7 de out de 2010

Nosso Espírito

*


Nosso Espírito


Porque estamos no mundo?
O que pretende Deus de nós?

Sabendo que Deus é inteligência suprema, causa primária de todas as coisas, eterno, imutável, imaterial , único, onipotente, soberanamente bom e justo,
estas são sempre as duas perguntas que nos fazemos.

Sabemos que o homem é um espírito, ou alma, se preferes dizer, encarnado em um corpo material mas... porque veio ele habitar neste planeta, entre milhões de estrelas deste Universo imenso?

Nosso planeta é considerado pela espiritualidade, um Planeta de Provas e Expiações, no entanto, procuramos nele a felicidade e essa é, naturalmente, a meta de todo indivíduo.

Mas porque tanto sofremos?
Porque não procuramos a evolução do nosso espírito.
Caímos, levantamos, caímos novamente, sem nos darmos conta de que somente cresceremos com o amor e o perdão.

E é tão difícil assim perdoar?

É difícil porque nos falta o conhecimento das leis morais de Deus. Nosso orgulho nos domina, nosso egoísmo nos transforma em seres maus.

Mas quando olhamos para o infinito e sentimos a presença de Deus na beleza do Universo, em toda a Natureza, então nos damos conta que algo mais encontra-se incógnito em nossas vidas.
E começamos a ter fé na sabedoria do Pai que criou os mundos e a nós, seres hoje em diversos graus da evolução.

Mas para que evoluir, se ao morrer nos transformaremos em pó?
Ledo engano.

Ao morrer, quando nos damos conta de que a vida continua, nossa existência passa frente aos nossos olhos, e nossas faltas se nos parecem enormes .

No entanto, Deus que é Pai, não nos envia para o inferno, porque ele não existe, mas o sentimos em nossa consciência.
O Pai amado, nos oferece a oportunidade de reencarnar, exatamente para que possamos nos reajustar perante as leis do amor.

E perante essa grandeza caímos de joelhos implorando seu perdão.
Então, planejamos ou nos é planejada nova vida material, exatamente com aquelas pessoas com quem falhamos.

Diante de tamanha perfeição, porque te atormentas tanto?
Diante de tanta justiça, porque não pensas em ser melhor?

Porque não começar a ver nosso próximo como nosso verdadeiro irmão, sem nos fixarmos em sua raça ou cor, vendo nele somente um companheiro da jornada evolutiva a caminho da evolução.

Assim, passarás a ver a vida exatamente como ela é.
Com paz, alegria e imensa vontade de viver.
Poderás caminhar, respeitando o próximo e enxergando mais além, sabendo o quanto nos prejudicam o ódio e o rancor.

Um dia teremos de nos harmonizar com nossos semelhantes, pois sabemos que muito nos será cobrado até que venhamos a ter a capacidade de amá-lo.

Ama a teu próximo:
- Aquele por quem tens rancor, poderá teu sido um teu familiar muito querido.

A mulher que desprezas hoje, poderá ter sido tua mãe, tua irmã, tua filha.
Nunca desprezes a ninguém.
- Ama a humanidade, perdoa o infeliz que não compreende teus princípios e tua fé. Independente de tua religião, ama sempre.

Lembre Deus é amor.

Este é o caminho para tua felicidade.
Se cada um fizer sua parte, a humanidade em breve se reformará.

Pense nisso.
*
Texto de Léa Caruso
Sobre as leis da espiritualidade
caruso.lea@terra.com.br
*
Colaboração:
Paulo Galante
Atibáia-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SinapsesLinks
Seja bem-vindo!
Muito obrigado por seu comentário.
sinapseslinks@gmail.com