em vasos de barro para que a excelência do poder seja de DEUS e não de nós."–Paulo (II Coríntios, 4,7)

Sigamos compreendendo.

Lembra-te de que os talentos da fé e o conhecimento superior, o Dom de consolar, e a capacidade de servir, não obstante laboriosamente conquistados por teu esforço, constituem bençãos do Criador em teu coração de criatura.

Não te furtes, desse modo, à lavoura do bem, a pretexto de te sentires ainda sob a influência do mal.

Até alcançarmos triunfo pleno sobre nossos desejos malsãos, sofreremos na vida, seja no corpo de carne ou além dele, os flagelos da tentação.

Tentação da luxúria...
Tentação da vingança...
Tentação da cobiça...
Tentação da crueldade...

Tentações de todos os matizes que emergem do poço de nossos impulsos instintivos ainda não dominados...

Se a tentação, contudo, nasce de nós, a flama da educação e do aprimoramento vem de DEUS, conduzindo-nos para a Esfera Superior.

Não te espantes, assim, à frente do conflito da luz e da treva em ti mesmo...
Segue a luz e acertarás o caminho.

Riqueza mediúnica, fulgurações da inteligência, recursos geniais e consagração à virtude são tesouros do Senhor que, na feliz definição do Apóstolo Paulo, transportamos no vaso de barro de nossa profunda inferioridade, a fim de que saibamos reconhecer que todo amor, toda sabedoria, toda santificação, toda excelência e toda beleza da vida, não nos pertencem de modo algum, mas sim à glória de Nosso Pai, a quem nos cabe obedecer e servir, hoje e sempre.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier
Emmanuel - Livro - Palavras de Vida Eterna
*
Fonte:
http://espiritismo-br.blogspot.com/
*

17 de mai de 2009

A Lei

*

Tem alguém lá fora?

*




















Tem alguém lá fora?

------------------------------------------------------------
Se não procurarmos, jamais encontraremos vida extraterrestre
------------------------------------------------------------

Na semana passada, participei de uma conferência no Space Telescope Institute, a casa do Telescópio Espacial Hubble. Apropriadamente, na segunda-feira o ônibus espacial Atlantis voou em direção ao telescópio-satélite para instalar novas câmeras numa última viagem de revisão e reparos. O venerável instrumento, um dos mais famosos da história da tecnologia, será aposentado em 2014, após 24 anos de serviço.

A missão da Atlantis e seus sete astronautas é das mais arriscadas até hoje, devido à quantidade de lixo espacial na mesma órbita do Hubble, a uma altitude aproximada de 500 quilômetros. Técnicos da Nasa estimam a probabilidade de colisão com um micrometeoro (pedaços de satélites abandonados ou dos dois que colidiram em fevereiro) em 1 em 229 -relativamente alta. As diretrizes de segurança da Nasa estipulam uma probabilidade mínima de 1 em 200.

O trânsito espacial em torno da Terra está ficando bem congestionado. Espero que o Hubble consiga sobreviver mais cinco anos.

A conferência tratava de um tópico um tanto popular, a busca por vida no Universo. Vou tratar de assuntos diversos em outros domingos, mas hoje queria começar por uma das palestras finais, apresentada por Jill Tarter, uma das cientistas líder do projeto Seti, a busca por inteligência extraterrestre. Quem viu o filme "Contato", inspirado no romance homônimo de Carl Sagan, deve lembrar da heroína do filme, interpretada pela atriz Jodie Foster, que tentava "ouvir" transmissões de rádio feitas por civilizações tecnologicamente avançadas vivendo em planetas distantes. Do mesmo modo que nossos rádios captam ondas emitidas por antenas transmissoras, se apontarmos uma antena bem sensível na direção de um planeta poderíamos, em princípio, ouvir as transmissões feitas de lá. Claro, eles também podem estar na escuta...

Na prática, essa busca é extremamente complexa. As chances de sucesso são quase nulas. A transmissão tem de ser na nossa direção, com uma potência suficiente para que nossas antenas possam captá-la, e numa frequência em que estejamos sintonizados. Como sabemos dos nossos rádios, para ouvirmos algo temos de sintonizar numa estação, por exemplo, 98,5 MHz, o que significa uma onda de rádio com 98,5 milhões de ciclos por segundo. Qual seria a estação dos ETs? Existe essencialmente um número infinito de frequências. Escolher as mais "prováveis" envolve um jogo de adivinhação muito subjetivo.

São já 50 anos de Seti e até agora nada. Isso não surpreende a dra. Tarter.
"Estamos apenas engatinhando em nossa busca. Nossa civilização é muito jovem, temos poucos recursos. Por outro lado, se não procurarmos, jamais encontraremos". Verdade. Mesmo que a chance de sucesso seja muito pequena, imagine se, um dia, os cientistas do Seti captam um sinal que é claramente produzido por outra civilização. Alguns acham que tal descoberta seria a mais importante da história, que tudo mudaria: não só não seríamos o único planeta com vida, mas teríamos companhia tecnológica.

Muito provavelmente, dada a tenra idade da nossa tecnologia, os ETs estariam muito na nossa frente. Quem sabe nos ajudariam a resolver nossos problemas de fome, doenças, efeito estufa... do jeito que as coisas andam, acho melhor nós mesmos cuidarmos dos nossos assuntos. Enquanto isso, quem quiser ajudar pode doar o tempo em que seu computador está parado para que cientistas do Seti possam destrinchar os bilhões de sinais que recebem. Basta ir ao site setiathome .ssl.berkeley.edu. Quem sabe o sinal não chegará ao seu computador?
*
MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "A Harmonia do Mundo"
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe1705200903.htm
*

Bauru on line

*


















Bauru on line

Blog do Leal:
http://bauruonline.ning.com/profile/EudisondePaulaLeal
*
Amigo visitante,
Salve!
Ficarei feliz se você conhecer o link acima.
Sua opinião, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.
Fraternalmente,
Leal
*